A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO ENCONTRO EXPLICATIVO DE CRITÉRIOS DE JULGAMENTO DA RAÇA LUSITANA S.Paulo Outubro de 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO ENCONTRO EXPLICATIVO DE CRITÉRIOS DE JULGAMENTO DA RAÇA LUSITANA S.Paulo Outubro de 2013."— Transcrição da apresentação:

1 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO ENCONTRO EXPLICATIVO DE CRITÉRIOS DE JULGAMENTO DA RAÇA LUSITANA S.Paulo Outubro de 2013

2 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA CORRECÇÕES De acordo com o Padrão da Raça INCORRECÇÕES Desvios ao Padrão da Raça CONFORMAÇÃO TARAS Congénitas (Reprod) Adquiridas (M.A.) MORFOLOGIA

3 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO CABEÇA e PESCOÇO De comprimento médio, rodado, de crineira delgada, de ligação estreita à cabeça, largo na base, e bem inserido nas espáduas, saíndo do garrote sem depressão acentuada. Bem proporcionada, de comprimento médio, delgada e seca, de ramo mandibular pouco desenvolvido e faces relativamente compridas, de perfil levemente subconvexo, fronte levemente abaulada (sobressaíndo entre as arcadas supraciliares), olhos sobre o elíptico, grandes e vivos, expressivos e confiantes. As orelhas são de comprimento médio, finas, delgadas e expressivas. MORFOLOGIA

4 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO CABEÇA DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO TARAS -Perfil Concavo -Achatamento entre os olhos -Tamanho -Largura das mandíbulas -Tamanho e desenho das orelhas -Narinas -Expressão -Prognatismo MORFOLOGIA -Agnatismo -Retrognatismo

5 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Perfil Concavo CABEÇA Achatamento entre os olhos Desproporcionado Sem expressão Mandibulas Largas

6 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Rectrognatismo Agnatismo PROGNATISMO

7 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO PESCOÇO DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO -Ganachudo -Invertido -Má saida -Má orientação do Bordo Anterior -Gato -Golpe de Machado -Proporcionalidade com a cabeça MORFOLOGIA

8 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA PESCOÇO Ganachudo Invertido Má saída Má conformação Gato Golpe de machado Curto

9 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO ESPÁDUA e GARROTE Comprida, oblíqua e bem musculada. Bem destacado e extenso, numa transição suave entre o dorso e o pescoço, sempre levemente mais elevado que a garupa. Nos machos inteiros fica afogado em gordura,mas destaca- se sempre bem das espáduas. MORFOLOGIA

10 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA ESPÁDUA GARROTE DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO - Angulo - Dimensão -Afundado entre espáduas - Breve

11 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Afogado nas espáduas Garrote breve ESPÁDUA e GARROTE Espádua curta

12 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO PEITORAL e COSTADO Bem desenvolvido, extenso e profundo, com costelas levemente arqueadas, inseridas oblíquamente na coluna vertebral, proporcionando um flanco curto e cheio. De amplitude média, profundo e musculoso. MORFOLOGIA

13 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA COSTADO PEITORAL DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO Estreito PROPORÇÃO Exageradamente largo Redondo Pouco profundo

14 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA PEITORAL Peitoral Estreito Peitoral exageradamente largo

15 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA COSTADO Redondos e pouco profundos

16 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA DORSO e RIM Curto, largo, musculoso, levemente convexo, bem ligado ao dorso e à garupa com a qual forma uma linha contínua e perfeitamente harmónica. Bem dirigido, tendendo para o horizontal, servindo de traço de união suave entre o garrote e o rim.

17 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA RIM DORSO DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO -Comprido -Curto -Descendente -Selado -Mal Ligado -Marreco

18 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA CompridoDescendenteSelado DORSO

19 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA RIM Mal ligado

20 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Forte e arredondada, bem proporcionada, ligeiramente oblíqua, de comprimento e largura de dimensões idênticas, de perfil convexo, harmónico e pontas das ancas pouco evidentes conferindo à garupa uma secção transversal elíptica. Cauda saíndo no seguimento da curvatura da garupa, de crinas sedosas, longas e abundantes. GARUPA

21 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA GARUPA Triangulo Isosceles DEFEITOS DE CONFORMAÇÃO TARAS -Desproporcionada -Horizontal -Ondulada -Descaida -Garupa de vaca -Proeminência de sacro -Inserção alta de cauda -Falta de calção- (garupa de porco) -Rotula atrasada -Garupa dupla -Náfego

22 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA GARUPA Ondulada Inserção alta da cauda Horizontal Descaída Rótula atrasada

23 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA GARUPA Subluxação Sacroiliaco

24 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Braço bem musculado, harmoniosamente inclinado. Antebraço bem aprumado e musculado. Joelho seco e largo. Canelas sobre o comprido, secas e com os tendões bem destacados. Bolêtos secos relativamente volumosos e quase sem machinhos. Quartelas relativamente compridas e oblíquas. Cascos de boa constituição, bem conformados e proporcionados, de talões não muito abertos e coroa pouco evidente. MEMBROS

25 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Nádega curta e convexa. Coxa musculosa, sobre o curto, dirigida de modo a que a rótula se situe na vertical da ponta da anca. Perna sobre o comprido, colocando a ponta do curvilhão na vertical da ponta da nádega. Curvilhão largo, forte e seco. Os membros posteriores apresentam ângulos relativamente fechados.

26 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA MEMBROS ANTERIORES Conformação idealDebruçadoEstacado

27 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Curvo MEMBROS ANTERIORES Transcurvo

28 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA IDEAL Fechado Aberto MEMBROS ANTERIORES

29 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA DEFEITOS DE ADQUIRIDOS MEMBROS ANTERIORES -Sobremão -Sobrecana -Ovas articulares -Ovas tendinosas e ligamentares -Cudilheiras

30 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA SobremãoCodilheira Sobrecana MEMBROS ANTERIORES DEFEITOS DE ADQUIRIDOS

31 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Tendinite Ovas tendinosa vs Ovas articulares Ovas DEFEITOS DE ADQUIRIDOS MEMBROS ANTERIORES

32 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA MEMBROS POSTERIORES Conformação Ideal

33 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Fechado Aberto Fechado de Curvilhões MEMBROS POSTERIORES

34 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Acurvilhado Aleijado Estacado de trás Recto de curvilhões MEMBROS POSTERIORES

35 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA DEFEITOS DE ADQUIRIDOS MEMBROS POSTERIORES -Agriões -Alifafes -Ovas articulres -Ovas tendinosas e ligamentares -Sobrepés -Esparavões -Curvaças

36 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Agrião Alifafe MEMBROS POSTERIORES DEFEITOS DE ADQUIRIDOS

37 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Curvaça Esparavão MEMBROS POSTERIORES DEFEITOS DE ADQUIRIDOS

38 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Angulo das quartelas QUARTELAS

39 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA CONJUNTO DE FORMAS E ANDAMENTOS Relação entre conformação e a funcionalidade

40 ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO MORFOLOGIA Agéis e elevados projectando-se para diante, suaves e de grande comodidade para o cavaleiro. ANDAMENTOS


Carregar ppt "ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CRIADORES DO CAVALO PURO SANGUE LUSITANO ENCONTRO EXPLICATIVO DE CRITÉRIOS DE JULGAMENTO DA RAÇA LUSITANA S.Paulo Outubro de 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google