A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

#BIBLIOTECONOMIANASNUVENS a revolução das mídias sociais nas unidades de informação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "#BIBLIOTECONOMIANASNUVENS a revolução das mídias sociais nas unidades de informação."— Transcrição da apresentação:

1 #BIBLIOTECONOMIANASNUVENS a revolução das mídias sociais nas unidades de informação

2 A Revolução das mídias

3 Introdução Aumento gradativo na produção de informação; Surgimento e evolução da Internet; World Wide Web; Pessoas conectadas e contribuindo; Mídias Sociais; Unidades de Informação - UI; Qual o interesse das Uis?

4 Internet | Web A internet surge atualmente como um dos principais meios no processo de disseminação da informação, tendo em vista que se trata de uma rede mundial de computadores que se encontram interligada um aos outros. Seu objetivo perpassa pela necessidade de informação de forma rápida e eficiente, tentando assim diminuir de forma considerável a distância entre emissor e receptor (usuário) Evolução da Web O primeiro ponto importante após a própria criação da Internet logo depois há Segunda Guerra Mundial acontece com o surgimento da Web. [...] Através da Web, é possível navegar de forma interativa e até certo ponto simples. Web 1.0, Web 2.0 e Web 3.0

5 Web? O que é isso? De onde veio? A Web 1.0 ou simplesmente Web foi criada pelo físico Tim Berners Lee, que deu início ao uso dos sistemas de hipertextos (HTML), sendo essa uma linguagem para representar o conteúdo em termos de páginas na Web e de expressá-las em links. Segundo Primo (2007, p.2) na primeira geração da Web os sites eram trabalhados como unidades isoladas. Baseado na falta de interatividade entre usuários e internet, a busca por uma evolução passa a ser algo imprescindível para a o futuro desse ambiente. É quando surge a Web 2.0. Assim como o HTML está para Web 1.0, com páginas estáticas e documentos inteiros, o XML está para a Web 2.0, proporcionando a ênfase nas marcações e metadados. Frente a isso, extingue-se a figura do internauta e entra em cena a figura do usuário como produtor de conteúdo. Dentro dessa perspectiva que várias aplicações online surgem, proporcionando um crescente interesse por parte dos usuários. Web 3.o ainda se encontra em fase de estudo.

6 E a Web 2.0, o que é? Para os autores Blattmann e Silva (2007, p.197) a Web 2.0 perpassa pela construção de espaços para colaboração, interação e participação comunitária. Os usuários se tornam muito além de expectadores, passam a ser geradores e difusores de informações. Interfaces rápidas e muito fáceis de usar; Os usuários podem ajudar a torná-lo melhor; Os softwares funcionam pela Internet ; Os programas são corrigidos, alterados e melhorados o tempo todo, e o usuário participa deste processo dando sugestões, reportando erros e aproveitando as melhorias constantes;

7 E a Web 2.0, o que é? Adaptado de OReilly (2005) A Web como plataforma; Informação controlada pelo usuário; Ferramentas no formato de serviços Web ao invés de softwares proprietário; Arquitetura participativa; Rentabilidade de escala, o que significa nenhum custo para o usuário, Informações e dados (textos, imagens, vídeos) com permissões de livre distribuição ou modificação, segundo critérios definidos pelo autor; Aplicações não limitadas a um determinado sistema operacional ou hardware; Aproveitamento da inteligência coletiva.

8 O que mudou com a Web 2.0? Fonte: Adaptado de COZI, 2007 Ilustração: Guilherme Galdo RuchaudCOZI, 2007

9 E para que compartilhar? O usuário passar a ser produtor de conteúdo deixando de ser expectador; Colaboração para a construção conjunta de conteúdo; Suprir a necessidade de expor suas idéias;

10 Ferramentas de Web 2.o Segundo Galdo, Alessandra (2010) são ferramentas: Blogs Wiki Redes sociais Folksonomia Compartilhamento de vídeo Compartilhamento de slides Leitor de RSS Microblogs

11 Mídias Sociais Redes sociais Rede Social Rede social é uma comunidade ou rede de pessoas que não está limitada a uma estrutura ou meio (ou mídia). É um grupo de pessoas que compartilham um único interesse (Pode ser um produto, gosto, famoso, amigo e outros. Um exemplo? Tocadores de Guitarra. A partir dai poderá ser levantadas questões referentes a esse interesse. Mídia Social Mídia do Latim é Meio. Juntando as duas palavras daria Meio Social, isto é, é um meio onde uma determinada Rede Social utiliza para se comunicar. Vamos pegar o nosso exemplo Tocadores de Guitarra e sondar os meios que eles usam para se comunicar… Facebook? Orkut? Celulares? Last.Fm? Twitter? Ning? Bem, tudo isto neste conceito são Mídias Sociais. Fonte: Piris, Rodrigo Gabriel, 2010.

12 Mídias Sociais Características Formação de redes; Cooperação/Participação; Usabilidade; Personalização; Confiabilidade;

13 Mídias Sociais Vantagens | Desvantagens Inteligência Coletiva – É uma inteligência distribuída por toda parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências. (LEVY, Pierre, p.28, 2007) Memória Coletiva – é sempre uma construção feita no presente a partir de vivências/experiências ocorridas (KESEL, Zilda. p. 2) Exposição – Você precisa estar preparado para qualquer coisa a partir do momento que se está inserido nesses ambientes. Monitoramento – Acompanhar o que esta sendo falado sobre você, sobre sua marca ou o que lhe for de interesse.

14 Unidades de Informação Tarapanoff (1996) considera que os tipos mais conhecidos de unidades de informação são as bibliotecas, os arquivos públicos e os museus, estando inseridos neles os serviços de referência, documentação e informação. UI e a Internet Segundo Serafim, Cunha e Silva (2010) No âmbito das unidades de informação, a internet intensificou a preocupação de oferecer serviços que supram efetivamente as necessidades dos usuários ao mesmo tempo em que possibilitou o surgimento de ferramentas que auxiliam no alcance desse objetivo. Rompimento da barreira física.

15 As mídias sociais nas Unidades de Informação Rompimento da barreira física Ações de marketing. Ferramenta de promoção; Notícias da unidade (novas aquisições); Estabelecer e manter contactos; Estreita relação com os usuários; Maior visibilidade na web; Serviço de referência; Sugestão de leitura; Criar novas relações com usuários Caso: px

16 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Biblioteca Nacional da Espanha

17 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Biblioteca Nacional da Espanha

18 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Biblioteca Usabana - Colômbia

19 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Ponto de Cultura – Toluca/MEX

20 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Ponto de Leitura – Alagoas

21 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Museu das Minas e do Metal

22 As mídias sociais nas Unidades de Informação (exemplos) Museu das Minas e do Metal

23 Enfim, é válido? Tudo o que há dentro de uma biblioteca (ou unidades de informação) pode ser enquadrado em estratégias; Não estamos numa época de mudanças e sim numa mudança de época. É preciso se adaptar a realidade: O consumidor está muito mais rápido do que as organizações Don Schultz Construir o conhecimento depende apenas de si, e evoluir é apenas uma das vantagens que se pode tirar a partir da absorção de conteúdos disponibilizados nesses ambientes.

24 Visitem!!

25 Referências PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E- Compôs, Brasília, v. 9, p. 1-21, Disponível em:. Acesso em: 20 mar LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva. 2. ed. São Paulo: Ed. Loyola, BLATTMANN, U.; SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. Colaboração e interação na Web 2.0 e Biblioteca 2.0. Revista ACB, Florianópolis, v. 12, p , Disponível em: OREILLY, Timothy. What is Web 2.0: design patterns and business models for the next generation of software Disponível em:.http://www.oreillynet.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is-web -20.html SERAFIM, Andreza Nadja Freitas; CUNHA, Caio César Delfino da; SILVA, Mailza Paulino de Brito. Redes Sociais e Microblogs em Unidades de Informação: explorando o potencial do twitter, do ning e do foursquare como ferramentas para promoção de serviços de informação. Paraíba, Galdo, Alessandra. Web 2.0 e colaboração científica: análise do uso científico-acadêmico por docentes de pós-graduação stricto sensu em Ciência da Informação no Brasil f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)-Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação, Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Piris, Rodrigo Gabriel. A Diferença Entre Mídia Social E Rede Social Disponível em:


Carregar ppt "#BIBLIOTECONOMIANASNUVENS a revolução das mídias sociais nas unidades de informação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google