A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antero Gomes Neto Disciplina de Pneumologia Aula – Neoplasia de pulmão Faculdade de Medicina da UFC Departamento de Medicina Clínica Faculdade de Medicina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antero Gomes Neto Disciplina de Pneumologia Aula – Neoplasia de pulmão Faculdade de Medicina da UFC Departamento de Medicina Clínica Faculdade de Medicina."— Transcrição da apresentação:

1 Antero Gomes Neto Disciplina de Pneumologia Aula – Neoplasia de pulmão Faculdade de Medicina da UFC Departamento de Medicina Clínica Faculdade de Medicina da UFC Departamento de Medicina Clínica

2 Ü Incidência e Mortalidade Ü Aspectos Clínicos Ü Diagnóstico Ü Estadiamento Ü Incidência e Mortalidade Ü Aspectos Clínicos Ü Diagnóstico Ü Estadiamento Câncer de Pulmão

3 Localização Primária Neoplasia maligna Estimativa dos Casos Novos Estimativa dos Óbitos EstadoCapitalEstadoCapital Casos Taxa Bruta Casos Taxa Bruta Óbitos Taxa Bruta Óbitos Taxa Bruta Pele não Melanoma , ,395100,571800,67 Traquéia, Brônquio e Pulmão , , , ,40 Estômago , , , ,66 Próstata , , , ,74 Cólon e Reto , , , ,02 Esôfago6.7757, , ,979905,21 Outras Localizações , , , ,35 Câncer no Brasil. Estimativas de incidência e mortalidade por habitantes (homens) para o ano 2003 Fonte: INCA/MS

4 Câncer no Brasil. Estimativas de incidência e mortalidade por habitantes (mulheres) para o ano 2003 Localização Primária Neoplasia maligna Estimativa dos Casos Novos Estimativa dos Óbitos EstadoCapitalEstadoCapital Casos Taxa Bruta Casos Taxa Bruta Óbitos Taxa Bruta Óbitos Taxa Bruta Pele não Melanoma , ,953650,371400,43 Mama Feminina , , , ,80 Traquéia, Brônquio e Pulmão , , , ,86 Estômago7.0107, , , ,90 Colo do Útero , , , ,47 Cólon e Reto , , , ,99 Esôfago2.1202,334852, ,393151,36 Fonte: INCA/MS

5 Câncer em Fortaleza. Estimativas de incidência e mortalidade por habitantes (homens) para o ano 2003 Fonte: INCA/MS Localização Primária Neoplasia maligna Estimativa dos Casos Novos Estimativa dos Óbitos EstadoCapitalEstadoCapital CasosTaxa BrutaCasosTaxa BrutaÓbitos Taxa Bruta Óbitos Taxa Bruta Pele não Melanoma70018, ,57200,4750,33 Traquéia, Brônquio e Pulmão2306, ,722305, ,59 Estômago41010, ,732907, ,23 Próstata86022, ,073007, ,71 Cólon e Reto902,34504,98501,26302,68 Esôfago1103,00505,091002,66504,51 Leucemias1102,89404,06902,37303,32 Cavidade Oral200,62504,79100,25201,94 Pele Melanoma100,35100,92100,1950,49 Outras Localizações , , , ,46 Total , , , ,65

6 Gomes Neto, A. et al. J. Pneumol (Supl 2), 2002; PD-218, p. 38. Carcinoma Broncogênico: Morbimortalidade Cirúrgica e Sobrevida de 180 pacientes. Sim 58,9% Não 10,6% Ex- 27,2% Sem registro 3,3% Resultados: Incidência de Tabagismo

7 1- Carcinoma Epidermóide (células escamosas) 2 - Adenocarcinoma a. Acinar; b. papilar; c. Bronquioloalveolar d. Carcinoma solido c/ fomação de mucina 3 - Carcinoma de grandes células a. Ca. de células gigantes; b. Ca. de células claras 4 - Carcinoma adeno-escamoso 5 - Carcinoma de pequenas células a. Avenocelular ( oat cell ) b. De células intermediárias c. Carcinoma avenocelular combinado Câncer de Pulmão Classificação Histológica ( OMS,1981)

8 Tumor Central (Endobrônquico) Ca. Epidermóide Ca. Ind. de Pequenas Células Tumor Periférico (Intraparenquimatoso) Adenocarcinoma Ca. Ind. de Grandes Células. Tipo Histológico versus Localização Câncer de Pulmão

9 Ü Incidência e Mortalidade Ü Aspectos Clínicos Ü Diagnóstico Ü Estadiamento Ü Incidência e Mortalidade Ü Aspectos Clínicos Ü Diagnóstico Ü Estadiamento Câncer de Pulmão

10 Relacionadas c/ o tumor primário Relacionadas c/ o tumor primário Relacionadas c/ as metástases Relacionadas c/ as metástases Sistêmicas (S. Paraneoplásicas). Sistêmicas (S. Paraneoplásicas). Relacionadas c/ o tumor primário Relacionadas c/ o tumor primário Relacionadas c/ as metástases Relacionadas c/ as metástases Sistêmicas (S. Paraneoplásicas). Sistêmicas (S. Paraneoplásicas). Manifestações clínicas Câncer de Pulmão

11 Manifestações clínicas nas lesões centrais Ü Tosse 25 a 75% Ü Dispnéia 20 a 60% Ü Hemoptise 10 a 50% Ü Sibilos localizados Ü Rouquidão Ü SVCS Ü Disfagia Ü Tosse 25 a 75% Ü Dispnéia 20 a 60% Ü Hemoptise 10 a 50% Ü Sibilos localizados Ü Rouquidão Ü SVCS Ü Disfagia

12 Câncer de Pulmão Manifestações clínicas nas lesões periféricas Quando há invasão da pleura c/ derrame: Ü Tosse seca Ü Dispnéia Quando há invasão da parede torácica: Ü Dor torácica Quando há invasão da pleura c/ derrame: Ü Tosse seca Ü Dispnéia Quando há invasão da parede torácica: Ü Dor torácica

13 Tumor Periférico: Pancoast Câncer de pulmão

14 Diagnóstico: Métodos não invasivos Câncer de pulmão Imagem Ü R-X Simples Ü TC Ü RM Ü PET/TC Citologia do escarro Imagem Ü R-X Simples Ü TC Ü RM Ü PET/TC Citologia do escarro

15 Diagnóstico: Métodos não invasivos Câncer de pulmão

16 Diagnóstico: Métodos não invasivos Câncer de pulmão AJR: 178, May 2002 TC de tórax Broncoscopia virtual

17 Diagnóstico: Métodos não invasivos Câncer de pulmão

18 Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Diagnóstico: Métodos invasivos Câncer de pulmão

19 Tumores centrais Tumores centrais Indicação de Broncoscopia Câncer de pulmão

20 Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Diagnóstico: Métodos invasivos Câncer de pulmão

21 Punção-biópsia transtorácica guiada por TC. Câncer de pulmão

22 Tumores periféricos Tumores periféricos Indicação de punção-biópsia transtorácica Câncer de pulmão

23 Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Diagnóstico: Métodos invasivos Câncer de pulmão

24 Tu. periférico com Adenomegalias mediastinais Tu. periférico com Adenomegalias mediastinais Indicação de mediastinoscopia Câncer de pulmão

25 Tu. periférico com Adenomegalias mediastinais Tu. periférico com Adenomegalias mediastinais Indicação de mediastinoscopia Câncer de pulmão

26 Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Broncoscopia Punção-biópsia transtorácica (PBTT) Biópsia pré-escalênica (Daniels, 1949) Mediastinoscopia cervical (Carlens, 1959) Videotoracoscopia Diagnóstico: Métodos invasivos Câncer de pulmão

27 AGN/2003 Sistema ( TNM ) T - Tumor primário N - Nódulo linfático (gânglio) M - Metastase à distância T - Tumor primário N - Nódulo linfático (gânglio) M - Metastase à distância Estadiamento Câncer de pulmão

28 Estadiamento Câncer de pulmão Sistema ( TNM ) T – 1,2,3,4 N – 1,2,3 M – 0,1 T – 1,2,3,4 N – 1,2,3 M – 0,1

29 T1 - Tumor < 3,0 cm de diâmetro envolto por parênquima pulmonar sem invasão da pleura visceral T2 - Tumor > 3,0cm de diâmetro ou tumor que invade a pleura visceral ou tumor que localiza-se em um brônquio lobar ou brônquio fonte a 2 cm da carina traqueal Câncer de Pulmão. Estadiamento (TNM) Atual Descritores TNM

30 Câncer de Pulmão. Estadiamento (TNM) Atual Descritores TNM T3 - Tumor de qualquer tamanho que invade parede torácica, diafragma, pleura mediastinal, ou pericárdio; tumor no brônquio fonte < 2cm da carina traqueal, mas sem envolvê-la. T4 - Tumor de qualquer tamanho que invade o medi- astino, coração, grandes vasos, traquéia, esô- fago, corpo vertebral ou carina traqueal; Tu com derrame pleural ou pericárdico maligno, ou nó- satélite no mesmo lobo do tumor primário.

31 N 1 - Metástase ganglionar intrapulmonar ou hilar ipsilateral. N 2 - Metástase ganglionar mediastinal ipsilateral e subcarinal. N 3 - Metástase ganglionar mediastinal contralateral ou supra-clavicular. N 1 - Metástase ganglionar intrapulmonar ou hilar ipsilateral. N 2 - Metástase ganglionar mediastinal ipsilateral e subcarinal. N 3 - Metástase ganglionar mediastinal contralateral ou supra-clavicular. Câncer de Pulmão. Estadiamento (TNM) Atual Descritores TNM

32 Câncer de Pulmão. Estadiamento (TNM) Atual Classificação regional dos sítios linfonodais ( N )

33 Câncer de Pulmão. Estadiamento (TNM) Atual Classificação rerional dos sítios linfonodais ( N )

34 Estadiamento - TNM Câncer de pulmão

35 Estadiamento - TNM Câncer de pulmão Estágio IIa e IIb

36 Estadiamento - TNM Câncer de pulmão Estágio IIIa

37 Estadiamento - TNM Câncer de pulmão

38 è Tomografia Computadorizada de tórax è Mediastinoscopia cervical ( Carlens, 1959 ) è Mediastinoscopia paraesternal ( Jolly, 1973 ) è PET - scan Estadiamento - N Câncer de pulmão

39 Câncer de pulmão - Estadiamento ( N ): cN2 This 64-year-old man showed noncalcified solitary pulmonary nodule (SPN). Transverse views of PET-FDG study (bottom) showed glucose hypermetabolism indicating malignancy in this nodule. Additional hilar lymph node seen on PET was not visualized on CT. Histology confirmed both these lesions as positive for adenocarcinoma This 64-year-old man showed noncalcified solitary pulmonary nodule (SPN). Transverse views of PET-FDG study (bottom) showed glucose hypermetabolism indicating malignancy in this nodule. Additional hilar lymph node seen on PET was not visualized on CT. Histology confirmed both these lesions as positive for adenocarcinoma

40 *Ichinose, Y. et al. J JTCVS 2001;122: (-) (+) Câncer de pulmão Mediastinoscopia. Quando fazê-la? TC s/ adenopatia ou < 1cm (cN o /cN 1 ) Cirurgia TC c/ adenopatia 1,0cm (cN 2 ) Mediastinos- copia Qt e/ou Rxt neoadjuvante* TC s/ adenopatia ou < 1cm (cN o /cN 1 ) Cirurgia TC c/ adenopatia 1,0cm (cN 2 ) Mediastinos- copia Qt e/ou Rxt neoadjuvante*

41 Estadiamento ( N ): Mediastinoscopia Câncer de Pulmão

42 Estadiamento extratorácico ( M ). Câncer de Pulmão Sítios mais cumuns de Metástases extratorácicas: SNC Ossos Fígado Adrenais SNC Ossos Fígado Adrenais

43 Achados sugestivos de doença sistêmica Câncer de Pulmão H.D.A.: è Dor è Perda de peso > 10% è Sintomas neurológicos - cefaléia, náuseas e convulsões E.Físico: è Anormalidade no exame neurológico è Hepatomegalia è Hiperestesia óssea E. Laboratorias: èElevação da FA, LDH, Cálcio, Fosfato, TGO, TGP e BT H.D.A.: è Dor è Perda de peso > 10% è Sintomas neurológicos - cefaléia, náuseas e convulsões E.Físico: è Anormalidade no exame neurológico è Hepatomegalia è Hiperestesia óssea E. Laboratorias: èElevação da FA, LDH, Cálcio, Fosfato, TGO, TGP e BT Salvatierra e cols. Chest 1990; 97(5):1052-8

44 Cerebral ( Pacientes sintomáticos ) - T.C. e/ou R.M. Óssea ( Pacientes sintomáticos ) - R-X simples, Cintilografia e/ou T.C. Hepática ( Rotina ) - Provas de função hepática - Ultrassonografia Abdominal ou T.C. Supra Renal (Rotina) - T.C. - Abdome superior Câncer de Pulmão Estadiamento Clínico PET/ TC

45 Suzuki, K. et al. J Thorac Cardiovasc Surg 1999;118: Câncer de pulmão Estadiamento Clínico Pretreatment staging consist: Clinical history. Physical examination. Peripheral blood analyses, including arterial blood gas analyses. Liver function test. Renal function test. Thoracic and brain computed tomographic (CT). Abdominal CT scan or ultrasonography was performed in all. patients. Bone scintigraphy was also performed in all patients. Mediastinoscopy only for patients enrolled in the clinical trial. Pretreatment staging consist: Clinical history. Physical examination. Peripheral blood analyses, including arterial blood gas analyses. Liver function test. Renal function test. Thoracic and brain computed tomographic (CT). Abdominal CT scan or ultrasonography was performed in all. patients. Bone scintigraphy was also performed in all patients. Mediastinoscopy only for patients enrolled in the clinical trial.

46 Metástase óssea Câncer de Pulmão

47 Metástase Cerebral - TC Câncer de Pulmão

48 Metástase SR Câncer de Pulmão

49 ESTÁDIOTNMSOBREVIDA IAT1N0M067% IBT2N0M057% IIAT1N1M055% T2N1M039% T3N0M038% IIIAT3N1MO25% T1-3N2M023% IIIBT4N0-2M06% T1-4N3M03% IVT1-4N1-3M11% Câncer de pulmão Taxa de sobrevida por estágio em 5 anos Mountain, C.F. Chest, 1997;111:


Carregar ppt "Antero Gomes Neto Disciplina de Pneumologia Aula – Neoplasia de pulmão Faculdade de Medicina da UFC Departamento de Medicina Clínica Faculdade de Medicina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google