A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O zapear a informação em bibliotecas e na Internet Acadêmica: Neusa I. Berto Professora: Ursula Blatmmann Universidade: UFSC Curso: Biblioteconomia Disciplina:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O zapear a informação em bibliotecas e na Internet Acadêmica: Neusa I. Berto Professora: Ursula Blatmmann Universidade: UFSC Curso: Biblioteconomia Disciplina:"— Transcrição da apresentação:

1

2 O zapear a informação em bibliotecas e na Internet Acadêmica: Neusa I. Berto Professora: Ursula Blatmmann Universidade: UFSC Curso: Biblioteconomia Disciplina: Controle de Registro do Conhecimento II Fase: 6ª noturno Florianópolis, 26 abril de 2005.

3 Emoção em Tecnologia da Informação e da Comunicação Apresentação Compartilhar aprendizado O ser humano e as tecnologias Publicar ou parecer no ambiente digital Requisitos de sobrevivência Dicas para lidar com tecnologia e bibliotecas Segredo entre tecnologia e emoção Conclusão

4 Apresentação As novas tecnologias da informação, especialmente a Internet, estão mudando, definitivamente, o modo como: as pessoas aprendem, ensinam, se relacionam, divulgam, acessam, estocam; e recuperam a informação. A percepção do processo de busca de informação em bibliotecas dos estudantes

5 Compartilhar aprendizado A dinâmica do uso das tecnologias da informação e da comunicação impulsiona diferentes tarefas e atividades alternado o processo no ambiente profissional, educacional e pessoal; estimula a busca do aprendizado que as pessoas por meio eletrônicos agregam e facilitam sua interação no meio ambiente. A cada dia as inovações tecnológicas são motivadas pela transição de valores educacionais e culturais nos valores econômicos e políticos.

6 O ser humano e as tecnologias A evolução das tecnologia e técnicas no registro da informação e da comunicação está constantemente aprimorando. A interação do homem com a ferramenta chamada de tecnologia – para manifestar sua memória e seu viver. Novas técnicas são introduzidas para duplicar a informática. Gutenberg nos oferece a imprensa e gera a divulgação ampliada, reduzindo o tempo para reproduzir obras. Tecnologia e técnicas foram incorporadas a fim de preservar a memória.

7 Publicar ou parecer no ambiente digital A princípio acredita-se que tudo é permitido, desde acessar recursos diversificados, tais como ambientes de discussão (listas de discussões, fóruns, chats), páginas de hipermídia (homepages, revistas, catálogos, guias) e hipermídia (entre elas o filmes, a programação televisiva e de rádios on-line). Os limites são descortinados, sejam de acesso a determinadas informações, ambientes restritos com cadastramento ou até mesmo pagamento de produtos e serviços, Para acessar rádios on-line é necessário possuir equipamentos com saídas de áudio. No capital intelectual, o mérito de se ser autêntico é diferenciado do de ser plagiador.

8 Requisitos de sobrevivência Calcular as condições existentes, o tempo, o objetivo a ser alcançado e conhecer os pontos de orientação, os caminhos disponíveis. Definir um alvo, o que se pretende fazer, para depois pensar no como fazer. Por onde trilhar, a quem recorrer, o que recolher e onde apontar. É importante manter uma visão desse conjunto, para saber identificar quando é necessário voltar no percurso e optar por outros caminhos. Centro de informações: museu, biblioteca e cibercafés. Cafeterias conectadas ao mundo da internet.

9 Dicas para lidar com tecnologia e bibliotecas Tempo: Tipo de informação e tipo de ambiente, formas de acesso físico e digital. Lugar: fácil acesso; precisão e prazer de obter, selecionar, analisar e avaliar o material. Interação: envolve pessoas e ambientes, só investiga, navega busca, encanto e fascinação, busca aprender, busca refúgio. Capacitação: O treinamento e a demonstração facilitam o conhecer, as tecnologias da informação e da comunicação assumidas por pessoas em seu fazer, pensar, e atuar. Oferecer orientação, instrução, treinamento gradativo aos diretamente envolvidos.

10 Segredo entre tecnologia e emoção A relação e a interação entre pessoas e o uso de tecnologia da informação precisam ser regadas por dose de carinho, compreensão, tempo e emoção. As tecnologias podem ser assim como as pessoas: deuses ou mitos. Compete ao leitor saber usar e cuidar para que tudo seja mais simples e gratificante nesse processo de aprendizagem. O compartilhar permite, sem dúvida, o crescimento humano.

11 Referência Blattmann, Ursula; Graça Maria Fragoso. Emoção em tecnologia da informação e da comunicação. In: ___. O Zapear a informação em bibliotecas e na Internet, ed. Autêntica, Belo Horizonte, Cap. 4, p


Carregar ppt "O zapear a informação em bibliotecas e na Internet Acadêmica: Neusa I. Berto Professora: Ursula Blatmmann Universidade: UFSC Curso: Biblioteconomia Disciplina:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google