A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos:"— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial.

5 Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 3.- Discipulado: O PROFESSOR ajuda aos recém batizados no processo do discipulado. 3.- Discipulado: O PROFESSOR ajuda aos recém batizados no processo do discipulado. 3.- Discipulado: O LÍDER fortalece o discipulado dos recém batizados. 3.- Discipulado: O LÍDER fortalece o discipulado dos recém batizados.

6 Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 4.- Levam os Convidados ao programa da Escola Sabatina. Especialmente no Dia do Amigo. 4.- Levam Convidados ao PG todas as sextas.

7 Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 6.- Frentes missionárias: A Escola Sabatina promove as frentes missionárias: evangelismo, duplas missionárias, classes bíblicas e oração intercessória. 6.- Frentes missionárias: O Pequeno Grupo é a base das frentes missionárias: evangelismo, duplas missionárias, classes bíblicas e oração intercessória.

8 Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 7.- Unidade: A unidade local e mundial é promovida através da lição da Escola Sabatina, do informativo missionário e das ofertas para as missões mundiais. 7.- Unidade: O Pequeno Grupo promove a unidade interna da igreja.

9 Podemos verificar que semanalmente há duas estruturas semelhantes atuando na igreja adventista, com as mesmas pessoas. Porém, os membros que fazem parte delas estão sentando com algumas pessoas durante a semana e com outras no sábado pela manhã

10 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos Visão Pastoral - É imprescindível que a visão se apodere em primeiro lugar do pastor. Visão da Liderança - Convocar os líderes de PG, supervisores, coordenador, direção de Escola Sabatina e professores para um encontro (Fórum) para transmitir a visão de integração das Unidades de Ação e os PG`s.

11 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos Visão da Igreja- Comunicar a visão e os pontos comuns que há entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos à igreja. Este Sábado será especial e deve ser preparado com muita antecedência.

12 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos O que NÃO fazer. Mudar as classes da Escola Sabatina em Pequenos Grupos. Não funciona, porque os que integram as classes da Escola Sabatina são irmãos de diferentes lugares que se encontram aos Sábados na igreja.

13 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos O Que Fazer. Converter os Pequenos Grupos, em Pequenos Grupos da Escola Sabatina.

14 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos No Sábado pela manhã o Pequeno Grupo funcionará como Unidade de Ação, mas, não com um número e sim com o nome do PG. Exemplo: O PG A Esperança é Jesus será a Unidade de Ação A Esperança é Jesus.

15 PROCESSO DE INTEGRAÇÃO Escola Sabatina e os Pequenos Grupos O Líder de PG poderá não ser o professor. O líder deve ter como característica principal ser um facilitador e promotor, enquanto que o professor tem como dom o ensino.

16 1. Unificação dos grupos. O grupo formado e atuante na sexta-feira será a unidade de ação no sábado pela manhã. Ou seja, as pessoas já se conhecem, já tem afinidade e possuem o aspecto relacional. Moram próximas umas das outras e podem encontrar-se com mais facilidade. Vantagens:

17 Vantagens: 2. Visitação. Pede-se ao líder de PG que ele visite seus membros porque ele é o pastor de seu pequeno rebanho, e a mesma coisa se pede do professor. Pedimos a mesma coisa a duas pessoas diferentes. Com a integração temos um acompanhamento mais efetivo sobre esse ministério

18 Vantagens: 3. Planejamento Cada PG precisa ter um planejamento trimestral de atividades (Social, evangelismo e crescimento cristão). O grupo se encontrando duas vezes na semana tem mais facilidade na execução dessas atividades trimestrais

19 Vantagens: 4. Senso de comunidade Os especialistas entendem que é preciso mais do que um encontro semanal para criação de uma comunidade Portanto, temos pelo menos dois encontros na semana proporcionando a condição dos membros sentarem juntos orarem e trabalharem em prol dos amigos.

20 Conclusão Com toda propriedade pode se dizer que a Escola Sabatina é o coração da Igreja. Convencidos disso, permitamos que esse poderoso coração bombeie o sangue revitalizador da Palavra de Deus aos Pequenos Grupos, e que os Pequenos Grupos se transformem na base do esforço missionário da igreja. Porque A formação de pequenos grupos como base de esforço cristão, foi-me apresentada por Aquele que não pode errar. (Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 84.)

21


Carregar ppt "Pontos comuns entre a Escola Sabatina e os Pequenos Grupos: 1.- Objetivos: Estudo da Bíblia. Confraternização. Testificação. Missão Mundial. 1.- Objetivos:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google