A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AUP 148 – PROJETO III. MEMORIAL Levando-se em conta que o mote do projeto é a criação de transposições e interligações, as passarelas se configuram como.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AUP 148 – PROJETO III. MEMORIAL Levando-se em conta que o mote do projeto é a criação de transposições e interligações, as passarelas se configuram como."— Transcrição da apresentação:

1 AUP 148 – PROJETO III

2 MEMORIAL Levando-se em conta que o mote do projeto é a criação de transposições e interligações, as passarelas se configuram como elementos espaciais estruturadores da paisagem, merecendo um tratamento especial. Foi proposta a construção de duas passarelas devido ao fato de que cada uma delas apresenta características específicas que atendem a necessidades distintas. A Passarela Cidade Universitária foi planejada com o intuito de resolver os problemas de passagem nas alças da marginal, atendendo a pessoas que desejam entrar na Usp ou em áreas próximas. A partir da praça de mini-equipamentos - onde se encontram banheiros e banhos públicos, SAMU, um posto da GCM, além de ecoponto - parte uma passarela subterrânea, que não obstrui visuais e dá acesso direto à plataforma da Estação CPTM existente e à passarela propriamente. A passarela estabelece, então, uma conexão com o Porto Fluvial de onde pode se acessar também pelo subterrâneo a frente da Usp. O Porto fluvial oferece transporte tanto de passageiros de passeio quanto dos materiais recolhidos nos ecoponto. Tais materiais são transportados através de um braço mecânico articulado que retira a lixeira do solo e desliza sobre trilhos ao longo da ponte Cidade Universitários, no lugar da antiga passagem de pedestres. Ao atingir certa posição sobre o rio, o braço abaixa a lixeira até que possa abrir seu fundo e liberar o conteúdo sobre um barco, que daí transportará os materiais para uma central de triagem. Já a Passarela Usp-Vila Lobos faz a conexão entre o Parque Vila Lobos e a Cidade Universitária, constituindo-se como, além de um grande portal de entrada à Usp, um eixo de interligação de espaços livres, que estão presentes na própria passarela. Foram projetadas áreas nas quais a passarela se rasga, ou se expande, permitindo a apropriação desses espaços pela população para o desenvolvimento de atividades esportivas, recreacionais e de apreciação. Essa passarela, além de permitir o acesso de pedestres, prevê seu uso por ciclistas, sendo que a separação entre esses dois tipos de usuários não se faz de forma seca, agressiva, mas lançando-se mão de estares lineares com vegetação de pequeno porte e áreas de descanso. Dando seqüência à fluidez da passarela quando observada em planta, buscou-se conceber uma cobertura que refletisse a inovação que ela traz consigo, criando-se rotas alternativas de caminhos cobertos ou não. Além disso, a passarela se conecta com uma nova Estação CPTM. Ainda com referência ao desejo de criar surpresa, foram buscados materiais e tecnologias de ponta, como é o caso do Eco Ponto e principalmente da estrutura das passarelas, que devido ao conceito e à forma que alcançaram, ultrapassam em tudo uma simples conexão de passagem.

3 AUP 148 – PROJETO III PLANTA DE SITUAÇÃO

4 AUP 148 – PROJETO III PLANTA - IMPLANTAÇÃO CPTM VILA LOBOS-USP ECOPONTO PORTO CPTM CIDADE UNIVERSITÁRIA - PASSARELA PASSARELA VILA LOBOS - USP PRAÇA DE EQUIPAMENTOS

5 AUP 148 – PROJETO III MAQUETE – DETALHE PASSARELA VILA LOBO - USP

6 AUP 148 – PROJETO III PERSPECTIVAS O PORTO POSSUI DECK FLUTUANTE QUE ACOMPANHA O NÍVEL DA ÁGUA DO RIO. VISTA INTERNA DO USUÁRIO DA CPTM, NA CONEXÃO SUBTERRÂNEA.

7 AUP 148 – PROJETO III PERSPECTIVAS DETALHE DA PASSARELA VILA LOBOS - USP DETALHE DA PRAÇA - VISTA DA ENTRADA SUBTERRÂNEA PRÓXIMO AO BERÇO DE ÔNIBUS.

8 AUP 148 – PROJETO III PASSARELA VILA LOBOS-USP -IMPLANTAÇÃO -POSSIBILIDADE DE USOS NAS ÁREAS AMPLIADAS DA PASSARELA, COMO ESTAR/DESCANSO

9 AUP 148 – PROJETO III ESTUDO VOLUMÉTRICO DA PÇA DE EQUIPAMENTOS

10 AUP 148 – PROJETO III PORTO FLUVIAL E ECOPONTO PLANTA DA ADM. DO PORTO CONECTADO COM A PASSARELA CID. UNIVERSITÁRIA ECOPONTO COM RESERVATÓRIO SUBTERRÂNEO – TRANSPORTE ATÉ O PORTO

11 AUP 148 – PROJETO III Beatriz Mickle Griesi nº USP Eduardo Pimentel Pizarro nº USP Ivy Martins Morais nº USP M. Sueli S. S. Agnelli nº USP Tissa Yokota Neves nº USP


Carregar ppt "AUP 148 – PROJETO III. MEMORIAL Levando-se em conta que o mote do projeto é a criação de transposições e interligações, as passarelas se configuram como."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google