A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nuno Alexandre. Anestesia local e regional Razões para utilizarmos: Analgesia preemptiva Pode evitar anestesia geral Diminui concentração de anestésicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nuno Alexandre. Anestesia local e regional Razões para utilizarmos: Analgesia preemptiva Pode evitar anestesia geral Diminui concentração de anestésicos."— Transcrição da apresentação:

1 Nuno Alexandre

2 Anestesia local e regional Razões para utilizarmos: Analgesia preemptiva Pode evitar anestesia geral Diminui concentração de anestésicos voláteis Como técnica de anestesia balanceada

3 Anestesia local e regional Anestésicos locais, como funcionam? Difusão para o nervo periférico Bloqueio de canais de sódio Maior liposolubilidade = maior potência Maior concentração = maior rapidez de acção =maior intensidade no bloqueio Maior afinidade para as proteínas = maior duração de acção

4 Anestésicos locais Lidocaína=xilocaína Concentração 0,5%, 1 e 2% Tempo de latência min Duração 60 min (sem epinefrina) 120 min com epinefrina Potência intermédia 2-4 mg/Kg (cão) Gato ½ da dose Bupivacaína Concentração: 1 e 2% Tempo de latência: 5-10 min Duração : até 8h Potência superior à lidocaína 2 mg/Kg (cão) Gato ½ da dose Mepivacaína Concentração: 0,25%, 0,5% e,75% Tempo de latência: 20 min Duração : 6h maior potência em relação aos outros dois Ideal para anestesia epidural

5 Técnicas de Anestesia local e regional Considerações gerais: Usar sempre equipamento estéril Usar sempre técnica asséptica Antes de injectar, aspirar para detectar a presença de sangue e evitar a administração IV Não injectar em áreas inflamadas/infectadas Usar agulhas com o menor G possível

6 Técnicas de Anestesia local e regional 1. Aplicação tópica 2. Bloqueios regionais da cabeça 3. Bloqueios regionais intra-orais 4. Bloqueio do plexo braquial 5. Bloqueios dos nervos intercostais 6. Bloqueios das extremidades dos membros (n. radial n.ulnar e n.mediano) 7. Intra-articular 8. Epidural lombo-sagrada

7 Aplicação tópica Proparacaína, derivado da cocaína em cirurgia ocular Mucosa laríngea: 1-2 mg de lidocaína para abolir reflexo laríngeo topicamente nas cordas vocais Pele: creme EMLA mistura de lidocaína e pilocarpina Penetra nas camadas superficiais da epiderme Analgesia em 40 min, colocação de catéter IV

8 Aplicação tópica

9 Bloqueios regionais da cabeça Anestesia dos nervos oftálmicos Agulha de 22G e 2,5 cm de comprimento Ventral ao arco zigomático, medialmente ao ramo da mandíbula e em direcção ao canto lateral do olho Objectivo atingir as proximidades da fissura orbitária

10 Bloqueios regionais intra-orais Bloqueio do nervo maxilar

11 Bloqueios regionais intra-orais Bloqueio do nervo infra-orbitário

12 Bloqueios regionais intra-orais Bloqueio do nervo mentoneano

13 Bloqueios regionais intra-orais Bloqueio do nervo alveolar inferior técnica extra e intra-oral

14 Bloqueio do plexo braquial Analgesia distal ao cotovelo Bloqueio do plexo braquial C6-T2 Fracturas distais ao cotovelo

15 Bloqueio do plexo braquial

16

17 Bloqueios dos nervos intercostais Indicações: Fracturas de costelas Toracotomia Esternotomia Éxerese de tumores da parede costal Recomenda-se o bloqueio de 2 nervos intercostais craniais e caudais ao local da incisão

18 Bloqueios dos nervos intercostais Via intra-pleural através de dreno torácico Recomenda-se bupivacaína TID Administração com o lado afectado em posiçao + ventral

19 Bloqueios das extremidades dos membros (n. radial n.ulnar e n.mediano) Indicações: Biópsias da extremidade Oniectomia em gatos Amputação de dígitos

20 Intra-articular Em cirurgia articular Com bupivacaína Pode-se obter analgesia até 24 horas com opiáceos

21 Epidural lombo-sagrada Injecção de anestésico no espaço epidural, entre o arco ósseo e a dura-máter a área bloqueada depende do volume e concentração do anestésico e volume do canal vertebral Espaço L7-S1 Cão – cone medular termina em L7 Gato - cone medular termina em S3

22 Epidural lombo-sagrada Indicações: Cirurgia urogenital Cirurgia ortopédica do membro pélvico Cirurgia perineal

23 Epidural lombo-sagrada Contra-indicações: Absolutas: Coagulopatias Alergias Infecções locais e sistémicas Relativas: Fracturas do sacro Deficits neurológicos Aumento da pressão intracraniana Malformações congénitas da coluna vertebral Hemodinâmicamente instável

24 Epidural lombo-sagrada

25 Opioides ligam-se a receptores no corno dorsal bloqueio da libertação présináptica de neurotransmissores excitatórios Anestésicos locais: bupivacaína Morfina sem conservantes : 0,1 mg/Kg Bupivacaína: 0,05mg/kg Tempo de latência da morfina: 60 min Analgesia até 24 horas

26 Epidural lombo-sagrada Confirmação da epidural: Perda de resistência Técnica da aspiração da gota de soro RX Perda de tónus anal Irritação dos nervos raquidianos pélvicos

27 Epidural lombo-sagrada Benefícios dos opioides por via epidural: Propriocepção normal Sistema simpático normal Doses de opioides mais baixas do que as sistémicas Diminuição da concentração de anestésico Maior duração de acção

28 Epidural lombo-sagrada Efeitos secundários dos opioides Prurido Retenção urinária Depressão respiratória tardia (nunca documentada no cão) Efeitos secundários dos anestésicos locais Bradicardia Hipotensão Convulsões Taquicardia ventricular e fibrilhação ventricular

29

30


Carregar ppt "Nuno Alexandre. Anestesia local e regional Razões para utilizarmos: Analgesia preemptiva Pode evitar anestesia geral Diminui concentração de anestésicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google