A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DGE/DP/SE PROMOVER QUALIDADE DE VIDA E PREVENIR AGRAVOS NAS COMUNIDADES ESCOLARES DE ACORDO COM OS OBJETIVOS CURRICULARES, ONDE OS TEMAS TRANSVERSAIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DGE/DP/SE PROMOVER QUALIDADE DE VIDA E PREVENIR AGRAVOS NAS COMUNIDADES ESCOLARES DE ACORDO COM OS OBJETIVOS CURRICULARES, ONDE OS TEMAS TRANSVERSAIS."— Transcrição da apresentação:

1

2 DGE/DP/SE PROMOVER QUALIDADE DE VIDA E PREVENIR AGRAVOS NAS COMUNIDADES ESCOLARES DE ACORDO COM OS OBJETIVOS CURRICULARES, ONDE OS TEMAS TRANSVERSAIS SEJAM AMPLAMENTE TRABALHADOS JUNTO À GESTÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS. PROMOVER QUALIDADE DE VIDA E PREVENIR AGRAVOS NAS COMUNIDADES ESCOLARES DE ACORDO COM OS OBJETIVOS CURRICULARES, ONDE OS TEMAS TRANSVERSAIS SEJAM AMPLAMENTE TRABALHADOS JUNTO À GESTÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS.

3 AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE CAPACITAÇÕES, OFICINAS, PALESTRAS, EVENTOS, REUNIÕES DE GRUPOS, PROJETOS, FORMAÇÃO DE PARCERIAS, ATIVIDADES CULTURAIS VOLTADAS À PROMOÇÃO E PREVENÇÃO EM DIFERENTES ÁREAS(AMBIENTAL, SOCIOECONÔMICA, ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO, VIOLÊNCIA, SEXUALIDADE, EPIDEMIOLOGIA, DROGADIÇÃO, EDUCACIONAL E PEDAGÓGICA, ENTRE OUTRAS). CAPACITAÇÕES, OFICINAS, PALESTRAS, EVENTOS, REUNIÕES DE GRUPOS, PROJETOS, FORMAÇÃO DE PARCERIAS, ATIVIDADES CULTURAIS VOLTADAS À PROMOÇÃO E PREVENÇÃO EM DIFERENTES ÁREAS(AMBIENTAL, SOCIOECONÔMICA, ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO, VIOLÊNCIA, SEXUALIDADE, EPIDEMIOLOGIA, DROGADIÇÃO, EDUCACIONAL E PEDAGÓGICA, ENTRE OUTRAS).

4 METODOLOGIA DO TRABALHO LEVANTAMENTO DIAGNÓSTICO; LEVANTAMENTO DIAGNÓSTICO; ANÁLISE DE DADOS; ANÁLISE DE DADOS; REFLEXÕES; REFLEXÕES; IMPLEMENTAÇÃO DE AÇÕES; IMPLEMENTAÇÃO DE AÇÕES;

5 DROGADIÇÃO NA ANÁLISE DOS DADOS DE 2005, OBSERVA-SE: DROGAS MAIS CONSUMIDAS PELOS ESTUDANTES:ÁLCOOL, TABACO, MACONHA, LOLÓ, CRACK DROGAS MAIS CONSUMIDAS PELOS ESTUDANTES:ÁLCOOL, TABACO, MACONHA, LOLÓ, CRACK A DROGA VEM DAS PROXIMIDADES DA ESCOLA, COM ALGUMAS EXCEÇÕES A DROGA VEM DAS PROXIMIDADES DA ESCOLA, COM ALGUMAS EXCEÇÕES O TABACO APARECE COM ÍNDICE ELEVADO O TABACO APARECE COM ÍNDICE ELEVADO O USO DE DROGAS LÍCITAS APRESENTAM SUA ORIGEM ESTIMULADO PELO USO FEITO PELOS FAMILIARES O USO DE DROGAS LÍCITAS APRESENTAM SUA ORIGEM ESTIMULADO PELO USO FEITO PELOS FAMILIARES HÁ NECESSIDADE DE VALER A LEGISLAÇÃO SOBRE O FUMO HÁ NECESSIDADE DE VALER A LEGISLAÇÃO SOBRE O FUMO BUSCA-SE O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS EM PARCERIAS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES. BUSCA-SE O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS EM PARCERIAS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES. MUITAS VEZES AS AÇÕES DISCUTEM AS DROGAS E, NÃO A DROGADIÇÃO MUITAS VEZES AS AÇÕES DISCUTEM AS DROGAS E, NÃO A DROGADIÇÃO É NECESSÁRIO QUE SE TRABALHE AS CAUSAS QUE LEVAM AO CONSUMO: SOCIAIS, ESTRUTURA FAMILIAR, BUSCA DE IDENTIDADE, VULNERABILIDADE, FALTA DE PERSPECTIVA DE VIDA É NECESSÁRIO QUE SE TRABALHE AS CAUSAS QUE LEVAM AO CONSUMO: SOCIAIS, ESTRUTURA FAMILIAR, BUSCA DE IDENTIDADE, VULNERABILIDADE, FALTA DE PERSPECTIVA DE VIDA NECESSIDADE DE UMA LEITURA MAIS ADEQUADA DO CONTEXTO DAS COMUNIDADES ESCOLARES. NECESSIDADE DE UMA LEITURA MAIS ADEQUADA DO CONTEXTO DAS COMUNIDADES ESCOLARES.

6 REFLEXÕES DROGADIÇÃO VISTA COMO SINTOMA SOCIAL; DROGADIÇÃO VISTA COMO SINTOMA SOCIAL; DEVE SER ENFRENTADA COM ESTRATÉGIAS DE FORTALECIMENTO DOS FATORES DE PROTEÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS FATORES DE RISCO, RESSIGNIFICANDO A ESCOLA PARA A ESCUTA DE SUAS COMUNIDADES E DIVERSIDADES. DEVE SER ENFRENTADA COM ESTRATÉGIAS DE FORTALECIMENTO DOS FATORES DE PROTEÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS FATORES DE RISCO, RESSIGNIFICANDO A ESCOLA PARA A ESCUTA DE SUAS COMUNIDADES E DIVERSIDADES.

7 FATORES DE RISCO CURIOSIDADE POR EXPERIMENTAR CURIOSIDADE POR EXPERIMENTAR PRESSÃO DO GRUPO DE IGUAIS PRESSÃO DO GRUPO DE IGUAIS HEDONISMO HEDONISMO CONTESTAÇÃO E CONFLITO COM AS NORMAS CONTESTAÇÃO E CONFLITO COM AS NORMAS ANGÚSTIA E MEDO DO DESCONHECIDO ANGÚSTIA E MEDO DO DESCONHECIDO VÍNCULO E CONTROLE FAMILIAR FRAGILIZADO. VÍNCULO E CONTROLE FAMILIAR FRAGILIZADO.

8 DISPONIBILIDADE DE DROGAS DISPONIBILIDADE DE DROGAS AUSÊNCIA DE FIGURAS QUE REPRESENTEM AUTORIDADE AUSÊNCIA DE FIGURAS QUE REPRESENTEM AUTORIDADE PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA PREDISPOSIÇÃO GENÉTICA SINTOMAS SOCIAIS DA CONTEMPORANEIDADE SINTOMAS SOCIAIS DA CONTEMPORANEIDADE FALTA DE PERSPECTIVA DE VIDA FALTA DE PERSPECTIVA DE VIDA FALTA DE VÍNCULOS AFETIVOS CONSISTENTES FALTA DE VÍNCULOS AFETIVOS CONSISTENTES AUSÊNCIA DE ESCUTA AUSÊNCIA DE ESCUTA

9 FATORES DE PROTEÇÃO CANALIZAR POSITIVAMENTE A CURIOSIDADE CANALIZAR POSITIVAMENTE A CURIOSIDADE DESENVOLVER HABILIDADES SOCIAIS DESENVOLVER HABILIDADES SOCIAIS PROMOVER UMA VIVÊNCIA RICA E DIVERSA PROMOVER UMA VIVÊNCIA RICA E DIVERSA FAVORECER UM EXERCÍCIO RAZOÁVEL DA AUTORIDADE DOS PAIS FAVORECER UM EXERCÍCIO RAZOÁVEL DA AUTORIDADE DOS PAIS RESGATAR O PAPEL DOS ADULTOS RESGATAR O PAPEL DOS ADULTOS INFORMAÇÃO E REFLEXÃO INFORMAÇÃO E REFLEXÃO

10 CONHECER A HISTÓRIA FAMILIAR CONHECER A HISTÓRIA FAMILIAR TRABALHAR AS QUESTÕES SOCIAIS CONTEMPORÂNEAS TRABALHAR AS QUESTÕES SOCIAIS CONTEMPORÂNEAS VALORIZAR O ESTUDO E LEVAR O JOVEM A AUTORIA DE SUA VIDA VALORIZAR O ESTUDO E LEVAR O JOVEM A AUTORIA DE SUA VIDA RESGATAR RELAÇÕES AFETIVAS RESGATAR RELAÇÕES AFETIVAS OFERECER ESCUTA AOS ADOLESCENTES - ACOLHIMENTO SEGURO E CONTINENTE OFERECER ESCUTA AOS ADOLESCENTES - ACOLHIMENTO SEGURO E CONTINENTE

11 AÇÕES PARCERIA COM OUTRAS INSTITUIÇÕES PARCERIA COM OUTRAS INSTITUIÇÕES REALIZAÇÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO DE FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES EM EDUCAÇÃO E PREVENÇÃO AO USO INDEVIDO DE DROGAS REALIZAÇÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO DE FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES EM EDUCAÇÃO E PREVENÇÃO AO USO INDEVIDO DE DROGAS PLANEJAMENTO DE AÇÕES DE CADA MICRORREGIÃO PLANEJAMENTO DE AÇÕES DE CADA MICRORREGIÃO INFORMAR, REFLETIR E QUESTIONAR SOBRE O USO/ABUSO DE DROGAS INFORMAR, REFLETIR E QUESTIONAR SOBRE O USO/ABUSO DE DROGAS

12 PROMOVER APRENDIZAGEM, CONSIDERANDO-SE A DIVERSIDADE E O PÚBLICO ALVO PROMOVER APRENDIZAGEM, CONSIDERANDO-SE A DIVERSIDADE E O PÚBLICO ALVO INVESTIR NA ESTIMA DOS ALUNOS, TRABALHANDO A CONSTRUÇÃO PESSOAL INVESTIR NA ESTIMA DOS ALUNOS, TRABALHANDO A CONSTRUÇÃO PESSOAL INCENTIVAR O CONHECIMENTO SOBRE A FORMAÇÃO DE REDES INCENTIVAR O CONHECIMENTO SOBRE A FORMAÇÃO DE REDES PROMOVER EVENTOS CULTURAIS PROMOVER EVENTOS CULTURAIS TEMÁTICA DENTRO DOS PROJETOS PEDAGÓGICOS DA ESCOLA TEMÁTICA DENTRO DOS PROJETOS PEDAGÓGICOS DA ESCOLA RESSIGNIFICAR NOSSA ESCOLA RESSIGNIFICAR NOSSA ESCOLA

13 ESCOLA RESSIGNIFICADA DESENVOLVIMENTO TEMAS TRANSVERSAIS DE ACORDO COM OS PCN(PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS); DESENVOLVIMENTO TEMAS TRANSVERSAIS DE ACORDO COM OS PCN(PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS); CONFORME OS PCN - NECESSIDADE DE QUE AS CONCEPÇÕES REFERENTES A SAÚDE OU SOBRE O QUE É SAUDÁVEL, VALORIZAÇÃO DE HÁBITOS E ESTILOS DE VIDA, ATITUDES PERANTE AS DIFERENTES QUESTÕES RELATIVAS À SAÚDE PERPASSEM TODAS AS ÁREAS DE ESTUDO, DE MODO CONTEXTUALIZADO NO COTIDIANO ESCOLAR; CONFORME OS PCN - NECESSIDADE DE QUE AS CONCEPÇÕES REFERENTES A SAÚDE OU SOBRE O QUE É SAUDÁVEL, VALORIZAÇÃO DE HÁBITOS E ESTILOS DE VIDA, ATITUDES PERANTE AS DIFERENTES QUESTÕES RELATIVAS À SAÚDE PERPASSEM TODAS AS ÁREAS DE ESTUDO, DE MODO CONTEXTUALIZADO NO COTIDIANO ESCOLAR; ESPAÇO PROPÍCIO À FORMAÇÃO DE HÁBITOS SAUDÁVEIS, CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA, REFLEXÃO; TRANSFORMAÇÃO DE MODOS DE VIDA; ESPAÇO PROPÍCIO À FORMAÇÃO DE HÁBITOS SAUDÁVEIS, CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA, REFLEXÃO; TRANSFORMAÇÃO DE MODOS DE VIDA;

14 É FUNDAMENTAL QUE O EDUCADOR COMPREENDA QUE OS GRUPOS SOCIAIS TÊM CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS, DIFERENTES ENTRE SI, MAS NÃO PODEM SER VALORADOS – NÃO HÁ GRUPOS MELHORES OU PIORES. HÁ FORMAS DIVERSAS DE VER E ESTAR NO MUNDO.


Carregar ppt "DGE/DP/SE PROMOVER QUALIDADE DE VIDA E PREVENIR AGRAVOS NAS COMUNIDADES ESCOLARES DE ACORDO COM OS OBJETIVOS CURRICULARES, ONDE OS TEMAS TRANSVERSAIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google