A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hospital Geral de São Mateus Missão Visão Tornar-se um hospital de referência em qualidade entre os hospitais estaduais. Prestar atendimento de saúde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hospital Geral de São Mateus Missão Visão Tornar-se um hospital de referência em qualidade entre os hospitais estaduais. Prestar atendimento de saúde."— Transcrição da apresentação:

1

2 Hospital Geral de São Mateus Missão Visão Tornar-se um hospital de referência em qualidade entre os hospitais estaduais. Prestar atendimento de saúde com qualidade e humanização à população da região de São Mateus nas áreas de urgência, emergência, maternidade, pediatria, clínica geral, clínica cirúrgica e queimados.

3 Hospital Geral de São Mateus Ética Ética Valorização do profissional Valorização do profissional Eficiência e Eficácia Eficiência e Eficácia Trabalho de equipe Trabalho de equipe Integralidade Integralidade Responsabilidade e Responsabilidade e Transparência Transparência Valores Valores Eixos Diretivos Qualidade Humanização Humanização

4 Implantação do Comitê de Bioética Em 18 de outubro de 2003 foi lançado o Programa de Humanização. Em 18 de outubro de 2003 foi lançado o Programa de Humanização – Reflexão Humanização no cotidiano 2004 – Reflexão Humanização no cotidiano 2005 – Lançamento da Campanha Faça Diferença 2005 – Lançamento da Campanha Faça Diferença 2006 – Introdução ao Tema da Bioética 2006 – Introdução ao Tema da Bioética

5 Implantação do Comitê de Bioética Dr. Gabriel Oselka, Faculdade de Medicina da USP – Encontro de Humanização Exposição: O que é Bioética O que é Bioética

6 Implantação do Comitê de Bioética Encontro de Humanização promovido na 2ª quinzena de outubro, tema básico Bioética. Participação de convidados como a filósofa Dra. Glaucia R. Titta Negro, professora do Mestrado de Bioética da Universidade São Camilo – Encontro de Humanização

7 Implantação do Comitê de Bioética Bioética e Nanotecnologia Dr. João Carlos Ledo Bioética e Humanização dos Serviços de Saúde Dr. Paulo Antonio de Carvalho Fortes 2007 – Encontro de Humanização

8 Implantação do Comitê de Bioética Sensibilização e necessidade da criação do Comitê de Bioética no âmbito do Hospital. Tema das reuniões de Diretoria. Constituído o Grupo de Trabalho e o cronograma para implantação do Comitê.

9 Implantação do Comitê de Bioética Pressupostos definidos: Característica de multidisciplinaridade. Característica de multidisciplinaridade. Busca espontânea na participação. Busca espontânea na participação. Caráter educativo. Caráter educativo. Hospital Geral de São Mateus Reflexões sobre a criação de Comitê de Bioética

10 Implantação do Comitê de Bioética Lançamento da Proposta do Comitê de Bioética para todos colaboradores. Início das inscrições para sua constituição. Junho de 2008

11 Implantação do Comitê de Bioética 25 de Junho Palestra com Padre Julio Monaro sobre o Tema ABORDAGEM GERAL DA BIOÉTICA

12 Implantação do Comitê de Bioética Composição Inicial: 23 profissionais vinculados ao HGSM. 23 profissionais vinculados ao HGSM. 2 representantes da comunidade participante do Fórum de Saúde. 2 representantes da comunidade participante do Fórum de Saúde. 1 representante do Instituto AMMA PSIQUÊ. 1 representante do Instituto AMMA PSIQUÊ. 25 de julho – Posse simbólica do 1º comitê de bioética. Palestra Fazer Bioético, com Dr. Paulo Fortes – (Vice-Presidente da SBB e Presidente da SBSP).

13 Comitê Fundador de Bioética Vigência: julho/2008 a julho/2009. Definição: Regimento Interno. Regimento Interno. Cronograma e funcionamento. Cronograma e funcionamento. Reuniões mensais e ordinárias. Reuniões mensais e ordinárias.

14 Comitê Atual de Bioética Comitê Atual de Bioética Gestão 2009/2011 C ontinuidade da maioria dos membros por espontaneidade. I nclusão de novos integrantes. Participação de 21 integrantes do HGSM (8 médicos, 3 enfermeiros, 1 assistente social, 3 psicólogas, 1 dentista, 1 biomédica, 1 advogada). Mantida a participação dos representantes do Fórum Pró-Saúde. Inclusão do Instituto da Mulher Negra GÉLEDÉS

15 Objetivo Geral Refletir sobre os diferentes aspectos envolvidos nos dilemas bioéticos, enfrentados por profissionais de saúde, no momento em que se depara com problemas desta natureza em seu cotidiano.

16 Objetivos Específicos Assessorar, como órgão consultivo, a qualquer profissional do HGSM que tenha na sua área de atuação, dilemas morais no exercício da sua profissão.

17 Objetivos Específicos Educar permanentemente a comunidade de profissionais, clientes e familiares, em questões bioéticas.

18 Objetivos Específicos Propor normas e rotinas à Administração do HGSM, quando se fizer necessário.

19 Alguns Princípios Dignidade e Direitos Humanos. Autonomia e Responsabilidade Individual. Respeito pela Vulnerabilidade e Integridade Humana. Privacidade e Confidencialidade. Igualdade, Justiça e Equidade.

20 Sistemática das Reuniões Palestras sobre temas relevantes. Leitura e Reflexão de textos. Discussão de casos. Seminário realizado pelos participantes do Comitê.

21 Leitura e Discussão de textos para reflexão do Grupo Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos. Direitos Humanos. Bioética na política pública do Brasil. Bioética na política pública do Brasil. Vida e anencefalia. Vida e anencefalia. Morte encefálica. Morte encefálica. Abortamento sob aspectos Legais, Abortamento sob aspectos Legais, Epidemiológicos, Religiosos, Sociais, Epidemiológicos, Religiosos, Sociais, Culturais, Psicológicos, Moral e Ético. Culturais, Psicológicos, Moral e Ético.

22 Leitura e Discussão de textos para reflexão do Grupo Bioética das relações. Fundamentos da Bioética. Fundamentos da Bioética. Aspectos jurídicos e bioéticos do Aspectos jurídicos e bioéticos do consentimento informado. consentimento informado. Autonomia civil de pessoas com Autonomia civil de pessoas com transtornos mentais. transtornos mentais. Bioética da Proteção, no caso de Bioética da Proteção, no caso de pacientes com transtornos mentais. pacientes com transtornos mentais.

23 Discussão de casos. Morador de rua - se recusa a atendimento médico. Morador de rua - se recusa a atendimento médico. Morador de rua - volta para proximidades do Hospital após liberação. Morador de rua - volta para proximidades do Hospital após liberação. Paciente com suspeita de doença mental, com comportamento sexual expositivo – nega-se à intervenção cirúrgica. Paciente com suspeita de doença mental, com comportamento sexual expositivo – nega-se à intervenção cirúrgica. Gêmeos siameses (Instituto da Criança do H.C.) Gêmeos siameses (Instituto da Criança do H.C.)

24 Discussão de casos. Paciente internado na U.T.I. manifesta vontade em não receber visitas, e nem autoriza que se forneça informação de seu quadro clínico à família. Paciente internado na U.T.I. manifesta vontade em não receber visitas, e nem autoriza que se forneça informação de seu quadro clínico à família. Paciente com gestação de alto risco, com diagnóstico psiquiátrico. Paciente com gestação de alto risco, com diagnóstico psiquiátrico. Documentário sobre Estamira. Documentário sobre Estamira.

25 Autonomia em Estamira Tratada com quadro psicótico crônico, com surtos de alucinação. Sofrimentos desde a infância servem para suas crenças e instabilidade emocional. Mulher simples, de vida difícil que encontra no lixão uma possibilidade de sobrevivência.

26 Autonomia em Estamira Renega a Deus por diversas razões. Capaz de explicar fenômenos naturais e humanos de forma lúcida, eloqüente e ao mesmo tempo questionadora.

27 Faíscas de seu lucidar delirante Existe a lucidez e alucidez. A gente aprende alguma coisa de tanto lucidar. Neste mundo de maldades não tem mais o inocente. O que tem, isto sim, por todo lado, é o esperto ao contrário.

28 Faíscas de seu lucidar delirante Tempo eterno é tempo infinito, mas tem o além e o além do além. Nenhum cientista foi até o além, quanto menos no além do além.

29 Autonomia em Estamira Uma prova de que as pessoas têm capacidade de pensar e agir de forma contrária ao padrão e se manterem intelectualmente ativas.

30 Desafios 2009 – 2011 Dar visibilidade ao Comitê de Bioética na instituição. Torná-lo presente na vida de seus profissionais de saúde.Torná-lo presente na vida de seus profissionais de saúde. Estabelecer interface com comissão de ética médica, Estabelecer interface com comissão de ética médica, ética de enfermagem, prontuários, revisão de ética de enfermagem, prontuários, revisão de óbitos, humanização, tanatologia e outras. óbitos, humanização, tanatologia e outras. Estimular consultas ao Comitê sobre casos, Estimular consultas ao Comitê sobre casos, dúvidas, conflitos e outras demandas. dúvidas, conflitos e outras demandas.

31 Considerações Finais Tempo de crescimento científico, pesquisas, estudo de casos, interação e vivência em humanização. Proposta de uma contribuição considerável ao HGSM, seus profissionais de saúde, clientes e familiares, nos grandes desafios do cotidiano hospitalar.

32 Considerações Finais Viver com autonomia é produzir a seiva da própria vida. (Roberto Shinyashiki) O que o ser humano mais aspira é tornar-se ser humano. (Clarice Lispector) O que o ser humano mais aspira é tornar-se ser humano. (Clarice Lispector)


Carregar ppt "Hospital Geral de São Mateus Missão Visão Tornar-se um hospital de referência em qualidade entre os hospitais estaduais. Prestar atendimento de saúde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google