A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CORRELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E OS HÁBITOS ALIMENTARES DE CRIANÇAS MATRICULADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL DO SISTEMA DE ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CORRELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E OS HÁBITOS ALIMENTARES DE CRIANÇAS MATRICULADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL DO SISTEMA DE ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NO."— Transcrição da apresentação:

1 CORRELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E OS HÁBITOS ALIMENTARES DE CRIANÇAS MATRICULADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL DO SISTEMA DE ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NO MUNICÍPIO DE TUBARÃO – SC. Área de conhecimento: Ciências da saúde a Sara Trindade Pereira,Guilherme Cysne Rosa; PUIC. Nutrição campus Tubarão. que pertence o trabalho. Introdução As condições de saúde e nutrição de uma população constituem um reflexo de seu consumo alimentar, principalmente para crianças, cuja alimentação adequada é condição fundamental para crescer e desenvolver-se. (MENEZES; OSÓRIO, 2007). Segundo Torres, Furumoto & Alves (2006), a avaliação do estado nutricional é uma etapa fundamental no estudo de crianças e adolescentes, pois a partir dela poderemos verificar se o crescimento está se afastando do padrão esperado. A avaliação do estado nutricional tem por objetivo verificar o crescimento e as proporções corporais em um indivíduo ou em uma comunidade, pois representa o equilíbrio entre o consumo alimentar e as necessidades metabólicas diárias específicas do organismo. (SIGULEM; DEVICENZI; LESSA, 2000). Objetivos Correlacionar o estado nutricional com os hábitos alimentares das crianças frequentadoras do ensino fundamental, de uma escola do sistema de ensino público e de uma escola do sistema de ensino privado. Metodologia Para o diagnóstico do estado nutricional foram coletados dados antropométricos, sendo aferidos o peso e a estatura, e de posse dessas informações calculou-se o IMC. Para avaliação dos hábitos alimentares foi utilizado o questionário QUADA (Questionário Alimentar do Dia Anterior), validado em Resultados O universo total da amostra foi de 176 crianças, sendo que a maior parte foi avaliada com eutrofia. Tabela 1 – classificação do IMC por idade para os alunos da escola de ensino publico e privado. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora. A instituição de ensino público teve maiores índices de sobrepeso e obesidade em relação à instituição de ensino privado. O gráfico 1 abaixo, descreve a distribuição da classificação do estado nutricional para o sexo masculino e para o sexo feminino. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora. Introdução As condições de saúde e nutrição de uma população constituem um reflexo de seu consumo alimentar, principalmente para crianças, cuja alimentação adequada é condição fundamental para crescer e desenvolver-se. (MENEZES; OSÓRIO, 2007). Segundo Torres, Furumoto & Alves (2006), a avaliação do estado nutricional é uma etapa fundamental no estudo de crianças e adolescentes, pois a partir dela poderemos verificar se o crescimento está se afastando do padrão esperado. A avaliação do estado nutricional tem por objetivo verificar o crescimento e as proporções corporais em um indivíduo ou em uma comunidade, pois representa o equilíbrio entre o consumo alimentar e as necessidades metabólicas diárias específicas do organismo. (SIGULEM; DEVICENZI; LESSA, 2000). Objetivos Correlacionar o estado nutricional com os hábitos alimentares das crianças frequentadoras do ensino fundamental, de uma escola do sistema de ensino público e de uma escola do sistema de ensino privado. Metodologia Para o diagnóstico do estado nutricional foram coletados dados antropométricos, sendo aferidos o peso e a estatura, e de posse dessas informações calculou-se o IMC. Para avaliação dos hábitos alimentares foi utilizado o questionário QUADA (Questionário Alimentar do Dia Anterior), validado em Resultados O universo total da amostra foi de 176 crianças, sendo que a maior parte foi avaliada com eutrofia. Tabela 1 – classificação do IMC por idade para os alunos da escola de ensino publico e privado. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora. A instituição de ensino público teve maiores índices de sobrepeso e obesidade em relação à instituição de ensino privado. O gráfico 1 abaixo, descreve a distribuição da classificação do estado nutricional para o sexo masculino e para o sexo feminino. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora. Tabela 5 - Frequência de consumo dos alimentos contidos no QUADA nas principais refeições diárias. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora A tabela mostrou que o consumo de leite e derivados foi maior no café manhã, como hábito da população brasileira de tomar café com leite, totalizando um percentual de 45,1% para o café preto e 33,3% para o leite. O consumo de pão foi o maior durante o café da manhã, com 61,1%. Conclusões A avaliação do estado nutricional demonstrou que a maior parte dos escolares do município de Tubarão, participantes da pesquisa, está com IMC adequado para idade, representada por 67% dos alunos. A média de IMC foi mais elevada na escola de ensino público, sendo que nesta escola as médias de classificação do IMC ficaram mais elevadas para os índices de sobrepeso e obesidade e menores para o índice de IMC adequado para idade. Em vista dos resultados destaca-se a grande importância do nutricionista nas ações de promoção da saúde infantil e de educação nutricional nas escolas. Bibliografia MENEZES, Risia Cristina Egito de; OSÓRIO, Mônica Maria. Consumo energético-protéico e estado nutricional de crianças menores de cinco anos no estado de Pernambuco, Brasil: Revista de Nutrição, Campinas, v. 20, n. 4, p , jul./ago SIGULEM, Dirce M., DEVICENZI, Macarena U.; LESSA, Angelina C. Diagnóstico do estado nutricional da criança e do adolescente. Jornal de Pediatria, v. 76, n. 3, p , dez Disponível em: Acesso em: 03 nov http://www.jped.com.br/conteudo/00-76-S275/port.pdf TORRES, Andreia Araújo Lima; FURUMOTO, Rosemeire Aparecida Victoria; ALVES, Elioenai Dornelles. Avaliação e tratamento da obesidade na infância Disponível em: Acesso em: 07 dez www.crn1.org.br/tesedisser/avaliacao.doc.> Apoio Financeiro: Unisul Tabela 5 - Frequência de consumo dos alimentos contidos no QUADA nas principais refeições diárias. Fonte: Dados coletados pela pesquisadora A tabela mostrou que o consumo de leite e derivados foi maior no café manhã, como hábito da população brasileira de tomar café com leite, totalizando um percentual de 45,1% para o café preto e 33,3% para o leite. O consumo de pão foi o maior durante o café da manhã, com 61,1%. Conclusões A avaliação do estado nutricional demonstrou que a maior parte dos escolares do município de Tubarão, participantes da pesquisa, está com IMC adequado para idade, representada por 67% dos alunos. A média de IMC foi mais elevada na escola de ensino público, sendo que nesta escola as médias de classificação do IMC ficaram mais elevadas para os índices de sobrepeso e obesidade e menores para o índice de IMC adequado para idade. Em vista dos resultados destaca-se a grande importância do nutricionista nas ações de promoção da saúde infantil e de educação nutricional nas escolas. Bibliografia MENEZES, Risia Cristina Egito de; OSÓRIO, Mônica Maria. Consumo energético-protéico e estado nutricional de crianças menores de cinco anos no estado de Pernambuco, Brasil: Revista de Nutrição, Campinas, v. 20, n. 4, p , jul./ago SIGULEM, Dirce M., DEVICENZI, Macarena U.; LESSA, Angelina C. Diagnóstico do estado nutricional da criança e do adolescente. Jornal de Pediatria, v. 76, n. 3, p , dez Disponível em: Acesso em: 03 nov http://www.jped.com.br/conteudo/00-76-S275/port.pdf TORRES, Andreia Araújo Lima; FURUMOTO, Rosemeire Aparecida Victoria; ALVES, Elioenai Dornelles. Avaliação e tratamento da obesidade na infância Disponível em: Acesso em: 07 dez www.crn1.org.br/tesedisser/avaliacao.doc.> Apoio Financeiro: Unisul


Carregar ppt "CORRELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E OS HÁBITOS ALIMENTARES DE CRIANÇAS MATRICULADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL DO SISTEMA DE ENSINO PÚBLICO E PRIVADO NO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google