A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Filipa Vicente. Ligações Químicas Ligações covalentes moléculas Substâncias moleculares Estruturas gigantes Substâncias covalentes Ligações metálicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Filipa Vicente. Ligações Químicas Ligações covalentes moléculas Substâncias moleculares Estruturas gigantes Substâncias covalentes Ligações metálicas."— Transcrição da apresentação:

1 Filipa Vicente

2 Ligações Químicas Ligações covalentes moléculas Substâncias moleculares Estruturas gigantes Substâncias covalentes Ligações metálicas Estruturas gigantes Substâncias metálicas Ligações iónicas Estruturas gigantes Substâncias iónicas Os átomos para adquirirem estabilidade, além de ganhar ou perder electrões, também podem partilhar electrões. Existem três tipos de ligações químicas:

3 Filipa Vicente Ligações covalentes

4 Filipa Vicente H +1 H Formação da molécula de hidrogénio (gás) H H2H2 Fórmula de estrutura Fórmula molecular Partilha de um par de eletrões

5 Filipa Vicente

6 Formação de uma molécula de cloro (gás) ClCl ClCl Cl2Cl2 Fórmula de estrutura Fórmula molecular Partilha de um par de eletrões C l

7 Filipa Vicente Formação de uma molécula de oxigénio (gás) OO O2O2 Fórmula de estrutura Fórmula molecular Partilha de dois pares de eletrões O

8 Filipa Vicente Formação de uma molécula de azoto (gás) NN N2N2 Fórmula de estrutura Fórmula molecular Partilha de três pares de eletrões N

9 Filipa Vicente

10 Manual página 237 A ligação entre os dois átomos de hidrogénio é covalente simples - através da partilha de um par de electrões, um de cada átomo. H – 1 eletrão – H 2 – 2 eletrões. F – 9 eletrões – F 2 – 18 eletrões. O – 8 eletrões – O 3 – 24 eletrões. Cl – 17 eletrões – Cl 2 – 34 eletrões

11 Filipa Vicente O traço representa um par de eletrões partilhado. A molécula de oxigénio tem uma ligação covalente dupla. As molécula de água e fluoreto de hidrogénio são polares.

12 Filipa Vicente Vamos realizar a AP nº10 – Construção de modelos de moléculas para que possamos compreender como são as moléculas “por dentro”AP nº10 Revisões- 8ano AP-7

13 Filipa Vicente Ligações covalentes moléculas Estruturas gigantes Substâncias moleculares Substâncias covalentes

14 Filipa Vicente Propriedades das substâncias moleculares Têm pontos de fusão baixos São maus condutores da electricidade. São macios e partem-se facilmente. Umas são gasosas, outras líquidas e outras sólidas As ligações covalentes (partilha de electrões) podem originar moléculas – neste caso as substâncias são moleculares, pois as unidades estruturais são moléculas. Ex. água, oxigénio, cloro, metano, dióxido de carbono, etc.

15 Filipa Vicente As ligações covalentes (partilha de electrões) podem originar estruturas gigantes, neste caso as substâncias são covalentes, os átomos ligam-se sucessivamente uns aos outros. Ex. diamante grafitequartzo

16 Átomo de carbono O diamante é constituído por uma rede cristalina de átomos de carbono. Entre os átomos de carbono existem ligações covalentes, muito fortes. diamante C Ligações covalente

17 Filipa Vicente Átomo de carbono grafite A grafite é constituída por uma rede cristalina de átomos de carbono, por camadas. Entre as camadas de átomos de carbono existem forças fracas Ligações covalentes Electrão livre

18 Filipa Vicente A sílica é constituída por uma rede cristalina de átomos de silício e oxigénio. Entre os átomos de silício e oxigénio existem ligações covalentes, muito fortes. Ligações covalente

19 Filipa Vicente Propriedades das substâncias covalentes São duras, excepto a grafite Têm pontos de fusão muito elevados São maus condutores da electricidade, excepto a grafite.

20 Filipa Vicente Ligações metálicas

21 Filipa Vicente As ligações metálicas originam estruturas gigantes, neste caso as substâncias são metálicas. Cobre Cu Ferro Fe Zinco Zn

22 Átomo de ferro O ferro é constituído por uma rede cristalina de átomos de ferro. Entre os átomos de ferro existem ligações metálicas, muito fortes. ferro

23 Filipa Vicente Estrutura de um metal eletrão livre Ião metálico

24 Filipa Vicente Propriedades dos metais São deformáveis - maleáveis e dúcteis São bons condutores da electricidade. São todos sólidos, excepto o mercúrio Têm pontos de fusão muito altos

25 Filipa Vicente Ligações iónicas

26 Filipa Vicente As ligações iónicas originam estruturas gigantes, neste caso as substâncias são iónicas. Sulfato de cobre CuSO 4 Cloreto de sódio NaCl Cloreto de níquel NiCl 2

27 Ião sódio – Na + Ião cloreto – Cl - Cloreto de sódio NaCl O cloreto de sódio, vulgar sal das cozinhas, é constituído por uma rede cristalina de iões de sinais contrários. Entre os iões existem ligações iónicas muito fortes.

28 Filipa Vicente Estrutura do cloreto de sódio

29 Filipa Vicente Solução de cloreto de sódio

30 Filipa Vicente Propriedades das substâncias iónicas São todos sólidos, são duras Têm pontos de fusão muito elevados São maus condutores da electricidade, quando sólidos. São bons condutores da electricidade, quando em solução ou no estado liquido.

31 Filipa Vicente n FIM sairinício


Carregar ppt "Filipa Vicente. Ligações Químicas Ligações covalentes moléculas Substâncias moleculares Estruturas gigantes Substâncias covalentes Ligações metálicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google