A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof a.: Virginia Cielo Rech Alunas PIBID: Andrielli L. Nunes e Carine F. Drescher.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof a.: Virginia Cielo Rech Alunas PIBID: Andrielli L. Nunes e Carine F. Drescher."— Transcrição da apresentação:

1 Prof a.: Virginia Cielo Rech Alunas PIBID: Andrielli L. Nunes e Carine F. Drescher

2 Associar teoria à prática no ensino de Bioquímica: Constituição do amido; Informações utilizadas em nosso cotidiano; Digestão do amido no sistema digestório; Ação da enzima amilase salivar. Relação entre o consumo de carboidratos e diabetes; Reconhecimento do amido no laboratório; Amilose (α-Amilase 1 4) Amilopectina (α-Amilase 1 4) e (α-Amilase 16)

3

4

5

6 C anomérico Poder redutor = é um agente redutor, doa elétrons. E as outras hidroxilas da molécula, também são?

7 Amilose Amilopectina

8

9

10

11 O amido cozido, gelatinizado já é utilizável pelo aparelho digestivo do homem e dos animais, o que significa que passa a ser digerível.

12

13

14

15

16 pH ótimo em torno de 6,5. Temperatura ótima é em torno de 40 ºC a 42º C. Obs: Trabalham em nosso corpo a 36,5 ºC.

17 A digestão ocorre no sistema digestório: Inicia na boca: enzima -amilase salivar, Intestino delgado: enzima -amilase pancreática. Quem secreta as amilases? As glândulas salivares e pâncreas. O amido é decomposto por reações de hidrólise em carboidratos menores.

18 Os produtos da digestão do amido serão hidrolisados por outras enzimas. amido n glicose

19

20

21

22 Lugol é uma solução de iodo. Quando o lugol é colocado em algum alimento que contém amido, haverá o aparecimento de uma coloração violácea, pois, isso ocorre quando o amido reage com o iodo na presença de iodeto.

23 Os carboidratos, armazenados em muitas frutas principalmente na forma de amido, estão entre as moléculas que mais sofrem alterações ao longo do amadurecimento, as quais são promovidas por reações enzimáticas de síntese e degradação. Isto implica em importantes mudanças na fruta, como por exemplo, o amolecimento e adoçamento, relevantes para o seu consumo como alimento ou produto de comercialização (MACRAE et al., 1992).

24 Andrielli Leitemberger Nunes Carine Fernanda Drescher Curso de Química Licenciatura 6° Semestre

25 MACRAE, E., QUICK, W.P., BENKER, C., STITT, M. Carbohydrate metabolism during postharvest ripening in kiwifruit. Planta, v.188, p , D.N.A – Design Nutrição Avançada Acesso no dia 09 de setembro de Mary Campbell DAVID LEE NELSON, MICHAEL M. COX. Lehninger princípios de bioquímica, 4.ed. São Paulo: SARVIER, Imagens Google Acesso no dia 05 de Agosto de do-amido.html

26


Carregar ppt "Prof a.: Virginia Cielo Rech Alunas PIBID: Andrielli L. Nunes e Carine F. Drescher."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google