A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO Ms. Vilma Dias Consultora Especializada em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde Teconsultora.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO Ms. Vilma Dias Consultora Especializada em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde Teconsultora."— Transcrição da apresentação:

1 A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO Ms. Vilma Dias Consultora Especializada em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde Teconsultora TelessaúdeRS - UFRGS 16º Congresso UNIDAS Florianópolis – Dezembro 2013

2 A comercialização do cuidado de saúde tem impacto negativo na equidade e no uso de serviços de saúde efetivos. A comercialização da saúde contribui para aumentar preços, criar ineficiência e estimular abusos, além de ser incapaz de responder às necessidades de saúde da sociedade como um todo, como lembra Lucy Reynolds, em entrevista recente ao BMJ (doi: /bmj.f1848) Se recursos não fossem escassos, não teríamos que fazer escolhas sobre sua alocação FONTE: Claudia Travassos - Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 29(5): , mai, 2013

3 Aumento crescente dos gastos em saúde Novas e cada vez mais caras tecnologias Pressão crescente da sociedade civil (ONGs, médicos e ações na Justiça) Necessidade de avaliação econômica de tecnologias em saúde e disseminação dos resultados!! Dos 117 medicamentos com moléculas novas analisados entre 1998 e 2002 pelo órgão Canadense de regulação de preços de medicamentos, apenas 15 (menos de 13%) foram considerados realmente inovadores, trazendo ganhos substanciais para o tratamento. FONTE: Prof. Dr. Alex Itria IPTSP-UFG/IATS Um novo ambiente

4 T HE N EW Y ORK T IMES / JULHO 2012: A 3 ª CAUSA DE MORTE SÃO OS EVENTOS ADVERSOS DAS INTERVENÇÕES MÉDICAS. O S USA ESTIMAM TER HAVIDO 200 MIL ÓBITOS RELACIONADOS AO USO INDEVIDO DE TECNOLOGIA. Q UANTO MAIOR O USO DE TECNOLOGIA SEM EVIDÊNCIA CIENTÍFICA, MAIOR O RISCO PARA O USUÁRIO. T HE N EW Y ORK T IMES / JULHO 2012: A 3 ª CAUSA DE MORTE SÃO OS EVENTOS ADVERSOS DAS INTERVENÇÕES MÉDICAS. O S USA ESTIMAM TER HAVIDO 200 MIL ÓBITOS RELACIONADOS AO USO INDEVIDO DE TECNOLOGIA. Q UANTO MAIOR O USO DE TECNOLOGIA SEM EVIDÊNCIA CIENTÍFICA, MAIOR O RISCO PARA O USUÁRIO. 24/11/12 Fonte: Dra. Ana Maria Malik - Seminário Internacional Qualidade em Saúde - Perspectivas na Saúde Suplementar/ 04/12/2012 A Inovação Tecnológica e seus reflexos na saúde da população

5 Globo.com O número de denúncias de erros médicos cresceu 52,10% em 2011, em relação ao ano anterior. Os dados são do Superior Tribunal de Justiça (STF Implante para abrir artérias só funciona em metade dos casos, diz pesquisa Metade dos stents (implantes para desobstruir artérias) colocados em procedimentos não urgentes tem benefício incerto ou inadequado, revela a pesquisa, publicada no periódico "Jama, que avaliou procedimentos realizados em hospitais americanos em 2009 e Conclusão: quando se trata de uma emergência (ex: IAM), a indicação dos stents está correta em 98% dos casos. Quando o caso não é urgente, porém, apenas 50,4% das indicações estavam corretas. Na outra metade, 38% tiveram benefício incerto e 11,6% foram inadequadas. Nos EUA, os stents farmacológicos são usados em 75% dos casos. No Brasil, estima-se um número bem menor (60 mil, o equivalente a 30% do total) porque eles só estão disponíveis na rede privada. Ainda assim, a taxa de uso de stents com remédios no país dobrou nos últimos cinco anos, segundo dados da Central Nacional de Intervenções Cardiovasculares. Implante para abrir artérias só funciona em metade dos casos, diz pesquisa Metade dos stents (implantes para desobstruir artérias) colocados em procedimentos não urgentes tem benefício incerto ou inadequado, revela a pesquisa, publicada no periódico "Jama, que avaliou procedimentos realizados em hospitais americanos em 2009 e Conclusão: quando se trata de uma emergência (ex: IAM), a indicação dos stents está correta em 98% dos casos. Quando o caso não é urgente, porém, apenas 50,4% das indicações estavam corretas. Na outra metade, 38% tiveram benefício incerto e 11,6% foram inadequadas. Nos EUA, os stents farmacológicos são usados em 75% dos casos. No Brasil, estima-se um número bem menor (60 mil, o equivalente a 30% do total) porque eles só estão disponíveis na rede privada. Ainda assim, a taxa de uso de stents com remédios no país dobrou nos últimos cinco anos, segundo dados da Central Nacional de Intervenções Cardiovasculares.

6 48% dos médicos paulistas que recebem visitas de propagandistas de laboratórios prescreve medicamentos sugeridos pelos fabricantes. De acordo com o texto, os dados do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de SP) apontam ainda que a prática é maior na área de equipamentos médico- hospitalares, com 71% dos profissionais acatando a recomendação da indústria. Feito pelo Datafolha, o levantamento envolveu 600 médicos de várias especialidades, que representam o universo de 100 mil profissionais que atuam no Estado. Do total, 80% deles recebem visitas dos propagandistas de medicamentos --em média, oito por mês. 48% dos médicos paulistas que recebem visitas de propagandistas de laboratórios prescreve medicamentos sugeridos pelos fabricantes. De acordo com o texto, os dados do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de SP) apontam ainda que a prática é maior na área de equipamentos médico- hospitalares, com 71% dos profissionais acatando a recomendação da indústria. Feito pelo Datafolha, o levantamento envolveu 600 médicos de várias especialidades, que representam o universo de 100 mil profissionais que atuam no Estado. Do total, 80% deles recebem visitas dos propagandistas de medicamentos --em média, oito por mês. Quase metade dos médicos de SP receita o que a fábrica indica

7 Avaliar a incorporação da tecnologia: uma necessidade – Qual nova tecnologia será incorporada: - Tratamento medicamentoso? - OPME? - Técnica cirúrgica? - Programa de Promoção da Saúde? - Se a decisão é de implementar a nova intervenção é preciso avaliar o impacto da mesma Qual é a diferença entre o que aconteceu a partir da nova tecnologia (intervenção) e o que teria acontecido sem ela, para a mesma população? – Evidências para saúde da população que fará uso – Tomada de decisão FONTE: Adaptado de Jarbas Barbosa Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde

8 A tecnologia a ser incorporada é custo-efetiva? Gestores: clara compreensão da relação que existe entre os benefícios que a nova tecnologia trará e o custo inerente ao uso da mesma. Existe orçamento para suportar a inovação? Técnicos : excelente domínio da técnica avaliativa para fornecer subsídios confiáveis aos gestores. A tecnologia a ser incorporada é custo-efetiva? Gestores: clara compreensão da relação que existe entre os benefícios que a nova tecnologia trará e o custo inerente ao uso da mesma. Existe orçamento para suportar a inovação? Técnicos : excelente domínio da técnica avaliativa para fornecer subsídios confiáveis aos gestores. PASSOS: -Definição clara do que irá ser avaliado, utilizando: -População / Intervenção -Comparadores / Resultados -Busca, análise e síntese das evidências - Publicação dos resultados Avaliar a incorporação da tecnologia: uma necessidade - Tomada de decisão - Avaliação

9 20 milhões de artigos em periódicos anualmente !!! A Inovação Tecnológica e seus reflexos na saúde da população

10 2009 Portaria da Política Nacional de Gestão de Tecnologias em Saúde (PortariaGM- 2690/09 ) FONTE: Flávia Elias_2012 Organização

11 A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO * < 1 ano/1000 NV ** Número de óbitos maternos por NV ***Número de nascidos vivos por habitantes FONTE

12 A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO Taxa de crescimento da população % incremento médio anual Brasil ,64 1,17 Taxa de crescimento da população % incremento médio anual Brasil ,64 1,17 FONTE Índice de envelhecimento BRASIL: 44,8 Rio G. do Sul : 65,5 Rio de Janeiro : 61,5 Minas Gerais : 52,6 Índice de envelhecimento BRASIL: 44,8 Rio G. do Sul : 65,5 Rio de Janeiro : 61,5 Minas Gerais : 52,6 Em 2050 o Brasil terá 63 milhões de idosos (172 idosos para cada 100 jovens) : 10 idosos/100 jovens Em 2050 o Brasil terá 63 milhões de idosos (172 idosos para cada 100 jovens) : 10 idosos/100 jovens

13 Há oferta adequada de serviços: Na rede credenciada/Serviços Próprios? Existem parâmetros para formatação da rede credenciada? Há serviços de referência? A utilização é adequada? Foram atingidas as metas de cobertura? Houve impacto positivo sobre o nível de saúde da população? A rede credenciada trabalha com incorporação de tecnologia sustentada pelas evidências científicas? Quem são os parceiros? CUIDADOS NA OFERTA DE SERVIÇOS

14 TOMADA DE DECISÃO Tomada de decisão: cenário complexo, processo complexo Evidências científicas Contexto político Percepção e preferências sociais Limitações econômicas Aspectos legais Situação epidemiológica FONTE: Jarbas Barbosa Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Mercado

15 Estruturação formal de segunda opinião Rede referenciada Pagamento por performance Mais critérios na incorporação de tecnologias - decisões baseadas em evidências (técnicos e gestores) Desenvolver e aperfeiçoar metodologias de avaliação Monitorar e avaliar os resultados das intervenções em uso Mudança de cenário: é possível?

16 O DESAFIO FUNDAMENTAL NO SISTEMA DE SAÚDE É COMO DAR PARTIDA A UM NOVO TIPO DE COMPETIÇÃO - A COMPETIÇÃO EM RESULTADOS PARA MELHORAR A SAÚDE E O ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS M ICHAEL P ORTER

17 OBRIGADA!!


Carregar ppt "A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS REFLEXOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO Ms. Vilma Dias Consultora Especializada em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde Teconsultora."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google