A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Custo Social e de Saúde do consumo de álcool e outras drogas UNIFESP (Univ. Federal de São Paulo) UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) Neliana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Custo Social e de Saúde do consumo de álcool e outras drogas UNIFESP (Univ. Federal de São Paulo) UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) Neliana."— Transcrição da apresentação:

1 Custo Social e de Saúde do consumo de álcool e outras drogas UNIFESP (Univ. Federal de São Paulo) UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) Neliana Buzi Figlie

2 Introdução Custo dos problemas de saúde = método epidemiológico, por meio de uma categorização de dados de morbidade e mortalidade geral de cada região e sub-região continental + dados de volume médio de consumo + padrões de consumo. Os resultados finais são obtidos através de análise comparativa de risco, utilizando-se um indicador representativo do número de anos de vida útil perdidos por adoecimento ou mortalidade precoce atribuíveis ao consumo do álcool = DALYs (Disability Adjusted Life Years). Essa análise inclui duas dimensões de problemas: Dano Social Global (The Global Burden of Social Harm) e o Peso Global dos Danos à Saúde (The Global Burden of Disease).

3 Introdução Problemas relacionados ao consumo de álcool em 2000: Indicador de saúde DALYs (Disability Adjusted Life Years): 4% em nível mundial, revelando tendência de ascensão. Países cujas economias se encontram em grau intermediário de desenvolvimento: 8-14,9% 3º fator de risco para problemas de saúde na maioria das nações mais ricas: 4-7,9%

4 Introdução: Realidade Brasil O álcool é responsável por mais de 10% de problemas relacionados à saúde (DALYs). Levantamento Domiciliar – Cebrid, 2001: 68% da população utilizou álcool em algum momento da sua vida apresentou Dependência: 11% No Norte e Nordeste : 16%. A dependência alcoólica afeta mais o sexo masculino: proporção de 3 para 1.

5 Impacto do DALYs Prevenção: não é suficiente saber que o consumo excessivo de álcool aumenta o risco individual para ocorrência de problemas. Os índices de problemas na população variam conforme a cultura, as camadas sociais e dentro de cada cultura ao longo do tempo. Qualificar a força da relação existente entre o consumo do álcool e o surgimento de problemas fornece subsídios para a tomada de decisões sobre políticas de prevenção mais adequadas.

6 Custo Social Global A avaliação do custo social relacionado ao álcool demonstra que o ambiente social no qual o álcool é consumido, conforme sua estruturação econômica e regras de convívio, determina diversos matizes de inserção do consumo alcoólico, ao mesmo tempo em que é diretamente influenciado pelos padrões de uso vigentes. A privação social está relacionada à enorme densidade de pontos de vendas de álcool e à grande violência urbana.

7 Volume Médio de Consumo China é o maior produtor e consumidor de destilados do planeta: 725 milhões de litros de baijiu produzi- dos e comercializados. Rússia: 350 milhões de litros de vodka por ano. O Brasil ocupa, com a cachaça, uma preocupante quarta colocação na ordem dos maiores produtores mundiais de destilados (200 milhões de litros comercializados ao ano, sendo 195 milhões consumidos no mercado interno). Produzimos e consumimos o mesmo volume de pinga do que whisky. A diferença é que o whisky é consumido mundialmente e a pinga somente no Brasil.

8 Volume Médio de Consumo Europa ocidental possui padrões de consumo de menor risco, evidenciando-se o contrário para a Europa central e o bloco da antiga União Soviética. Grã-Bretanha, China, Austrália, América doNorte e Oriente Médio compõem, juntamente com a Argentina, um grupo cujo padrão situa-se numa faixa intermediária ou de baixo risco. Para a maioria de países remanescentes, entre estes o Brasil, verificou-se a vigência de padrões de consumo com elevado grau de risco (nível 4).

9 Morbi-mortalidade e risco atribuível ao consumo de álcool 5,6%(homens) e 0,6% (mulheres) de todas as mortes que ocorrem no planeta são atribuíveis ao consumo de álcool Álcool determina 3,2% da mortalidade global. Em 1990, a estimativa foi de 1,5%.

10 Morbi-mortalidade e risco atribuível ao consumo de álcool Baixo peso ao nascimento, câncer bucal e orofaríngeo, cânceres ofágico, câncer hepático, depressão e outras desordens psiquiátricas relacionadas ao consumo do álcool, epilepsia, hipertensão arterial, isquemia miocárdica, doença cérebro- vascular, diabetes, cirrose hepática, acidentes com veículos e máquinas automotoras, quedas, intoxicações, danos auto-infligidos e homicídios.

11 Tabaco 50% e 9% fumam (países em desenvolvimento) X 35% e 22% Constitui-se como importante causa de morbi-mortalidade para as nações mais pobres, como terceiro maior fator de risco para problemas de saúde na maioria das nações mais ricas. Principal fator relacionado ao adoecimento e morte na maioria dos países pertencente ao grupo, cujas economias encontram- se em grau intermediário de desenvolvimento. DALYS: 4,1% para tabaco

12 Substâncias Ilícitas Segundo UNODCP (Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime) 200 milhões de pessoas no mundo consomem subst. ilicitas. THC: subst. mais utilizada seguida de anfetaminas, cocaína e opioides. 8% dos jovens da Europa ocidental e mais de 20% dos jovens nos EUA consumiram pelo menos um tipo de substância ilícita, além da THC. 5% da população com HIV que consome substâncias ilícitas. DALYS: 0,8% para drogas ilícitas

13

14 Conclusão O consumo de álcool tem imenso peso como causa de adoecimento e morte no mundo + conseqüências sociais negativas. Constitui-se como importante causa de morbi- mortalidade para as nações mais pobres, como terceiro maior fator de risco para problemas de saúde na maioria das nações mais ricas. Principal fator relacionado ao adoecimento e morte na maioria dos países pertencente ao grupo, cujas economias encontram-se em grau intermediário de desenvolvimento. Atenção ao tabaco e drogas ilícitas.

15 Desafios Efetividade da saúde pública rede de serviços e assistência minimizar as conseqüências do uso nocivo e dependência de ATOD + custo social das pessoas que não procuram tratamento.


Carregar ppt "Custo Social e de Saúde do consumo de álcool e outras drogas UNIFESP (Univ. Federal de São Paulo) UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) Neliana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google