A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capítulo 11/7 Localização e planejamento de longo-prazo da capacidade de produção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capítulo 11/7 Localização e planejamento de longo-prazo da capacidade de produção."— Transcrição da apresentação:

1 Capítulo 11/7 Localização e planejamento de longo-prazo da capacidade de produção

2 No final dos anos 1980, as taxas de câmbio flutuantes e os custos crescentes da produção convenceram a BMW de que era hora de considerar a operação de uma nova instalação de produção fora dos limites da Europa. Uma abordagem do tipo folha em branco foi utilizada para compilar uma lista de 250 locais de potenciais plantas pelo mundo inteiro. Análises mais detalhadas restringiram a lista a 10 opções viáveis; uma localização de planta nos Estados Unidos foi preferida devido à proximidade de um grande segmento de mercado para os automóveis da BMW. A BMW gastou três anos e meio considerando o ambiente de trabalho em cada país, requisitos e restrições geográficos e suas relações com os governos. A planta foi localizada em Spartanburg, Carolina do Sul, e agora emprega aproximadamente trabalhadores que fabricam mais de 500 veículos por dia. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 2 Capítulo 11 | Localização BMW

3 Localização de Instalações de Manufatura (Fatores Qualitativos) Infra-estrutura local (institucional e de transporte); Educação e qualificações dos trabalhadores; Exigências de conteúdo do produto/barreiras governamentais; Estabilidade política/econômica; Proximidade dos clientes e fornecedores; Zonas de livre comércio/blocos de negócio; Clima de negócios (clusters) Qualidade de vida - Boas escolas, instalações recreativas, eventos culturais e um estilo de vida agradável. 7-4

4 Localização de Instalações de Manufatura (Fatores Quantitativos) Custos de Mão-de-Obra (considerar qualificação!); Custos de Distribuição (e tempo); Custos de Instalação; Taxas de Câmbio. 7-5

5 Proximidade dos clientes. Comodidade com que os clientes podem continuar comercializando com uma empresa. Custos de transporte e proximidade dos mercados. Especialmente para operações de armazenamento e distribuição. Localização dos concorrentes. Estimativa do potencial de vendas e do impacto dos concorrentes. –Massa crítica é uma situação na qual várias empresas concorrentes agrupadas em um local atraem mais clientes que o número total que compraria nas mesmas lojas em locais dispersos. Fatores específicos ao local. Incluindo densidade residencial, o fluxo de trânsito e a visibilidade do local. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 5 Capítulo 11 | Localização Fatores dominantes em serviços

6 Quando a instalação é parte de uma rede de instalações maior da empresa, supomos que não é interdependente. O processo de selecionar uma nova localização de instalação envolve uma série de passos. 1.Identificar os fatores de localização importantes e categorizá-los como dominantes ou secundários. 2.Considerar regiões alternativas; em seguida, restringir as escolhas para comunidades alternativas e, por fim, para locais específicos. 3.Coletar dados sobre as alternativas. 4.Analisar os dados coletados, começando com os fatores quantitativos. 5.Avaliar os fatores qualitativos pertencentes a cada local. O local com a maior classificação ponderada é melhor. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 6 Capítulo 11 | Localização Localizando uma instalação única

7 Os gerentes devem decidir primeiro se ampliarão no mesmo local, construirão outra instalação ou se mudarão para outro local. A ampliação no mesmo local tem a vantagem de manter as pessoas juntas, reduzindo custos de tempo e de construção e evitando a separação de operações. –Contudo, quando uma empresa amplia uma instalação, em algum momento surgem deseconomias de escala. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 7 Capítulo 11 | Localização Ampliação no mesmo local, nova localização ou mudança para outro local

8 Métodos de Localização de Instalações Modelo do Centro de Gravidade – usando método da carga-distância Sistemas de Estimação de Fatores Sistemas de informação geográfica (GIS) 7-6

9 CAPACIDADE DE LONGO-PRAZO Capacidade – define os limites competitivos da empresa e determina a taxa de resposta da empresa ao mercado, sua estrutura de custo, a composição de sua força de trabalho, seu nível de tecnologia, etc. Fatores externos: legislação governamental, acordos sindicais, capacidades do fornecedor, etc. Fatores internos: projeto do produto e serviço, pessoal e empregados, leiaute de planta e fluxo de processo, capacidades e manutenção de equipamentos, administração de materiais, etc. Taxa de utilizacao de capacidade = (Capacidade utilizada)/(Melhor nivel operacional)

10 CAPACIDADE DE LONGO-PRAZO Melhor nível operacional; Economias de escala - diluição de custos fixos, descontos pela quantidade comprada, fatores de processo;custos de construção Deseconomias de escala - melhor nível operacional é excedido, falta de coordenação entre fluxos de materiais e programação de trabalhadores, fatores organizacionais; Flexibilidade de capacidade - plantas flexíveis, processos flexíveis, trabalhadores flexíveis e utilização de capacidade externa; Equilíbrio de capacidade

11 A reserva de capacidade é a quantidade de capacidade amortecedora que a empresa tem disponível. Reserva de capacidade = 100% taxa de utilização (%) Quanta capacidade de reserva depende Da incerteza e/ou inconstância da demanda Do custo de negócios perdidos Do custo da capacidade ociosa Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 11 Capítulo 1 | Administração das restrições Reserva de capacidade

12 Conceitos de Capacidade Economias de Escala Custo unitário médio Volume (unidades) Economias de escala Deseconomias de escalaA B C D VAVA VBVB VCVC VDVD 7-8

13 Economias de escala ocorrem quando o custo unitário médio de um serviço ou mercadoria pode ser reduzido aumentando-se a taxa de produção. Deseconomias de escala ocorrem quando o custo médio por unidade aumenta na medida que o tamanho da instalação aumenta. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 13 Capítulo 1 | Administração das restrições Economias de escala

14 Conceitos de Capacidade Comparando Capacidade e Demanda em uma Operação de Serviços Demanda Tempo Capacidade Máxima Capacidade Ótima Clientes Perdidos Mau serviço Capacidade Ociosa 7-7

15 1.Dimensionamento das reservas de capacidade. 2.Determinar o momento e o tamanho da expansão. 3.Vinculação entre capacidade do processo e outras decisões operacionais. Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 15 Capítulo 1 | Administração das restrições Estratégias de momento e tamanho do incremento da capacidade

16 Posicionar-se à frente da demanda Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 16 Capítulo 1 | Administração das restrições Expansão de capacidade estratégica expansionista

17 Posicionar-se atrás da demanda Krajewski | Ritzman | Malhotra© 2009 by Pearson Education Slide 17 Capítulo 1 | Administração das restrições Expansão de capacidade – Estratégia de esperar para ver


Carregar ppt "Capítulo 11/7 Localização e planejamento de longo-prazo da capacidade de produção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google