A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estresse e Atividade Física Joyce F. Carvalho

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estresse e Atividade Física Joyce F. Carvalho"— Transcrição da apresentação:

1 Estresse e Atividade Física Joyce F. Carvalho

2 Homeostase Equilíbrio do meio interno. Estresse Quebra da homeostase Estresse (stress, em inglês) "estar sob pressão" ou "estar sob a ação de estímulo persistente".

3 Estresse Quebra da homeostase Reações orgânicas para restabelecer o equilíbrio Impõe ao organismo um esforço de adaptação

4 Estresse Representa o esforço que o organismo realiza para adaptar-se ou reagir a agentes que ameaçam romper com o equilíbrio interno.

5 Estresse Prepara o organismo para a ação e para as adaptação necessárias. Capacidade de adaptação do indivíduo à circunstância atual Contribui para a sobrevivência das espécies. A ausência de estresse levaria à morte.

6 Tipos de Estresse Estresse agudo Estresse agudo é mais intenso e curto, sendo causado normalmente por situações traumáticas mas passageiras (ex: morte de um parente).. Estresse crônico é constante, ocorre no dia a dia mas de uma forma mais suave.

7 Agente estressor Pode ser de várias naturezas:

8 Síndrome Geral de Adaptação Soma de todas as reações gerais do organismo que acompanhavam a exposição prolongada ao estresse. Fases: alarme, resistência e esgotamento

9 Exercício Como Fator de Estresse da demanda energética a necessidade de dissipação de calor. Nóbrega, ACL. (2006).

10 Exercício Como Fator de Estresse Efeitos agudos do exercício Produzir ajustes homeostáticos integrados durante a realização do exercício.Exemplos: sudorese, da freqüência cardíaca, da ventilação pulmonar, da sensibilidade à insulina, da secreção de catecolamina.

11 Exercício Como Fator de Estresse Efeitos crônicos Adaptações morfofuncionais, que aumentam a capacidade do organismo a responder aos estímulos agudos do exercícioExemplos: do consumo máximo de oxigênio, da densidade capilar do músculo esquelético treinado, da freqüência cardíaca de repouso.

12 Comparando com a SGA... Fase de alarme : freqüência cardíaca freqüência cardíaca débito cardíaco débito cardíaco transporte de oxigênio transporte de oxigênio Redistribuição do fluxo sangüíneo para os músculos ativos.

13 Comparando com a SGA... Fase de resistência : Melhora da capacidade do organismo. Condicionamento físico. Fase de esgotamento : O estresse se torna intolerável. Lesões, fraturas, overtraining

14 Redistribuição do fluxo sangüíneo.

15 Respostas cardiovasculares ao exercício.

16 As adaptações ocasionadas pela atividade física protegem o coração.

17

18 Aprimorando o condicionamento físico Treinamento: Corrida em esteira ergométrica Seleção e Adaptação da Amostra Aumento Progressivo da Carga 4 Semanas – Treinamento Aeróbico 1 a Avaliação Física 2 a Avaliação Física

19 Limiar de Lactato Ponto de transição entre o metabolismo aeróbico e glicolítico Intensidade de exercício anterior ao aumento exponencial do lactato no sangue LL

20 Glicose Piruvato Demais reações da glicólise Glicogênio Glicose-1-Fosfato Glicose-6-Fosfato Pi Lactato Lactato desidrogenase Glicose Hexoquinase CO 2 O2O2

21 Limiar de Lactato Recuperação Ativa Exercício Progressivo Repouso e Aquecimento LL

22 Limiar de Lactato Velocidade do LL Teste t não pareado p 0,0015 * n= 12 n= 17 Velocidade de Exaustão Teste t não pareado p 0,0003 * n= 12 n= 17 Intensidade Relativa do LL Teste t não pareado p > 0,05 n= 12 n= 17 [Lactato] no LL Teste t não pareado p > 0,05 n= 12 n= 17

23 Função Cardíaca * * ** ** ** * p = 0,0002; ** p < 0,0001 Controle 30min. Isquemia 30min. Reperfusão 30min.

24 Glicose Piruvato Demais reações da glicólise Glicogênio Glicose-1-Fosfato Glicose-6-Fosfato Pi Lactato Lactato desidrogenase Glicose Hexoquinase CO 2 O2O2

25 Melhora no metabolismo oxidativo muscular. Atividade da Succinato Desidrogenase (SDH) #

26 Metabolismo glicolítico. Atividade da Lactato Desidrogenase (LDH) # #

27 Agradecimentos Laboratório de Eletrofisiologia Cardíaca Antônio Paes de Carvalho– IBCCF - UFRJ Laboratório de Eletrofisiologia Cardíaca Antônio Paes de Carvalho– IBCCF - UFRJ Prof a Dr a. Masako Oya Masuda Elen Aguiar Chaves Pedro Paulo Pereira Júnior Laboratório de Bioenergética – Instituto Bioquímica Médica – ICB – UFRJ Laboratório de Bioenergética – Instituto Bioquímica Médica – ICB – UFRJ Prof. Dr. Antonio Galina Filho Wagner Seixas da Silva Escola de Educação Física e Desportos - UFRJ Escola de Educação Física e Desportos - UFRJ Prof. Dr. Fernando A.M.S. Pompeu (LABOFISE) Apoio Financeiro : CAPES, CNPq, FAPERJ, PRONEX


Carregar ppt "Estresse e Atividade Física Joyce F. Carvalho"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google