A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os Mouros desviaram as rotas comerciais do ouro e das especiarias para outras cidades. A Conquista de Ceuta foi um insucesso económico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os Mouros desviaram as rotas comerciais do ouro e das especiarias para outras cidades. A Conquista de Ceuta foi um insucesso económico."— Transcrição da apresentação:

1

2 Os Mouros desviaram as rotas comerciais do ouro e das especiarias para outras cidades. A Conquista de Ceuta foi um insucesso económico.

3 O DESENVOLVIMENTO NÁUTICO Depois da conquista de Ceuta, o Infante D. Henrique, foi o organizador das primeiras viagens de descoberta. Conhecido também pelo Navegador. Até 1460, os Portugueses descobriram, os arquipélagos da Madeira (1419 – João Gonçalves Zarco, Tristão Vaz Teixeira e Bartolomeu Perestrelo), dos Açores (1427 – Diogo de Silves) e a Costa africana até à Serra Leoa. Em 1434, Gil Eanes dobra o Cabo Bojador. A navegação em mares desconhecidos fez surgir: * Novos barcos: a caravela que pode bolinar (navegar com ventos contrários), passa a substituir a barca;

4 Interior de uma caravela * Novos processos de orientação (navegação astronómica);

5 Astrolábio ; quadrante, bússula, balestilha;

6 · Cartas e Mapas Os Portugueses desenvolveram a cartografia, astronomia e a matemática.

7 Política Africana de Afonso V Depois da morte do Infante D. Henrique (1460), no reinado de D. Afonso V, um burguês de Lisboa Fernão Gomes, ficou encarregado de continuar as descobertas na Costa africana, detendo o monopólio comercial, que arrendou ao rei. O rei influenciado pela nobreza, preferiu combater os Muçulmanos no Norte de África.

8 AS GRANDES VIAGENS DO SÉCULO XV O grande impulsionador das descobertas foi o rei D. João II (filho de D. Afonso V), que desejava chegar à Índia para obter o comércio das especiarias. A D. João II, pertence um plano organizado no prosseguimento das descobertas: 1º A exploração do Atlântico Sul, para procurar uma passagem para o Oriente e assim atingir a Índia; 2º O envio de dois emissários: Pêro da Covilhã e Afonso de Paiva, pela rota do Mediterrâneo, em busca de informações sobre o comércio das especiarias.

9 As Rotas Legenda: O caminho percorrido por Pêro da Covilhã (a ocre) separado de Afonso de Paiva (a azul) depois da longa viagem juntos (a verde).

10 No plano externo e para a defesa dos interesses do Reino, D. João II: 1º Manda colocar PADRÕES; 2º manda construir fortalezas; 3º mantém um grande sigilo (segredo) em redor das suas iniciativas. O desenvolvimento náutico e as viagens, permitem que em 1488, Bartolomeu Dias dobre o Cabo da Boa Esperança (Cabo das Tormentas), abrindo a Portugal o caminho marítimo para a Índia.

11 A VIAGEM DE CRISTÓVÃO COLOMBO O TRATADO DE TORDESILHAS O facto de Cristóvão Colombo em 1492 ter descoberto algumas ilhas da América Central, provoca um conflito entre Portugal e Espanha, resolvendo-se somente em 1494, com a assinatura do Tratado de Tordesilhas entre D. Fernando e D. Isabel de Espanha e D. João II de Portugal. Por este Tratado, o mundo ficou dividido em duas partes, por um meridiano. As terras a Oriente seriam para Portugal, as descobertas a Ocidente para a Espanha.

12 Tratado de Tordesilhas Divisão do Mundo segundo o Tratado de Tordesilhas Com este Tratado D. João II consegue: protecção dos seus barcos no Atlântico Sul; garantir a Portugal o caminho marítimo para a Índia; garantir uma parte do Brasil.

13 A CHEGADA À ÍNDIA E AO BRASIL D. João II morre sem conseguir realizar o seu sonho (descobrir o caminho marítimo para a Índia). Sem filho legítimo (Afonso seu filho, morre antes), sucedeu-lhe seu primo, D. Manuel I. D. Manuel I : - continua o empreendimento; -utiliza outro tipo de mbarcação, a nau.

14 Vasco da Gama: - Chega à Índia, a Calecute em 1498 (com as naus: S. Gabriel; S. Rafael; Bério). A descoberta do caminho marítimo para a Índia abre uma nova etapa aos descobrimentos portugueses: - o domínio do Índico e o comércio com o Oriente. Para garantir o domínio português na Índia e transportar mercadorias, parte uma nova armada comandada por Pedro Álvares Cabral (13 naus) em 1500.

15 Pedro Álvares Cabral Esta armada ao desviar-se para Ocidente aportou a um novo território no Atlântico Sul: Santa Cruz ou Terra de Vera Cruz, mais tarde, Brasil. Rotas seguidas por Vasco da Gama Rotas seguidas por Pedro Álvares Cabral


Carregar ppt "Os Mouros desviaram as rotas comerciais do ouro e das especiarias para outras cidades. A Conquista de Ceuta foi um insucesso económico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google