A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução à Economia ( Revisão ) 1 - Conceitos Fundamentais da Economia - Origem Etimológica: - Termos Gregos oikos ( casa ) e nomos ( norma, Lei ). ADMINISTRAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução à Economia ( Revisão ) 1 - Conceitos Fundamentais da Economia - Origem Etimológica: - Termos Gregos oikos ( casa ) e nomos ( norma, Lei ). ADMINISTRAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução à Economia ( Revisão ) 1 - Conceitos Fundamentais da Economia - Origem Etimológica: - Termos Gregos oikos ( casa ) e nomos ( norma, Lei ). ADMINISTRAÇÃO DA CASA - ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS E ESCASSOS

2 ESCASSEZ = LIMITAÇÃO DE RECURSOS EM TERMOS DE QUANTIDADE DISPONÍVEL PARA USO IMEDIATO. a sociedade precisa gerenciar bem seus recursos

3 - Qual o Objetivo da Administração destes Recursos ? - Atender uma série de necessidades Individuais e Coletivas que precisam ser satisfeitas para garantir a sobrevivência dos INDIVÍDUOS. Tais como : - ALIMENTAÇÃO - TRANSPORTE - EDUCAÇÃO - SAÚDE - BENS E SERVIÇOS EM GERAL

4 - O conjunto destes Bens e Serviços compõem a : - PRODUÇÃO ECONÔMICA - recursos naturais - equipamentos FATORES DE PRODUÇÃO - trabalho - Os fatores de produção são os elementos responsáveis pelos processos de fabricação dos mais variados tipos de BENS.

5 - Os Fatores de Produção Agrupam – se em : -TRABALHO – É a contribuição do ser Humano, na produção, em forma de atividade física ou mental; -CAPITAL – É o conjunto de equipamentos, ferramentas e máquinas, produzidos pelo homem, que não se destinam à satisfação das necessidades através do consumo, mas concorrem para a produção de bens e serviços, aumentando a eficiência do trabalho humano. -RECURSOS NATURAIS - São os elementos da natureza utilizados pelo homem com a finalidade de criar bens.

6 - COMBINAÇÃO DOS FATORES DPRODUÇÃO- + + = - Podemos então definir de certo modo a ECONOMIA como sendo o processo que combina fatores de produção para criar bens e serviços. TRABALHOCAPITAL RECURSOS NATURAIS BENS E SERVIÇOS

7 - A RIQUEZA de um país: é formada pelos fatores de produção disponíveis, pelos bens que estão sendo produzidos e pelos que já o foram, mas ainda não desapareceram. Temos ainda : - a população ( seu fator trabalho ) - os recursos naturais ( terra, recursos minerais e etc. ) - Infraestrutura em geral – energia – edifícios – etc. Resumindo - tudo o que a economia produziu ao longo de sua existência, e que foi preservado.

8 - Agentes Econômicos : - Compreendem os elementos que participam do processo econômico. - EMPRESAS - São os agentes encarregados de produzir e comercializar bens e serviços. - FAMÍLIA – Inclui todos os indivíduos e unidades familiares da economia e que, no papel de consumidores, adquirem os mais diversos tipos de bens e serviços, objetivando o atendimento de suas necessidades. - GOVERNO – Inclui todas as organizações que, direta ou indiretamente, estão sob o controle do Estaddo, nas suas tarefas federais, estaduais ou municipais.

9 Economia como Ciência - O conhecimento humano é resultado do esforço e do trabalho dos indivíduos ao longo dos milhares de anos da história da humanidade. - A economia também tem sido objeto de preocupação das pessoas há muito tempo, dessa forma é natural que para o estudo da economia e construção de sua teoria as pessoas tenham utilizado os mesmos métodos de raciocínio empregados em outras ciências.

10 Métodos de Investigação científica: - DEDUTIVO - Parte da elaboração de pressupostos gerais a respeito de um determinado objeto de estudo para atingir o conhecimento do fato isolado, do detalhe. Parte do geral para o particular. - INDUTIVO - Parte de observação direta do detalhe para, através de seu conhecimento, estabelecer os princípios gerais que regem a matéria em estudo. Parte do particular para o geral.

11 ECONOMIA POSITIVA E ECONOMIA NORMATIVA - ECONOMIA POSITIVA : é o conjunto de métodos e esquemas teóricos que permitem determinar e entender como se dão os fenômenos econômicos. Estuda a atividade econômica como ele é. - ECONOMIA NORMATIVA : parte da constatação de como a realidade é, ou seja, do entendimento dos mecanismos econômicos, para em seguida propor um estado de coisas, considerado melhor pelo observador. Estuda a atividade econômica como ela deveria ser.

12 2 – Valor - Preços – Expressão monetária dos valores de bens e serviços produzidos por um sistema econômico. Questões : - O que é que determina o valor de um bem? - De que elementos dependem os valores atribuídos aos bens e serviços normalmente transacionados ?

13 David Ricardo - O valor de um bem poderia ser expresso como função do trabalho necessário para obtê – lo. Exposição ricardiana do VALOR – TRABALHO enfeixou – se no grupo das teorias objetivas, conduzindo a análise do valor para o terreno da oferta e dos custos de produção. O trabalho aplicado na obtenção dos bens fosse considerado o principal elemento determinante de seu valor.

14 Críticas a teoria ricardiana Na segunda metade do século XIX, a teoria ricardiana do valor trabalho seria alvo de prolongada contestação. Surgimento das teorias subjetivas. Considerando a escassez relativa dos bens e a sua utilidade, somadas às escalas das preferências individuais.

15 - O enfoque das teorias subjetivas conduziu a análise do valor para o campo da procura. Seus determinantes não estariam mais no terreno da oferta e dos custos da produção, mas na faixa da utilidade – variável da qual resulta o valor que os indivíduos, subjetivamente, atribuem aos bens e serviços disponíveis no mercado.

16 Resumindo : - Teoria do Valor – Trabalho : - Explica a formação do valor de uma mercadoria pela quantidade de trabalho inserida no seu processo de produção e enfoca os custos presentes. - Teoria do Valor – Utilidade : - Explica a produção e o consumo pela capacidade de satisfação que provoca em ambos. Satisfação de produtores e consumidores.

17 3 – Os Problemas de Natureza Econômica O conflito fundamental da Economia: Necessidades Ilimitadas x Fatores disponíveis para a produção - Já conhecida lei da ESCASSEZ. A impossibilidade de se produzir bens e serviços em quantidades ilimitadas para satisfazer as necessidades humanas permanentemente ampliadas, pois os fatores da produção existem em quantidades limitadas.

18 Quatro perguntas fundamentais - Diante da impossibilidade do atendimento pleno das necessidades humanas em virtude da escassez de recursos, quatro questões são levantadas. - O QUE PRODUZIR ? - QUANTO PRODUZIR ? - COMO PRODUZIR ? - PARA QUEM PRODUZIR ?

19 Quatro perguntas fundamentais - O QUE PRODUZIR ? Indica que é necessário identificar a natureza das necessidades humanas, para saber quais os bens e serviços a produzir; - QUANTO PRODUZIR ? Reconhece a limitação existente na disponibilidade dos fatores produtivos. - COMO PRODUZIR ? É uma questão técnica, que indica que há várias maneiras de se combinarem os fatores de produção para se obterem bens e serviços. - PARA QUEM PRODUZIR ? Envolve a questão da distribuição dos bens e dos serviços produzidos entre os elementos da sociedade.

20 4 – O Sistema Econômico Um sistema econômico pode ser definido como a reunião dos diversos elementos participantes da produção de bens e serviços que satisfazem as necessidades da sociedade, organizados não apenas do ponto de vista econômico, mas também social, jurídico, institucional.

21 Classificação das Categorias de Produção Econômica: - BENS E SERVIÇOS DE CONSUMO - São os bens e serviços que se destinam ao atendimento direto das necessidades das pessoas - BENS E SERVIÇOS INTERMEDIÁRIOS - São os bens e serviços que entram na produção de outros bens e serviços. - BENS DE CAPITAL - São os bens que aumentam a eficiência do trabalho humano.

22 Evolução dos Sistemas Econômicos Em sua evolução foi marcada por duas características: - Especialização – Sistema de produção segundo o qual cada indivíduo se concentra em um número limitado de atividades; - Troca – Permuta Obs: Através da especialização e da troca, as nações puderam dispor de maior produção,e elevação do padrão de vida. Riqueza das nações – ADAM SMITH

23 Os Fluxos do Sistema Econômico - Fluxo real ou produto : é a totalidade dos bens e serviços finais produzidos pelas unidades produtoras. Constitui a OFERTA da economia. - Fluxo nominal ou monetário, ou renda : é a totalidade da remuneração dos fatores de produção empregados pelas unidades produtoras. Constitui a demanda ou procura da economia. - Mercado:é formado pelos fluxos real e monetário, respectivamente, a oferta e a demanda da economia.

24 Os Fluxos do Sistema Econômico APARELHO PRODUTIVO MERCADO FAMÍLIAS BENS E SERVIÇOS FLUXO MONETÁRIO FLUXO REAL

25 O Mercado - O mercado no sistema econômico, é formado pelas pessoas que querem comprar e pelas que querem vender bens e serviços, ou seja, os consumidores e os empresários.

26 Oferta x Demanda - As curvas de oferta e demanda expressam uma relação entre preços e quantidades. - Entretanto, essa relação não é efetiva e sim potencial, pois tanto produtores como consumidores estão apenas expressando as quantidades dos bens que ofertariam ou consumiriam a determinados preços. - Para se determinar esse preço e essa quantidade, o mercado deve estar em equilíbrio.

27 - PREÇO DE EQUILÍBRIO - Ou preço de mercado, é aquele que iguala a oferta à procura, ou seja, o preço pelo qual os bens serão vendidos. PREÇO QUANT OFERTA DEMANDA

28 ELASTICIDADE – Medida da resposta dos compradores e vendedores às mudanças no preço e na renda. Ex: Bens com alta elasticidade da demanda ( elástica) - refeições em restaurantes, veículos, carne bovina. Bens com baixa elasticidade da demanda ( inelástica) - petróleo, ovos, leite, gasolina, insulina.

29 Classificação dos Mercados - Concorrência Perfeita – é um mercado em que existe um grande número de empresas oferecendo um mesmo produto. - Monopólio Puro – é um mercado em que existe apenas uma empresa oferecendo um bem, para qual não existe substitutos satisfatórios. - Oligopólio – é um mercado em que existe um número de empresas pequeno o suficiente para que as ações de uma afetem as outras.Essas empresas produzem bens diferenciados, mas substituíveis entre si. - Concorrência monopolística – é um mercado em que há um número razoável de empresas produzindo um mesmo bem, que aos olhos do consumidor são diferenciados.

30 MACROECONOMIA E MICROECONOMIA A teoria econômica é dividida em dois ramos básicos que não se excluem, mas pelo contrário, se complementam. - Microeconomia – estuda os agentes econômicos individualmente, como o consumidor e empresa. - Macroeconomia – estuda os agentes econômicos em seu conjunto. Tem por objetivo principal determinar os fatores que interferem no nível total da renda e do produto de uma economia.

31 Contabilidade Nacional Na Macroeconomia precisamos entender os seguintes conceitos: - Contabilidade Nacional – - é um método de mensuração e interpretação da atividade econômica realizada durante um determinado período de tempo. - Produto – - é a soma dos valores monetários de todos os bens e serviços finais produzidos por um país num determinado período de tempo. - Renda – - é a soma das remunerações feitas aos fatores de produção empregados no processo produtivo durante um determinado período de tempo, ou seja,é o total dos salários, aluguéis, juros e lucros

32 - Os Principais Agregados Macroeconômicos Contexto – A Contabilidade Nacional mede a atividade econômica a partir de sua expressão mais genérica. O PRODUTO DA ECONOMIA - Para a partir dele, introduzir novos conceitos ( esses conceitos são chamados de AGREGADOS )e assim se observar a atividade econômica.

33 -Os Principais Agregados Macroeconômicos - PRODUTO INTERNO BRUTO – é a soma dos valores monetários dos bens e serviços finais. - ou seja, á soma dos valores monetários dos bens e serviços, produzidos a partir dos fatores de produção que estão dentro das fronteiras geográficas do país. -PRODUTO INTERNO LÍQUIDO – é o produto a custo de fatores menos a parcela correspondente à depreciação. -RENDA PESSOAL DISPONÍVEL – é a Renda Pessoal menos os impostos diretos pagos pelas pessoas, ou seja, o imposto de renda.

34 - Crescimento Econômico - Equação que representa os condicionantes do crescimento econômico: PIB = CONSUMO DAS FAMÍLIAS + GASTOS DO GOVERNO + INVESTIMENTO DAS EMPRESAS + EXPORTAÇÃO LÍQUIDA

35 - Componentes do crescimento econômico - Consumo das Famílias – ao se apropriarem de suas rendas, as famílias destinam uma parte ao consumo de bens e serviços. - Investimentos das Empresas – é uma das mais importantes variáveis para o crescimento de um país. Ao investirem eleva – se o nível de emprego, produto e renda. - Gasto Público – as atividades operacionais do governo e investimentos em Infraestrutura, geram emprego e renda. - Exportação Líquida – são as exportações menos as importações de um país. Quanto maior o saldo, maiores o nível de emprego e o crescimento econômico.

36 CRESCIMENTO ECONÔMICO X DESENVOLVIMENTO - Crescimento econômico - é o contínuo crescimento da renda per capta ao longo do tempo. Característica quantitativa. - Desenvolvimento – é um conceito de característica qualitativa. - (IDH )= Índice de Desenvolvimento Humano

37 DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - Conceito – Consiste no "bom" uso da riqueza material e capital humano de países ou regiões, favorecendo o bem-estar geral de seus habitantes.riqueza capital humanopaísesbem-estar

38 FIM OBRIGADO


Carregar ppt "Introdução à Economia ( Revisão ) 1 - Conceitos Fundamentais da Economia - Origem Etimológica: - Termos Gregos oikos ( casa ) e nomos ( norma, Lei ). ADMINISTRAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google