A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

8º Seminário de Transportes Multimodais de MG Vias das Indústrias – Logística e Desenvolvimento SET/08.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "8º Seminário de Transportes Multimodais de MG Vias das Indústrias – Logística e Desenvolvimento SET/08."— Transcrição da apresentação:

1 8º Seminário de Transportes Multimodais de MG Vias das Indústrias – Logística e Desenvolvimento SET/08

2 José Elcio Santos Monteze Diretor Geral do DER/MG Fiscalização e Responsabilidade na Construção e Conservação de Rodovias

3 Acordo de Resultados O ACORDO DE RESULTADOS assinado entre o Governador do Estado, a SETOP e o DER/MG estabelece as metas que deverão ser cumpridas pelo DER/MG em suas diversas áreas de atuação.

4 Metas Qualidade PreçoPrazo Acordo de Resultados - Tripé de Atuação

5 GESTÃO COLEGIADA DE OBRA

6 Cenário O modelo de administração colegiada, adotado pelo setor de transportes em Minas Gerais, impõe ações conjuntas e práticas de decisões coletivas, que não estejam centralizadas em um único gestor.

7 Conselho de Administração Composição do Conselho de Administração do DER/MG: Secretário de Transportes e Obras Públicas, Secretário-Adjunto, Subsecretário de Transportes, Diretor Geral do DER/MG, Vice Diretor Geral do DER/MG.

8 Diretoria Colegiada Composição da Diretoria Colegiada do DER/MG, instituída pela Lei 164/07: Diretor Geral, Vice Diretor Geral, Diretor de Planejamento, Gestão e Finanças, Diretor de Infra-estrutura Rodoviária, Diretor de Operações, Diretor de Projetos, Diretor de Fiscalização, Diretora de Gestão de Pessoas.

9 Rede de Comprometimento No Novo Modelo de Gestão de Obra, propõem-se a descentralização responsável de tarefas e a delegação estratégica de algumas responsabilidades, formando uma rede de comprometimento, cujo foco principal será o eficiente e eficaz andamento das obras.

10 Portaria 2307, de 11/07/07 Através da Portaria 2.307/07, editada pelo Diretor Geral do DER/MG, foi estabelecido o funcionamento das Coordenadorias Regionais quanto à fiscalização de obras.

11 Portaria 2307, de 11/07/07 O objetivo da Portaria é a melhoria dos processos decisórios inerentes à gestão e à fiscalização de obras. Também foi estabelecida a composição da Comissão de Gerenciamento e Fiscalização de Obras.

12 Comissão de Fiscalização Composição da Comissão de Gerenciamento e Fiscalização de Obras: Engenheiro Chefe da Coordenadoria Regional (Presidente da Comissão), Engenheiro Representante da Diretoria de Projetos, Engenheiro Representante da Diretoria de Infra-estrutura Rodoviária.

13 Comissão de Fiscalização Assim, a sistemática de atuação da Comissão de Gerenciamento e Fiscalização de Obras obedece as diretrizes da Gestão Colegiada implementada pelo Governo do Estado. Governo do Estado / SETOP Conselho de Administração do DER/MG Diretoria Colegiada do DER/MG Comissão de Gerenciamento e Fiscalização

14 AÇÕES BÁSICAS PARA GESTÃO DE CONTRATOS

15 Existência de cópia do Contrato, Aditivos e Apostilas na CRG; Existência dos elementos de projeto na CRG; Existência de cópias do licenciamento ambiental na CRG (FEAM, IEF, IGAM e IBAMA) e controle de seus prazos de validade; Gestão de Contratos Ações Básicas

16 Aprovação do Plano de Execução da Obra, elaborado pela empresa no formato disponibilizado no site do DER/MG – Proacesso; Acompanhamento do prazo de execução da obra; Acompanhamento da data de validade de caução de garantia do contrato; Gestão de Contratos Ações Básicas

17 Verificação da existência dos equipamentos necessários à boa execução da obra; Acompanhamento da Equipe Técnica, observando a quantidade/qualidade do pessoal alocado pela empresa; Certificação do cumprimento das normas de segurança pela contratada; Gestão da Obra Ações Básicas

18 Controle Tecnológico – certificação da aferição dos equipamentos utilizados pela empresa para realização de ensaios técnicos; Proposta de soluções técnicas ao projeto de engenharia que visem a redução do custo total da obra sem perda da qualidade; Gestão da Obra Ações Básicas

19 Sistema de Gestão de Contratos online - via web

20 A implantação do sistema está sendo finalizada pelo DER/MG. As informações gerenciais da obra serão atualizadas semanalmente (via internet) pela empresa executora da obra; A validação das informações será de competência da Comissão de Gestão e Fiscalização da obra (via internet); O sistema permitirá um retrato instantâneo da obra e do Programa. Sistema de Gestão de Contratos

21 Site do DER/MG:

22

23 Login e Senha privativa da Empresa executora

24

25

26

27

28 Manual de Orientação para Fiscalização de Obras Rodoviárias

29 Está sendo elaborado por uma Comissão de Técnicos do DER/MG; Trata-se de uma norma inédita em caráter nacional; Sua conclusão está prevista para dezembro/2008; Servirá de apoio para o treinamento dos fiscais de obras aprovados no Concurso Público realizado pelo DER/MG. Introdução

30 Seu objetivo principal é fixar as condições mínimas exigíveis para a fiscalização de obras, segundo as especificações, normas técnicas, normas administrativas e cláusulas contratuais. Objetivo

31 Planejamento – ser claro e conhecer bem o projeto, especificações, etc. Instruções – ser claro, preciso e conciso. Execução – não deixar faltar elementos que impactem na produtividade da obra e manter o controle de qualidade. Fiscalização – manter equipe capaz e na quantidade necessária. Medição – medir com precisão. Foco do Fiscal-Empreiteiro

32 Deverá ser efetuada por uma comissão formada por membros do Órgão e da empresa, mediante uma inspeção visual de todo o trecho. Eventuais correções de serviços deverão ser providenciadas pela empresa para realização de nova inspeção. No prazo de 5 anos o Coordenador Regional fará inspeções periódicas para levantamento de possíveis defeitos. Entrega da Obra

33 Endereço Sede Av. Andradas, CEP: BH/MG Site Foto Aérea 27/05/08


Carregar ppt "8º Seminário de Transportes Multimodais de MG Vias das Indústrias – Logística e Desenvolvimento SET/08."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google