A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha - 05.12.10 INVESTIMENTOS BRASILEIROS NO EXTERIOR Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais (João Roberto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha - 05.12.10 INVESTIMENTOS BRASILEIROS NO EXTERIOR Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais (João Roberto."— Transcrição da apresentação:

1 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha INVESTIMENTOS BRASILEIROS NO EXTERIOR Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais (João Roberto Lopes Pinto/Ibase)

2 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais: rede sem fins lucrativos, não partidária e com finalidade pública. Criada em 1995, resulta da avaliação coletiva de diversas organizações da sociedade civil diante da: i) Diversidade e complexidade das políticas e projetos do Governo brasileiro com financiamento e assistência técnica das Instituições Financeiras Multilaterais; ii) Ausência de instâncias e mecanismos que favorecessem o enfrentamento dos problemas resultantes de políticas e projetos financiados por IFMs; iii) Ausência de instâncias e mecanismos que fortalecessem o engajamento de grupos sociais interessados, afetados ou beneficiados. O objetivo geral da Rede Brasil é o de ser articuladora da sociedade civil brasileira, através de suas representações, para atuarem como sujeitos na elaboração e execução das políticas públicas e no acompanhamento de ações pontuais do setor privado, garantindo principalmente os interesses nacionais frente às IFMs buscando a superação de desigualdades

3 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Estrutura da apresentação: Elementos de contexto Argumentos em favor da internacionalização Argumentos críticos à internacionalização Atuação do Estado brasileiro, via BNDES

4 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Elementos de Contexto abertura comercial e liberalização econômica, a partir dos 90, acirrando o ambiente de competição internacional. tendência de conglomeração econômica e financeira com as privatizações e de diversificação do setor de construção civil em direção às commodities (Andrade Gutierrez, Odebrecht, Camargo Correa). apoio do Estado, no Governo Lula, à formação de grandes grupos nacionais, por meio de investimentos de estatais e para-estatais (Fibria, Brasil Foods, Vale, Gerdau, EBX e JBS). As perspectivas com Dilma, são de aprofundamento deste modelo.

5 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha crescente financeirização da economia: concentração dos bancos comerciais (Itaú e Bradesco), rentabilidade dos títulos públicos e consolidação do mercado de capitais, em boa medida, pela atuação dos fundos públicos. apreciação do câmbio, favorecendo a aquisição de ativos no exterior, e aumento do preço das commodities no mercado externo, a partir de 2002 (efeito China). fluxo de investimento direto estrangeiro no país, em resposta à crise financeira e às oportunidades nos setores de commodities e infra-estrutura – megaeventos esportivos (Exs.: ThissenKrupp e Vale; GDF Suez e Eletrobras, Alston/Belo Monte). O estoque, em 2007, estava em US$ 328,5 bilhões (24% do PIB).

6 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha

7

8 US$ 1,00 : R$ 2,00

9 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Argumentos em favor da internacionalização. formação de campeãs nacionais, empresas globais, para competir no mercado globalizado.. ampliar a capacidade de exportação de bens e serviços por empresas brasileiras (conquista de mercados).. maior eficiência e ganhos de escala, com redução de custos de mão-de-obra, acesso a recursos naturais, proximidade com o mercado consumidor, bem como apropriação de tecnologia.. fortalecer internamente posições de empresas brasileiras, garantindo controle pelo capital nacional.

10 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha contornar barreiras tarifárias e não tarifárias, como no caso dos investimentos da Gerdau nos EUA, ou a venda de etanol brasileiro, via Guatemala.. capitalização das empresas favorecendo os investimentos no país de origem, bem como transmissão para os fornecedores locais da inovação alcançada no exterior.. geração de divisas, favorecendo a estabilidade econômica do país.. ampliação da influência geopolítica do Brasil no contexto regional e global.

11 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Argumentos críticos à internacionalização. tendência a uma especialização dos investimentos no exterior nos setores de commodities, intensivos em natureza (com exceção para algumas poucas empresas como Embraer, WEG e Marcopolo).. promoção de investimentos por meio de mega projetos nos territórios, com grande impacto social e ambiental, dentro e fora do país.. incremento da concentração econômica, via processos de fusões e aquisições, sob o argumento da aumento de competitividade externa.

12 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha redução da margem de autonomia do Estado – baixa institucionalidade na relação com o empresariado, ausência de transparência e contrapartidas, desregulamentação (Código Florestal e MDL) etc.. ausência garantias de que tais empresas permaneçam sob controle do capital nacional (Exs: Ambev, Vale, Cosan, Santa Elisa, EBX etc.). tendência à especialização de estrutura produtiva nos setores intensivos em natureza, baixa diversificação da estrutura produtiva do país e baixa geração de empregos.. concentração no setor de commodities, implicando maior vulnerabilidade externa.

13 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha atuação de empresas e do Estado brasileiros explorando os recursos de outros países, em especial na América Latina (o caso da IIRSA: Eletrobras/Peru, Odebrecht/Bolívia, EBX/Chile) e África (Vale/Moçambique), exportando passivos sociais e ambientais.. estima-se que metade do IDE brasileiro destina-se aos paraísos fiscais, abrindo espaço para evasão fiscal e lavagem de dinheiro.. fragilidade da política industrial: ausência de contrapartidas ao apoio à internacionalização de empresas brasileiras (investimentos no país, contratação de fornecedores nacionais e desenvolvimento de tecnologia). Sem contrapartidas também na orientação dos investimentos estrangeiros no país.

14 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha A atuação do Estado brasileiro, via BNDES. desembolsos do Banco (2009): US$ 70 bilhões, com spread médio de 1,2 %/ano, responsável por 20% de todo o crédito no país.. apoio aos investimentos diretos no exterior, que contratem bens e serviços de empresas brasileiras (desde 2002) – atualmente a carteira é de U$ 13 bi.. o Banco vem substituindo o BID no financiamento a infra- estrutura na região sulamerciana, no contexto da IIRSA.. o BNDESpar tem participação em 22 das 30 maiores multinacionais brasileiras (carteira de US$ 45 bilhões).

15 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha abertura de representação em Montevidéu e da subsidiária BNDES Limited em Londres: captação de recursos, apoio a investimentos brasileiros no exterior e possível administrador do Fundo Soberano.. criação, em maio de 2010, da Agência de Crédito à Exportação do Brasil SA – EXIM Brasil (empresa subsidiária do BNDES) e do Fundo Garantidor do Comércio Exterior (FGCE).. financiamento do Banco concentrado no setor de commodities, bem como apoio a processos de fusões e aquisições, sem o estabelecimento de contrapartidas sociais, ambientais e econômicas – 60% dos financiamentos se concentram em indústrias de baixa ou média baixa tecnologia.. comprometimento do tesouro nacional, via emissões de títulos da dívida pública (US$ 100 bi), para a capitalização do Banco.

16 Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha Ausência de uma política pública de informação por parte do BNDES. Aprovação do Empréstimo Programático para o Desenvolvimento em Gestão Ambiental Sustentável (SEM DPL, na sigla em inglês) de US$ 1,3 bilhão do Bird para o governo brasileiro: objetivo de implementação de uma política ambiental pelo BNDES. Desde 2007, articulação Plataforma BNDES para democratizar o Banco e incidir sobre os rumos do desenvovimento. Agenda: política de informação, critérios sociais e ambientais, políticas setoriais. Estratégia: corresponsabilização pelas violações de direitos.


Carregar ppt "Mesa Redonda Brasil KoBra/Alemanha - 05.12.10 INVESTIMENTOS BRASILEIROS NO EXTERIOR Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais (João Roberto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google