A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estresse é a nossa resposta as pressões que desequilibram as nossas vidas. O impacto do Estresse depende de nossos recursos físicos, emocionais e espirituais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estresse é a nossa resposta as pressões que desequilibram as nossas vidas. O impacto do Estresse depende de nossos recursos físicos, emocionais e espirituais."— Transcrição da apresentação:

1

2 Estresse é a nossa resposta as pressões que desequilibram as nossas vidas. O impacto do Estresse depende de nossos recursos físicos, emocionais e espirituais.

3 1. O Estresse é a nossa resposta as pressões Não importa a natureza do Estresse, nosso corpo responde a uma pressão aguda preparando-se para atacar ou fugir. O coração bate mais rápido e mais forte, a pressão sobe, começamos a suar, a tensão muscular aumenta, a adrenalina dá um pulo e mais gordura e açúcar são liberados no sangue como combustível preparando para ação imediata. O Estresse é fundamental á nossa saúde; em si mesmo não é destrutivo. De fato, estamos sempre sob alguma forma de pressão, mesmo dormindo. No início, essa pressão nos motiva, nos estimula nos ajuda a produzir, nos leva as alturas além do que iríamos sem ela. Quando o Estresse ultrapassa nossa habilidade de responder bem nossa produtividade começa a cair e se transforma em aflição e frustração. Se não atendemos aos sinais do estresse, corremos perigo de doenças e outros problemas emocionais. Estar estressado ao ponto de aflição, normalmente indica que precisamos diminuir o ritmo e reavaliar se estamos agindo com as nossas próprias forças ao invés de permitir que o Espírito Santo se assente no trono (para ficar no controle) da nossa vida.

4 2. O Estresse é a resposta ao desequilíbrio de nossas vidas. Uma lei física e psicológica é que tudo sempre está procurando chegar ao equilíbrio ou manter o equilíbrio, chama-se Principio da Homeostase. Quando nosso corpo se sente desequilibrado quanto à alimentação, exercício, descanso ou outras necessidades físicas, manda um recado à nossa mente. Se nós não respondemos ao recado, este se torna mais urgente podendo ser acompanhado por desconforto até por dor. Se não prestarmos atenção à dor, é provável que outros sistemas do corpo vão começar em entrar em desequilíbrio também. Uma lei física e psicológica é que tudo sempre está procurando chegar ao equilíbrio ou manter o equilíbrio, chama-se Principio da Homeostase. Quando nosso corpo se sente desequilibrado quanto à alimentação, exercício, descanso ou outras necessidades físicas, manda um recado à nossa mente. Se nós não respondemos ao recado, este se torna mais urgente podendo ser acompanhado por desconforto até por dor. Se não prestarmos atenção à dor, é provável que outros sistemas do corpo vão começar em entrar em desequilíbrio também.

5 Está mesma experiência acontece na área de necessidades emocionais e espirituais. Quando alguma coisa está desequilibrada em nossos relacionamentos, em nossas emoções ou em nossa vida espiritual, nossa alma ou espírito manda um recado à nossa mente. Perdemos o sentido de harmonia e paz que indica equilíbrio. Se não respondermos a esse recado interior, a esse alarme, ele se torna mais urgente podendo ser acompanhado por desconforto e ate dor. Sempre existe um custo muito alto se não prestarmos atenção à dor. A repressão (endurecimento) da dor emocional bem como da dor espiritual, normalmente levará outras áreas de nossa vida a entrarem em crise, a entrarem em desequilíbrio. Pode ser que, quando reconheçamos que estamos estressados, várias áreas de nossas vidas já estejam desequilibradas. Está mesma experiência acontece na área de necessidades emocionais e espirituais. Quando alguma coisa está desequilibrada em nossos relacionamentos, em nossas emoções ou em nossa vida espiritual, nossa alma ou espírito manda um recado à nossa mente. Perdemos o sentido de harmonia e paz que indica equilíbrio. Se não respondermos a esse recado interior, a esse alarme, ele se torna mais urgente podendo ser acompanhado por desconforto e ate dor. Sempre existe um custo muito alto se não prestarmos atenção à dor. A repressão (endurecimento) da dor emocional bem como da dor espiritual, normalmente levará outras áreas de nossa vida a entrarem em crise, a entrarem em desequilíbrio. Pode ser que, quando reconheçamos que estamos estressados, várias áreas de nossas vidas já estejam desequilibradas.

6 Vivemos em um estado contínuo de transição do equilíbrio para o desequilíbrio e vice-versa. Mudanças, e o estresse que as acompanha, nos tira do equilíbrio, do conforto, da passividade, levando-nos a um desequilíbrio. Responder ao estresse de uma forma saudável nos leva de volta ao equilíbrio. Vivemos em um estado contínuo de transição do equilíbrio para o desequilíbrio e vice-versa. Mudanças, e o estresse que as acompanha, nos tira do equilíbrio, do conforto, da passividade, levando-nos a um desequilíbrio. Responder ao estresse de uma forma saudável nos leva de volta ao equilíbrio. Por incrível que pareça, Deus nos convida ao estresse! Não existe crescimento, nem mudança, sem estresse. Em lugar da palavra Estresse a Bíblia usa palavras como tribulações, provas e tentações. Esses estresses nos rodeiam porque o mundo não funciona segundo a harmonia e os valores de Deus. Por incrível que pareça, Deus nos convida ao estresse! Não existe crescimento, nem mudança, sem estresse. Em lugar da palavra Estresse a Bíblia usa palavras como tribulações, provas e tentações. Esses estresses nos rodeiam porque o mundo não funciona segundo a harmonia e os valores de Deus.

7 Então, o estresse é positivo, porque nos forca a crescer, nos leva a depender de Deus e nos leva a alturas que não chegaríamos sem ele. O estresse torna-se negativo quando não agüentamos tanto desafio e começamos a recuar no crescimento, na dependência de Deus e a parar de subir às alturas ainda não alcançadas. Então, o estresse é positivo, porque nos forca a crescer, nos leva a depender de Deus e nos leva a alturas que não chegaríamos sem ele. O estresse torna-se negativo quando não agüentamos tanto desafio e começamos a recuar no crescimento, na dependência de Deus e a parar de subir às alturas ainda não alcançadas.

8 B.POR QUE MUITAS PESSOAS SE SENTEM ESTRESSADAS? Nós nos sentimos estressados quando o nível do estresse que estamos enfrentando ultrapassa nossos recursos físicos, emocionais e espirituais. Os desafios, então, se tornam ameaças. O estresse se torna aflição. Esse tipo de estresse negativo flui de várias fontes: Nós nos sentimos estressados quando o nível do estresse que estamos enfrentando ultrapassa nossos recursos físicos, emocionais e espirituais. Os desafios, então, se tornam ameaças. O estresse se torna aflição. Esse tipo de estresse negativo flui de várias fontes: 1. Falta de uma visão simples s clara de Jesus e de Seu Reino; 2. Materialismo e problemas financeiros; 3. Falta de prioridades divinas; vivendo na tirania do urgente; 4. Expectativas (nossas e de outros); 5. Defesas emocionais que sugam nossas energias; 6. Maus hábitos.

9 1. FALTA DE UMA VISÃO SIMPLES E CLARA DE JESUS E DE SEU REINO... Afastamos de nós qualquer coisa que nos torne vagarosos ou nos atrase, e especialmente aqueles pecados que se enroscam tão fortemente em nossos pés e nos derrubam; e corramos com perseverança a carreira especial que Deus pôs diante de nós. Mantenham o olhar firme em Jesus, nosso líder e orientador... (Hebreus 12.1,2 – BV). A falta de uma visão simples e clara é a raiz de todas as outras fontes de estresse. Sem essa visão e sem perseverarmos nela, teremos problemas sérios com nossa perspectiva (Mt ). Se não estamos ocupados com o reino de Deus antes de tudo (Mt. 6.33), descobrimos logo que estamos pré-ocupados com toda e qualquer outra coisa. Essa pré-ocupação nunca foi a intenção de Deus; consequentemente nos traz bastante estresse.

10 2. MATERIALISMO E PROBLEMAS FINANCEIROS Materialismo é a filosofia da vida centralizada em coisas matérias. Basicamente, o valor da pessoa é baseado em suas posses e condições financeiras. Nós compramos uma grande briga e muito estresse, quando permitimos que a televisão, os nossos vizinhos, os nossos irmãos da igreja, os colegas do trabalho e na escola, ou os outdoors determinem para nós o que precisamos ter para experimentar uma vida feliz. Materialismo é a filosofia da vida centralizada em coisas matérias. Basicamente, o valor da pessoa é baseado em suas posses e condições financeiras. Nós compramos uma grande briga e muito estresse, quando permitimos que a televisão, os nossos vizinhos, os nossos irmãos da igreja, os colegas do trabalho e na escola, ou os outdoors determinem para nós o que precisamos ter para experimentar uma vida feliz. Se passarmos a basear nossos valores no que o mundo valoriza quanto as coisas materiais, nos entregamos a um enorme estresse. Pior ainda se formos cristãos, porque Jesus ensina claramente que não podemos servir ao materialismo e a Deus ao mesmo tempo (Mt 6.24). Procurar fazer uma aliança com dois senhores nos deixa superfrustrados e estressados. Acabaremos dedicando-nos a um e desprezando a outro. Se passarmos a basear nossos valores no que o mundo valoriza quanto as coisas materiais, nos entregamos a um enorme estresse. Pior ainda se formos cristãos, porque Jesus ensina claramente que não podemos servir ao materialismo e a Deus ao mesmo tempo (Mt 6.24). Procurar fazer uma aliança com dois senhores nos deixa superfrustrados e estressados. Acabaremos dedicando-nos a um e desprezando a outro. Quando não vivemos segundo nossas necessidades e optamos para viver segundo os nossos desejos, entramos em estresse. Pior ainda quando ficamos escravizados financeiramente com prestações e dívidas. Se você se encontra nessa situação, seria bom pedir conselho a alguém experimentado e maduro nessa área. Quando não vivemos segundo nossas necessidades e optamos para viver segundo os nossos desejos, entramos em estresse. Pior ainda quando ficamos escravizados financeiramente com prestações e dívidas. Se você se encontra nessa situação, seria bom pedir conselho a alguém experimentado e maduro nessa área.

11 3. FALTA DE PRIORIDADES DIVINAS, VIVENDO NA TIRANIA DO URGENTE Deixe – me dar um resumo breve de prioridades divinas. Elas começam com colocarmos Deus em primeiro lugar e obedecermos a Ele. Algumas atividades relacionadas são nosso tempo devocional individual e com a família e participar de um culto semanal no qual haja um bom tempo de louvor e uma mensagem de Deus. Ligada a está primeira está a prioridade de nos manter em boa forma física, emocional e espiritual. Devemos nos exercitar fisicamente, comer de forma saudável e descansar o suficiente. O padrão de descansar um dia na semana foi estabelecido na criação (Gn 2.2, 3) e colocando como um dos dez mandamentos (Ex ; veja Lv e 2 Cr para entender a seriedade para qual Deus leva o descanso).

12 A segunda prioridade para os casados é o cônjugue, seguida pelo os filhos. A terceira é a igreja, na qual devemos ter um grupo pequeno, onde experimentamos a igreja em miniatura. As seguintes prioridades seriam: o trabalho, a vizinhança e a sociedade (que inclui a política). Toda vez que invertemos a ordem de prioridades trazemos mais estresse a nossas vidas. O estresse pode ficar fora de controle quando existe mais de uma organização, pessoa ou grupo que acham ter o direito da principal prioridade em sua vida. É comum assumirmos um excesso de compromissos, especialmente se estamos envolvidos na igreja. Pelo menos uma ou duas vezes por ano devemos avaliar o que vamos parar de fazer para ter uma vida equilibrada e uma vida aberta às novas oportunidades e aventuras que Deus tem para nós.

13 4. EXPECTATIVAS (NOSSAS E DE OUTROS) O Primeiro de nosso contentamento e paz nessa área são nossas próprias expectativas. Nossos alvos, muitas vezes, não são realistas. Achamos que a vida cristã normal é ser sempre vitorioso. O Primeiro de nosso contentamento e paz nessa área é deixar as expectativas das outras pessoas nos controlarem. É impossível agradar a todo mundo o tempo todo. Na verdade é impossível agradar uma única pessoa o tempo todo! Mas quantas pessoas, em sua insegurança e falta de auto-aceitação, estão presas na procura de agradar a todos ao seu redor. Ficamos estressados correndo atrás do impossível e mais estressados ainda, quando fica evidente quando não conseguimos! Em terceiro lugar, muitos atribuem muitas expectativas a Deus e vivem no medo constante de não conseguirem agradá-Lo.

14 5. DEFESAS EMOCIONAIS QUE SUGAM A NOSSA ENERGIA Construímos defesas emocionais para esconder ou controlar nossa ira, medo, depressão, e auto-rejeição. Construímos defesas emocionais para esconder ou controlar nossa ira, medo, depressão, e auto-rejeição. Compensação: Diminuir ou vencer uma fraqueza ou limitação chamando a atenção para uma característica ou atributo forte ou favorável. O ativismo é um exemplo disto. Compensação: Diminuir ou vencer uma fraqueza ou limitação chamando a atenção para uma característica ou atributo forte ou favorável. O ativismo é um exemplo disto. Racionalização: Justificar conduta, crenças e sentimentos com argumentos que não são os verdadeiros motivos envolvidos. Por exemplo: uvas verdes refere-se ao argumento de que algo não deu para atingir não seria bom, de qualquer forma. Racionalização: Justificar conduta, crenças e sentimentos com argumentos que não são os verdadeiros motivos envolvidos. Por exemplo: uvas verdes refere-se ao argumento de que algo não deu para atingir não seria bom, de qualquer forma. Projeção: Chamar atenção para comportamentos, traços ou motivos indesejáveis, nos outros, afim de desviar a atenção destes mesmo traços em sua própria pessoa. Pessoas criticas, céticas e julgadoras, muitas vezes, estão usando essa defesa. Projeção: Chamar atenção para comportamentos, traços ou motivos indesejáveis, nos outros, afim de desviar a atenção destes mesmo traços em sua própria pessoa. Pessoas criticas, céticas e julgadoras, muitas vezes, estão usando essa defesa.

15 Egocentrismo: Ganhar reconhecimentos não mediante realizações socialmente aprovadas, mas, chamando atenção para se de alguma outra maneira. Isto pode incluir uma pessoa que age como palhaço, cômica ou boba, tanto quanto outra que sempre falam como se fosse a esperta. Egocentrismo: Ganhar reconhecimentos não mediante realizações socialmente aprovadas, mas, chamando atenção para se de alguma outra maneira. Isto pode incluir uma pessoa que age como palhaço, cômica ou boba, tanto quanto outra que sempre falam como se fosse a esperta. Repressão: Mantendo fora do campo da consciência sentimento e lembranças dolorosas que não tem condições de enfrentar. Às vezes pessoas que sofreram abuso sexual ou outro grande trauma não conseguem lembrar de certos períodos ou pessoas em suas vidas. Repressão: Mantendo fora do campo da consciência sentimento e lembranças dolorosas que não tem condições de enfrentar. Às vezes pessoas que sofreram abuso sexual ou outro grande trauma não conseguem lembrar de certos períodos ou pessoas em suas vidas. Perfeccionismo: Fugir à culpa ou as criticas, tentando fazer tudo perfeitamente. Este mecanismo também permite sentir se justificada em apontar a imperfeição nos outros. O exemplo mais obvio disso pode ser o legalista. Perfeccionismo: Fugir à culpa ou as criticas, tentando fazer tudo perfeitamente. Este mecanismo também permite sentir se justificada em apontar a imperfeição nos outros. O exemplo mais obvio disso pode ser o legalista. Cada defesa é construída para não sentir dor. Mas cada defesa tem um custo alto, como se houvesse um imposto diário para mantê-la. O custo é a energia emocional que é sugada para manter a defesa. Quanto maior for o número ou o tamanho das defesas, menor energia emocional teremos para tratar dos estresses normais da vida. Vivemos, então, estressadas por circunstâncias que não afetam tão profundamente a outros membros da família ou a colegas no trabalho. Cada defesa é construída para não sentir dor. Mas cada defesa tem um custo alto, como se houvesse um imposto diário para mantê-la. O custo é a energia emocional que é sugada para manter a defesa. Quanto maior for o número ou o tamanho das defesas, menor energia emocional teremos para tratar dos estresses normais da vida. Vivemos, então, estressadas por circunstâncias que não afetam tão profundamente a outros membros da família ou a colegas no trabalho.

16 6. MAUS HÁBITOS Maus hábitos, como beber muito café (que é estimulante e aumenta a tensão), não fazer exercícios regulares e não se cuidar quanto à alimentação, aceleram um estresse. Fazer cooper ou andar bem rápido por uns vinte minutos, três vezes por semana, ajuda tremendamente quanto a diminuir o estresse acumulado. Maus hábitos, como beber muito café (que é estimulante e aumenta a tensão), não fazer exercícios regulares e não se cuidar quanto à alimentação, aceleram um estresse. Fazer cooper ou andar bem rápido por uns vinte minutos, três vezes por semana, ajuda tremendamente quanto a diminuir o estresse acumulado.

17


Carregar ppt "Estresse é a nossa resposta as pressões que desequilibram as nossas vidas. O impacto do Estresse depende de nossos recursos físicos, emocionais e espirituais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google