A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL, TEMPO E ETAPAS Ricardo Rezende.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL, TEMPO E ETAPAS Ricardo Rezende."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL, TEMPO E ETAPAS Ricardo Rezende

2 OBJETIVOS DA CONFERÊNCIA APEX. Associação Internacional da Programação Existencial é instituição sem fins lucrativos, com base no voluntariado, sem conotação mística, religiosa, ou político- partidária. Sua finalidade é a pesquisa e a educação sobre o propósito existencial e a evolução pessoal e grupal, a partir do paradigma consciencial. Princípio da Descrença. Não acredite em nada, nem mesmo no que lhe informarem aqui. Experimente. Tenha suas experiências pessoais. Objetivos da Conferência: 1.O que é o tempo, segundo a Conscienciologia? 2.O que é aproveitamento de tempo? 3.Quais posturas e vivências apresentam alta ou baixa valorização e aproveitamento do tempo? 4.Qual a relação entre autolucidez e aproveitamento do tempo? 5.O que é programação existencial (proéxis)? 6.Quais as categorias de proéxis em relação ao tempo? 7.Quais são as etapas da programação existencial? 8.O que é autolucidez proexológica? 9.Quais posturas predispõem ter autolucidez proexológica? 10.Como identificar evidências indicando diretrizes da programação existencial pessoal?

3 APROVEITAMENTO DO TEMPO Tempo. Segundo a Conscienciologia, o tempo é unidade de medida evolutiva, valiosa, útil para a consciência lúcida. Tares. O tempo é condição evoluída, variável mais sadia do que nociva, porque executa satisfatoriamente a tarefa do esclarecimento (tares) sobre nós. Aproveitamento do Tempo. O aproveitamento do tempo é a ação, efeito ou técnica de a conscin lúcida aplicar sabiamente as horas da vida humana focadas na evolução consciencial, calculada de modo cosmoético, envolvendo a autoproéxis, as autopriorizações e o autoparapsiquismo. Sinonimologia: 01. Aproveitamento da oportunidade. 02. Gerência do tempo. 03. Administração do tempo. 04. Organização do tempo. 05. Rotinas úteis. Antonimologia: 01. Tempo perdido. 02. Esbanjamento do tempo. 03. Desorganização do tempo. 04. Rotinas inúteis.

4 APROVEITAMENTO DO TEMPO

5 AUTOLUCIDEZ E APROVEITAMENTO DO TEMPO Experiências. Antes de pensar se aproveita, hoje, o próprio tempo, perguntar: você valoriza o que já vivenciou nesta vida? Mantém registros das suas experiências e inventário da sua vida? O valor dado às experiências pessoais contribui para a valorização do que vivemos e o modo como aproveitamos nosso tempo, hoje.

6 AUTOLUCIDEZ E APROVEITAMENTO DO TEMPO Valores. Os valores e condutas pessoais expressam o nível de autolucidez. Os valores pessoais determinam os posicionamentos íntimos e, consequentemente, a maneira de administrar a própria vida. O nível de autolucidez define o nível de aproveitamento do tempo. CONSCIÊNCIA. Pensamentos, sentimentos e ações voltados predominantemente para a busca de maior conhecimento e compreensão da própria realidade íntima, do macrocosmo, e na autossatisfação em prestar assistência aos outros. HOMINÍDEO. Pensamentos, sentimentos e ações voltados predominantemente na (para a) manutenção do corpo físico e satisfação de desejos ou instintos humanos.

7 AUTOLUCIDEZ E APROVEITAMENTO DO TEMPO Hipoacuidade. A hipoacuidade ou a baixa autolucidez inviabiliza o melhor aproveitamento do tempo por monopolizar os pensamentos, sentimentos e energias (autopensenes) na condução superestimada das seguintes necessidades: 1.Assistencialismo. Tarefa de consolação em busca de autopromoção. 2.Carreirísticas: ambição pelo status, fama, poder, prestígio e reconhecimento social. Workholism. 3.Emocionais: carência afetiva; todos os tipos de paixões. 4.Econômico-financeiras: perdularismo; pandurismo. 5.Fisiológicas: carência sexual; alimentação (junkfood, bulimia, anemia); dormir em excesso. 6.Grupocármicas: dependência emocional e apego ao grupo familiar. 7.Hedonísticas: ociosidade, frivolidades e inatividade. 8.Sociais: sociosidade (fama, estrelismo) ou sociofobia.

8 APROVEITAMENTO DO TEMPO Proéxis. A proéxis é a programação existencial, evolutiva e pessoal da conscin, estabelecida na dimensão extrafísica, antes desta entrar no funil do restringimento da vida humana ou no renascimento na intrafisicalidade. Categorias de tempo em relação à proéxis: 1.Inicial: a dedicação lúcida às atividades proexológicas prioritárias durante a adolescência por parte do(a) inversor(a). Proéxis adiantada. 2.Médio: a dedicação lúcida às atividades proexológicas prioritárias por parte do (a) reciclante adulto (a), ainda sem independência econômico-financeira, trabalhando por meio período e dedicando-se à proéxis no restante do tempo disponível. Proéxis atrasada. 3.Máximo: a dedicação lúcida às atividades proexológicas prioritárias pela conscin pesquisadora independente, dedicada full time à tarefa do esclarecimento. Proéxis atualizada (em dia).

9 ETAPAS DA PROÉXIS Preparatória. A fase preparatória da proéxis é aquisição de competência e planejamento para a execução da programação existencial. A fase preparatória, vai do renascimento / ressoma até os 35 anos de idade física. Consecutiva. A fase consecutiva ou executiva da proéxis, a pessoa já deve ter definido as bases da sua vida, fazendo aquilo que gosta, dentro do trinômio motivação-trabalho- lazer, desempenhando a programação existencial. A fase consecutiva ou executiva, dos 36 aos 70 anos. Acabativa. A fase acabativa ou conclusiva da proéxis é a técnica para organização dos procedimentos do período final desta vida humana, objetivando o melhor aproveitamento do encaixe desta existência intrafísica com a próxima intermissão e o autorrevezamento da futura vida intrafísica. A fase acabativa ou conclusiva, depois dos 70 anos.

10 ETAPAS DA PROÉXIS Autocrítica. Há de se analisar, com toda autocrítica, quando você está, de fato, preparado (a) para encarar as prioridades e conquistas evolutivas - objetivos comuns à média das conscins intermissivistas - na atual vida intrafísica. Autorganização. Abaixo 3 trafores que vale a pena inserir em nossa autorganização e, consequentemente, no desenvolvimento da execução de nossas proéxis: 1.Harmonia. O senso de harmonia. 2.Vontade. A força de vontade. 3.Ajustamento. A capacidade de se ajustar. Fase Preparatória – até os 35 anos de idade Fase Executiva – 35 até 70 anos de idade. 1.Megaprioridades 2.Prioridades. 3.Contratempos 4.Pendências.

11 ETAPAS DA PROÉXIS FASE PREPARATÓRIA – ATÉ OS 35 ANOS DE IDADE Megaprioridades / Megafoco: 1.Energossomatologia. Promover e vivenciar o estado vibracional; fenômenos parapsíquicos; sinaléticas energéticas; retrocognições. 2.Invexologia. Assumir a inversão existencial. 3.Duplologia. Encontrar parceiro (a) e constituir dupla evolutiva harmônica. 4.Parapedagogia. Assumir a docência dos Cursos da Conscienciologia. 5.Autopesquisologia. Pesquisar tema avançado sobre a consciência; ideias inatas. 6.Comunicologia. Redigir e publicar artigos técnicos conscienciológicos. 7.Projeciologia. Produzir voluntariamente a projeção consciente. 8.Soma. Manutenção produtiva do soma: dieta saudável, exercícios físicos e sono restaurador.

12 ETAPAS DA PROÉXIS FASE PREPARATÓRIA – ATÉ OS 35 ANOS DE IDADE Prioridades: 1.Aportes. Recebimento e aproveitamento dos aportes existenciais. 2.Residência pessoal. Sair da casa dos pais e conquista da residência pessoal. 3.Projeto de Vida. Identificação de pistas e intuições sobre o projeto de vida. 4.Profissão. Escolha, formação e atuação profissional; desambição carreirística; independência e estabilidade financeira; planejamento do pé-de-meia. 5.Inventário. Inventário e balanço da fase preparatória. Contratempos: gravidez indesejada ou não planejada; acidentes e doenças físicas; desvios de rota; falta de parceiro (a) de dupla evolutiva; ectopias afetivas; vocação frustada; Pendências: a não conclusão da escolaridade formal; endividamento financeiro; reconciliações não realizadas; atividades ou projetos não concluídos da fase preparatória;

13 ETAPAS DA PROÉXIS FASE EXECUTIVA – 35 ATÉ 70 ANOS DE IDADE Megaprioridades / Megafoco: 1.Dupla Evolutiva: Manutenção progressiva do duplismo libertário harmonioso. 2.Epicentrismo: Exercer o epicentrismo consciencial autoconsciente. 3.Tenepes: Praticar a tenepes - vivência full time da megafraternidade policámica. 4.Parapsiquismo interassistencial: Domínio do parapsiquismo interassistencial. 5.Megagescon: Vivenciar a condição específica da autoria de livro técnico; a publicação da megagescon. 6.Autodesperticidade: Conquista da autodesperticidade. 7.Ofiex: Merecer, em tempo oportuno, a oficina extrafísica pessoal, ou ofiex.

14 ETAPAS DA PROÉXIS FASE EXECUTIVA – 35 ATÉ 70 ANOS DE IDADE Prioridades: 1.Aportes. Retribuir aos aportes existenciais recebidos. 2.Projeto de Vida. Execução das atividades já identificadas do projeto de vida. 3.Recéxis. Assumir a reciclagem existencial, caso não seja inversor. 4.Profissão. Dedicação exclusiva às prioridades conscienciais. 5.Inventário. Inventário e balanço da fase executiva. Contratempos: gescon ectópica; falta do pé-de-meia; Pendências: atividades ou projetos não concluídos da fase executiva;

15 AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA A autolucidez proexológica é a condição de a conscin intermissivista com discernimento quanto à própria programação existencial, superar o estado de obnubilação gerador de desvios, e realizar as reciclagens necessárias à progressão nas tarefas evolutivas prioritárias. Sinonimologia: 1.Autodiscernimento proexológico. 2.Senso de autoproéxis. 3.Desobnubilação proexológica. Antonimologia: 1.Obnubilação proexológica. 2.Obscuridade intermissiva. 3.Estagnação consciencial.

16 AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA Posturas. 4 posturas cosmoéticas capazes de predispor a autolucidez proexológica e a consequente aceleração nos desempenhos evolutivos da conscin interessada: 1.Autopesquisas. O hábito de realizar autopesquisas técnicas, autoesclarecedoras com a manutenção de registros ou diários pessoais. 2.Voluntariado. Atividade não remunerada intrafisicamente, porém recompensada multidimensionalmente. 3.Docência Conscienciológica. Trabalho tarístico de agente retrocognitor lúcido, estimulador de neossinapses. 4.Escrita. Escrita de artigos, verbetes sobre temas de pesquisa pessoal da Conscienciologia.

17 AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA O corpus de evidências na proéxis é o conjunto de elementos, indícios, sinais, provas, fatos e parafatos vivenciados pela conscin intermissivista lúcida, capaz de sustentar determinada hipótese investigativa multidimensional, quanto às diretrizes e execução da programação existencial. Eis, pelo menos, 5 exemplos de evidências indicando hipóteses quanto às diretrizes da programação existencial: 1.Atributos. A relação entre traços-forças, traços-fardos e os empreendimentos a serem realizados. 2.Aportes. Os aportes existenciais recebidos enquanto indícios da programação existencial pessoal. 3.Ideias Inatas. Ideias, interesses, necessidades presentes desde tenra idade direcionando as rotas ou caminhos desejáveis. 4.Intuições. Clareza sobre o que não quer para sua vida e intuições, insights sobre oportunidades e empreendimentos importantes atendendo a prioridades pessoais. 5.Retrocognições. Acesso a informações de (retirar) retrocognições auxiliando na identificação do temperamento, traços-força, traços-fardo, contextos e norteando as prioridades evolutivas pessoais nesta atual vida humana.

18 AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA Técnica. Roteiro da Programação Existencial Pessoal: 1.Fatos. No computador, utilizando o Word, escrever os fatos e as vivências pessoais importantes que já aconteceram desde o nascimento ou ressoma até os dias atuais. 2.Ciclos. Após a escrita dos fatos e das vivências pessoais importantes, buscando ter visão panorâmica da sua vida, procure identificar se houve fases ou ciclos contextualizando o que foi mais importante ou prioritário em cada época. Exemplo: Ciclo I ( ): Escolaridade Básica e Pré-autismo.

19 AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA Técnica. Roteiro da Programação Existencial Pessoal: 1.Aportes. Em seguida, descreva quais aportes existenciais você recebeu em cada fase ou ciclo da vida pessoal. 2.Previsão. E por último, levando em conta todas às informações descritas, os interesses, as necessidades e prioridades pessoais atuais o que você prevê que será vivido ou ocorrerá daqui para frente. 3.Roteiro. Portanto, cria-se o Roteiro da Proéxis Pessoal, onde se terá visão panorâmica da sua vida: fatos / parafatos, ciclos / prioridades de cada época, coerências e incoerências auxiliando assim em ter autodiscernimento e previsão do que virá, tendo em vista a ordem natural de autodesenvolvimento conforme as suas prioridades evolutivas.

20 PROÉXIS, TEMPO E ETAPAS QUAL O NÍVEL DE SUA AUTOLUCIDEZ INTRAFÍSICA? EM QUE VOCÊ, ESTÁ INVESTINDO PARA AMPLIAR O NÍVEL DA SUA AUTOLUCIDEZ INTRAFÍSICA? EM QUE VOCÊ, ESTÁ CONSUMINDO O SEU TEMPO DE VIDA INTRAFÍSICA? NA ASSISTÊNCIA AOS OUTROS OU APENAS EM VOCÊ? NA ASSISTÊNCIA AOS OUTROS OU APENAS EM VOCÊ? QUAL O NÍVEL DE SUA AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA? EM QUE VOCÊ, ESTÁ INVESTINDO PARA AMPLIAR O NÍVEL DA SUA AUTOLUCIDEZ PROEXOLÓGICA? REFERÊNCIAS: 1. VIEIRA, WALDO. HOMO SAPIENS PACIFICUS. 1ª ED.; ED. CEAEC; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; P. 2. VIEIRA, WALDO. MANUAL DA PROÉXIS. 5° ED. ELETRÔNICA; EDITARES; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; P. 3. APORTE EXISTENCIAL (VERBETE). IN: VIEIRA, WALDO (ORG). ENCICLOPÉDIA DA CONSCIENCIOLOGIA. EDITARES; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; APROVIETAMENTO DO TEMPO (VERBETE). IN: VIEIRA, WALDO (ORG). ENCICLOPÉDIA DA CONSCIENCIOLOGIA. EDITARES; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; PREPARAÇÃO PROEXOLÓGICA (VERBETE). IN: VIEIRA, WALDO (ORG). ENCICLOPÉDIA DA CONSCIENCIOLOGIA. EDITARES; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; PROEXOMETRIA PRÉ-EXECUTIVA (VERBETE). IN: VIEIRA, WALDO (ORG). ENCICLOPÉDIA DA CONSCIENCIOLOGIA. EDITARES; FOZ DO IGUAÇU, PR; BRASIL; 2012.


Carregar ppt "PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL, TEMPO E ETAPAS Ricardo Rezende."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google