A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GENEALOGIA PARA PRINCIPIANTES Rodnei Brunete da Cruz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GENEALOGIA PARA PRINCIPIANTES Rodnei Brunete da Cruz."— Transcrição da apresentação:

1 GENEALOGIA PARA PRINCIPIANTES Rodnei Brunete da Cruz

2 * Definição de Genealogia * Formas de apresentação das pesquisas genealógicas * Obtenção das informações genealógicas * Armazenando as informações genealógicas * Livros de Genealogia no Brasil * Sites interessantes * Curiosidade Genealógica

3 Definição de Genealogia - É o estudo das origens das famílias, também chamada de ciência auxiliar da História.

4 Formas de apresentação das pesquisas genealógicas - São duas as formas de apresentação: * Através dos gráficos conhecidos como : * Através dos gráficos conhecidos como : - Árvore de ascendência ou Árvore de Costados; - Árvore de ascendência ou Árvore de Costados; - Árvore de descendência. - Árvore de descendência. * Através de Árvores descritivas. * Através de Árvores descritivas.

5 Árvore de Ascendência ou Árvore de Costados Nesta árvore utiliza-se um sistema de numeração dos antepassados criado em 1590 por Michel Eyzinger, redescoberto em 1676 por Jerónimo Sosa e recuperado em 1898 por Stephan Kekulé Stradonitz, razão pela qual o sistema é conhecido hoje como Sistema Eyzinger-Sosa-Stradonitz. Nesta árvore utiliza-se um sistema de numeração dos antepassados criado em 1590 por Michel Eyzinger, redescoberto em 1676 por Jerónimo Sosa e recuperado em 1898 por Stephan Kekulé Stradonitz, razão pela qual o sistema é conhecido hoje como Sistema Eyzinger-Sosa-Stradonitz.

6 Sistema de numeração de antepassados utilizado em 1590 por Michel Eyzinger no livro Thesaurus principum hac aetate in Europa viventium. Fonte :

7 Árvore de Ascendência ou Árvore de Costados

8 Árvore de Descendência Árvore de Descendência Enquanto vimos que na Árvore de Ascendência partimos de uma pessoa qualquer demonstrando posteriormente seus antepassados, na Árvore de Descendência partimos de um antepassado qualquer e demonstramos posteriormente toda sua descendência.

9 Modelo de Árvore de Descendência partindo de um antepassado qualquer.

10 Fonte : 8&source=univ&ei=hyxeTOipHsb_lge9n4i4CA&sa=X&oi=image_result_group&ct=title&resnum=4&ved=0CDMQsAQwAw&biw=1440&bih=704

11 Representação gráfica de uma árvore genealógica indicada para quando o número de parentes não é muito grande.

12 Árvores Descritivas Árvores Descritivas Diferenciam-se das demais apresentações genealógicas por não ser apresentação gráfica e sim uma descrição não somente de datas e nomes dos locais onde ocorreram os eventos, mas também da biografia dos antepassados da pessoa com quem se começa a apresentação.

13 Modelo de Árvore Descritiva

14

15 Obtenção das informações genealógicas Primeiramente, as informações genealógicas mais comuns são encontradas na sua própria casa, são as certidões de nascimento, casamento, óbito e batismo. Nelas podemos encontrar nomes de pais, avós, bisavós, trisavós e até tetravós, conforme o caso. Primeiramente, as informações genealógicas mais comuns são encontradas na sua própria casa, são as certidões de nascimento, casamento, óbito e batismo. Nelas podemos encontrar nomes de pais, avós, bisavós, trisavós e até tetravós, conforme o caso.

16 Certidões em Cartórios Certidões em Cartórios No Brasil podemos conseguir certidões em Cartórios de Registro Civil a partir de 1889, ano em que passou a ser obrigatório o registro em todo território nacional em virtude do Decreto nº 9886 de 07/03/1888. Em algumas cidades conseguimos certidões a partir de 1875 em razão do Decreto nº 5604 de 25/04/1874, o qual regulamentou os Registros Civis no Brasil.

17 Exemplo de Certidão de Nascimento no moldes atuais.

18 Certidões em Igrejas Certidões em Igrejas De 1889 ou 1875 para trás, a busca de certidões deve ser feita nas Igrejas, que eram os únicos responsáveis pelos assentos de batismo, casamento e óbito. Teoricamente conseguiremos tais certidões nas Igrejas até o ano de 1563, ano em que passou a ser obrigatório o registro de batismo e casamento em livro próprio, conforme ficou determinado no Concílio de Trento. Porém na prática, poderemos recuar ainda mais, em razão de algumas cidades já estarem efetuando tais registros em livros, como por exemplo Braga em Portugal, tem livros de 1537, e Paris na França tem livros de 1530.

19 Infelizmente esta alegria é para poucos, pois muitos destes livros já não existem mais, principalmente os dos séculos XVI e XVII. Em São Paulo, por exemplo, apesar da cidade ter sido fundada em 1554, o livro de casamento mais antigo que existe é de 1632.

20 Pg. 11 do Livro de Casamentos ( ) da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, da cidade de Aparecida ( São Paulo ).

21 Além das informações demonstradas nas certidões acima, podemos encontrá-las também em anotações familiares, álbuns de fotos, obituários de jornais, alistamento eleitoral, alistamento militar, inventários, testamentos, escrituras, processos judiciais, lista de desembarque de estrangeiros, lápides, RG, CTPS e etc. Além das informações demonstradas nas certidões acima, podemos encontrá-las também em anotações familiares, álbuns de fotos, obituários de jornais, alistamento eleitoral, alistamento militar, inventários, testamentos, escrituras, processos judiciais, lista de desembarque de estrangeiros, lápides, RG, CTPS e etc. É importante colher informações junto aos parentes mais velhos, pois estes são fontes vivas de informações. É importante colher informações junto aos parentes mais velhos, pois estes são fontes vivas de informações.

22 Armazenando as informações genealógicas Para que a pessoa que está fazendo a árvore genealógica não se perca, é necessário que ela organize suas informações de tal maneira que fique fácil localizá-las quando necessário. A seguir será demonstrado dois gráficos que vão certamente ajudar o principiante, enquanto este não estiver armazenando os dados em algum programa de computador.

23 Formulário de Árvore de Ascendência ou Árvore de Costado, utilizado pelos Mormons para anotações dos nomes e dados dos antepassados de uma pessoa qualquer, tendo como base a Árvore de Costado criada em 1590 por Michel Eyzinger.

24 Formulário utilizado pela Igreja Mórmon para anotar informações genealógicas dos descendentes de um antepassado qualquer de uma pessoa.

25 Livros de Genealogia no Brasil - (Bahia) Catálogo genealógico das principais famílias que procederam os Albuquerques e Cavalcantes em Pernambuco, Caramurús na Bahia, Frei Antônio de Santa Maria Jaboatão – (São Paulo) Nobiliarquia Paulistana Histórica e Genealógica, Pedro Taques de Almeida Paes Leme – 1775

26 - (Pernambuco) Nobiliarquia Pernambucana, Antônio José Victorino Borges da Fonseca – (Rio de Janeiro) Nobiliarquia Fluminense, Antônio Joaquim de Macedo Soares – (São Paulo ) Genealogia Paulistana, Luiz Gonzaga da Silva Leme

27 - (Paraná) Genealogia Paranaense, Francisco Negrão – (Minas Gerais) Genealogia Mineira, Arthur Rezende – (Minas Gerais) Genealogia da Zona do Carmo, Cônego Raimundo Trindade – (Nordeste) Os primitivos colonizadores nordestinos e seus descendentes, Carlos Xavier Paes Barreto

28 - (Rio de Janeiro ) Primeiras Famílias do Rio de Janeiro, Carlos G. Reighantz – 1967

29 Links Interessantes (Utilizado para solicitar certidões em todos os Cartórios do Brasil) (Utilizado para solicitar certidões em todos os Cartórios do Brasil) ex.html ex.html ex.html ex.html (Site do ministério da Justiça, contendo endereço, telefone, e data de fundação dos cartórios em todo território nacional ) (Site do ministério da Justiça, contendo endereço, telefone, e data de fundação dos cartórios em todo território nacional )

30 (Digitando um sobrenome italiano no alto no canto esquerdo, aparecerá no mapa da Itália a região onde existem famílias com aquele sobrenome) (Digitando um sobrenome italiano no alto no canto esquerdo, aparecerá no mapa da Itália a região onde existem famílias com aquele sobrenome) (Site da Igreja Mormom com diversas opões de pesquisa) (Site da Igreja Mormom com diversas opões de pesquisa) sgerais.asp sgerais.asp sgerais.asp sgerais.asp ( Para aqueles que não tem acesso ao Anuário Católico do Brasil, este link pode ser útil) ( Para aqueles que não tem acesso ao Anuário Católico do Brasil, este link pode ser útil)

31 (Pesquisa de sobrenome de famílias que passaram na Hospedaria dos Imigrantes de São Paulo) (Pesquisa de sobrenome de famílias que passaram na Hospedaria dos Imigrantes de São Paulo) =3&v_item=17&v_mask=DKKALEOLDK =3&v_item=17&v_mask=DKKALEOLDK =3&v_item=17&v_mask=DKKALEOLDK =3&v_item=17&v_mask=DKKALEOLDK ( Link do site da Igreja mórmon para baixar o PAF - Personal Ancestral File, que é um programa para armazenar dados genealógicos e montar árvores genealógicas ) ( Link do site da Igreja mórmon para baixar o PAF - Personal Ancestral File, que é um programa para armazenar dados genealógicos e montar árvores genealógicas )

32 resgenealogicas/index.asp?page=1&orden=fecha (Link com diversas opções para baixar programas para armazenamento de informações genealógicas) (Site da biblioteca do Instituto Martius-Staden, contendo opções de pesquisa on line. Precisa se cadastrar antes de iniciar as pesquisas )

33 CURIOSIDADE GENEALÓGICA

34

35

36 FIM


Carregar ppt "GENEALOGIA PARA PRINCIPIANTES Rodnei Brunete da Cruz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google