A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A EXPERIENCIA DA MM NO APOIO DOS RRHH A NIVEL DE CABO DELGADO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A EXPERIENCIA DA MM NO APOIO DOS RRHH A NIVEL DE CABO DELGADO."— Transcrição da apresentação:

1 A EXPERIENCIA DA MM NO APOIO DOS RRHH A NIVEL DE CABO DELGADO

2 OBJETIVO DA PRESENTAÇAO Mostrar uma aproximação prática da situação dos RH em seis distritos de Cabo Delgado, com especial foco nos aspectos de FC e Retenção

3 CONTEUDOS DA APRESENTACAO A IMPORTANCIA DOS RH NO SNS APOIO DOS RH POR MM INTERVENCÕES NO CONTEXTO DO AUMENTO DOS RH INTERVENCÕES NO AMBITO DA MELHORA DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS PROCESSO DA F.C. NO DISTRITO CONCLUSÕES

4 PORQUE PROMOVER O FORTALECIMENTO DOS RH? Elemento fundamental para o bom funcionamento do SNS Coerência entre a expansão da rede sanitária e as incorporações dos RH no SNS Melhora da percepção do utente a nível de atendimento: humanização e melhora da qualidade. Geração de emprego no sector publico

5 APOIO DA MM AOS RRHH EM CABO DELGADO INTERVENÇÃO TRANSVERSAL: Infra-estruturas Panificação e gestão Melhora na qualidade e eficiência na prestação de serviços Melhora na capacidade técnica do pessoal do SNS Melhora da inter-relação entre SNS e Comunidade

6 AUMENTO DOS RRHH Formação inicial Apoio aos CFS e IFS no financiamento e gestão de cursos especializados Vantagens: Aumento progressivo de RH para a sua incorporação no SNS. Priorizar áreas criticas Melhora da qualidade desde o inicio

7 AUMENTO DOS RRHH Formação inicial Desvantagens Limitada capacidade de absorção dos centros do financiamento externo. Custos elevados: aprox Mts (curso de enfermagem médio) Fraco seguimento dos alunos formados na sua integração no SNS. limitada capacidade do SNS para absorver (contratar) aos RH

8 AUMENTO DOS RRHH Formação inicial CategoriesAnoHMNº AlumnosCentro Formacao TECNICO DE MEDICINA PREVENTIVA E SANEAMENTO DO MEIO- MEDIO (TMPSM) 2/ / CENTRO DE FORMAÇÃO DO PESSOAL DE SAUDE DE PEMBA TECNICO DE MEDICINA GERAL-MEDIO(TMG) 2/ / CENTRO DE FORMAÇÃO DO PESSOAL DE SAUDE DE PEMBA ENFERMERIA DE SAÚDE MATERNO INFANTIL-BASICO (ESMI) 7/ / CENTRO DE FORMAÇÃO DO PESSOAL DE SAUDE DE PEMBA AGENTE DE MEDICINA PREVENTIVA E SANEAMENTO DO MEIO-BASICO (AMPSM) 7/ / CENTRO DE FORMAÇÃO DO PESSOAL DE SAUDE DE PEMBA AGENTE DE MEDICINA GERAL-BASICO(AMG) 7/ / CENTRO DE FORMAÇÃO DO PESSOAL DE SAUDE DE PEMBA TOTAL ,00 Mtz

9 AUMENTO DOS RRHH Pre Contrataçôes Financiar a SNS para que possa contratar RH de forma mais rápida e que posteriormente serão incorporados (2 anhos aprox.) Vantagens: Aumento dos RH no SNS mediante a aceleração da contratação.

10 Pre Contrataçôes Dificuldades: Burocracia muito complexa para culminar um processo de absorção. Diferencia de tributação entre os trabalhadores contratados por o SNS e os pre-contratados. Sostenibilidade futura: se esta a dar um crescimento dos RH precontratados que podem impedir uma absorção imediata.

11 AUMENTO DOS RRHH Incentivos – Infraestructuras Criação de condiciones adequadas nas áreas remotas para a estabilidade dos RH contratados por o SNS. Vantagens: Fomentar a retenção. Dificultais: Custos elevados de implantação e manutenção

12 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS No âmbito da Formação inicial Acompanhamento na gestão e planificação dos CFS e IFS. Assessor Pedagógico: revisão de currículos de formação, melhora das capacidades pedagógicas, outros. Monitoria dos estagiários nas práticas rurais integradas

13 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS Formação Continua Melhora dos conhecimentos e capacidades do pessoal de saúde da rede Guiâo de procedimentos da Formação Continua (Departamento de Formação. Repartição de Bolsas e Formação Continua. Direção Provincial de Saúde de Cabo Delgado)

14 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS FC entre 1 e 5 dias Vantagens (entre outras): Atualizar ao pessoal de forma rotineira. Incentivos para o pessoal da rede

15 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS Dificuldades: (entre outras) Processo complexo para fazer um semario. Custos: priorização dos perdiems – em muitas ocasiões o per diem e o objetivo da formação. Fraco seguimento dos seminários – baixo impacto dos mesmos As US ficam sem trabalhadores

16 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS

17 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS Total de 90 seminários 70 seminários envolvierom solo Pessoal de Saúde 20 seminários no âmbito de S.C. envolvierom Personal de Saúde e colaboradores do SNS Custo médio de um curso: Mts. Medicusmundi, em 6 distritos, num periodo de 4 anos = aprox. MTs Total de 1739 assistentes 1172 Pessoal de Saúde 567 Pessoal de Saúde, Parteira e Ativistas

18 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS Pessoal TécnicoPessoan nao TecnicoTotalFormado

19 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS a)SEMINARIOS

20 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão) Acompanhamento com o objetivo de apoiar, formar, e correção de erros in situ. Vantagens: Formação no local de trabalho. Acompanhamento moral dos trabalhadores e da própria população. Trabalharadores ficam no seu lugar de trabalho. Monitorizar as incorporações dos novos trabalhadores.

21 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão) Vantagens (entre outras): Redução de custos: não há perdiems para os trabalhadores. Relação entre a formação inicial, formação continua e a formação em serviço. Desvantagens (entre outras): Dinâmica incipiente nas SDSMAS. Perdiems dos supervisores. Condição: logística operativa.

22 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão) TOTAL MONTEPUEZ NAMUNO BALAMA MACOMIA MELUCO ANCUABE

23 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão)

24 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão) PAVSMIPNCTLBIOSEGFARMACIACLINICAHIV/SIDA

25 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão)

26 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão)

27 AUMENTO DA QUALIDADE DOS RRHH DO SNS b)Formação em Serviço (Supervisão) Inversão da MM no período de 4 anos foi de ,00 Mtz

28 GUIAO DE PROCEDIMENTOS DA FORMACAO CONTINUA Processo de F.C. no Distrito(apresenta desafios no processo) NFCDPS Responsável de F.C. no Distrito Dx de F.C.

29 GUIAO DE PROCEDIMENTOS DA FORMACAO CONTINUA Processo de F.C. no Distrito( apresenta desafios no processo) Plano anual de F.C. Implementação do Plano de F.C. Fraca Avaliação

30 CONCLUSOES

31 O POSITIVO Novas incorporações Apoio técnico dos parceiros e a sua presença nos distritos Consolidação progressiva de novas metodologias de formação.

32 A MELHORAR A coordenacao Canais da informação Processo de integração dos profissionais Criação e monitoria de rotinas A gestão dos RRHH a nível Distrital

33 OBRIGADO


Carregar ppt "A EXPERIENCIA DA MM NO APOIO DOS RRHH A NIVEL DE CABO DELGADO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google