A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instituto Gay Lussac Encontros com a Arte Profª Ana Lúcia Rubens.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instituto Gay Lussac Encontros com a Arte Profª Ana Lúcia Rubens."— Transcrição da apresentação:

1 Instituto Gay Lussac Encontros com a Arte Profª Ana Lúcia Rubens

2 4º ENCONTRO EGITO

3 CINCO GRANDES CIVILIZAÇÕES SURGIRAM QUASE AO MESMO TEMPO, SEMPRE PERTO DA ÁGUA. EGITO- Rio Nilo MESOPOTÂMIA- Entre os rios Tigre e Eufrates ÍNDIA- No Vale do Indo e dos Ganges CHINA- Margens do Hens-Ho e Hang-Tsé ILHA DE CRETA

4 EGITO o Egito se localiza às margens do Rio Nilo, berço ideal para que uma civilização pudesse começar. Ele tinha uma importância vital nos tempos antigos, não só para a pesca e a agricultura, como também para o transporte de bens de comércio. Os templos eram construídos pelos faraós em honra dos deuses. Muitos artesãos eram contratados para esculpir estátuas, fabricar vasos de ouro e pintar lindos murais. As pirâmides eram construídas por alguns faraós para abrigar seu sarcófago e toda a sua mobília, comida e bens, que levariam com eles para a vida após a morte, pois acreditavam na imortalidade. Embalsamavam o corpo pois a alma precisava do corpo para voltar. Os funerais eram construídos durante toda a existência da pessoa, a fim de garantir uma passagem para a vida após a morte.

5 As roupas eram feitas de linho fino, o que ajudava as pessoas a se manterem frescas no calor. As crianças não usavam nenhuma roupa até saírem da primeira infância. Os egípcios eram vaidosos e tinham conhecimento profundo de cosmética. Os homens e as mulheres usavam maquiagem e tinham cuidado com o corpo e cabelo. Dominavam a técnica de ourivesaria e produziam uma quantidade de joias. A comida era abundante nos tempos de cheia. Mesmo as pessoas mais pobres não passavam fome, embora sua alimentação fosse leve: pão, feijão e verduras. A agricultura produzia boas colheitas nas ricas terras do Egito, sendo que as principais plantações eram de trigo e cevada. Os proprietários de terras também criavam gado, que era sinônimo de riqueza.

6 RELIGIÃO X ARTE A religião era o centro da vida no Egito. Os egípcios eram politeístas, acreditavam na vida após a morte e, por isso, costumavam mumificar as pessoas para conservar o corpo para a eternidade. A arte egípcia estava intimamente ligada à religião, por isso era bastante padronizada, não dando margens à criatividade imaginação pessoal, pois a obra devia revelar um perfeito domínio das técnicas e não o estilo do artista. A arte surgiu para favorecer os registros do cotidiano, grande parte das pinturas eram feitas nas paredes das pirâmides. Estas obras retratavam a vida dos faraós, as ações dos deuses, a vida após a morte.

7 ARTE NO EGITO A pintura egípcia apresenta características muito marcantes em relação às cores, predominam tons avermelhados semelhantes à terra, o marrom, o preto e o branco. Quanto ao desenho, a lei da frontalidade aparece em quase todas as pinturas. O hábito de se desenhar os olhos e os ombros das pessoas sempre de frente para o observador, mesmo que os pés e a cabeça estejam de perfil. A preocupação era mostrar cada parte do corpo pelo ângulo representativo. Só existia três pontos de vista do observador: de frente, de perfil e de cima. A figura humana fica numa posição estática, sem mobilidade, com o tempo os artistas fazem figuras mais estilizadas e procuram refletir o movimento. Os artistas deveriam obedecer essas normas, sem poder usar a criatividade individual. As linhas são simples, com formas estilizadas, manchas de cores uniformes. As figuras importantes serão sempre representadas em destaque maior que as outras. Exemplo, o faraó ficará com tamanho maior do que os serviçais. As figuras femininas eram pintadas em ocre e as masculinas de vermelho. Os traços são rígidos, formas bidimensionais, ausência de perspectiva (profundidade), a cor aplicada com manchas uniformes e as figuras eram representadas do ângulo que podiam ser mais bem identificadas.

8 A arte no Antigo Egito estava relacionada com a vida religiosa, com temas religiosos. Grande parte das pinturas eram feitas nas paredes das pirâmides. Estas obras retravam a vida dos faraós, as ações dos deuses, a vida após a morte. A pintura nas paredes se chamava pintura mural, estuque. Os egípcios criaram os afrescos. Aplicava-se uma camada de gesso branco e sobre ela usava-se tintas extraídas de plantas e de minerais. Nas pinturas das paredes, a superfície é dividida em painéis horizontais separados por linhas, contava a história da vida e das atividades diárias do falecido nos mínimos detalhes. As imagens eram acompanhadas de textos, feitos em escrita hieroglífica. As figuras estão sempre de pé (às vezes com a perna esquerda mais avançada para frente) ou sentadas. As figuras importantes sempre estão estáticas, rígidas. Quando os faraós estavam representados com as pernas juntas, significavam que eles estavam mortos. E quando apareciam com um pé na frente representava a vida, nas esculturas.

9 Hamses foi o maior construtor do Egito, construiu durante 67 anos. Quando são cenas de caça, pesca, banquetes, danças, de figuras menos importantes, observamos menos rigidez e mais movimento. Mulheres e homens com perucas pretas, os homens assim como as mulheres pintavam seus olhos, usavam joias e braceletes. Para a casta mais alta, representação com posições fixas, já a representação dos trabalhadores manuais não tinham movimentos limitados.

10 Chamamos de lei da frontalidade o hábito de se desenhar os olhos e os ombros das pessoas sempre de frente para o observador, mesmo que os pés e a cabeça estejam de perfil. A preocupação era mostrar cada parte do corpo pelo ângulo mais representativo.

11 As pinturas eram uma forma de registro da vida e atividades diárias do falecido, nos mínimos detalhes. Afigura masculina sempre em tom avermelhado e a feminina em cor ocre.

12 Pinturas chapadas, bidimensionais, sem uso da técnica de perspectiva, acompanhadas de textos feitos em escrita hieróglifo. Nas pinturas das paredes, a superfície era dividida em painéis horizontais separados por linhas, contava a história da vida e as atividades diárias do falecido nos mínimos detalhes.

13 Nas pinturas representas com figuras menos importantes como cenas de caça, pesca, banquetes, danças, observamos que elas são pintadas menos rigidez e com mais movimentos.

14 Essa pintura, do sec. XIII a.C., representa camponeses na plantação. A maior parte da população no Egito era constituída de camponeses. Eles cultivavam as terras do faraó, dos sacerdotes e dos altos funcionários do Estado.

15 Cena de caça de Aves Selvagens. Artesão confeccionando sandálias de couro.

16

17 Pintura em papiros

18 O Livro dos Mortos reunia diversos conselhos, orações e receitas mágicas que deviam orientar o morto na vida além- túmulo. As instruções eram escritas em papiro ou couro e colocadas no sarcófago.

19 Detalhe do Livro dos Mortos, pintada em papiro.

20 Sarcófago- túmulo para colocar o cadáver mumificado

21 Nas esculturas egípcias, quando os faraós estavam representados com as pernas juntas, significavam que eles estavam mortos. E quando apareciam com um pé na frente representava a vida.

22 Todo o interior das pirâmides era decorado com baixo relevos, pinturas e esculturas.

23 Pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos Pirâmide de Vidro no Louvre, Paris

24 Ta Matete,1892- Paul Gauguin (Mulheres do Taiti ) Pintura egípcia

25 Faraó, Rei do alto e baixo Egito usava uma coroa dupla: na parte de cima branca (alto Egito), na parte inferior da coroa vermelho (baixo Egito) Na região do Delta do Nilo, coroa azul- coroa de guerra.

26 HIERÓGLIFO-ESCRITA EGÍPCIA

27 FLOR DE LOTUS Era sagrada para os egípcios, ela se abre para receber o sol e a noite se fecha. Era representada nas colunas, cada coluna tinha uma forma diferente, em forma de flores estilizadas. Flor de Lótus, flor das Palmeiras.

28 TIPOS DE COLUNAS DOS TEMPLOS EGÍPCIOS Os tipos de colunas dos templos egípcios são divididas conforme seu capitel (extremidade superior de uma coluna, de um pilar ou de uma pilastra, cuja função mecânica é transmitir os esforços para o fuste, é a parte da coluna entre o capitel e a base): Palmiforme - flores de palmeira Papiriforme - flores de papiro Lotiforme - flor de lótus

29

30 Bibliografia Apostila organizada pela profª Célia Figueiredo. Descubra as conexões através de perguntas e respostas - Editora e diretora de criação, Caroline Grimshaw. Como seria sua vida no Antigo Egito? Editora Scipione. Arte Comentada, da Pré-História ao Pós-Modernismo - Carol Strickland, Ph. D., Editora Ediouro.


Carregar ppt "Instituto Gay Lussac Encontros com a Arte Profª Ana Lúcia Rubens."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google