A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os consumidores percebem maior risco na compra de serviços do que na compra de produtos Os consumidores usam o preço e evidências físicas como as maiores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os consumidores percebem maior risco na compra de serviços do que na compra de produtos Os consumidores usam o preço e evidências físicas como as maiores."— Transcrição da apresentação:

1 Os consumidores percebem maior risco na compra de serviços do que na compra de produtos Os consumidores usam o preço e evidências físicas como as maiores pistas da qualidade do serviço Gestão de Operações Planejamento Agregado de Capacidade

2 Que capacidade de produção deve ter cada operação ao longo do tempo? GESTÃO DE CAPACIDADE DE LONGO PRAZO Gestão da Capacidade produtiva no Longo Prazo – Quanto Produzir?

3 Demanda x Capacidade – Relação Nada Fácil... Hoje – Cenário de Vendas em alta... A decisão é para atender o alto consumo do mercado automotivo", Com o terceiro turno a GM pretende acrescentar 50 mil carros por ano na fábrica de São Caetano, principalmente do modelo Corsa - em 2007 produziu 190 mil carros nesta unidade. A General Motors do Brasil anunciou ontem a abertura do terceiro turno na fábrica de São Caetano do Sul, no ABC paulista. É a primeira vez na história que a montadora utiliza três expedientes para produzir veículos nesta unidade. "A decisão é para atender o alto consumo do mercado automotivo", disse José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da General Motors do Brasil. Com o terceiro turno a GM pretende acrescentar 50 mil carros por ano na fábrica de São Caetano, principalmente do modelo Corsa - em 2007 produziu 190 mil carros nesta unidade. Para isso, vai contratar 600 empregados temporariamente. a Volkswagen também teve que abrir o terceiro turno e contou com a experiência de 375 ex-funcionários aposentados da própria empresa. Para elevar rapidamente a produção de automóveis na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), a Volkswagen também teve que abrir o terceiro turno e contou com a experiência de 375 ex-funcionários aposentados da própria empresa.

4 Demanda x Capacidade – Relação Nada Fácil... Mas há 2 anos... Governo tentará evitar fechamento de fábrica da Volkswagen a fim de buscar uma solução para a crise que levou o fabricante de automóveis a ameaçar fechar sua maior fábrica no Brasil.A Brasília, 24 ago (EFE).- O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse hoje que se reunirá com a direção da Volkswagen a fim de buscar uma solução para a crise que levou o fabricante de automóveis a ameaçar fechar sua maior fábrica no Brasil.A Volkswagen anunciou na segunda-feira que, se os sindicatos não aceitarem o plano de reestruturação apresentado em maio, que prevê a demissão de cerca de operários dos que tem em todo o Brasil, poderá fechar sua fábrica em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

5 Capacidade de fabricação fabricação 850 unidades 850 unidades Capacidade de montagem montagem 800 unidades Capacidade de armazenagem 700 unidades Capacidade de distribuição distribuição 820 unidades 820 unidades Balanceamento de Capacidade - Gargalos Qual a capacidade total desta linha?

6 Tempo Volume ( unidades / semana ) Estratégias de antecipação da capacidade à demanda e de acompanhamento da demanda pela capacidade Demanda real A capacidade antecipa a demanda A capacidade acompanha a demanda Variação Capacidade x Demanda

7 Tempo Volume ( unidades / semana ) Ajuste com estoques significa usar o excesso de capacidade de um período para produzir estoque que pode ser usado para suprir o período de subcapacidade Demanda A capacidade antecipa a demanda A capacidade acompanha a demanda Variação Capacidade x Demanda

8 Introdução Volume ( unidades / semana ) Efeito da etapa do ciclo de vida na estratégia de capacidade Demanda AntecipaçãoAjuste Acompanhamento CrescimentoMaturidade Efeitos do Ciclo de Vida do Produto

9 volume tempo demanda capacidade INCREMENTOS SE ANTECIPAM À DEMANDA volume tempo demanda capacidade INCREMENTOS SEGUEM A DEMANDA tempo volume demanda capacidade POLÍTICA MISTA baixa utilização desembolso antecipado Alto nivel de servico alto custo alta utilização desembolso postergado Baixo nivel de servico baixo custo Determinação dos Momentos de Alteração de Capacidade

10 Variedade Volume Visibilidade Custo Flexibilidade volume tempo demanda capacidade volume tempo demanda capacidade demanda tempo volume capacidad e baixa utilização desembolso antecipado Alto nivel de servico alto custo alta utilização desembolso postergado Baixo nivel de serviço baixo custo Que nível de Capacidade Global necessitamos ao longo do tempo?

11 Tempo Volume ( unidades / semana ) O tamanho dos incrementos de capacidade afeta a utilização de capacidade Demanda Plano de capacidade usando fábricas de 400 unidades Plano de capacidade usando fábricas de 800 unidades Balanceamento de Capacidade no longo prazo

12 Balanceamento de capacidade Tempo Volume ( unidades / semana ) Incrementos de capacidade menores permitem ajustar o plano de capacidade para acomodar alterações na demanda Demanda real Plano de capacidade usando fábricas de 400 unidades Plano de capacidade usando fábricas de 800 unidades Previsão da demanda

13 Variedade Volume Visibilidade Custo Flexibilidade Capacidade Demanda tempo Pequenos incrementos Capacidade Demanda tempo Grandes incrementos Que padrão de decisões devemos adotar para alteração dos níveis globais de capacidade?

14 O que é e por que é importante Capacidade é a máxima taxa ou razão de saída de determinada planta ou instalação Capacidade a Longo Prazo = equipamentos, instalações, facilidades Capacidade a Curto Prazo = efetivo, horas extras, estoques, etc. Decisões: –tecnologia a utilizar –grande expansão ou série de pequenas –quando expandir

15 Medida da Capacidade Capacidade de projeto Capacidade efetiva Produção real Utilização efetiva da Capacidade (Capacidade Ociosa) Critérios: –foco em produção: pelo input (no. de leitos, no. de assentosXkm) –foco em processo: (no. de peças grandes (cerâmica), no. de sub-conjuntos, veículos produzidos, etc. )

16 Utilização e eficiência Capacidade de projeto 168 horas / semana Capacidade efetiva 109 h Perdas Planejadas 59 h Produção rea 51 h Perdas que podem ser evitdadas 58 h

17 Utilização e eficiência Capacidade de projeto 168 horas / semana Capacidade efetiva 109 h Perdas Planejadas 59 h Produção rea 51 h Perdas que podem ser evitdadas 58 h Utilização = Volume de produção real / capacidade de projeto = 51 / 168 = 0,304 Eficiência = Volume de produção real / capacidade efetiva = 51/109 = 0,468

18 Gerenciando a capacidade significa decidir como a operação deve reagir a flutuações na demanda. O primeiro passo portanto é a previsão da demanda Medir a capacidade (dificuldade segundo complexidade) Usar insumos ou produtos ?

19 Exercício-Capacidade Uma fábrica de aparelhos de condicionadores de ar produz três modelos de aparelhos:Luxo, standard e econômico. Os tempos de montagem são respectivamente: 1.5h, 1.0 h e 0.75 h. A área de montagem da fábrica tem disponibilidade para 800 horas de pessoal por semana A proporção de vendas de aparelhos Luxo, Standard e Econômico é 2:3:2 Qual é a capacidade da fábrica? Se a proporção de vendas se alterar para 1:2:4, qual a nova capacidade?

20 Proporção : 2:3:2 = = 7 unidades 2x1,5 + 3x1 + 2x0,75 = 7,5 horas com 800 horas disponíveis = 800/7,5 x 7 = 746,7 unidades


Carregar ppt "Os consumidores percebem maior risco na compra de serviços do que na compra de produtos Os consumidores usam o preço e evidências físicas como as maiores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google