A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

#3-0-1 Unidade 3: Tamanho de Amostra, Métodos de Amostragem, Duração e Frequência de Amostragem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "#3-0-1 Unidade 3: Tamanho de Amostra, Métodos de Amostragem, Duração e Frequência de Amostragem."— Transcrição da apresentação:

1 #3-0-1 Unidade 3: Tamanho de Amostra, Métodos de Amostragem, Duração e Frequência de Amostragem

2 Questões de Aquecimento: Instruções Durante os próximos cinco minutos, responda às questões de aquecimento da unidade 3 do seu manual Por favor, não compare as suas respostas com as dos demais participantes As respostas não serão recolhidas nem avaliadas As respostas serão revistas no final da unidade #3-3-2

3 Conteúdo da Unidade No final da unidade, deverá estar apto(a) a: © explicar o processo de amostragem © determinar quem é elegível para uma amostra © escolher a técnica de amostragem apropriada a situações específicas © planificar a duração e a frequência de uma amostragem a ser conduzida #3-3-3

4 O processo de Amostragem Métodos de amostragem apropriados e consistentes garantem que os serolevantamentos sejam representativos das populações em que estão a ser conduzidos Amostras representativas são parecidas com a verdadeira população Eles garantem que os levantamentos sejam consistentes de ano para ano, e que sejam consistentes nos locais #3-3-4

5 Componentes de Amostragem O tamanho da amostra, ou o número de indivíduos a serem incluídos na amostra A técnica de amostragem, ou os procedimentos para a escolha dos indivíduos a serem incluídos na amostra A duração e a frequência de amostragem, ou por quanto tempo e com que frequência a selecção ocorrerá #3-3-5

6 Tamanho de Amostra Um número adequado de sujeitos a serem incluídos numa amostra de vigilância sentinela é necessário para que se possa : © determinar tendências na prevalência de infecção pelo HIV ao longo do tempo © identificar subpopulações sob maior risco de infecção O tamanho da amostra deve ser suficientemente grande, a fim de detectar diferenças entre duas estimativas de prevalência Estatisticamente, isso se refere à margem de erro (p.ex., ±3%) #3-3-6

7 Tamanho de Amostra, Cont. A abordagem para determinação do tamanho da amostra por local requer: © uma estimativa de prevalência de infecção pelo HIV © a margem de erro considerada aceitável © o nível de confiança desejado Geralmente, os cálculos do tamanho da amostra são feitos no âmbito do Programa Nacional de Combate de SIDA Um tamanho mínimo de amostra deve ser calculado para cada sítio-sentinela e para cada período do levantamento #3-3-7

8 Cálculo do Tamanho da Amostra com Epi Info O recurso STATCALC do software Epi Info oferece um método para cálculo do tamanho de amostras É possível aprender mais sobre o programa e conectá-lo gratuitamente pelo site #3-3-8

9 Aspectos Práticos Recomenda-se o tamanho mínimo de amostras de 250 a 400 pacientes por sítio-sentinela © Uma margem de erro aceitável de ±3%, e 95% de confiança estatística, pode ser alcançada © Esse é o tamanho máximo de amostra que pode ser obtido numa unidade sanitária típica, entre 8 e 12 semanas © Essa amostra oferecerá poder estatístico suficiente para determinar tendências na prevalência de infecção pelo HIV num período superior a três anos #3-3-9

10 Figura 3.1. Fórmula para Determinação de Tamanho de Amostra z é o factor que corresponde ao grau de confiança desejado (para um nível de confiança de 95%, z = 1.96) P é a proporção esperada de pacientes com o desfecho (como a prevalência estimada de infecção pelo HIV) W é o intervalo de erro aceitável. Por exemplo, a variação de uma margem de erro de +/- 3% é 0.06 #3-3-10

11 Sugestões Práticas de Tamanho da Amostra Quanto mais perto de 50% for a prevalência, maior será o tamanho da amostra necessário para atingir o mesmo intervalo de confiança O tamanho de amostra necessário será maior, caso a margem de erro seja menor O tamanho da amostra deve ser atingível no decurso de poucos meses #3-3-11

12 Técnicas de Amostragem Existem três técnicas de amostragem, utilizadas para seleccionar os participantes num inquérito em sítios-sentinela: © amostragem consecutiva © amostragem sistemática © amostragem aleatória simples Cada esquema tem vantagens e desvantagens #3-3-12

13 Amostragem Consecutiva Selecção de todos os pacientes que preenchem os critérios de inclusão, até que o tamanho necessário da amostra seja alcançado ou que o período do estudo chegue ao final Exemplo: inclua todas as pacientes de CAPN que preencham os critérios de inclusão e venham nos CNP no mês de janeiro #3-3-13

14 Amostragem Sistemática Construção de uma lista de todos os participantes que preenchem os critérios de inclusão e selecção dos pacientes, a partir de um intervalo pré-determinado, até que o tamanho necessário da amostra seja alcançado ou o período do estudo chegue ao seu final Exemplo: faça uma lista de todas as pacientes do CPN que preenchem os critérios de inclusão e seleccione uma de três em três pacientes, até que se completem 256 pacientes ou que o período do estudo acabe #3-3-14

15 Amostragem Aleatória Simples Utilização de uma tabela de números aleatórios ou de outro método para gerar uma lista aleatória de números. Esses números serão então vinculados a uma lista de pacientes que preencham os critérios do estudo Listas de números aleatórios podem ser obtidas de tabelas de números aleatórios ou podem ser geradas por computadores ou outros métodos #3-3-15

16 Tabela 3.1. Vantagens e Desvantagens da Amostragem Consecutiva Vantagens Relativamente fácil de aplicar Menor possibilidade de de manipulação, intencional ou não, por parte da equipa, ou de erros no processo de seleção Desvantagens Não está baseada em aleatoriedade Pode haver variações quanto a quem será atendido nos CPN em diferentes fases do ano (p. ex., menos pacientes de zonas rurais em Janeiro do que em Junho) #3-3-16

17 Tabela 3.1 Vantagens e Desvantagens da Amostragem Sistemática Vantagens Maior probabilidade de obtenção de uma amostra representativa, se o processo for realizado correctamente Desvantagens Mais difícil de ser feita correctamente Exige maior atenção quanto aos detalhes de procedimentos A selecção não aleatória do primeiro paciente ou a falha em seleccionar dentro de um intervalo fará a amostra não ser aleatória Pode levar um maior tempo para a composição da amostra #3-3-17

18 Tabela 3.1 Vantagens e Desvantagens da Amostragem Aleatória Simples Vantagens Maior probabilidade de obtenção de uma amostra real da população total, se feita correctamente Desvantagens Complexa, propensa a erros e confusão, e pode levar mais tempo Exige a realização de um censo ou a existência de uma lista de potenciais pacientes para o estudo #3-3-18

19 Duração dos Sero-inquéritos A prevalência da infecção pelo HIV em determinadas áreas está propensa a mudanças ao longo do tempo Idealmente, a prevalência de infecção pelo HIV é medida num único ponto no tempo A prevalência no ponto é praticamente impossível de se obter É bom limitar, tanto quanto possível, o período de amostragem #3-3-19

20 Duração dos Seroinquéritos, Cont. Dê aos profissionais de saúde da unidade sanitária datas precisas de início e fim de colecta de amostras Muitos países determinam os seus períodos de amostragem em 10 semanas ou menos Se o movimento da unidade sanitária é baixo, é possível que esse período tenha de ser maior Um dos critérios de selecção de um local deve ser a disponibilidade para alcançar o tamanho da amostra dentro do período de amostragem #3-3-20

21 Frequência dos Seroinquéritos O período de amostragem deve ser o mesmo em cada ano (p. ex., de 1.° de Agosto a 30 de Setembro) e realizado nos mesmos locais Isso garantirá que os dados sejam comparáveis de ano para ano e de lugar para lugar Para permitir tempo suficiente para compilação, análise, interpretação e elaboração do relatório, os sero-inquéritos devem ser repetidos por cada 1-2 anos #3-3-21

22 Frequência dos Seroinquéritos, Cont. Sero-inquéritos adicionais não contribuem com informações adicionais úteis para decisões em saúde pública Dentre as considerações mais importantes para a determinação da frequência dos sero- inquéritos está a disponibilidade de recursos #3-3-22

23 Critérios de Inclusão e Exclusão Critérios de inclusão: características exigidas aos participantes dos estudos, para que esses possam compôr a amostra Critérios de exclusão: características dos pacientes que devem ser excluídos da amostra, mas que, de outra forma, poderiam ter sido elegíveis Objectivos do estabelecimento de critérios: © Minimizar potenciais vieses nos inquéritos © Evitar a inclusão das mesmas pessoas múltiplas vezes #3-3-23

24 Tabela 3.2. Critérios de Inclusão e Exclusão para Seroinquéritos em CPN Critérios de inclusão Idade (somente mulheres entre 15 e 49 anos deverão ser elegíveis para a amostra) Critérios de exclusão Não estar a ser atendida no CPN pela primeira vez Atendimento num outro CPN #3-3-24

25 Revisão das Questões de Aquecimento Durante alguns minutos, volte às questões de aquecimento do início da unidade Faça as modificações que desejar As questões serão discutidas em alguns minutos #3-3-25

26 Respostas às Questões de Aquecimento 1.Qual das alternativas abaixo corresponde a um motivo para que se tenham critérios de inclusão e exclusão? a. Incluir o menor número de participantes possível no levantamento b. Evitar a inclusão da mesma pessoa múltiplas vezes c. Ambas as alternativas acima mencionadas #3-3-26

27 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 2.Verdadeiro ou falso? O objectivo da amostragem é a utilização de dados de uma amostra da população para estimar a prevalência de infecção pelo HIV na população-alvo. Verdadeiro #3-3-27

28 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 3.Qual das alternativas seguintes corresponde a uma decisão que precisa de ser tomada no início dos procedimentos de amostragem? a.o tamanho da amostra b.o esquema de amostragem c.a frequência de amostragem d.todas as alternativas acima mencionadas #3-3-28

29 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 4.Verdadeiro ou falso? Tanto quanto possível, o período de amostragem deve ser delimitado, a fim de permitir comparações da prevalência de HIV ao longo do tempo. Verdadeiro #3-3-29

30 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. _c_ consecutiva _a_ sistemática _b_ aleatória simples a)Selecciona aleatoriamente um paciente inicial que preencha os critérios de inclusão e, então, selecciona os próximos a partir de um intervalo pré-determinado b)Utiliza o computador ou um outro método para gerar uma lista de números aleatórios, que será utilizada para identificar os pacientes a serem incluídos na amostra c)Selecciona todos os pacientes que preencham os critérios de inclusão, até que o tamanho da amostra seja atingido 5. Preencha cada esquema de amostragem com a sua descrição: #3-3-30

31 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 6.Qual das técnicas acima indicadas é logisticamente mais simples e melhor reduz a probabilidade de viés de selecção? Consecutiva #3-3-31

32 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 7.Verdadeiro ou falso? Todos os pacientes de um sítio-sentinela que preenchem os critérios de inclusão durante o período de amostragem devem ser incluídos no seroinquérito. Falso #3-3-32

33 Respostas às Questões de Aquecimento, Cont. 8.Verdadeiro ou falso? Quando os inquéritos são repetidos, eles devem ser conduzidos em diferentes locais e períodos do ano, em relação ao seroinquérito inicial. Isso ajuda a dar um panorama claro da extensão da epidemia. Falso #3-3-33

34 Discussão em Pequenos Grupos: Instruções Reúnam-se em pequenos grupos para discutir as questões Seleccionem um membro do grupo para apresentar as respostas Terão 15 minutos para o exercício #3-3-34

35 Relatos dos Pequenos Grupos O relator do grupo apresenta as respostas Façam uma discussão com os demais colegas #3-3-35

36 Estudo de Caso: Instruções Leiam o estudo de caso individualmente As respostas serão discutidas em aula #3-3-36

37 Revisão do Estudo de Caso Acompanhe a revisão do estudo de caso em aula Discuta as suas respostas com os colegas #3-3-37

38 Verificação do Processo Tem alguma dúvida quanto às informações vistas até ao momento? Está satisfeito(a) com a forma de trabalho da unidade 3? Gostaria de mudar alguma coisa, a fim de beneficiar o grupo? #3-3-38


Carregar ppt "#3-0-1 Unidade 3: Tamanho de Amostra, Métodos de Amostragem, Duração e Frequência de Amostragem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google