A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conhecer bem as funções do Pároco na Paróquia. Senhor, Deus de bondade, iluminai-nos nesta reflexão, de modo a apreciarmos sempre mais os dons com que.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conhecer bem as funções do Pároco na Paróquia. Senhor, Deus de bondade, iluminai-nos nesta reflexão, de modo a apreciarmos sempre mais os dons com que."— Transcrição da apresentação:

1

2 Conhecer bem as funções do Pároco na Paróquia.

3 Senhor, Deus de bondade, iluminai-nos nesta reflexão, de modo a apreciarmos sempre mais os dons com que enriqueceis os vossos fiéis e os sacerdotes para bem da vossa Igreja, da qual também nós somos membros. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Ámen.

4

5 1. Pároco e Paróquia 2. Funções do Pároco na Paróquia

6 1. Pároco e Paróquia

7 Num território podem existir várias Paróquias. Num território podem existir várias Paróquias. Pároco supõe que existe Paróquia. Pároco supõe que existe Paróquia. Paróquia não é território. Paróquia não é território.

8 Paróquia é uma determinada comunidade de fiéis, constituída de modo estável na igreja particular (Diocese) cuja cura pastoral, sob a autoridade do Bispo diocesano, se encomenda a um Pároco como seu pastor próprio (CDC 515 §1).

9 O Pároco não é o funcionário do culto (aquele que promove novenas e procissões, enfeita funerais e diz missa). O Pároco não é o funcionário do culto (aquele que promove novenas e procissões, enfeita funerais e diz missa).

10 A acção do Pároco exerce-se em três grandes dimensões: pastoral pastoral teológica teológica e jurídica. e jurídica.

11 O Pároco é o motor da vida cristã na comunidade paroquial. O Pároco é o motor da vida cristã na comunidade paroquial.

12 O Pároco é o pastor próprio, o representante jurídico e o administrador dos bens da comunidade (CDC 519 e 523). O Pároco é o pastor próprio, o representante jurídico e o administrador dos bens da comunidade (CDC 519 e 523).

13 O Pároco não exerce a cura pastoral a seu belo prazer. Exerce a cura pastoral sobre a comunidade que lhe está confiada sob a autoridade do bispo diocesano.

14 antificar dministrar Na comunidade que lhe está confiada, o Pároco deve cumprir as funções de nsinar

15 É também o coordenador de todos os colaboradores paroquiais (sacerdotes, religiosos e leigos).

16 O Pároco recebe o seu ministério através da ordenação sagrada. É a ordenação (e não a nomeação) que lhe dá capacidade para o ministério.

17 A Igreja põe duas condições para que um indivíduo possa ser Pároco. A Igreja põe duas condições para que um indivíduo possa ser Pároco.

18 Duas condições: a) ter recebido o presbiterado = ser Sacerdote; não basta ser Diácono) (CDC 521 §1); b) ter recebido mandato ou nomeação do Bispo diocesano.

19 Quando se lhe confia uma Paróquia, nomeia-se também um sacerdote que é o verdadeiro pároco. O Diácono não é pastor próprio (não preside à Eucaristia nem preside ao Sacramento da Penitência).

20 O Pároco deve ter estabilidade (CDC 522); por isso deve ser nomeado por tempo indeterminado.

21 Outrora, havia várias funções reservadas ao Pároco (desobriga pascal, funerais, santa Unção, etc.). 2. Funções do Pároco na Paróquia

22 presidência à Eucaristia e Penitência; administração do Baptismo; administração da Confirmação em perigo de vida; assistência ao Matrimónio celebrado na sua paróquia, bênção nupcial; presidência à Eucaristia e Penitência; administração do Baptismo; administração da Confirmação em perigo de vida; assistência ao Matrimónio celebrado na sua paróquia, bênção nupcial; Hoje são-lhe recomendadas algumas funções:

23 administração da santa Unção e do sagrado Viático; bênção apostólica aos moribundos; celebração das Exéquias; presidência nas procissões e nos actos solenes da paróquia. administração da santa Unção e do sagrado Viático; bênção apostólica aos moribundos; celebração das Exéquias; presidência nas procissões e nos actos solenes da paróquia. Hoje são-lhe recomendadas algumas funções (continuação):

24 vigilância da pregação (CDC 767); dispensa dos votos privados (CDC 1196); vigilância da pregação (CDC 767); dispensa dos votos privados (CDC 1196); Outras faculdades do Pároco: dispensa da forma e dos impedimentos matrimoniais, em perigo de morte ou de urgente necessidade (CDC 979 e 1080); dispensa da observância dos dias de preceito e penitenciais (CDC 1245). dispensa da forma e dos impedimentos matrimoniais, em perigo de morte ou de urgente necessidade (CDC 979 e 1080); dispensa da observância dos dias de preceito e penitenciais (CDC 1245).

25 procurar que a Palavra de Deus se anuncie na sua integridade aos que vivem na sua paróquia; cuidar de que os fiéis sejam instruídos nas verdades da fé (homilia e formação catequética); O que a Igreja espera do Pároco O que a Igreja espera do Pároco (CDC 528 §1 e 529):

26 fomentar iniciativas com que se promova a justiça social e todo o evangelho;

27 procurar de maneira particular a formação católica das crianças e dos jovens;

28 esforçar-se, por todos os meios possíveis (também pela colaboração), para que a mensagem evangélica chegue àqueles que deixaram de praticar ou não professam a verdadeira fé.

29 formar os fiéis: para fazerem da Eucaristia o centro da comunidade paroquial; O que a Igreja espera do Pároco (continuação) O que a Igreja espera do Pároco (continuação) (CDC 528 §1 e 529):

30 formar os fiéis: para se alimentarem com a celebração dos Sacramentos (particularmente Eucaristia e Penitência); formar os fiéis: para se alimentarem com a celebração dos Sacramentos (particularmente Eucaristia e Penitência);

31 formar os fiéis para : * cultivarem o espírito de oração (pessoal e familiar) * participarem consciente e activamente na sagrada Liturgia; * fazerem com que as celebrações litúrgicas sejam dignas e frutuosas.

32

33 procurará conhecer os fiéis que lhe são confiados;

34 visitará as famílias e participará nas preocupações, angústias e dores dos fiéis (falecimento, etc.); encontrará os meios para ajudar os cônjuges e os pais a construir vida estável e feliz;

35 dará boas orientações para a construção da vida; fomentará a vida cristã no seio das famílias;

36 fortalecendo-os com os Sacramentos; com caridade ajudará doentes e moribundos

37 com diligência se dedicará a pobres, aflitos, isolados, emigrantes, todos os que sofrem e vivem em dificuldade.

38 1 - O Pároco é o coordenador das actividades na Paróquia. Em que actividades temos ajudado o nosso Pároco? 2 - As muitas funções do Pároco são para benefício dos fiéis. * A que actividades é dada mais importância na nossa Paróquia? * Haverá actividades importantes pouco cuidadas na nossa Paróquia? 1 - O Pároco é o coordenador das actividades na Paróquia. Em que actividades temos ajudado o nosso Pároco? 2 - As muitas funções do Pároco são para benefício dos fiéis. * A que actividades é dada mais importância na nossa Paróquia? * Haverá actividades importantes pouco cuidadas na nossa Paróquia?

39 Senhor nosso Deus, assisti com a vossa luz o nosso Pároco, tornai-nos solícitos pelo bem dos membros da nossa Paróquia, fazei que as actividades nela realizadas o sejam sempre em união com o nosso Pároco. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Ámen. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Ámen. Senhor nosso Deus, assisti com a vossa luz o nosso Pároco, tornai-nos solícitos pelo bem dos membros da nossa Paróquia, fazei que as actividades nela realizadas o sejam sempre em união com o nosso Pároco. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Ámen. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Ámen.

40 Siglas usadas neste texto: CDC = Código de Direito Canónico Siglas usadas neste texto: CDC = Código de Direito Canónico

41 Texto – Escolhidos e Enviados Imagens – Internet Realização – Maria Rosária Nunes Franciscana Missionária de Maria


Carregar ppt "Conhecer bem as funções do Pároco na Paróquia. Senhor, Deus de bondade, iluminai-nos nesta reflexão, de modo a apreciarmos sempre mais os dons com que."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google