A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução a Poluição Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução a Poluição Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução a Poluição Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina Grande Centro de Tecnologia e Recursos Naturais Área de Engenharia de Recursos Hídricos Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental

2 Poluição Entendimento geral

3 Poluição Degradação da qualidade ambiental resultante das atividades que direta ou indiretamente prejudiquem a saúde, a segurança e o bem-estar da população, criem condições adversas às atividades sociais e econômicas, afetem desfavoravelmente a biota, afetem as condições estéticas ou sanitárias do meio ambiente, e lancem materiais ou energia em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos. – IBGE, Vocabulário Básico de Recursos Naturais e Meio Ambiente

4

5 Desenvolvimento Humano e Meio Ambiente

6 Política Nacional do Meio Ambiente ( Lei nº6.938/81) Poluição: degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente: a) prejudiquem a saúde a segurança e o bem estar da população; b) criem condições adversas às atividades sociais e econômicas; c) afetem desfavoravelmente a biota; d) afetem as condições estéticas ou sanitárias do meio ambiente; e) lance matérias ou energia em desacordo com os padrões ambientais.

7 Visão do Ambientalismo No seu sentido mais amplo, pode ser entendida como qualquer modificação das características de um ambiente de modo a torná-lo impróprio às formas de vida que ele normalmente abriga. (Samuel Branco, 1972).

8 Poluente Toda e qualquer forma de matéria ou energia que, direta ou indiretamente, causa poluição do meio ambiente (Lei – Art. 3º).

9 Fonte de Poluição Qualquer atividade, sistema, processo, equipamentos ou dispositivos, móvel ou não, previsto no regulamento desta lei, que cause ou possa vir a causar a emissão de poluentes. (Lei 6.938/81 – Art. 5º).

10 O que/quem é Poluidor ? A pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável, direta ou indiretamente, por atividade causadora de degradação ambiental.

11 Poluição Poluente Fonte de poluição Poluidor Representação

12 Contaminante X Poluente Contaminante: substância que resulta em desvio da composição normal do ambiente. Poluente: substância presente em concentrações maiores que as naturais como resultado da atividade humana, e que tem efeito negativo sobre o ambiente ou algo de valor no ambiente.

13 Paracelsus ( ) Todas as substâncias são venenos; não existe uma que não seja um veneno. É a dose que diferencia um veneno de um remédio. Paracelso, pseudônimo de Phillipus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim - famoso médico, alquimista, físico e astrólogo suíço.

14 Relação Dose Resposta A relação quantitativa entre a quantidade de exposição a uma determinada substância e da extensão da lesão tóxica ou doença produzida. relação entre a reação tóxica (a resposta) e a quantidade de substância tóxica recebida (a dose).

15 Toxicidade DL50: uma única de dose de determinada substância que leva a óbito 50% da população exposta. Via dérmica e oral CL50: é a concentração atmosférica de uma substância química que provoca a morte de 50 % de um grupo de animais expostos. Inalação Tempo para morte entre 1 a 14 dias. Unidade: massa da substância por massa corporal do ser vivo Para uma mesma dose de uma substância, em alguns animais será observado um efeito letal, em outros uma doença que poderá ser revertida e em um outro grupo parecerá que nenhum efeito foi ocasionado.

16 Grau de Toxicidade Categoria de ToxicidadeDL 50 – Ratos (via Oral) Extremamente tóxico< 1mg/kg Altamente tóxico1-50 mg/kg Moderadamente tóxico mg/kg Ligeiramente tóxico0,5-5 g/kg Praticamente não tóxico5-15 g/kg Relativamente atóxico> 15 g/kg

17 Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho Limite de Tolerância - TLV (Threshold Limit Values) – Limite compatível com a salubridade do ambiente em que vive o trabalhador – sem causar dano –, para as mais diversas substâncias. Valores Tetos – TLVs (Ceiling) – Valor Máximo da Concentração Instantânea.

18 DALY DALY – Disability Adjusted Life Year – Anos de Vida Perdidos Ajustados por Incapacidade Trata-se de um indicador que procura medir simultaneamente o impacto da mortalidade e dos problemas de saúde que afetam a qualidade de vida dos indivíduos. – Esperança de vida ideal cujo padrão utilizado foi o do Japão (80 anos para homens e 82,5 anos para mulheres). – Escala de saúde que varia entre zero e um, onde zero significa o estado de plena saúde e um é a morte, o pior estado de saúde possível Utilização de um mesmo padrão para todos os países

19 Tipo de Poluição – por localização Pontual: – o ponto de lançamento da carga poluidora é bem definido (local específico e facilmente identificável). Despejo de efluentes domésticos, industriais Não Pontual (Difusa): – proveniente de vários locais específicos ou de uma larga extensão de terreno. Área de irrigação, veículos...

20 Tipo de Poluição – por abrangência do impacto Local – Afetará somente a vizinhança onde foi gerado Regional – Atingirá áreas aquém daquela onde foi gerado Global – se expande de tal forma que afeta todo o planeta.

21 Classificação da poluição Quanto a origem: natural e artificial; Quanto à localização: atmosférica, hídrica e edáfica; Quanto à forma: química, orgânica, térmica, mecânica, radiativa, sonora, etc. Quanto ao aspecto econômico: da miséria e tecnológica.

22 A Atividade Natural Apresenta o Vulcanismo como principal forma de poluição. – Poeira a km de altura. – Partículas que chegam aos níveis mais altos tem diâmetro de aproximadamente 1 m. Demoram de 2 a 12 anos na estratosfera antes de cair na troposfera, onde são rapidamente lavadas. Emissão de óxidos de nitrogênio e de enxofre, H 2 S, HCl, HF, SCO (sulfeto de carbonila), cinzas e partículas sólidas. Polinização

23 Atividade Humana Fontes Industriais; Queima de combustíveis; Queima de resíduos sólidos, Evaporação de produtos de petróleo; Atividades produtoras de odores; Fontes de radiações; Outras atividades.

24 Tipos de Poluição Poluição do ar Poluição do solo Poluição da água Poluição sonora Poluição visual Poluição do Solo

25 Fontes geradoras de poluição Atividade doméstica: resíduos, esgotos e águas residuárias; Atividade industrial: resíduos, efluentes, material particulado e gases; Estocagem subterrânea de combustíveis: postos de gasolina; Sistemas de saneamento in situ: fossas comuns e sépticas; Cemitérios: necrochorume e resíduos; Atividade agropecuária: fertilizantes, agrotóxicos, esgoto e esterco de animais.

26 Ciclo da poluição 1ª fase ocorre a geração e a emissão de poluentes pelas diversas fontes poluidoras existentes; 2ª fase ocorre o transporte e a difusão desses poluentes no ambiente (as águas e os ventos, dentre outros fatores, têm grande importância); 3ª fase ocorre o contato com o homem, os animais, os vegetais, etc., prejudicando, direta ou indiretamente, o homem e ficando caracterizada a poluição ambiental.

27 Poluição química Poluição química brutal (com efeito agudo): decorrente de descargas maciças de detritos industriais no meio ambiente (ex.: ácidos, metais pesados, detergentes, etc.); Poluição química insidiosa (com efeito crônica): ocorre de maneira mais ou menos sistemática, com menor quantidade de poluentes. Efeitos intensificados com a mistura de vários tipos de poluentes (ex.: detergentes sintéticos, subprodutos do petróleo, etc.).

28 Poluição biológica ou orgânica Poluentes caracterizados por materiais orgânicos fermentáveis; Fontes poluidoras: esgotos domésticos, indústrias de lacticínios, curtumes, matadouros, etc.

29 Poluição térmica Decorrente da elevação da temperatura média do ambiente; Comum nos ambientes aquáticos; Fonte poluidora: aquecimento das águas utilizadas no resfriamento de reatores de usinas térmicas, nas centrais elétricas, nas refinarias de petróleo, etc.

30 Poluição mecânica Decorrente do deslocamento de grandes quantidades de argila, areia, calcário, etc. Poluição radioativa Origem: explosões atômicas, acidentes de usinas nucleares e no lixo atômico; Águas utilizadas no resfriamento dos reatores atômicos poluem termicamente e podem arrastar resíduos radioativos.

31 Poluição da miséria Países subdesenvolvidos; Decorrente devido à falta de saneamento, causadora de enfermidades (disenteria, hepatite, febre tifóide, etc.). Poluição tecnológica Países desenvolvidos; Decorrente do uso de pesticidas e de muitos outros produtos industriais.

32 Poluentes mundiais Dióxido de Carbono Presente na combustão de produtos carbonados diversos; Favorece ao Efeito Estufa.

33 Poluentes mundiais Resultante da combustão incompleta de materiais fósseis, como o petróleo e carvão; Incolor e inodoro; Extremamente tóxico para o homem. Monóxido de Carbono

34 Poluentes mundiais Emanações de centrais elétricas, indústrias, veículos automotores e combustíveis domésticos freqüentemente carregado de ácido sulfúrico; Agrava as afecções respiratórias, ataca as árvores e plantas, certos tecidos sintéticos, etc.; Favorece ao fenômeno da chuva ácida. Dióxido de Enxofre

35 Poluentes mundiais Provêm de motores a combustão, aviões, incineradores, do emprego excessivo de certos fertilizantes, de queimadas e de instalações industriais; Causam nevoeiros, podem provocar afecções respiratórias e bronquites em recém-nascidos; Favorecem ao fenômeno da chuva ácida. Óxidos de Nitrogênio

36 Poluentes mundiais Produzidas, principalmente, pela utilização da energia nuclear, tanto para fins industriais como bélicos; Importante na medicina e na pesquisa médica (quando utilizados em determinadas doces, podem causar malefícios e até genéticos). Radiações

37 Desenvolvimento Sustentável Conciliar o desenvolvimento econômico com o mantimento dos recursos naturais para as gerações futuras. Entendimento que os recursos naturais são finitos!

38 Referências &script=sci_arttext &script=sci_arttext _100.asp _100.asp


Carregar ppt "Introdução a Poluição Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google