A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Tecnologia e Processos Industriais TECNOLOGIA DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 1 Docente: Mauricio Raposo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Tecnologia e Processos Industriais TECNOLOGIA DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 1 Docente: Mauricio Raposo."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Tecnologia e Processos Industriais TECNOLOGIA DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 1 Docente: Mauricio Raposo de Souza

2 Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos 2 I – INTRODUÇÃO Os certificados que permitem demonstrar a conformidade de produtos e serviços com requisitos especificados em normas técnicas ou em regulamentos técnicos, quando esses requisitos são compulsórios, e que se baseiam em ensaios conduzidos em laboratórios credenciados de acordo com parâmetros técnicos internacionalmente aceitos, vêm sendo cada vez mais exigidos como condição para o acesso a mercados. Assim, torna-se imprescindível que o País disponha de uma bem estruturada rede de serviços tecnológicos que dê suporte à indústria e aos demais setores da economia no sentido de aparelhá-los para atender a essas exigências e assim competir. Portanto, torna-se objetivo das empresas adotarem um conjunto de ações que visam consolidar e expandir a infraestrutura de serviços tecnológicos tanto na área da Tecnologia Industrial Básica quanto na área de serviços tecnológicos de suporte à P&D, conduzidas pelos institutos e centros de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e entidades tecnológicas setoriais. Para a consecução destes objetivos serão necessários investimentos contínuos e perenes, que permitirão fazer face às deficiências hoje existentes na prestação de serviços especializados de interesse do setor industrial no curto e médio prazos, e a execução do planejamento de longo alcance. Neste enfoque destaca-se os investimentos destinados aos padrões de Tecnologia em Segurança do Trabalho, Higiene Ocupacional e Proteção do Meio Ambiente visando estabelecer o comprometimento da empresa com o bem estar laboral de seus empregados, com a comunidade circunvizinha e para com a sociedade de uma forma geral. Este compromisso, porém, estabelece uma nova necessidade de mercado de buscar o profissional qualificado e habilitado, com visão holística do campo tecnológico, onde o conhecimento e o treinamento serão peças fundamentais para se garantir a aplicabilidade da tecnologia, sem contudo criar um prejuízo no atingimento das metas de Segurança e Saúde do Trabalhador e Proteção do Meio Ambiente. Docente: Mauricio Raposo de Souza

3 3 Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos II – PROGRAMA DE TECNOLOGIA DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS A importância do desenvolvimento da infraestrutura tecnológica como suporte à atividade produtiva tornou-se mais visível desde que o país optou pelo modelo de inserção competitiva no comércio mundial, do qual resultou a abertura da economia brasileira à concorrência internacional, no início da década de 90. Os elementos básicos para desenvolvimento de um programa de tecnologia de segurança em máquinas e equipamentos - PTSME, são: Metrologia (Científica, Industrial e Legal); Normalização e Regulamentação Técnica; Informação Tecnológica. Avaliação da Conformidade (Inspeção, Ensaios, Certificação Procedimentos de Autorização); Tecnologias de Gestão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente; Procedimentos Operacionais Padrão; A trajetória do PTSME três instantes: 1) Esforço orientado para a constituição de uma base laboratorial capaz de atender à demanda dos serviços utilizando-se de novas tecnologias, porém, com a devida implantação de programas de orientação e informação tecnológica industrial que assegurem ao trabalhador o domínio dos conceitos e padrões de segurança aplicáveis e para o desenvolvimento e difusão da Gestão em Segurança e Qualidade do Meio Ambiente Laboral e dos Recursos Naturais; 2) Esforço orientado para a modernização dos sistemas de metrologia, normalização e avaliação da conformidade e continuidade do apoio à informação tecnológica e à gestão da qualidade, através da capacitação dos profissionais em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente; 3) Esforço orientado para a harmonização dos padrões tecnológicos industriais, com os conceitos e ferramentas tecnológicas oferecidas pelo mercado, para assegurar a proteção do trabalhador e do Meio Ambiente. A complexidade no desenvolvimento de uma Gestão em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, segue em particular o esquema apresentado a seguir: Evolução da Complexidade em Gestão custoCusto + Qualidade Custo + Qualidade + Tempo Custo + Qualidade + Tempo + Flexibilidade Custo + Qualidade + Tempo + Flexibilidade + Inovação

4 Docente: Mauricio Raposo de Souza 4 Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos III – LEGISLAÇÃO APLICADA A legislação aplicada aos padrões tecnológicos de Máquinas e Equipamentos são estabelecidos principalmente pelos órgãos responsáveis pela Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial e neste campo podemos ressaltar: Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério do Trabalho e Ministério do Meio Ambiente, através do SINMETRO (INMETRO), ANVISA, CONAMA, SESMT entre outros. Considerando os aspectos técnicos necessários à formação do profissional em Segurança do Trabalho em atendimento à Portaria do MTE, temos na Norma Regulamentadora 12, critérios Tecnológicos a serem aplicados nas operações com máquinas e equipamentos, os quais serão a seguir apresentados. IV – NORMA REGULAMENTADORA – NR 12 – MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Principais padrões tecnológicos aplicáveis às máquinas e equipamentos: I.Segurança de Acionamento e Operação. As máquinas e os equipamentos devem ter dispositivos de acionamento e parada localizados de modo que: a) seja acionado ou desligado pelo operador na sua posição de trabalho; b) não se localize na zona perigosa de máquina ou do equipamento; c) possa ser acionado ou desligado em caso de emergência, por outra pessoa que não seja o operador; d) não possa ser acionado ou desligado, involuntariamente, pelo operador, ou de qualquer outra forma acidental; e) não acarrete riscos adicionais. As máquinas e os equipamentos com acionamento repetitivo, que não tenham proteção adequada, oferecendo risco ao operador, devem ter dispositivos apropriados de segurança para o seu acionamento. As máquinas e os equipamentos que utilizarem energia elétrica, fornecida por fonte externa, devem possuir chave geral, em local de fácil acesso e acondicionada em caixa que evite o seu acionamento acidental e proteja as suas partes energizadas.

5 Docente: Mauricio Raposo de Souza 5 Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos O acionamento e o desligamento simultâneo, por um único comando, de um conjunto de máquinas ou de máquina de grande dimensão, devem ser precedido de sinal de alarme. II.Proteção de Segurança em Máquinas e Equipamentos a)As máquinas e os equipamentos devem ter suas transmissões de força enclausuradas dentro de sua estrutura ou devidamente isoladas pôr anteparos adequados. b)As transmissões de força, quando estiverem a uma altura superior a 2,50m (dois metros e cinqüenta centímetros), podem ficar expostas, exceto nos casos em que haja plataforma de trabalho ou áreas de circulação em diversos níveis. c)As máquinas e os equipamentos que ofereçam risco de ruptura de suas partes, projeção de peças ou partes destas, devem ter os seus movimentos, alternados ou rotativos, protegidos. d)A máquinas ou equipamentos que apresentam partes móveis rotativas, deverão receber proteção adequada dessas partes. e)As máquinas e os equipamentos que, no seu processo de trabalho, lancem partículas de material, devem ter proteção, para que essas partículas não ofereçam riscos. f)As máquinas e os equipamentos que utilizarem ou gerarem energia elétrica devem ser aterrados eletricamente, conforme previsto na NR 10. g)Os materiais a serem empregados nos protetores devem ser suficientemente resistentes, de forma a oferecer proteção efetiva. h)Os protetores devem permanecer fixados, firmemente, à máquina, ao equipamento, piso ou a qualquer outra parte fixa, por meio de dispositivos que, em caso de necessidade, permitam sua retirada e recolocação imediatas. i)Os protetores removíveis só podem ser retirados para execução de limpeza, lubrificação, reparo e ajuste, ao fim das quais devem ser, obrigatoriamente, recolocados. IV – TECNOLOGIA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Tendo em vista a necessidade de explicitar um esforço articulado de apoio a entidades tecnológicas que possam fazer frente aos desafios decorrentes tanto do processo de abertura econômica e comercial como dos desafios da qualidade, produtividade, inovação e competitividade, faz-se necessário empreender a busca de soluções tecnológicas, considerando a um só tempo: a) A crescente pressão das soluções tecnológicas sobre o domínio da ciência (diminuição do ciclo entre invenção, inovação e difusão);

6 Docente: Mauricio Raposo de Souza 6 b)A interdisciplinariedade das tecnologias; c)O contexto articulado da Pesquisa, Desenvolvimento, Engenharia e Serviços Tecnológicos; d)A particularidade do contexto Homem X Máquina X Segurança; e)O foco no domínio do homem sobre a tecnologia aplicada; f)O contexto da Proteção ao homem e ao Meio Ambiente como Estratégia de Negócio e desenvolvimento tecnológico; g)A presença cada vez mais acentuada dos profissionais em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente na cadeia produtiva, em função do crescimento tecnológico. V – EXEMPLOS DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS DE ALTA TECNOLOGIA NA INDÚSTRIA Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos Na Indústria da mineração - Sistema de captação e filtragem de particulados presentes em todos processos (mineração, sinterização, peletização, etc.). Na indústria do Açúcar e Álcool - Sistema completo de captação e filtragem de particulados presentes nos gases procedentes de combustão de caldeiras e queimadores. Os Ventiladores Centrífugos são projetados e dimensionados sob alta tecnologia e rigoroso controle de qualidade, próprios para qualquer condição de trabalho: elevadas temperaturas, corrosão, abrasão, altas concentrações de pó, etc.

7 Docente: Mauricio Raposo de Souza 7 Tecnologia de Segurança em Máquinas e Equipamentos O ciclone é utilizado como pré-coletor das partículas com maior tamanho (acima de 90 mícrons) para reduzir a carga no coletor principal, otimizando o processo dos elementos filtrantes, além de protegê-los de danos físicos. Possui seu princípio de funcionamento baseado na utilização de força centrífuga durante a retirada do pó ou cavaco, que perdem velocidade colidindo-se com as paredes do ciclone seguida da ação da gravidade. Normalmente utilizada como acessório do filtro de mangas, filtros eletrostáticos e torres de absorção, auxilia no transporte de particulado reintegrando-o ao processo, tornando o sistema de despoeiramento em tipo fechado. Rosca transportadora do tipo calha, através do movimento rotativo proporcionado pelo seu acionamento por moto redutor, realiza o transporte e a dosagem de particulados diversos. As Torres de Adsorção - São equipamentos utilizados para remoção de gases poluentes, baseados no princípio de transferência de massa. Este princípio é definido como sendo a transferência das moléculas gasosas do fluxo de ar para um líquido de lavagem e essa transferência é encontrada pela combinação da difusão, absorção física e a reação química Chamados também de lavadores inerciais de Orifício. A aspersão de água é induzida pela própria passagem do fluxo gasoso através do líquido, "quebrando-o" em gotas obtendo alta eficiência a partículas maiores que 15 mícrons. São equipamentos usados na remoção de material particulado, com altas eficiências na coleta de partículas, absorção de gases solúveis e redução de odores de correntes gasosas.


Carregar ppt "CURSO DE TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Tecnologia e Processos Industriais TECNOLOGIA DE SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 1 Docente: Mauricio Raposo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google