A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lições do vazamento de óleo no Golfo do México 14 de janeiro de 2011 PET-Economia Reunião de Conjuntura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lições do vazamento de óleo no Golfo do México 14 de janeiro de 2011 PET-Economia Reunião de Conjuntura."— Transcrição da apresentação:

1 Lições do vazamento de óleo no Golfo do México 14 de janeiro de 2011 PET-Economia Reunião de Conjuntura

2 Introdução Breve histórico da questão O relatório da Comissão Focus: técnicas de valoração ambiental Discussão A semana

3 Em 11 de janeiro de 2011, a National Oil Spill Comission divulgou um relatório sobre o desastre com a plataforma petrolífera Deepwater Horizon em 2010 O relatório aborda as causas do acidente, bem como as medidas a serem tomadas para impedir que volte a acontecer

4 O teor do relatório é de que não foi dada devida atenção a fatores de risco e o acidente poderia ter sido evitado A Comissão recomenda uma regulação mais rigorosa sobre a indústria do petróleo, mas não descarta futuras operações em águas profundas

5 Analisar o significado do acidente para o estudo da economia e do meio ambiente é o objetivo da reunião de hoje

6 Em 20 de abril de 2010 a plataforma petrolífera Deepwater Horizon explodiu, deixando 11 mortos e 17 feridos A Brittish Petroleum era a empresa responsável pela operação da plataforma O acidente provocou o vazamento de barris de óleo cru por dia, durante 3 meses até que se conseguisse estancar o reservatório em águas profundas

7

8 Apenas em 19 de setembro o governo declarou que o vazamento havia sido completamente interrompido Nesse período, estima-se que tenham sido derramados quase 5 milhões de barris de óleo no Golfo do México

9 Em julho de 2010 a BP afirmava já ter gasto USD 3,12 bilhões nos esforços de contenção da mancha de óleo Foram usadas redes de contenção e produtos dispersantes para proteger praias, mangues e estuários O estado de Lousiana teve 510km de sua faixa litorânea impactada

10

11 A mancha de óleo atinge uma área de 210 km², sendo possível vê-la do espaço Continua a causar enormes danos a habitats natuais na região, bem como às indústrias de pesca e turismo Foi considerado o maior acidente ambiental da história dos Estados Unidos

12

13 O governo dos EUA responsabilizou a BP pelos danos ocorridos devido ao acidente Além disso, o Presidente Obama criou uma Comissão para estudar em detalhes as causas e os impactos do desastre, de modo a servir de base para a avaliação de danos do processo judicial

14 Os danos do desastre foram quase da magnitude prevista nos piores cenários. Ainda assim é um dos piores desastres do ponto de vista de perdas econômicas, impactos sociais e sobre a saúde, e danos ambientais

15 A Comissão concluiu que a culpa recai sobre as três empresas, e parte sobre o governo por falhas de supervisão

16 Havia um compartilhamento de papeis de promoção e regulação da exploração de petróleo em águas profundas, pela mesma agência do governo A Comissão sugere um novo modelo regulatório, onde a avaliação de risco é desempenhada na própria empresa de perfuração

17 Não há nada no planejamento das empresas sobre o que fazer no caso de um acidente dessa proporção O relatório conclui que a culpa não é de uma só empresa, mas há uma falha sistêmica na indústria do petróleo, no sentido de levar em conta fatores de risco e aplicar salvaguardas para evitar catástrofes

18 A BP concordou em criar um fundo de USD 20 bilhões para compensar pelos danos causados pelo acidente. As empresas já registraram reivindicações de reparação por prejuízos, especialmente de entidades de classe dos setores de pesca e turismo

19 O relatório reivindica que 80% do valor seja utilizado na restauração ambiental desse e outros danos No entanto, o relatório conclui que não há razões para impedir a expansão da exploração de petróleo em águas profundas, devido à dependência dos EUA em relação ao produto para transporte e energia

20 As lições da Deepwater Horizon no que toca padrões de segurança e gerenciamento de risco são aplicáveis a outros campos de exploração de petróleo, em especial o Ártico e o Mar do Norte Sistemas complexos quase sempre falham de maneira complexa.

21 Economistas são intensamente demandados para a resolução de questões como essa, devido à sua (suposta) habilidade de inferir o valor das coisas No caso de reparação por danos ambientais, o valor a ser pago deve vir de algum lugar => técnicas de valoração

22 Equação básica: VET = valor de uso + valor de não-uso onde: VNU= valor de opção + valor de quase-opção + valor de existência

23 Como estimar os componentes do valor? Diversas técnicas procuram estimar cada componente específico. A teoria econômica do bem-estar fornece a fundamentação do procedimento, o qual procura avaliar variações no bem-estar dos indivíduos em termos monetários Técnicas de preferência revelada ou declarada.

24 Custos de reposição Custos evitados Dose-resposta Preços hedônicos Custos de viagem Valoração contingente

25 O Brasil também tem planos ambiciosos de expansão da exploração de óleo em águas profundas (Pré-Sal) O Brasil tem histórico de acidentes anteriores, como o vazamento de um tubo subaquático da REDUC na Baía de Guanabara (2000)

26 Resta saber se nossos líderes aprenderão a triste lição dos americanos, especialmente no que tange a: Padrões de segurança Gestão de risco Boa regulação

27 Algumas lições podem se traduzir em custos maiores de estudo dos campos, instalação das plataformas e procedimentos operacionais Porém, optar pela alternativa redutora de custos pode ser um barato que sai caro, muito mais caro.

28

29

30

31 Defesa Civil confirma mais de 500 mortes na região serrana do Rio Valor Econômico China eleva depósito compulsório bancário em 0,50 ponto Estado de São Paulo

32 Movimento nos voos domésticos cresce 23,5% em 2010, diz Anac Valor Online Europa paga mais contra calote que Brasil Instrumentos financeiros que oferecem seguro contra calote (credit default swaps) mostram isso claramente. Folha Online

33 Banco Mundial revisa para baixo previsão de crescimento em 201o As previsões de crescimento foram revisadas para baixo em relação há seis meses, de 3,9% a 3,3%. O motor do crescimento seguirá sendo as economias emergentes, que avançarão duas vezes mais rápido (6%) que os países ricos (2,4%). Folha Online

34 Obrigado pela audiência!

35


Carregar ppt "Lições do vazamento de óleo no Golfo do México 14 de janeiro de 2011 PET-Economia Reunião de Conjuntura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google