A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISRCA Sistema de Regulação, Controle e Avaliação do SUS OUTUBRO 2012 Recife/PE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISRCA Sistema de Regulação, Controle e Avaliação do SUS OUTUBRO 2012 Recife/PE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação,"— Transcrição da apresentação:

1 SISRCA Sistema de Regulação, Controle e Avaliação do SUS OUTUBRO 2012 Recife/PE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação –Geral de Sistemas de InformaçãoCGSI/DRAC/SAS/MS

2 PROPOSTA DE REORGANIZAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SOB GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE - DRAC 2

3 Representa a atualização do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES para plataforma WEB com versões de uso diretamente pela Internet. Representa a ampliação do Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS – SIGTAP, consulta e compatibilidade com a Relação Nacional das Ações e Serviços de Saúde – RENASES e com a TUSS Terminologia Unificada da Saúde Suplementar. Representa a integração do Sistema de Programação Pactuada e Integrada - SISPPI e a Ficha de Programação Orçamentária Magnética - FPO Mag, onde será também incluída a programação hospitalar com possibilidade de incluir complemento de valor do gestor local e do gestor Federal. 3

4 Representa a unificação e atualização tecnológica dos: Boletim de Produção Ambulatorial Consolidado e Individualizado - BPA C/I, Autorização de Procedimento Ambulatorial - APAC, Sistema de Autorização de Internação Hospitalar - SISAIH01 e Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial - CIHA01 Representa a unificação e atualização tecnológica dos: Central Nacional de Regulação - CNRAC, Sistema de Regulação - SISREG e Módulo Autorizador Representa a unificação e atualização tecnológica dos: Sistema de Informação Ambulatorial - SIA, Sistema de Informação Hospitalar Descentralizado - SIHD e Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial - CIHA02 4

5 Representa a unificação e atualização tecnológica dos: Sistema de Média e Alta Complexidade - SISMAC e o Sistema de Gerenciamento Financeiro - SISGERF de uso interno do DRAC. O SISRCA prevê ainda: Interoperabilidade com o Sistema Cartão Nacional de Saúde – CNS Interoperabilidade com o Sistema Cartão Nacional de Saúde – CNS Revisão no processo de disseminação da informação.Revisão no processo de disseminação da informação. 5

6 MÓDULO CADASTRO DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE

7 TECNOLOGIA JAVA VERSÃO 1.6 (UTILIZANDO JSF – RICHFACES PARA CAMADA WEB E COM JPA – HIBERNATE NA PERSISTÊNCIA DOS DADOS). OS DADOS SÃO ARMAZENADOS NO BANCO DE DADOS ORACLE 11G. A APLICAÇÃO PODE SER ACESSADA PELOS BROWSER INTERNET EXPLORER, GOOGLE CHROME E FIREFOX.

8 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS VERSÃO WEB: ATENDENDO À NECESSIDADE DE MAIOR SEGURANÇA, MENOR TEMPO DE ATUALIZAÇÃO E MAIOR QUALIFICAÇÃO DAS INFORMAÇÕES LIGADAS AOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE DO PAÍS.

9 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS ACESSO AO SISTEMA USUÁRIO AUTENTICADO NO SISTEMA DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE. ACESSO E ATUALIZAÇÃO DOS DADOS PELO ESTABELECIMENTO E GESTOR.

10 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS PERMISSÕES DE ACESSO A USUÁRIOS E FUNCIONALIDADES DO SISTEMA REALIZADAS POR MENU PARAMETRIZÁVEL. INTEGRAÇÃO E INTEROPERABILIDADE ATRAVÉS DE WEB SERVICE COM A SISTEMA DO CNS: VINCULAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE NO CNES.

11 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS INTEGRAÇÃO: RECEITA FEDERAL, CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA E CORREIOS. CRÍTICAS DE CADASTRO EM TEMPO REAL DE PREENCHIMENTO E CONSISTÊNCIA LOCAL.

12 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS REVISÃO DO LAY OUT ATUAL. REGISTRO DE INTERAÇÕES FUNCIONAIS COM O SISTEMA, POSSIBILITANDO AUDITORIA PÓS LANÇAMENTO.

13 CRONOGRAMA HOMOLOGAÇÃO 1ª FASE – ESTABELECIMENTO : JUL/AGO/SET 2012HOMOLOGAÇÃO 1ª FASE – ESTABELECIMENTO : JUL/AGO/SET 2012 HOMOLOGAÇÃO 2ª FASE – PROFISSIONAIS: OUT/NOV/DEZ 2012HOMOLOGAÇÃO 2ª FASE – PROFISSIONAIS: OUT/NOV/DEZ 2012

14 CRONOGRAMA HOMOLOGAÇÃO 3ª FASE – INTEGRAÇÃO E MOVIMENTAÇAO: JAN/FEV/MAR 2013HOMOLOGAÇÃO 3ª FASE – INTEGRAÇÃO E MOVIMENTAÇAO: JAN/FEV/MAR 2013 CAPACITAÇÃO – ABRIL 2013CAPACITAÇÃO – ABRIL 2013 PARALELO – MAIO/JUNHO 2013PARALELO – MAIO/JUNHO 2013 IMPLANTAÇÃO – JULHO 2013IMPLANTAÇÃO – JULHO 2013

15 MÓDULO PROGRAMAÇÃO GERAL DAS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE

16 DIRETRIZES ALTERAÇÕES NO SISTEMA ATUAL FPOMAG PARA ATENDER À IMPLANTAÇÃO DO MÓDULO DE PROCESSAMENTO. DESENVOLVIMENTO DE UM NOVO SISTEMA PARA PROGRAMAÇÃO FÍSICO ORÇAMENTÁRIA.

17 ALTERAÇÕES NO SISTEMA ATUAL (FPOMAG) DESENVOLVER TELA PARA CADASTRO DOS LIMITES FINANCEIROS DO MOVIMENTO DE INTERNAÇÃO IDÊNTICA À EXISTENTE NO SISTEMA SIHD2. INCLUIR OS LIMITES FINANCEIROS NO ARQUIVO DE EXPORTAÇÃO JÁ EXISTENTE, MANTENDO APENAS UMA INTERFACE DE EXPORTAÇÃO DO FPOMAG PARA OS SISTEMAS SIA E SIHD2.

18 ALTERAÇÕES NO SISTEMA ATUAL (FPOMAG) PERMITIR A PROGRAMAÇÃO DOS ATENDIMENTOS HOSPITALARES E A ALOCAÇÃO DE RECURSOS PRÓPRIOS DO GESTOR PARA OS PROCEDIMENTOS HOSPITALARES, ASSIM COMO ATUALMENTE É FEITO NO SIA.

19 CARACTERÍSTICAS TECNOLOGIA WEB. PERMITIR USO NO DESKTOP. MONITORAR OS LIMITES FÍSICOS E FINANCEIROS DEFINIDOS NA PPI. UTILIZAR CUSTO MÉDIO DE ACORDO COM SÉRIE HISTÓRICA DE PRODUÇÃO DE CADA ESTABELECIMENTO PARA PROGRAMAR TRATAMENTOS CONTÍNUOS E INTERNAÇÕES.

20 CARACTERÍSTICAS APROVAR OU REJEITAR TOTALMENTE UMA INTERNAÇÃO OU UM TRATAMENTO AMBULATORIAL. PERMITIR PROGRAMAR DEMANDA PRÓPRIA E REFERENCIADA. PERMITIR EXPORTAR INFORMAÇÕES DE FORMA CONFIGURÁVEL E EM DIVERSAS PLATAFORMAS.

21 CARACTERÍSTICAS PERMITIR EXPORTAR PARA O MÓDULO CAPTAÇÃO. POSSIBILITAR A PROGRAMAÇÃO VIA INTERNET COM BANCO DE DADOS CENTRALIZADO.

22 CARACTERÍSTICAS POSSIBILITAR USO NA INTRANET. PERMITIR MÚLTIPLOS ACESSOS (SIMULTÂNEOS). POSSIBILITAR QUE O ESTABELECIMENTO DE SAÚDE AUTORIZADO ELABORE SUA PROPOSTA DE PROGRAMAÇÃO, A SER VALIDADA PELO GESTOR, EM MÓDULO PRÓPRIO DO SISTEMA.

23 CARACTERÍSTICAS PERMITIR REGISTRAR ALOCAÇÃO DE INCENTIVOS E RESERVAS TÉCNICAS NOS ESTABELECIMENTOS DE OUTROS FINANCIADORES (MUNICIPAL, ESTADUAL E/OU OUTRAS FONTES – (CRIAR CAMPO ABERTO, COM MEMÓRIA DE REGISTRO, PARA ESPECIFICAÇÃO).

24 CARACTERÍSTICAS CONFIGURAR AS MODALIDADES DE ATENDIMENTO CONFORME INFORMAÇÃO CONSTANTE DO CNES. ALGUNS ESTABELECIMENTOS SÓ VÃO UTILIZAR PARA PROGRAMAR OS PROCEDIMENTOS AMBULATORIAIS SUS.

25 CRONOGRAMA APROVADO NA TRIPARTITE AS DIRETRIZES DO PLANEJAMENTO APROVADO NA TRIPARTITE AS DIRETRIZES DO PLANEJAMENTO EM DESENVOLVIMENTO PELA UFMG EM DESENVOLVIMENTO PELA UFMG HOMOLOGAÇÃO – JULHO 2013 HOMOLOGAÇÃO – JULHO 2013

26 MÓDULO CAPTAÇÃO DOATENDIMENTO

27 TECNOLOGIA SWING COM LINGUAGEM JAVA. SEM DEPENDÊNCIA DE INTERNET. PERMITE A TRANSMISSÃO DA PRODUÇÃO, SE O GESTOR VIABILIZAR.

28 CARACTERÍSTICAS SIMPLES INSTALAÇÃO, POSSIBILITANDO CONFIGURAÇÃO EM REDE OU DIGITAÇÃO DESCENTRALIZADA COM IMPORTAÇÃO DE ARQUIVOS NUM CENTRALIZADOR. CONSISTÊNCIA COM A BASE NACIONAL DO CNES.

29 CARACTERÍSTICAS HAVENDO CONEXÃO, VALIDA O CNS DO PACIENTE E PROFISSIONAL. CONSISTÊNCIA COM A FPOMAG.

30 FLUXO

31 31 FUNCIONALIDADES AUTENTICAÇÃO NO SISTEMA. GESTÃO DE ACESSOS ATRAVÉS DA CRIAÇÃO DE USÁRIOS E PERMISSÕES. CRIAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS DE TRABALHO.

32 FUNCIONALIDADES DIGITAÇÃO DO ATENDIMENTO. IMPORTAÇÃO DOS ARQUIVOS. EXPORTAÇÃO DOS ARQUIVOS. CONSISTÊNCIA E RELATÓRIOS.

33 CRONOGRAMA HOMOLOGAÇÃO – AGO/SET/OUT/2012HOMOLOGAÇÃO – AGO/SET/OUT/2012 CAPACITAÇÃO– NOV/2012CAPACITAÇÃO– NOV/2012 PARALELO – NOV/DEZ/12 JAN/FEV/MAR/13PARALELO – NOV/DEZ/12 JAN/FEV/MAR/13 IMPLANTAÇÃO - ABRIL/13IMPLANTAÇÃO - ABRIL/13

34 MÓDULO PROCESSAMENTO E AVALIAÇÃO DA INFORMAÇÃO

35 35 Multiusuário e Visão por Perfil Acesso pela Internet/Intranet Escalabilidade Multiplataformas Baixo Acoplamento (RN, Interface, Serviço e BD) Multitarefas TECNOLOGIA

36 36 Ambiente de Acesso Externo Ambiente de Instalação do Sistema Ambiente de Acesso Intranet TECNOLOGIA

37 UNIFICAÇÃO DOS SISTEMAS SIA, SIHD E CIHA02 ATUALIZAÇÃO TECNOLÓGICA DIMINUIÇÃO DE TEMPO OPERACIONAL E GANHO NA QUALIDADE DA AVALIAÇÃO CARACTERÍSTICAS

38 CARACTERÍSTICAS MULTIUSUÁRIO POR PERFIL DE ACESSO. ESCALABILIDADE VERTICAL E HORIZONTAL. VÁRIAS MÁQUINAS AO MESMO TEMPO, MÁQUINA CENTRAL E REGIONAL. ACESSO PELA INTERNET E INTRANET.

39 CARACTERÍSTICAS MULTIPLATAFORMA WINDOWS E LINUX. NAVEGATOR FIREFOX E INTERNET EXPLORER SUPERIOR A 8. MULTITAREFAS PARALELAS DURANTE PROCESSAMENTO.

40 CARACTERÍSTICAS A SENHA INICIAL SERÁ DO RESPONSÁVEL PELO CONTROLE E AVALIAÇÃO, CONFORME CADASTRO NO SITE DO CNES. PRODUÇÃO SERÁ CONSISTIDA COM A BASE NACIONAL DO CNES, E NÃO MAIS COM A BASE LOCAL.

41 CARACTERÍSTICAS EXIGIRÁ PROGRAMAÇÃO (FPO) HOSPITALAR. EXIGIRÁ PROGRAMAÇÃO AMBULATORIAL E HOSPITALAR COMPATÍVEL COM A PPI.

42 CARACTERÍSTICAS PODERÁ RECEBER OS ARQUIVOS DE PRODUÇÃO PELA INTERNET, FORMULÁRIO ONLINE. PERMITIRÁ AUDITORIA EM DUPLICIDADES CRUZANDO PRODUÇÃO AMBULATORIAL E HOSPITALAR.

43 CARACTERÍSTICAS Controle de Acesso por perfil Processamento Automatizado Cruzamento de regras entre tipos de produção A valoração de todos os documentos importados

44 FLUXO Criação de competência Preparação do Ambiente Importação de Arquivos de Produção Painel de Acompanhamento do Processamento Painel de Acompanhamento do Controle e Avaliação Definição de Amostragem para Avaliação Distribuição da Amostragem para Auditores AvaliaçãoRelatórios

45 CRONOGRAMA HOMOLOGAÇÃO : AGO/SET/OUT 2012 CAPACITAÇÃO – NOV 2012 PARALELO- NOV/DEZ 2012 JAN/FEV/MAR 2013 IMPLANTAÇÃO- ABRIL 2013

46 PROCESSAMENTO

47 Configuração de Usuários

48 Preparar a Competência para Processamento

49 Importação da Produção

50 Layout de Menu

51 Acompanhamento do Processamento

52 AUDITORIA AUDITORIA

53 FLUXO DE AUDITORIA Painel de Controle do Fluxo da Auditoria

54 Definição dos documentos para Auditoria

55

56 Distribuição do trabalho para Auditores

57

58 Auditoria

59

60 Acompanhamento da Auditoria

61

62 Notas -A senha inicial será do responsável pelo controle e avaliação, conforme cadastro no site do CNES. -Produção será consistida com a base nacional do CNES, e não mais com a base local. -Exigirá programação (FPO) hospitalar. -Exigirá programação ambulatorial e hospitalar compatível com a PPI -Poderá receber os arquivos de produção pela internet, formulário online. -Plataforma permite trabalhar totalmente online, parcial online, ou desktop -Sistema multiusuário em rede -Após a importação dos arquivo o processamento é automático. Processamento paralelizado. Deixando o sistema liberado para operação de outras funcionalidades em paralelo. (multitarefa) -Permitirá auditoria em duplicidades cruzando produção ambulatorial e hospitalar.

63 Notas -Julho, agosto, setembro – testes do módulo processamento e captação -Outubro – treinamento -Outubro, Novembro, dezembro – paralelo -Janeiro – definitivo -SISRCA – JAVA. POSTGRESS -Multiusuário e visão por perfil -Escalabilidade (trabalho de computadores em série) -Acesso pela internet/intranet -Sistema tem arquitetura web nativa, instalada em servidor. Mesmo que o servidor seja o próprio computador -Multiplataforma (windows, linux, solaris, etc...) no linux é mais performático. -Roda do XP ao w7. elimina o problema em plataformas diferentes do windows, além de permitir a utilização de outros S.O. -Ex.: pode-se instalar em servidor linux e acessar de estações windows. -Desenvolvido em plataforma de 64bits. Com melhor performance. Mas é compativel com 32bits. -Multitarefas -Regras de negócio mais transparentes no sistemas. -Baixo acoplamento (regra de negócio, interface, serviço e base de dados.

64 COORDENADOR: GIORGIO BOTTIN EQUIPE: Virgínia Lucas Luanna Costa Cristiane Fantinel Carolina Lucena Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral dos Sistemas de Informação Obrigada!


Carregar ppt "SISRCA Sistema de Regulação, Controle e Avaliação do SUS OUTUBRO 2012 Recife/PE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google