A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS e a perspectiva de Micro-APPs PPPAMÉRICAS – Salvador – BA – Brasil Maio - 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS e a perspectiva de Micro-APPs PPPAMÉRICAS – Salvador – BA – Brasil Maio - 2010."— Transcrição da apresentação:

1 GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS e a perspectiva de Micro-APPs PPPAMÉRICAS – Salvador – BA – Brasil Maio

2 21,3% lixões; 37,0% aterros controlados; 36,2% aterros sanitários; 4,3% usinas de compostagem, reciclagem e incineração; 1,2% em locais não fixos e outros. Fonte: IBGE/PNSB Cenário Nacional – Resíduos Coletados (2000)

3 Base Legal dos Serviços Públicos de Resíduos Sólidos NÍVEL NACIONAL Lei nº /05, Lei dos Consórcios Públicos - LCP; Lei nº /07, Lei de Diretrizes Nacionais de Saneamento Básico – LDNSB; Decreto nº 6.017/07, Decreto regulamentar da LCP; Projeto de Lei nº 1991/07, Política Nacional de Resíduos Sólidos.

4 O CONSORCIAMENTO ASSOCIADO AOS OBJETIVOS DA LDNSB, PERMITE: Regionalização; escalas sustentáveis para operação e prestação dos serviços; Redução de custos; ampliação da capacidade de gestão, gerenciamento; Parcerias público-públicas (de distintas formas); Amplia o espectro de aterros sanitários em escalas potencialmente adequadas para projetos de MDL (aplicação da Lei das PPPs).

5 LIMPEZA URBANA E MANEJO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Conjunto de atividades, infra-estruturas e instalações operacionais de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destino final do lixo doméstico e do lixo originário da varrição e limpeza de logradouros e vias públicas. (Lei / alínea c do inciso I do caput do art. 3º)

6 Política Nacional de Resíduos Sólidos principais aspectos Indução à proteção da saúde pública e da qualidade ambiental; Promoção dos 3Rs – reduzir, reciclar, reutilizar; Fomento ao tratamento e destinação final ambientalmente adequados; Gestão integrada de resíduos sólidos – Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos como condição para acesso aos recursos da União destinados à limpeza urbana e manejo resíduos sólidos; Sustentabilidade operacional e financeira dos serviços;

7 Política Nacional de Resíduos Sólidos principais aspectos Transparência e participação social; Inclusão social dos catadores de materiais recicláveis; Respeito às diversidades locais e regionais; Estabelecimento de soluções consorciadas ou compartilhadas; Logística reversa - direcionamento dos resíduos para a sua cadeia produtiva ou para cadeias produtivas de outros geradores; Responsabilização do Gerador.

8 População/Comércio/Indústria Indústria recicladora/Catador Catador/SucateiroCatador/Empresa de limpeza urbana/Prefeitura/ Sucateiro Beneficiamento primário Beneficiamento secundário/ Reprocessamento Coleta seletiva Consumo / Descarte Re-inserção no mercado LogísticaReversa Logística Reversa

9 Prestação dos Serviços e Instrumentos Legais - Alianças Público Privadas - SERVIÇOTIPOINSTRUMENTO LEGAL COLETA Domiciliar Terceirização ou credenciamento Seletiva de Materiais Recicláveis Terceirização ou permissão Resíduos de Serviços de Saúde Autorização Resíduos de Construção e Demolição Autorização LIMPEZA URBANA Varrição Terceirização Capina e roçagem Terceirização Limpeza de mobiliário urbano Terceirização TRATAMENTO e DISPOSIÇÃO FINAL Aterro Sanitário Concessão Resíduos Sólidos Especiais Concessão Resíduos de Serviços de Saúde Concessão Aproveitamento de gases Concessão

10 Programa Micro APP Municipal Objetivos: Otimizar a prestação de serviços públicos essenciais Difundir cultura APP na escala local

11 Programa Micro APP Municipal Conceito: Ações compartilhadas de impacto local, de médio e longo prazo, com delegação significativa de atividades do setor público para o setor privado.

12 MICRO APP Modelos Básicos de Referência Contrato de Gestão Lei N o 9.637, 15/05/1998 Termo de Parceria Lei N o 9.790, 03/03/1999 Concessão Comum Lei No 8.987, 13/02/95 Concessão Patrocinada Concessão Administrativa Iniciativa Privada Com Fins Lucrativos Iniciativa Privada Sem Fins Lucrativos Serviços Ensino/ Pesquisa/ Saúde/ Cultura/ Assist.Social/ Assist. Técnica No , de 30/12/2004 Infraestrutura

13 Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos COLETALIMPEZA URBANATRATAMENTODISPOSIÇÃO FINAL MICRO APP Prestação dos Serviços Associação de catadores de materiais recicláveis: coleta seletiva Empresas Privadas Associação de bairro Empresas Privadas

14 Experiências Recentes do IBAM Planejamento e Regulação de Sistemas Municipais / Regionais de Resíduos Sólidos Indicação e arranjo de distintas possibilidades de Alianças Público Privadas Integração dessa experiência aos esforços das micro APPs

15 Experiências Recentes do IBAM Plano Diretor de Resíduos Sólidos de Manaus no âmbito do Prosamim construção de um aterro sanitário associado à recuperação da atual área de disposição final (Concessão Comum, Administrativa ou Patrocinada) coleta seletiva com a participação dos catadores de materiais recicláveis organizados em cooperativas ou associações Contratos de Gestão

16 Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande Vitória apresenta arranjos operacionais e institucionais para os serviços de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos manejo de resíduos da construção civil, de serviços de saúde, coleta seletiva de materiais recicláveis e a disposição final consorciada Distintas formas de APPs varrição, capina, roçada, limpeza de praias, feiras, mercados e córregos, desobstrução de bocas de lobo – e a fiscalização dos serviços ficam sob a responsabilidade de cada Município Execução Direta ou Delegada Experiências Recentes do IBAM

17 Alexandre Santos SITE MICRO APP Obrigado!


Carregar ppt "GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS e a perspectiva de Micro-APPs PPPAMÉRICAS – Salvador – BA – Brasil Maio - 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google