A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Nova Califórnia Conto de Lima Barreto. Grupo: 008 Mário Avelino ? 065 Yan Mota 251 Mateus Bessa 570 Abner Costa Bruno Machado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Nova Califórnia Conto de Lima Barreto. Grupo: 008 Mário Avelino ? 065 Yan Mota 251 Mateus Bessa 570 Abner Costa Bruno Machado."— Transcrição da apresentação:

1 A Nova Califórnia Conto de Lima Barreto

2 Grupo: 008 Mário Avelino ? 065 Yan Mota 251 Mateus Bessa 570 Abner Costa Bruno Machado

3 AUTOR Lima Barreto foi um importante colaborador da literatura brasileira. Escreveu romances, sátiras, contos, artigos e crônicas. Sempre abordava temas sociais em suas obras. Criticava o mundo e as classes dominantes e opressoras.

4 Suas principais obras foram: A Nova Califórnia; Triste Fim de Policarpo Quaresma; O Homem que Sabia Javanês; Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá; entre outras

5 ESTILO DE ÉPOCA Dentre os estilos literários brasileiros, destaca- se o Realismo. Iniciado em 1881, com a obra de Machado de Assis (Memórias Póstumas de Brás Cubas), o Realismo Brasileiro buscou tratar da realidade social, destacando os principais problemas da sociedade. Foi uma literatura de combate social, onde predominava a crítica ao clero, burguesia e ao adultério.

6 O autor que teve o maior destaque durante o Realismo foi Machado de Assis, com seus livros: -Memórias Póstumas de Brás Cubas; -Quincas Borba; e -Dom Casmurro.

7 SOCIEDADE DA ÉPOCA O escritor viveu durante a Primeira República, e foi nela que se inspirou para escrever suas críticas. A sociedade era bem diversificada, apresentando uma elite dominante (burguesia rural e urbana) e a classe do proletariado urbano. No conto, porém vê-se uma sociedade com pouca mobilidade e diferença de classes. Trata-se de uma cidade pacata.

8 ENREDO O livro conta a história de um homem misterioso chamado Raimundo Flamel que chega à pacata cidade chamada Tubiacanga. Homem muito simpático e de bom coração.

9 Flamel ficou amigo do farmacêutico Bastos, com que travou uma importante conversa. Tratava-se de uma descoberta científica extraordinária: transformar ossos em ouro. Flamel pediu a Bastos que lhe indicasse duas pessoas discretas e de sua confiança. Foram estas: o Tenente Carvalhais e o Coronel Bentes.

10 Dias depois, túmulos do cemitério Sossego foram violados e os ossos, roubados. Tomaram a decisão de reunir dez homens para vigiar o Sossego, conseguindo posteriormente capturar dois: Carvalhais e o Coronel. O povo ficou perplexo ao descobrir o plano de transformar ossos em ouro. Bastos, foi obrigado a esclarecer a história e contar como se fazia ouro. Ele explicou que era necessário refazer a receita e só poderia concluir no outro dia.

11 Na mesma noite, num ataque de ganância, uma multidão foi em marcha para o cemitério recolher ossos. Houve brigas de faca, tiroteio, lutas corporais. O cemitério encheu-se de mortos mais do que recebera em trinta anos de existência. A história terminou com um suicídio generalizado e a fuga do Bastos com o ouro.

12 CARACTERÍSTICAS DOS PERSONAGENS E DA CRÍTICA -Raimundo Flamel: Químico recém- chegado de Tubiacanga, considerado sábio pela população. Era visto com maus olhos no início, mas tal imagem fora substituída pela ideia de um bom homem. Porém, planejava algo absurdo e muito maldoso. -Farmacêutico Bastos: Homem de respeito. Foi um dos primeiros a ter contato mais sério com Flamel, tanto que fora seu principal cúmplice dele na fabricação de ouro.

13 -Coronel Bentes e Tenente Carvalhais: Foram cúmplices do plano elaborado por Flamel. -Capitão Pelino: Homem considerado um dos sábios da cidade. Sentiu inveja do químico por sua fama. Era um dominador da forma culta da língua portuguesa, discreto e só intervia nas conversas apenas para correções.

14 - Seu Belmiro: Homem que vivia bêbado, fora o único a não cometer tais atos gananciosos do restante da população. Sua bebedeira era o crime mais ameno daquela cidade.

15 O autor nos mostra a história de um famoso químico que chega à pacata cidade chamada de Tubiacanga e descobre um jeito de transformar ossos em ouro. A ganância da população, ao descobrir, ocasiona inúmeras mortes.

16 O objetivo do autor, com essa história, foi fazer uma paródia à corrida do ouro que aconteceu nos Estados Unidos, final do século XIX (1848 a 1855). Com a descoberta de ouro na Califórnia, cerca de 300 mil pessoas (entre estadunidenses e outras vindas do exterior) foram a esse estado, que só tinha 15 mil habitantes. Entre as consequências, estavam: a superlotação das cidades, doenças, fome, miséria, destruição do meio ambiente e xenofobia.


Carregar ppt "A Nova Califórnia Conto de Lima Barreto. Grupo: 008 Mário Avelino ? 065 Yan Mota 251 Mateus Bessa 570 Abner Costa Bruno Machado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google