A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 6 – O Mercado de Trabalho no Brasil Conteúdos: O mercado de trabalho no Brasil População Economicamente Ativa e População Economicamente Inativa Distribuição.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 6 – O Mercado de Trabalho no Brasil Conteúdos: O mercado de trabalho no Brasil População Economicamente Ativa e População Economicamente Inativa Distribuição."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 6 – O Mercado de Trabalho no Brasil Conteúdos: O mercado de trabalho no Brasil População Economicamente Ativa e População Economicamente Inativa Distribuição da PEA por setores da economia Emprego formal, emprego informal e desemprego Direitos trabalhistas Trabalho escravo e trabalho infantil Qualificação profissional Novos postos de trabalho e inovações tecnológicas

2 Parte 1 – A População Economicamente Ativa no Brasil Infraestrutura? Quem contribui para o PIB de um país? pessoas que trabalham na economia formal (que geram as riquezas do país) Figura 1 – Camelô vende DVDs piratas na rua. Fonte: VEJA, Economia informal – conjunto de atividades que envolvem pessoas em situações precárias de trabalho, sem arrecadação de impostos ou recolhimento de contribuições sociais

3 Direitos trabalhistas: conjunto de normas que protegem o trabalhador Década de 1930 – governo de Getúlio Vargas: aprovação de uma série de leis que protegiam o trabalhador 1943 – segundo mandato de Getúlio Vargas: Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) o Salário mínimo o Registro em carteira de trabalho o Férias remuneradas o Limitação da jornada de trabalho o Reconhecimento dos sindicatos Figura 2 – 40 mil pessoas estiveram presentes no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, para a assinatura da CLT, e, 1º de maio de 1943, pelo presidente Getúlio Vargas. Fonte: SINDPD, 2014.

4 População em Idade Ativa (PIA): pessoas com mais de 15 anos, que estão aptas para exercer alguma atividade econômica E os outros 61 milhões de habitantes? 101 milhões trabalhavam Em 2011, 162 milhões de habitantes faziam parte da PIA

5 População em Idade Ativa (PIA) População Economicamente Ativa (PEA) População Economicamente Inativa (PEI) População ocupada População desocupada PEA: grupo de pessoas que exercem ou procuram exercer um atividade econômica PEI: grupo de pessoas que não exercem qualquer atividade econômica Formação do mercado de trabalho:

6 Figura 3 – População em Idade Ativa (PIA)

7 Figura 4 – Mulher entrega currículo para homens-placa e mulheres- placa, que anunciam vagas de emprego no centro de São Paulo. Fonte: TEIXEIRA, Daniel s/d In: ESTADÃO, Setor informal O setor informal muitas vezes é a única alternativa que trabalhadores encontram para se sustentar Mesmo sem qualquer proteção social ou amparo legal, muitas pessoas optam pelos bicos por não terem qualificação, ou serem preteridos pelas empresas e empregadores. O setor informal muitas vezes é a única alternativa que trabalhadores encontram para se sustentar Mesmo sem qualquer proteção social ou amparo legal, muitas pessoas optam pelos bicos por não terem qualificação, ou serem preteridos pelas empresas e empregadores. Em 2013, a economia informal movimentou mais de 700 bilhões de reais no Brasil Esse setor já chegou a empregar mais de 50% da PEA brasileira (comércio e serviços)

8 Quais as condições de trabalho no Brasil? Desemprego o Altas taxas de desemprego no mundo crise econômica de 2008 o Brasil: taxas anuais de desemprego estão em queda desde 2003 Figura 7 – Taxa de desemprego no Brasil. Fonte: BRASIL, O conjunto de pessoas que contabilizam a PEA é proporcionalmente menor do que em meados do século 20, por conta da redução da participação dos jovens no mercado de trabalho: o Aumento da inatividade e redução nas taxas de desemprego

9 Parte 2 – As condições de trabalho no Brasil 2003: Plano Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo Lista Suja do Trabalho Escravo pune empresas e empregadores que submetem trabalhadores à escravidão Ainda existe trabalho escravo no Brasil? Áreas urbanas e rurais (oficinas de costura, construção civil, olarias, carvoarias, lavouras) Quase 200 mil pessoas trabalham em condições análogas à escravidão no país Figura 8 – Oficina de costura clandestina em São Paulo, que emprega bolivianos e peruanos em condições semelhantes à escravidão. Fonte: HASHIZUME, Maurício s/d In: REPÓRTER BRASIL, 2010.

10 Trabalho infantil Uma das formas mais degradantes de exploração da mão de obra Proibida a formação de vínculos empregatícios com pessoas menores de 16 anos (ou 14 anos na condição de aprendiz) Figura 9 – Exploração do Trabalho Infantil. Fonte: MTE, 2008.

11 Trabalho doméstico, agricultura, exploração sexual Segundo o IBGE, em 2011, 3,7 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estavam trabalhando Em 2012, esse número caiu 5,41% (156 mil crianças a menos nessas condições) Centro-Oeste, de 2011 para 2012, a exploração do trabalho infantil aumentou 400%, passando de mil para 5 mil crianças exploradas Proporcionalmente à população de cada região, o Sul e o Nordeste são as regiões com as maiores porcentagens de crianças trabalhando Figura 10 – Menino trabalha em uma fábrica de gesso em Pernambuco. Fonte: SRTE/PE, s/d In: REPORTER BRASIL, 2014.

12 Parte 3 – Qualificação profissional e distribuição da PEA por setor Figura 12 – A expansão do sistema de telefonia marcou a entrada maciça da mulher no mercado de trabalho no Brasil. Fonte: SINTETEL, Desenvolvimento Tecnológico Transformações no mercado de trabalho Novas profissões

13 Substituição do homem pela máquina Desemprego Estrutural Figura 13 – Produção robotizada na linha de montagem da indústria automobilística. Fonte: THINKSTOCKPHOTOS, s/d In: GLOBO, Por que o desemprego estrutural atinge os países de forma diferente? Qual a razão para o desemprego estrutural ainda ser alto no Brasil? Baixa qualificação profissional / Precariedade na educação

14 Baixa qualificação da mão de obra é um retrato da situação educacional do Brasil Quais são as exigências do mercado de trabalho? Escolaridade Cursos extras Experiência profissional Domínio de um segundo idioma Metade da População Economicamente Ativa (ocupada e desocupada) não possui o Ensino Fundamental completo Baixa qualificação profissional Baixos salários

15 Figura 14 – Sites de emprego são ferramentas para trabalhadores. Fonte: CATHO, 2013.

16 Mudanças no mercado de trabalho mudanças na distribuição da PEA por setor de atividade Figura 15 – Evolução da distribuição da PEA pelos setores da economia. Fonte: IBGE, 2009 In: ÁTICA, Tabela 1 – Evolução da distribuição da PEA pelos setores da economia Evolução da distribuição da PEA pelos setores da economia (em %) Ano/SetorPrimárioSecundárioTerciário ,21019, ,713,126, ,212,733, ,217, ,924,445, ,922,754, ,119,356, Fonte: IBGE, 2009 In: ÁTICA, 2014.

17 Empregabilidade do setor terciário ECONOMIA INFORMAL Baixa qualificação Baixos salários Mercado de trabalho brasileiro Dinâmico Porém, com muitas características que dificultam a organização da PEA na economia formal Força de trabalho fragilizada Crescimento econômico pleno


Carregar ppt "Aula 6 – O Mercado de Trabalho no Brasil Conteúdos: O mercado de trabalho no Brasil População Economicamente Ativa e População Economicamente Inativa Distribuição."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google