A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RESTAURANTE POPULAR Um exercício etnográfico. O Restaurante Popular Cidadão Romilton Bárbara instalado na cidade Campos dos Goytacazes-RJ no ano de 2004.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RESTAURANTE POPULAR Um exercício etnográfico. O Restaurante Popular Cidadão Romilton Bárbara instalado na cidade Campos dos Goytacazes-RJ no ano de 2004."— Transcrição da apresentação:

1 RESTAURANTE POPULAR Um exercício etnográfico

2 O Restaurante Popular Cidadão Romilton Bárbara instalado na cidade Campos dos Goytacazes-RJ no ano de 2004 por meio da governadora Rosinha, é referência de boa alimentação e pequeno custo destinado ao público de baixa renda, tal como, aos moradores de rua. Localizado no centro da cidade para fácil acesso de todos e com atendimento médio de refeições diárias o restaurante atraí variados tipos de pessoas.

3 O restaurante popular é um programa do governo estadual, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos e é, atualmente, gerenciado por uma fiscal - Sra. Magda Trindade Nogueira Souza, um gerente - Lucas Farjado e uma nutricionista. Juntamente com um corpo especializado por contrato terceirizado.

4 Regimento ao Público As regras de utilização do espaço são poucas, estas que são direcionadas à: 1- Conservação e limpeza do restaurante; 2- Proibição de fotos e filmagens; 3- Proibição de saída do restaurante portando alimentos. Tais normas requerem a proteção á saúde do frequentador.

5 A estrutura do espaço é grande a arejado. Sua área interna é dividida da forma melhor para conservar cada alimento, tal como, a limpeza do espaço. Fonte:

6 O cardápio é feito pelas nutricionistas assistentes, aprovado pela nutricionista chefe e enviado a SEASDH para aprovação e publicação no site da prefeitura de Campos-RJ. Fonte:

7 Público e Comportamento Justamente, por ser um restaurante com um valor pequeno, frente à qualidade dos produtos que são oferecidos aos cidadãos, este público se varia entre funcionários do comércio, idosos, aposentos, estudantes, agentes de limpeza, moradores de rua, prostitutas, funcionários públicos, trabalhadores da construção civil, entre outros. É muito interessante constatar que a maioria dos frequentadores é do público masculino, entretanto, o público preferêncial, em sua maioria é do público feminino.

8 Os frequentadores defendem a ordem e organização do espaço, tal como, criticam o desperdício de comida. E apesar de um primeiro impacto negativo de desordem, ao estar presente e participar das refeições, atentamos que há praticas regidas no comportamento ético do local. Práticas estabelecidas pelos próprios frequentadores.

9 Com intenção de aprofundar a pesquisa, foi feito entrevistas com os estabelecimentos vizinhos ao restaurante, sendo lojas de roupas, óticas, vidraçarias, sebos, loja de utensílios gerais, chaveiro, financeira e loja de bicicleta. A intenção era obter respostas frente aos seguintes questionamentos? 1.Qual sua visão do restaurante? 2.Você já se permitiu fazer seu desjejum ou almoço naquele espaço? 3.Você já auxiliou alguém para que este indivíduo pudesse fazer sua refeição? 4.Você já teve algum problema com os freqüentadores do local, considerando que a maioria é de baixa renda e/ou apenas por estar próximo de um restaurante popular? Impactos e Preconceitos

10 Em suma as pessoas não frequentam as dependências do restaurante popular por 3 razões, sendo: O preconceito com o espaço e com a ideia de moradores de rua frequentar o lugar; O histórico de brigas e bagunça no início do projeto e, por fim, a existência de espaço para almoçar em sua própria empresa e/ou mesmo a oportunidade de almoçar em outros lugares graças aos benefícios de seu emprego como Vale Refeição.

11 Conclusão Frente ao nosso estudo e considerando os impactos que cada participante do grupo teve, consideramos tivemos bons olhares diante das experiências. Obviamente, que ter tido a oportunidade de conhecer o espaço interno nos permitiu ampliar o conhecimento e quebrar preconceitos, o que poucos estão predispostos a se permitir.

12 Acreditamos que a necessidade da instauração de um restaurante popular em centros metropolitanos não é uma mera ação de ajuda ao homem, mas é uma consciência de humanidade e de solidariedade. Preservar preconceitos negativos contra projetos como estes apenas inflamam a ignorância social, o que causa retrocessos promulgados em leis e comportamentos dos que são detentores do poder.

13 Dados Técnicos Local: Restaurante Cidadão Romilton Bárbara Cidade: Campos dos Goytacazes Visitas: 10, 11, 12 e 13 de Dezembro de 2013 Grupo: Angélica Gonçalves Rocha; Leila Silva Gomes; Monique Zolfe Barreto e Julius Cezer Felício. Ex-Membros: Raíra Couto Matéria: Antropologia I Prof. Rogério Azize

14 REFERÊNCIA 1.ABREU, LARA - Restaurante criado pela então Governadora Rosinha faz 7 anos - - Acesso Imagem Frontal do Restaurante - - Acesso http:// /webpopular 3.Imagem Cardápio - - Acesso http:// /webpopular/Cardapio.aspx - Acesso EMIR, CARLOS - O Diário de Campos – Clientes reclamam de sujeira nos pratos do Restaurante Popular - restaurante-popular-3196.html - Acesso http://www.odiariodecampos.com.br/clientes-reclamam-de-sujeira-nos-pratos-do- restaurante-popular-3196.html - Acesso [autor desconhecido] – Jornal Eletrônico O Dia – Restaurante Popular da Central é de tirar o apetite – Acesso http://odia.ig.com.br/portal/rio/restaurante-popular-da-central-%C3%A9-de-tirar-o-apetite CORRÊA, VITOR – Usuário e criador se encontram nos restaurantes populares - populares/usuario-e-criador-se-encontram-nos-restaurantes-populares/view - Acesso populares/usuario-e-criador-se-encontram-nos-restaurantes-populares/view


Carregar ppt "RESTAURANTE POPULAR Um exercício etnográfico. O Restaurante Popular Cidadão Romilton Bárbara instalado na cidade Campos dos Goytacazes-RJ no ano de 2004."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google