A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pistas significativas Mirtzi para um encontro com Deus Parte I.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pistas significativas Mirtzi para um encontro com Deus Parte I."— Transcrição da apresentação:

1

2 Pistas significativas Mirtzi para um encontro com Deus Parte I

3 Quando Deus trouxe o plano material à manifestação deixou nele contidas pistas valiosas que poderão nos conduzir ao caminho de volta a Ele, em sua realidade imaterial. Tudo o que existe na forma ou matéria, é proveniente de uma expiração de Deus.

4 Como chispas do Absoluto e Inefável Deus Criador, espiralamos para o mundo da forma, experimentando uma mudança gradativa do padrão vibracional entre a realidade imaterial e a material. Essa mudança de faixa dimensional nos fez perder a consciência quanto à nossa origem, porque fomos impelidos a nos acomodar às condições do plano material, que embora perfeito em seu nível de existência, apresenta inúmeras limitações.

5 Somos, então, espíritos experimentando uma existência cíclica terrena e um dia teremos que retornar ao Pai, levando conosco o agregado de experiência, conhecimento e sabedoria. Cada um de nós se dispôs previamente a um ensaio científico nos mundos habitados com a finalidade de verificar fenômenos físicos e seus eventuais desdobramentos, observações, reações, conseqüências e aprendizados.

6 Assim, nos entrelaçamos sob várias formas de vida e influências de cada cenário entre os muitos mundos habitados, errando e acertando, com o propósito de obter maestria na experiência, para só então, retornarmos à Fonte. Isso favorece ao melhoramento continuado do TODO através da evolução ininterrupta do Padrão Original.

7 Todas as chaves e codificações estão incluídas em nossa essência e para nos encontrarmos com ela, a infinita inteligência de Deus tratou de nos deixar pistas valiosas, com regras ou leis fixadas a priori, as quais estariam intrinsecamente permeando a tudo, em cada plano e nível de consciência. Tais leis estariam ao alcance da consciência da humanidade, se somente se, houvesse abertura interior às realidades de Deus, e, seriam acessadas na exata razão proporcional da consciência cada vez mais desperta.

8 Apesar das limitações impostas pela fisicalidade, nossa realidade infinita poderia ser resgatada no plano da forma através do Padrão Original estabelecido por Deus, do qual todas as coisas se derivam e que trouxe consigo códigos ou símbolos para nos auxiliar a despertar de nossa condição, apesar de nossa essência estar em níveis profundos de nosso ser. Junto com os códigos de acesso, Deus também lhe deixou inerentes todas as condições de derivação, ampliação e multiplicação, sem prejuízo das codificações originais da essência.

9 Invariavelmente, entraríamos em contato com nossa essência e com Deus desde a menor partícula até a maior coisa visível aos olhos humanos. Como compreendeu o sábio Hermes Trismegisto, entre o século I e II da Era Cristã: "O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima.

10 A mente humana em seu subconsciente e inconsciente, já estaria familiarizada com tais codificações, padrões ou símbolos, necessitando apenas, uma sintonização com o próprio eu interior, para que as pistas fossem, conscientemente, encontradas uma a uma. Deste modo, quanto mais o ser humano crescesse em compreensão e abertura interior para o mundo à sua volta, mais fácil seria vislumbrar os elos de toda a informação acessível no universo.

11 Como peças de um quebra-cabeças, o ser humano iria percebendo-as e reunindo-as passo a passo, de acordo com esse nível de entrega e fé no poder de Deus. Nos tempos atuais, estes véus só tendem a cair com a total desconstrução dos conceitos obsoletos da sociedade que vem em declínio contínuo, além de um olhar sob uma nova perspectiva e compreensão.

12 Ao longo da história humana, aqueles que se dedicaram à contemplação e estudo da natureza, puderam alcançar as forças criativas do Divino e acessaram as mensagens nela contidas, decodificando-as em benefício de um maior número de pessoas aptas a despertar da letargia e se relacionarem saudavelmente com o todo, num processo rico e criativo. Platão e Aristóteles, entre outros sábios da época, tiveram esse encontro através das reflexões filosóficas, da matemática e da geometria [figuras geométricas e sólidos platônicos], entre muitos ensaios profundos, incluindo assuntos metafísicos.

13 A partir de 1900, o despertar da consciência começou a advir a pensadores e cientistas, bem como as fronteiras da consciência começaram a se alargar para muitos seres humanos. Citaremos alguns aspectos que tocam à presente exposição.

14 Surgiram os primeiros conceitos da Semiótica, cujos expoentes entre vários pensadores observaram [Peirce, Saussure, Louis Hjelmslev, Umberto Eco, Jakobson, Morris e Greimas] que o ser humano utiliza vários sistemas de significação, expressos através de ícones, índices e símbolos, todos indicando qualidade, relação [reação] e representação [mediação].

15 Com aprimoramento dessa primeira idéia, chegaram a delinear que as circunstâncias da vida humana podem ser interpretadas através de: Diagramas [relações abstratas: fórmulas lógicas, químicas e algébricas]; Emblemas [figuras às quais associamos conceitos: cruz com cristianismo]; Desenhos [ícones e inferências naturais, índices ou indícios de...]; Equivalências arbitrárias [ou símbolos que poderão ser interpretados por...]; Sinais [um código da estrada, ou a associação de um conjunto de conceitos].

16 Quanto ao campo da matemática, Helge von Koch escreveu artigo em que incluiu pela primeira vez uma curva geométrica [batizada posteriormente de Curva de Koch], que foi um dos primeiros fractais. Por observação de certos fenômenos, matemáticos elaboraram a Teoria dos Fractais, identificando que um fractal é um objeto geométrico que mesmo dividido em partes apresentará em cada uma delas o 1º padrão, pois é auto-similar ao objeto original independendo da escala utilizada.

17 Carl Jung, psiquiatra suíço, percebeu que símbolos ou arquétipos seriam fundamentais para mapear a natureza humana, compreendendo-a melhor para ajudá-la em seus problemas. Para tanto, se debruçou na relação, importância e indicações assumidas pelos símbolos, imagens religiosas, sistemas mitológicos e culturais localizadas no tempo. Verificou que o inconsciente pessoal inclui conceitos mais amplos inseridos num inconsciente coletivo.

18 Os arquétipos correspondem a inúmeras situações, cuja essência se repetia: comportamentos no relacionamento entre pais e filhos, marido e mulher, entre amantes, na profissão, no nascimento e morte. Também foi Jung que usou primeiro o conceito de sincronicidade e identificou a Anima Mundi [Alma do Mundo. Anima é o sopro, alento ou alma; é o princípio feminino da psique humana].

19 Ainda na 1ª década de 1900, Einstein e outros tantos físicos [incluindo Plank, Heisenberg, Schrödinger e outros], traçaram Fizeram inúmeros experimentos até obterem uma comprovação científica. Ainda na 1ª década de 1900, Einstein e outros tantos físicos [incluindo Plank, Heisenberg, Schrödinger e outros], traçaram linhas mestras quanto à compreensão do mundo imaterial. Fizeram inúmeros experimentos até obterem uma comprovação científica. Invariavelmente, nesse processo de descoberta eles tiveram experiências místicas ou cosmológicas: tiveram o encontro com sua essência.

20 Já no nosso século, os conceitos da física quântica avançaram sobremaneira, sempre aprimorando e se deparando com novas descobertas. Portas e janelas têm se aberto ao ser humano para a compreensão de sua origem e construção consciente de seu destino.

21 Recentemente o cientista japonês, Masaru Emoto, divulgou os resultados de seus estudos sobre a água ao analisar a formação de seus cristais congelados, quando submetidos a diversas circunstâncias positivas e negativas. Nas positivas a formação dos cristais de água formam figuras geométricas semelhantes a jóias. Após o filme Quem Somos Nós seu trabalho ficou mundialmente conhecido.

22

23 Observamos que em todos os casos, o ser humano buscou entender como se expressa e comporta a consciência no plano tangível, como e porque ocorrem os fenômenos e eventos no universo, com a finalidade de decodificá-los, compreendê-los claramente e direcionar coerentemente seu futuro.

24 Percebemos, entretanto, que sempre estivemos diante de representações da linguagem de Deus, embutidas em tudo que nos cerca, incluindo o nosso próprio corpo humano. Estas representações foram traduzidas pelo som, ritmo, matemática, geometria, símbolos, etc.

25 O médico e renomado escritor Deepak Chopra, fala dos arquétipos apresentados por Jung, bem como de outras representações e inferências, chegando à assertiva de que: Arquétipo é um símbolo de um Estado de Consciência Deepak Chopra – Edição da Revista Meditação – ano 2001.

26 Um símbolo é um concentrado de energia. Atua mesmo que seu significado não seja captado pelo eu consciente. Arquétipo: Núcleo de energia de síntese, criado pela mente universal para atuar como polarizador da manifestação de estruturas e padrões que conduzem a existência à meta última a ela reservada.Arquétipo: Núcleo de energia de síntese, criado pela mente universal para atuar como polarizador da manifestação de estruturas e padrões que conduzem a existência à meta última a ela reservada. Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento

27 O que chamamos de símbolo é um termo, um nome ou mesmo uma imagem que nos pode ser familiar na vida diária, embora possua conotações especiais além do seu significado evidente e convencional. Carl Gustav Jung, O Homem e seus símbolos, Rio, Ed. Nova Fronteira, 23ªed., 2002 [do original em inglês em 1964].

28 Tendo ciência de que arquétipos e símbolos podem ser decodificados e compreendidos, podemos mudar nosso estado de consciência e desse modo, encontrar soluções dentro do campo de infinitas possibilidades. Com esse pensamento, poderemos mais facilmente transcender quaisquer situações que estivermos vivenciando através da compreensão de nossos comportamentos que estão se pautando dentro do âmbito de tal ou qual arquétipo.

29 Traduzindo: todos os eventos de nossa vida têm um padrão; nós achamos que é um evento novo, mas ele apenas está com nova roupagem; o propósito é transcendermos velhas amarras e darmos respostas criativas à vida, elevando o patamar de nossa consciência, ampliando nosso campo de percepção. Logo, se compreendermos o arquétipo relacionado ao evento vivenciado, visualizaremos várias soluções, e, saberemos, de modo equilibrado, que atitude mais adequada devemos adotar.

30 Por sua vez, observando tudo à nossa volta, além dos arquétipos, símbolos e equivalentes, veremos também que a geometria está subjacente a tudo. Pitágoras disse: Deus geometriza. Pitágoras disse: Deus geometriza. Jorge Adoum (Mago Jefa) A Magia do Verbo ou o Poder das Letras

31 Observemos a constituição do ser humano e de toda natureza. Nela encontraremos toda simbologia dando pistas através da Geometria de Deus

32

33 Foto microscópica de um ser marinho eucarionte unicelular: estrelar Representação da célula vegetal: hexagonal Representação da célula animal: ovóide Órbita dos planetas: elíptica Representação do DNA: espiral Representação das malhas do super-universo onde se inserem inúmeras galáxias : circular

34 Mitocôndria: ovóide Neurônio: hexagonal Trecho de ligação de DNA: hexagonal Ligações de Hidrogênio: hexagonal Água e ligações de hidrocarboneto: combinações geométricas de pentágonos Átomo: órbita elíptica Próton e Anti-próton: Partículas menores do átomo: Corpo humano: várias formas fractais e figuras geométricas

35 Gânglio linfático: ovóide Corpo Humano: Espermatozóide: Espermatozóide fertilizando o óvulo: Artéria: forma fractal Sangue: várias formas geométricas Células que compõem o corpo humano Célula Óssea: Aparelho circulatório: forma fractal Óvulo fecundado Feto Célula Nervosa: forma fractal

36 Colméia: hexagonal Árvore: fractal Brócoli: fractal Alga: fractal Estrela Marinha: Folha: fractal Caracol: fractal Penas Pavão: fractal Caravela: fractal Concha: fractal Diamante africano em Estado bruto Diamante lapidado valiosíssimo Como se lapida: formas geométricas

37

38 OUROBORO: O numeral ZERO é o círculo e representa o universo, o infinito, infinito temporal e espacial o início e o fim, ou o CICLO SEM FIM. Na mitologia de várias culturas a serpente que morde o próprio rabo é o tudo ou nada, o óvulo que pode ou não ser fecundado, o envolvimento: porque no abraço de si mesmo, suas partes ficam UNIDAS ou coesas. É a representação pictórica da Manifestação Cíclica do Universo e da Lei do Retorno. Anotação do número 0 [zero], entre o mais infinito a menos infinito: princípio de tudo Ouroboro: Círculo:

39 OUROBORO: É o paradoxo e enigma. A cauda penetrando a boca representa a união sexual em si mesmo que por inferência será o equilíbrio da personalidade: ser suave como o feminino e firme como o masculino. É também uma auto-renovação: transformação contínua da morte na vida, já que suas presas envenenam a si mesma. É a força motriz da VIDA e do TEMPO, gerando ambos. A serpente representa a imortalidade [diversos livros sagrados, incluindo a Bíblia]: a vida renovada a cada muda de pele.

40 Os sólidos e as figuras geométricas são condensados de energia e se relacionam aos números, aos sons, às cores, aos fogos e aos Raios. Concentram grande potencial, especialmente quando regulares. Atuam como ressonadores e transformadores de vibrações universais, com as quais entram em contato segundo a lei da afinidade. (...) Nos níveis elevados da existência, níveis em que a unidade é vivida em plenitude, a Idéia correspondente aos sólidos e às figuras geométricas está sempre presente. (...) As figuras planas exercem influência sobre o ser humano, sobretudo no nível intuitivo e no mental. Os sólidos estendem sua influência também sobre o sistema sensorial. (...)... pirâmides estão ocultamente vinculadas ao octaedro, e as construções modernas ao cubo. Estas duas formas, inseridas na história das civilizações, representam a mudança de polarização da consciência humana do nível abstrato para o concreto (...) Glossário Esotérico – Triguerinho – Ed. Pensamento

41

42

43 Uma via de acesso aos planos superiores de compreensão, também é meditar nas formas geométricas planas. Eles nos auxiliam a obter sucesso no processo de Ascensão Espiritual

44 Meditação: Visualize a si mesmo e à Terra dentro desta da figura dos triângulos entrelaçados [mer ka ba] e obterá proteção, cura, transformação.

45 Todas as pistas apontam para uma única mensagem: Ame, perdoe, desapegue-se, seja um servidor de Deus, caminhe com FÉ em DEUS;Todas as pistas apontam para uma única mensagem: Ame, perdoe, desapegue-se, seja um servidor de Deus, caminhe com FÉ em DEUS; Esteja atento a tudo à sua volta, fique desperto, ligado à Fonte de Deus;Esteja atento a tudo à sua volta, fique desperto, ligado à Fonte de Deus; Não tem disposição para estudar? Medite nos símbolos! Leia as Escrituras Sagradas que a compreensão chegará ao seu coração, não ao seu intelecto – pois este é um trabalho do coração;Não tem disposição para estudar? Medite nos símbolos! Leia as Escrituras Sagradas que a compreensão chegará ao seu coração, não ao seu intelecto – pois este é um trabalho do coração; Compreenda que, o que conta é o Amor, que é a energia que purifica, eleva, esclarece e refina as emoções. Porque o Amor é uma energia da ascensão, a energia da consciência Crística. É Deus em Ação!Compreenda que, o que conta é o Amor, que é a energia que purifica, eleva, esclarece e refina as emoções. Porque o Amor é uma energia da ascensão, a energia da consciência Crística. É Deus em Ação! Sintetizando:

46 Acima de tudo, porém, revistam-se do AMOR, que é o perfeito vínculo de UNIÃO. (Bíblia, Carta de Paulo aos Colossenses 3:14)

47 Tens de AMAR a DEUS sobre todas as coisas e ao próximo como a TI MESMO. (Bíblia, Mateus 22:37/40)

48 Deus é Amor (Bíblia, 1ª João 4:8)

49 O amor nunca falha. Mas, quer haja dons de profetizar, serão eliminados; quer haja conhecimento, será eliminado. Pois temos conhecimento parcial e profetizamos parcialmente, mas, quando chegar o que é completo, será eliminado o parcial. [...] Agora, porém, permanecem a FÉ, a ESPERANÇA, o AMOR, estes três, mas o maior destes é o AMOR. O amor nunca falha. Mas, quer haja dons de profetizar, serão eliminados; quer haja conhecimento, será eliminado. Pois temos conhecimento parcial e profetizamos parcialmente, mas, quando chegar o que é completo, será eliminado o parcial. [...] Agora, porém, permanecem a FÉ, a ESPERANÇA, o AMOR, estes três, mas o maior destes é o AMOR. (Bíblia, trecho da 1ª Carta de Paulo aos Coríntios – Capítulo 13)

50 Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus Todo Poderoso Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus dos Exércitos Santo, Santo, Santo é Jeová o Senhordos Exércitos Santo, Santo, Santo é Jeová o Senhor dos Exércitos Santo, Santo, Santo é o Senhordas Legiões Santo, Santo, Santo é o Senhor das Legiões Traduzido para o idioma hebraico: "Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai 'Tsebayoth É o cântico que toda a hierarquia celestial canta para Deus, o Absoluto e Inefável. (Bíblia, trecho do Livro do Apocalipse, capítulo 4 – diversas traduções cristãs) Louvemos constantemente ao Absoluto, ao Deus Altíssimo:

51 O AMOR elevará nossa freqüência e em conseqüência, nossas formas geométricas espalhadas por todo o corpo se alinharão com essa energia.

52 Argumento, texto e formatação: Mirtzi Lima Ribeiro João Pessoa – Paraíba – Nordeste – Brasil Figuras: internet Citações: referenciadas na seqüência do texto Música: Aeoliah – The Caress Evite modificar o conteúdo deste slide. Respeite os direitos autorais. Reenvie aos que AMAM ou estão aprendendo a AMAR e que, conscientemente, buscam e louvam ao Deus Altíssimo


Carregar ppt "Pistas significativas Mirtzi para um encontro com Deus Parte I."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google