A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MARCA - A INTIMIDADE COM JESUS M ARCOS 9. 2 – 12 A INTIMIDADE COM JESUS POSSIBILITA, AO CRISTÃO, EXPERIÊNCIAS QUE ALGUNS NUNCA TERÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MARCA - A INTIMIDADE COM JESUS M ARCOS 9. 2 – 12 A INTIMIDADE COM JESUS POSSIBILITA, AO CRISTÃO, EXPERIÊNCIAS QUE ALGUNS NUNCA TERÃO."— Transcrição da apresentação:

1 MARCA - A INTIMIDADE COM JESUS M ARCOS 9. 2 – 12 A INTIMIDADE COM JESUS POSSIBILITA, AO CRISTÃO, EXPERIÊNCIAS QUE ALGUNS NUNCA TERÃO

2 INTRODUÇÃO Aquele com quem você desfruta intimidade determina quais as experiências que você terá. Carlinhos Cachoeira, Caso Bruno e Macarrão. Jesus foi procurado por muita gente. O nível de relacionamento, no entanto, sempre esteve condicionado ao preço moral e espiritual que a pessoa estava disposto a pagar (diferente de hoje). Jesus nunca foi elitista na escolha de seus amigos. Uns foram aproveitadores, outros aprendizes, outros admiradores, mas alguns foram seus amigos e, desses amigos alguns foram íntimos.

3 O TEXTO O texto começa falando se um período de seis dias. Marcos dá muita importância nos períodos e lugares. Convém atentar: seis depois do que? Depois de um discurso tenso sobre si e sobre aquilo que haveria de acontecer com ele. Isto causou grande perplexidade e insegurança aos discípulos. Termina com a frase de 9.1. Em verdade vos digo que, dos que aqui se encontram, alguns há que não passarão pela morte até que vejam ter chegado com poder o Reino de Deus. Vale a pena entender bem estas palavras.

4 E NTENDENDO O TEXTO Em verdade. Expressão solene de certeza. A palavra grega para isso é amém. Não passarão pela morte: tradução rigorosa. De modo nenhum passarão pela morte. A vinda do reino de Deus: Aqui tem sido interpretada de diversas formas. Entretanto, o verso anterior (8.38) dá indicações que Ele fala de seu advento em glória. Em seguida Marcos fala da transfiguração. A vinda do Reino pode muito bem ser identificada com a gloriosa vinda do Rei (v38) da qual a transfiguração foi uma antecipação deste maravilhoso evento que todo cristão sonha em ver.

5 E NTENDENDO O TEXTO O LOCAL Tradicionalmente fala-se em Monte Tabor, mas ele fica longe demais de Cesareia de Felipe. O Monte Hermon pode se encaixar na descrição deste alto monte mais satisfatoriamente.

6 A TRANSFIGURAÇÃO Foi uma mudança da forma essencial, não foi uma mudança da superficial da aparência exterior. O corpo do nosso Senhor foi glorificado como o corpo que Ele virá um dia estabelecer seu reino. A roupa se tornou branca como nenhum lavandeiro poderia alvejar. (O lavandeiro era quem lavava, alvejava e encolhia o pano novo). As companhias – Moisés e Elias. Porque Moisés e Elias foram escolhidos não se sabe. Ambos deixaram suas vidas de forma fora do comum. Carro de fogo e sepultamento por Deus. Moisés representa a lei e Elias representa os profetas. Lucas destaca o assunto da conversa em Lc Eles falavam sobre a morte e sobre as coisas que haveriam de acontecer em Jerusalém. Marcos se atem ao teor da conversa, mas à importância da experiência dos três discípulos

7 A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR Por que a afirmação de Jesus em Mc 9.1 de que alguns daqueles não morreriam sem ver o filho do Homem vindo em sua glória se aplicou a Pedro Thiago e João? Eles eram melhores do que os outros? Eram os preferidos de Jesus? Eram os mais comportados? Marcos faz questão de deixar claro que essas não foram as razões para esse privilégio. Não eram melhores do que os outros Não eram os preferidos de Jesus Não eram os mais comportados

8 QUEM ERAM? Pedro acabara de se reprendido publicamente por ter sido boca de satanás. (8.33) Tiago e João dois irmãos da pá virada chamados Filhos do Trovão por serem impulsivos. Queriam que Jesus pedisse fogo dos céus para destruir uma aldeia inteira de samaritanos porque não receberam Jesus. Pedro negaria Jesus mesmo avisado por Jesus que o faria. Tiago e João demonstraram claramente o não entendimento do Reino pedindo a Jesus que lhe dessem lugar especial ao seu lado.

9 POR QUE ELES? Foram homens que desenvolveram fé em Jesus e não nos seus milagres. Foram homens que nunca se preocuparam com o que iriam ganhar, mas o que precisariam passar. Não seguiram a fama nem a reputação, mas o coração daquele homem de Nazaré. Foram os primeiros Mc 1.14 – 19. Eles só tinham Jesus, sua mensagem e seu desafio. Largaram tudo e o seguiram. Da multidões saíram doze. Doze que queriam estar com Jesus. Dos doze se destacaram três por quererem saber mais de Jesus, estar mais perto, cuidar mais de Jesus.

10 Os três buscavam mais intimidade com Jesus e foram assim até depois da morte de Jesus. Não eram perfeitos, eram sinceros. Não eram preferidos de Jesus, preferiam Jesus mais do que qualquer coisa. Não eram os mais comportados, eram os mais apaixonados pela causa do evangelho. Esse estilo de vida trouxe intimidade com o Senhor e, como queriam tanto estar com Jesus, Jesus lhes mostrou como será na sua vinda. Na transfiguração continuaram como eram: sinceros, apaixonados e deslumbrados, mas ainda despreparados (V 5,6) Queriam ficar ali para sempre. Falaram o que lhes veio à mente, porque não sabiam o que dizer pois estavam apavorados. Foi uma experiência especial, um presente, uma visão de esperança. Rápida, mas marcante. Viram a Glória de Jesus e ouviram a voz de Deus (v 7, 8).

11 APLICAÇÃO Como está sua vida com Jesus? Não é sua vida na igreja, é sua vida com Jesus. O que é prioritário na sua vida? É Jesus? O que realmente tem valor na sua vida? Beleza? Posição? Reconhecimento humano? Um título para colocar no , cheque? Dinheiro? Poder? Admiração? Em que você está investindo? Profissão? Poupança? Santidade? Intimidade com Jesus? O que consome seu tempo, seu pensamento, sua energia? Oração? Intimidade com Jesus? Pessoas? Movimentos? Causas?

12 CONCLUSÃO Você pode ser multidão - que tem encontros casuais com Jesus uma vez por semana na igreja. Você pode ser discípulo – que está no grupo, sempre perto, mas na carona dos outros. Ou Você pode ser aquele que quer mais de Jesus. Mesmo com problemas pessoais quer estar mais junto, ouvir mais, aprender mais, obedecer mais. Quer estar nas experiências mais desafiadoras, dormir e acordar pensando em Jesus e como agradá-lo. Um cristão não precisa ser perfeito para ver coisas que outros nunca verão. Um cristão não precisa ser brilhante para conhecer, sobre Deus, aquilo que outros nunca conhecerão. Um crente não precisa ser grande, nem poderoso, nem culto para ver a glórias que outros nunca verão.

13 O crente precisa amar a Jesus Fazer do serviço a Ele sua razão de vida, buscar todas as oportunidades para ter comunhão e intimidade com o Senhor da igreja. Isto é ser íntimo de Jesus. Como Pedro Tiago e João. Eles não foram os preferidos como muitos acham. Jesus não tem preferidos. Eles não foram perfeitos, foram sinceros nas suas fraquezas. Não eram socialmente admirados, mas eram apaixonados pelo evangelho e Jesus. Valeu a pena. Eles viram o que ninguém ainda viu. A glória com que Jesus virá estabelecer seu Reino. Você pode ter experiências que ninguém jamais terá se desenvolver intimidade com Jesus.


Carregar ppt "MARCA - A INTIMIDADE COM JESUS M ARCOS 9. 2 – 12 A INTIMIDADE COM JESUS POSSIBILITA, AO CRISTÃO, EXPERIÊNCIAS QUE ALGUNS NUNCA TERÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google