A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ergonomia e Reabilitação na adequação do Meio Ambiente do Trabalho I Seminário Estadual sobre LER/DORT e Assédio Moral - Natal/RN Gustavo Franco Veloso.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ergonomia e Reabilitação na adequação do Meio Ambiente do Trabalho I Seminário Estadual sobre LER/DORT e Assédio Moral - Natal/RN Gustavo Franco Veloso."— Transcrição da apresentação:

1 Ergonomia e Reabilitação na adequação do Meio Ambiente do Trabalho I Seminário Estadual sobre LER/DORT e Assédio Moral - Natal/RN Gustavo Franco Veloso – Analista Médico Pericial MPT

2 Ergonomia e + MAT = ? Reabilitação (adequação)

3 Qualidade de vida no Trabalho : conceito Qualidade de Vida no Trabalho:é o conjunto de ações de uma empresa que envolve diagnósticos e implantação de melhorias e inovações gerenciais, tecnológicas e estruturais dentro e fora do ambiente de trabalho, visando propiciar condições plenas de desenvolvimento humano para e durante a realização do trabalho Ana Cristina L. França (1996)

4 Qualidade de vida no Trabalho Meio Ambiente do Trabalho: É o conjunto de condições existentes no local de trabalho relativos à qualidade de vida do trabalhador. Dr.Antônio Silveira Santos – Juiz de Direito Art Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado... essencial à sadia qualidade de vida... (CF)

5 Meio Ambiente do Trabalho : qualidade de vida Qualidade de Vida no Trabalho: - Renda - Vida emocional - Orgulho pelo trabalho - Respeito aos direitos - Uso do seu potencial - Auto-estima - Justiça nas recompensas - Imagem da empresa junto a sociedade - Equilíbrio entre trabalho e lazer - Horários e condições de trabalho sensato - Oportunidade e pespectiva de carreira Edina de Paula B. Sucesso (1998)

6 Ilhas oceânicas de Cabo Frio - R J Panorama do Meio Ambiente do Trabalho - Brasil

7 Ilhas oceânicas de Cabo Frio - R J Entre 1996 / 2003: 58,5% Novos P. Trabalho Micro / Pequenas empresas - 5 milhões de empregos mil empresas - Maior taxa natalidade - Setor Terciário (Fonte IBGE) Panorama do Meio Ambiente do Trabalho - Brasil - 70% da PEA informalidade Crescimento Sustentável Baixa Qualificação Custo Brasil - acidentes - 2,5 bilhões SAT - 10 bilhões CNS - 5 bilhões SUS

8 Ergonomia e + MAT = QVT Reabilitação (adequação)

9 Ergonomia : conceito Ergonomia: Entende-se por ergonomia o estudo das interações das pessoas com a tecnologia a organização e o ambiente objetivando intervenções e projetos que visem melhorar de forma integrada e não dissociada a segurança,o conforto, o bem estar e a eficácia das atividades humanas. (ABERGO)

10 Ergonomia : breve histórico I- Definição (W. Jastrzebowski, 1857) II- Revolução Industrial III- Pós-Revolução Industrial (Início Século XX) IV- 2ª Guerra Mundial V- Ergonomia Contemporânea Compreender o trabalho para transformá-lo

11 Ergonomia : multidiciplinariedade Interdisciplinaridade da Ergonomia (Hubault, 1992, modificado por Vidal, 1998)

12 Ergonomia : dimensão * Posto de trabalho ** Situação de trabalho *** Contexto da atividade

13 Ergonomia : contribuições Macroergonomia - No diálogo social em condições de trabalho, segurança e saúde. - Maior produtividade e competitividade. Microergonomia - Adequar a carga de trabalho as capacidades e limitações do trabalhador. - Fomentar o enriquecimento das tarefas: desenvolvimento das personalidades. - Propiciar a ergonomia participativa.

14 Ergonomia - NR 17 Portaria 3214/78 MTE Condição de trabalho: carga física, mobiliário, postura, exigêncial sensorial e equipamentos. Condições ambientais de trabalho: (conforto) ruído, temperatura, velocidade do ar, umidade Organização do trabalho: norma de produção, modo operatório, exigência de tempo, determinação do conteúdo-tempo, ritmo de trabalho e o conteúdo das tarefas.

15 Estresse Físico/Psíquico : Meio Ambiente do Trabalho Suscetibilidade Individual Condição de trabalho Organização do trabalho Ambiente de trabalho Sofrimento Adoecimento Capacidade de adaptação Carga de trabalho F / P

16 Ergonomia : administração científica do trabalho Tempos Modernos 1936 – Charles Chaplin

17 Ergonomia : condições e organização do trabalho Manter otopo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço Manter a cabeça e pescoço em posição reta, ombros relaxados; Manter a região lombar (as costas) apoiada no encosto da cadeira ou em um suporte para as costas; Manter o antebraço, punhos e mãos em linha reta (posição neutra do punho) em relação ao teclado; Manter o cotovelo junto ao corpo; Manter um espaço entre a dobra do joelho e a extremidade final da cadeira; Manter ângulo igual ou superior a 90 o para as dobras dos joelhos e do quadril; Manter os pés apoiados no chão ou quando recomendado, usar descanso para os pés. 45 cm ~ 70 cm

18 Ergonomia : condições de trabalho – Carga Física

19 Ergonomia : organização do trabalho - Carga Psíquica Situação: - alta rotatividade - faltas no plantão - licenças médicas - falta de médicos - profissionais estressados Entrevistados 162 médicos - Violência 83% - Deficiência no Sistema de Saúde: a) nº atendimento b) encaminhamento c) falta condições - medo/sofrimento

20 Avaliação Ergonômica : consenso da literatura 1- Escolhe livremente a sua postura; 2- Usa alternativamente toda a musculatura; 3- Tolerar mal as tarefas fragmentadas; 4- É compelido a acelerar a sua cadência quando estimulado pecuniariamente; 5- Sente-se bem quando solicitado; 6- Organiza-se coletivamente para gerenciar a carga de trabalho e ainda utiliza mecanismos de regulação para evitar o adoecimento. (Interpretação da NR 17 - MTE)

21 Ergonomia e + MAT = QVT Reabilitação (adequação)

22 Reabilitação Reabilitação: "Reabilitação é um processo contínuo, coordenado com objetivo de restaurar o indivíduo incapacitado para ter o mais completo possível desempenho físico, mental, social, econômico e vocacional, permitindo a sua integração social. " (OMS) Domínios de especialização: visual, auditiva, cognitiva, prótese/órtese, etc..

23 Reabilitação Reabilitação Profissional: consiste em um programa integrado que visa proporcionar ao trabalhador, quando incapacitado, os meios de reeducação e de readaptação profissional, de modo a reintegrá-lo na força de trabalho. (INSS) NR 17 – Organização do trabalho:... retorno gradativo aos meios de produção...

24 Reabilitação Adaptação(Hubault, 1992, modificado por Vidal, 1998) REABILITAÇÃO Correção do Posto de Trabalho Assistência à recuperação e capacitação Treinamento e readaptação às suas atividades

25 Reabilitação : Programa de Reabilitação do INSS Em média, 41,23 % são elegíveis para o programa. A resolutividade do programa: 71% em 2001, 61% em 2002 e 62% em FONTE: INSS ANO CLIENTE ELEGÍVEL REABILITADO

26 Reabilitação Profissional: Experiência da UFMG 78 Trabalhadores 84% interesse em retornar 83% foram reabilitados (71% com restrição) 65% das atividades (Serviços administrativos e serventia) 76% dos diagnósticos clínicos S.osteomuscular Sucesso da experiência: 85% - UFMG 75% - Chefias 90% - Apoio familiar

27 Reabilitação : novo modelo INSS

28 Reabilitação : adaptações em equipamentos/instrumentos Centro de Reabilitação Profissional de Gaia - Portugal/UE

29 Reabilitação : adaptações em equipamentos/instrumentos Centro de Reabilitação Profissional de Gaia - Portugal/UE

30 Reabilitação : adaptações físicas Fotos: fonte internet

31 Reabilitação na adequação do Meio Ambiente do Trabalho Devemos tratar a questão do emprego para a pessoa com deficiência como uma atividade que corresponda às suas aptidões e potencial e não à sua deficiência. OIT

32 Qual é o nosso papel no MPT?

33 Ergonomia : sinais/sintomas (demanda) I - Alta incidência de afastamentos ao trabalho (doenças ou acidentes ); II- Grande rotatividade de funcionários; III- Necessidade de melhoria de desempenho e produtividade (demanda da própria empresa) IV- A partir de notificação da DRT ou a partir da Justiça do Trabalho; V- A partir de reclamações e denúncias dos próprios trabalhadores ou de sindicato.

34 Laudo de Avaliação Ergonômica 1- Análise da demanda (validação) 2- Análise da empresa 3- Análise da população de trabalhadores 4- Descrição das tarefas prescritas / reais 5- Estabelecer um pré-diagnóstico (validação) 6- Projeto: modificações / alterações 7- Cronograma de implementação 8- Acompanhamento das modificações ou das alterações (Interpretação NR 17 - MTE)

35 Experiência na PRT 10ª 1- Instituições Bancárias (Ler/Dort) 1.1) Projeto Multiplicadores em Ergonomia 60% CAT - DORT (35%Atividade Caixa) 1.2) Criação do Comitê de Ergonomia % CAT – DORT 1.3) 75% dos afastamentos estão relacionados às doenças osteomusculares 2- Telefonia e Telemarketing (Ler/Dort) 3- Abatedouro de Frango (Ler/Dort) 75% CAT – DORT

36 Companhias gastam milhões de dólares por ano na manutenção preventiva de suas máquinas. Não vemos razão para não fazermos o mesmo com os nossos funcionários. Peter Thigpen, Presidente da Levi Strauss USA OBRIGADO PELA ATENÇÃO


Carregar ppt "Ergonomia e Reabilitação na adequação do Meio Ambiente do Trabalho I Seminário Estadual sobre LER/DORT e Assédio Moral - Natal/RN Gustavo Franco Veloso."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google