A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIARTRO Francisco Santos Silva, Dr. Autotransfusão per-operatória em cirurgia ortopédica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIARTRO Francisco Santos Silva, Dr. Autotransfusão per-operatória em cirurgia ortopédica."— Transcrição da apresentação:

1 DIARTRO Francisco Santos Silva, Dr. Autotransfusão per-operatória em cirurgia ortopédica

2 1989 Visita à London Clinic

3 Dr. Santos Silva visita a London Clinic e o Prof. Samuel Freeman em 1989 Auxilia este em cirurgias artroplasticas do joelho, com utilização de sistema de filtragem simples de autotransfusão ( tipo filtro de máquina de café ) e entusiasma-se pelo procedimento

4 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Justificação para o método Recuperação de tecido natural Escassez de sangue homólogo Risco de doenças infecciosas Compromissos religiosos Incompatibilidade com sangue homólogo

5

6 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Justificação para o método Recuperação de tecido natural Escassez de sangue homólogo Risco de doenças infecciosas Compromissos religiosos Incompatibilidade com sangue homólogo

7

8

9 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Justificação para o método Recuperação de tecido natural Escassez de sangue homólogo Perigo de doenças infecciosas Compromissos religiosos Incompatibilidade com sangue homólogo

10

11 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Justificação para o método Recuperação de tecido natural Escassez de sangue homólogo Perigo de doenças infecciosas Compromissos religiosos Incompatibilidade com sangue homólogo

12

13 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Variantes do método Filtragem simples Processamento descontínuo Processamento contínuo

14 DIARTRO Autotransfusão per-operatória C.A.T.S. Continuous auto transfusion system Características 1.Sistema de processamento contínuo, sem interrupção do fluxo de sangue e independente do volume a ser processado. 2.Monitorização contínua do nível de hematócrito resultando numa qualidade constante e superior a 50 %..

15 DIARTRO Autotransfusão per-operatória C.A.T.S. Continuous auto transfusion system Características 3.Consumível (de uso único) de Autotransfusão, fechado, sem vedantes, eliminando o risco de contaminação do sangue 4.Consumível (de uso único) de Autotransfusão com volume interno reduzido 30 ml, o que permite o início de tratamento mesmo com reduzidas quantidades de sangue.

16 DIARTRO Autotransfusão per-operatória C.A.T.S. Continuous auto transfusion system Características 5.Força e tempo de centrifugação do sangue reduzidos, o que permite uma eliminação do risco de danificação das células –Força de centrifugação G –Tempo de centrifugação inferior a 30 segundos Eliminação real da gordura, devido ao formato em espiral do consumível.

17 DIARTRO Autotransfusão per-operatória C.A.T.S. A sobrevida dos eritrócitos recuperados no per ou pós- operatório, é comprovadamente superior à dos transfundidos, de sangue homólogo

18

19 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Indicações em cirurgia ortopédica Artroplastia da anca Revisão de artroplastia da anca Cirurgia de fracturas da coluna Patologia não traumática da coluna

20 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Indicações em cirurgia ortopédica Revisão de fracturas complexas do fémur Tratamento cirúrgico de pseudartrose do fémur Tratamento cirúrgico de fracturas complexas da bacia

21 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Experiência da DIARTRO Início em Fevereiro de 1996 Fim em Maio de 1999

22

23

24 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Avaliação genérica 50 doentes de cirurgia electiva 3 Revisão de prótese da anca, cimentada 4 Artroplastia total da anca, não cimentada 35 Artroplastia total da anca, cimentada

25 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Avaliação genérica 50 doentes de cirurgia electiva 4 Fusão postero-lateral da coluna por fractura 3 Revisão de pseudartrose do terço proximal do fémur 1 Revisão de pseudartrose distal do fémur

26 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Hemoglobina no pré-operatório Valor médio 12,8 g/dl 11,9 – 15,2

27 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Hematócrito pré-operatório Valor médio 41

28 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Duração média de intervenção 2 horas, 14 minutos

29 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Volume de sangue recolhido e transfundido Médio de 903 ml 655 ml a 1650 ml

30 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Hemoglobina no pós-operatório 48 horas Valor médio de 10,8 g/dl 8,4 a 12,2 A nenhum doente foi administrado sangue homólogo

31 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Hematócrito pós-operatório 48 horas Valor médio de 34

32 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Valores de INR Pós-operatório 48 horas e 120 horas 1.2 a 1.7

33 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Período de internamento Tempo médio de 5.5 dias 4 a 7 dias

34 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Complicações locais Ausentes

35 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Complicações gerais imediatas 1 doente com embolia pulmonar aos 10 dias de pós-operatório Reinternado para terapêutica

36 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Infecção até 12 meses Nenhum doente apresentou infecção bacteriana local ou sistémica, associada à intervenção

37 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Custo médio de intervenção 245 Euros Filtros, soros, heparina, sistema de reinfusão de sangue, honorários de técnico Não incluído a amortização do sistema C.A.T.S.

38 DIARTRO Autotransfusão per-operatória Conclusão É nossa convicção de que na cirurgia ortopédica agressiva, electiva e em regime programado, a autotransfusão per- operatória com C.A.T.S., é um método adequado, muito seguro e de custo reduzido, em comparação com a utilização de sangue homólogo.


Carregar ppt "DIARTRO Francisco Santos Silva, Dr. Autotransfusão per-operatória em cirurgia ortopédica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google