A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORIENTE MÉDIO. Oriente Médio Oriente Médio: uma visão eurocêntrica A expressão Oriente Médio foi criada pelos europeus, no passado, para designar a Península.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORIENTE MÉDIO. Oriente Médio Oriente Médio: uma visão eurocêntrica A expressão Oriente Médio foi criada pelos europeus, no passado, para designar a Península."— Transcrição da apresentação:

1 ORIENTE MÉDIO

2 Oriente Médio Oriente Médio: uma visão eurocêntrica A expressão Oriente Médio foi criada pelos europeus, no passado, para designar a Península Arábica, que se localiza a oriente da Europa ( considera a Europa o centro do mundo ou ponto de referência para a localização geográfica de outras regiões da Terra).

3 Oriente Médio: uma visão eurocêntrica Oriente Próximo: Turquia, Líbano e Síria. Extremo Oriente: conjunto de países da Ásia Oriental que reúne China, Japão, as Coreias, a Indochina (Vietnã, Camboja e Laos) e a Insulíndia (Indonésia e as Filipinas)

4 Oriente Médio: Características gerais Localizado no sudoeste da Ásia Paisagem natural dominante: desértica Povos árabes ou troncos étnicos semelhantes É a ponte de ligação entre a Ásia, a Europa e a África. A região compreende 16 Estados, além da Palestina, que depende de negociações em curso para se tornar um Estado soberano. País de maior extensão territorial: _______ Pais de menor extensão territorial: ______

5 Características gerais Petróleo: abundante A partir do Século VII: expansão muçulmana Região da Turquia ao Afeganistão, incluindo a parte asiática do Egito (Península do Sinai).

6 Aspectos físicos Planície da Mesopotâmia: formada pelos rios Tigre e Eufrates, destaca-se com densidades demográficas que variam de média a alta. Obs.: a planície da Mesopotâmia é o berço de antigas civilizações (sumérios, caldeus, assírios etc.), que lá se desenvolveram graças ao aproveitamento de água dos rios para a prática da agricultura e da pecuária.

7 Aspectos físicos Países que não possuem saída para o mar: _______________ e _________________ O Golfo Pérsico concentra a maior produção de petróleo do mundo; por isso é chamado de golfo do petróleo. Formação geológica: bacias sedimentares (organismos marinhos ficaram aprisionados no meio de camadas rochosas e transformaram-se em petróleo e gás no decorrer de milhões de anos)

8 Aspectos políticos Área estratégica: importância econômica e militar Principais exportadores de petróleo Tensões e conflitos: religiosos, sociais e fronteiriços. Campanha do islamismo contra o ocidente (terrorismo etc.) Clima predominante: desértico (próximo ao litoral, alguns trechos, subtropical e mediterrâneo)

9 Por que é enorme a presença militar estrangeira no Oriente Médio e regiões próximas?

10 Devido aos conflitos territoriais, da importância do petróleo e a localização estratégica (próxima da Europa)

11 TURQUIA Porção europeia: Istambul (maior cidade do país) Porção asiática: 90% do território; encontra-se capital Ancara. Ocupa 1/3 da ilha onde se encontra Chipre de população com maioria de origem grega. Separatismo interno (conflitos) - minoria de etnia curda: 18% da população, ocupa o sudeste da Turquia, regiões do Irã e do Iraque. País semi-industrializado Base da economia: turismo

12 Turquia Divergências com alguns países árabes: - Invadiu várias vezes o norte do Iraque por causa dos curdos que vivem nesse território; - Disputa com a Síria terras na bacia do rio Eufrates; - Não aceita o apoio do Irã aos muçulmanos xiitas turcos; - É acusada pela Líbia de ser um fantoche dos Estados Unidos (é aliado militar dos EUA).

13 CHIPRE Localiza-se em uma ilha sob ameaça Turca. População: maioria de origem grega; 25% é de origem turca (motivo que a Turquia apresenta para impedir a unificação de Chipre com a Grécia). Economia: pouca desenvolvida (base: turismo, atividades agrícolas e minerais).

14 AFEGANISTÃO O país não tem litoral, dificultando o comércio externo População: diversos grupos étnicos, que vivem em constantes conflitos. Religião: em geral, muçulmana. Ocupação da União Soviética (Dez 1979 ao início de 1989), surpreendida por: - Forte reação dos guerrilheiros afegãos; - Violência dos combates (milhares de mortes); e - Apoio da maioria da população do país ao movimento guerrilheiro.

15 AFEGANISTÃO Estratégia soviética fracassada: - Tentar manter um governo aliado sem o apoio popular; - Tentar conter a expansão do radicalismo islâmico. Motivos da retirada soviética no início de 1989: - Forte reação dos guerrilheiros; - Agravamento da crise econômica e política da União Soviética.

16 AFEGANISTÃO Guerra civil: entre grupos guerrilheiros que representam etnias ou oposições religiosas diferentes (estavam unidos momentaneamente, apenas para combater os soviéticos) Grupo guerrilheiro Taliban assume o governo do país em 1995, apoiado pelo Paquistão e formado por fundamentalistas sunitas da etnia patane (majoritária no Paquistão e no Afeganistão); durou até Dez 2001.

17 AFEGANISTÃO:governo Taliban Pouco contribuiu para reconstruir a economia afegã; Preocupação foi com a imposição de regras morais, extremamente rígidas: - Canais de televisão e cinemas foram fechados; - A música foi proibida; - Mulheres impedidas de sair sozinhas de casa e obrigadas a vestir um véu que cobre todo o rosto; - Os homens foram proibidos de se barbear; (no governo Taliban grande parte da população só se alimentou graças à ajuda internacional)

18 Atentados de 11 de setembro de 2001 Alvo: EUA (Nova York e Washington) Responsável, segundo os americanos: grupo terrorista Al Qaeda. Principal base e campos de treinamentos: localizados no Afeganistão. EUA com o auxílio da ONU: bombardearam o Afeganistão e apoiaram outro grupo guerrilheiro afegão, a Aliança do Norte, que combatia o governo Taliban. Governo Taliban: encerrado em Dez 2001.

19 ISRAEL Histórico Plano da ONU (divisão da Palestina em três partes) - Estado judeu - Estado árabe - Jerusalém (internacionalizada/ controle da ONU) Liga Árabe rejeita o Plano da ONU Proclamado o Estado de Israel: 14 de maio de de maio de 1948: termina o mandato britânico na Palestina.

20

21 Conflitos árabe-israelenses Em 1948: - Exércitos de Egito, Síria, Jordânia, Iraque e Líbano atacam o novo Estado de Israel. - A guerra chega ao fim em janeiro de 1949, com a ocupação israelense de territórios que não lhe pertenciam de acordo com a partilha da ONU, ampliando em cerca de 40% o território original.

22 Árabes palestinos em fuga após frustrado ataque dos países árabes Exércitos invasores encontraram resistência inesperada e deixaram população árabe na Palestina em xeque. Êxodo seguiu com mais de refugiados, muitos deles vagando pelo deserto. (ocorreu logo após a criação do Estado de Israel)

23 Armistício Israel vence guerra árabe-israelense e expande fronteiras. Cisjordânia e Jerusalém Oriental ficam com a Jordânia; Gaza fica com o Egito

24

25


Carregar ppt "ORIENTE MÉDIO. Oriente Médio Oriente Médio: uma visão eurocêntrica A expressão Oriente Médio foi criada pelos europeus, no passado, para designar a Península."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google