A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Delzymar Dias IMPERIALISMO NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA DO MUNDO CONTEXTO HISTÓRICO: Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Delzymar Dias IMPERIALISMO NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA DO MUNDO CONTEXTO HISTÓRICO: Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus."— Transcrição da apresentação:

1

2 Prof. Delzymar Dias IMPERIALISMO

3 NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA DO MUNDO CONTEXTO HISTÓRICO: Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus industrializados levam as partilhas dos continentes africano e asiático;

4 COLONIALISMO – NEOCOLONIALISMO (Século XVI - Século XIX) COLONIALISMO: – Capitalismo Comercial (mercantilismo); – Objetivos: especiarias, produtos tropicais e metais preciosos; – Continente Americano; – Expansão impulsionada pelo Estado; NEOCOLONIALISMO: Capitalismo industrial e financeiro; Objetivos: mercados consumidores de manufaturas e fornecedores de matérias- primas; busca de colônias para excedente populacional europeu; áreas de investimento de capitais e áreas estratégicas para proteção do comércio marítimo. Continente africano, Asiático e Oceania; Expansão impulsionada pela burguesia européia

5 COLONIALISMO/NEOCOLONIALISMO COLONIALISMO: – Ideologia legitimadora: Fé católica NEOCOLONIALISMO: – Ideologias legitimadoras: Mito da superioridade racial: Darwinismo Social Missão Civilizadora: fardo do homem branco

6 O FARDO DO HOMEM BRANCO O literato inglês Rudyard Kipling ( ) forneceu amplo material de apoio ao imperialismo de seu país. Para ele a Inglaterra podia suportar como nenhuma outra nação o fardo do homem branco; em sua obra, The White mans burden, destaca o dever à filantropia da ação colonizadora inglesa, como se constata nos versos:

7 RUDYARD KIPLING Assumi o fardo do homem branco Enviai os melhores dos vossos filhos Condenai vossos filhos ao exílio para que sejam os servidores de seus cativos.

8 O DARWINISMO SOCIAL O imperialismo do século XIX, permeado pelo ideal da supremacia econômica e cultural, formulou o mito da superioridade racial, incluindo concepções pseudo- científicas que enalteciam os brancos e a exploração imperialista. Por esse motivo destacou-se a doutrina racista do filósofo inglês H. Spencer, conhecida como Darwinismo Social.

9 DIRETA – Com agentes metropolitanos ocupando os principais cargos governamentais. – Ex: Inglaterra na Índia. INDIRETA – Aliança com elites locais, mantendo uma aparente independência política. – Ex: EUA na América Central IMPERIALISMO NA ÁFRICA – Início: segunda metade do século XIX – Ponto máximo: Conferência de Berlim – Objetivo: delimitar fronteiras coloniais e normas a serem seguidas pelas potências colonizadoras. FORMAS DE DOMINAÇÃO

10 IMPERIALISMO INGLÊS NA ÁFRICA CANAL SUEZ – controle acionário: França e Egito; – 1875:Inglaterra compra as ações do Egito – 1904: franceses abandonam o Egito em troca de auxílio inglês para conquista do Marrocos. GUERRA DOS BÔERES ( ) – Colonos holandeses fundam as Repúblicas de Transvaal e Orange; – Conflito inicia quando se descobre diamantes na região de Joanesburgo, no Transvaal; – Resultado: 1902 Inglaterra vitoriosa anexa as Repúblicas às colônias do Cabo e Natal/ União Sul- Africana

11

12 IMPERIALISMO FRANCÊS NA ÁFRICA Presente na África desde 1830, a França dominava as seguintes regiões do continente: – Argélia; – Tunísia; – Marrocos; – Sudão ; – Madagascar; – Somália francesa.

13 OUTROS PAÍSES EUROPEUS NA ÁFRICA Alemanha: Camerun (atual República dos Camarões),Togo, Sudoeste e Oriente da África; Itália: litoral da Líbia, Eritréia, Somália, Abissínia/Etiópia Bélgica: Congo (propriedade pessoal do rei); Portugal: Angola, Moçambique, Guiné Bissau e Cabo Verde; Espanha: Rio do Ouro(Gâmbia)

14 IMPERIALISMO NA ÁFRICA

15 IMPERIALISMO NA ÁSIA CHINA: – Meados do séc XIX: essencialmente Essencialmente agrícola Governo imperial em constantes crises 400 milhões de trabalhadores – 1841: Guerra do Ópio Motivo: em 1839 chineses derramam ao mar 20 mil caixa de ópio dos britânicos (Inglaterra exige indenização que não é paga);

16 IMPERIALISMO NA ÁSIA Resultado: – derrota chinesa com assinatura do Tratado de Nanquin; – Tratado de Nanquin: Obrigação de abrir 5 portos ao livre comércio; Forçada a abolir o sistema de fiscalização; Hong Kong é entregue à Inglaterra(devolvida em 1997).

17 IMPERIALISMO NA ÁSIA 1900: Guerra dos Boxers (punhos fechados) – nacionalistas radicais que buscam libertar o país da dominação estrangeira; – Resultado: reprimidos internacionalmente pela Força Expedicionária (ingleses, franceses, alemães, russos, japoneses e estadunidenses) – Derrota da China que é obrigada a reconhecer todas as concessões já realizadas às potências estrangeiras.

18 IMPERIALISMO NA ÁSIA 1911: Fundação do Partido Kuomitang (nacionalismo chinês: – Fim da monarquia e proclamação da República; – Não obtenção de desenvolvimento autônomo, o que só irá ocorrer em 1949 com a REVOLUÇÃO CHINESA.

19 QUINTALDO MUNDO

20 RESULTADO DO IMPERIALISMO Metrópoles imperialistas: – Lucros e intensificação do desenvolvimento; – Solução parcial para crise (de mercado, de superpopulação...) – Amenizou lutas sociais internas (classe operária)... Mundo colonizado: – Desestruturação econômica, política, social e cultural; – Fomes, lutas nacionalistas; – Segregação racial e social... CONDUZIU O MUNDO A 1ª GUERRA MUNDIAL.


Carregar ppt "Prof. Delzymar Dias IMPERIALISMO NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA DO MUNDO CONTEXTO HISTÓRICO: Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google