A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relatório Mundial sobre a Violência e a Saúde. Lançado em Bruxelas em 3/10/2002 Três anos de preparação >160 expertos de > 70 países Lançado em Bruxelas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relatório Mundial sobre a Violência e a Saúde. Lançado em Bruxelas em 3/10/2002 Três anos de preparação >160 expertos de > 70 países Lançado em Bruxelas."— Transcrição da apresentação:

1 Relatório Mundial sobre a Violência e a Saúde

2 Lançado em Bruxelas em 3/10/2002 Três anos de preparação >160 expertos de > 70 países Lançado em Bruxelas em 3/10/2002 Três anos de preparação >160 expertos de > 70 países

3 Propósito do IMVS 1. Incrementar a consciência - impacto - violência esquecida 2. Destacar as contribuições da saúde pública 3. Incrementar o compromisso do setor saúde 1. Incrementar a consciência - impacto - violência esquecida 2. Destacar as contribuições da saúde pública 3. Incrementar o compromisso do setor saúde

4 Definições Violência é o uso intencional da força física ou o poder, real o por ameaça, contra a pessoa mesma, contra outra pessoa, ou contra um grupo ou comunidade que possa resultar em ou tenha alta probabilidade de resultar em morte, lesão, dano psicológico, problemas de desenvolvimento ou privação Relatório mundial sobre a violência e a saúde Violência é o uso intencional da força física ou o poder, real o por ameaça, contra a pessoa mesma, contra outra pessoa, ou contra um grupo ou comunidade que possa resultar em ou tenha alta probabilidade de resultar em morte, lesão, dano psicológico, problemas de desenvolvimento ou privação Relatório mundial sobre a violência e a saúde

5 Tipologia Definições Violência ColetivaInterpessoal Auto-infligidaAuto-infligida

6 Tipologia Definições Auto-infligida Auto-abuso CondutasuicidaCondutasuicida Natureza da violência FísicaFísica SexualSexual PsicológicaPsicológica Privação ou negligência

7 Tipologia Definições Interpessoal Comunidade Família/companheiro/aFamília/companheiro/a Natureza da violência FísicaFísica SexualSexual PsicológicaPsicológica Privação ou negligência Crianças Crianças Companheiro/aCompanheiro/aIdososIdososConhecidosConhecidos DesconhecidosDesconhecidos

8 Tipologia Definições Coletiva Natureza da violência FísicaFísica SexualSexual PsicológicaPsicológica Privação ou negligência SocialSocialPolíticaPolíticaEconômicaEconômica

9 Conteúdo do IMVS Violência juvenil Violência coletiva Violência sexual Violência autoinfligida Abuso e negligência contra os idosos Violência entre companheiros íntimos Abuso e negligência infantil

10 Marco conceitual similar para cada tipo de violência: –Magnitude e impacto –Fatores de risco definidos –Intervenção e políticas para enfrentá-la –Recomendações para a ação Marco conceitual similar para cada tipo de violência: –Magnitude e impacto –Fatores de risco definidos –Intervenção e políticas para enfrentá-la –Recomendações para a ação Formato do IMVS

11 Vínculos entre os tipos de violência Violência interpessoal Suic í dio

12 Violência interpessoal Guerra Suicídio Vínculos entre os tipos de violência

13 Violência interpessoal Guerra Suicídio Vínculos entre os tipos de violência

14 Violência interpessoal Guerra Suic í dio Fatores de risco (álcool, drogas, armas de fogo, iniq ü idade, … ) Vínculos entre os tipos de violência

15 Números Violência em perspectiva Fonte: OMS Base de dados, 2000 Malária Lesões de trânsito Violência Tuberculose HIV

16 Mortalidade por Violência, 2000 Números

17 Violência interpessoal Números Taxas globais de homicídio por 100,000 habitantes, 2000 Fonte: Base de dados OMS, 2000

18 Violência interpessoal Números Taxas globais de homicídio por 100,000 habitantes, 2000 Fonte: Base de dados OMS, % das mortes Homicídio: #5 5.4% das mortes Homicídio: #5

19 Suic í dio Números Taxas globais de suicídio por 100,000 habitantes, 2000 Fonte:Base de dados OMS, 2000

20 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada

21 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada < 50% dos países têm dados < 50% dos países têm dados

22 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada 20 feridos por cada homicídio juvenil 20 feridos por cada homicídio juvenil

23 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada 70% das mulheres são vítimas de violência doméstica 70% das mulheres são vítimas de violência doméstica

24 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada 20% das mulheres e 10% dos homens são vítimas de abuso sexual na infância 20% das mulheres e 10% dos homens são vítimas de abuso sexual na infância

25 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada 30% das primeiras experiências sexuais são forçadas 30% das primeiras experiências sexuais são forçadas

26 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada 5 % dos Idosos são vítimas de abuso em seu lar 5 % dos Idosos são vítimas de abuso em seu lar

27 Números Mortes Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada por Instituições de Saúde ou de polícía Violência informada em pesquisas Violência não informada ? ?

28 Conseq ü ências para a sa ú de Números Consequências para a saúde Físicas Físicas Saúde Mental Saúde Mental Conduta Conduta Reprodutiva Reprodutiva Infecções de transmissão sexual Infecções de transmissão sexual Físicas Físicas Saúde Mental Saúde Mental Conduta Conduta Reprodutiva Reprodutiva Infecções de transmissão sexual Infecções de transmissão sexual

29 Custos da violência Números Custos Indiretos Mortes prematuras Mortes prematuras Perda de produtividade Perda de produtividade Ausentismo Ausentismo Desenvolvimento econômico Desenvolvimento econômico Qualidade de vida Qualidade de vida Outras perdas intangíveis Outras perdas intangíveis Mortes prematuras Mortes prematuras Perda de produtividade Perda de produtividade Ausentismo Ausentismo Desenvolvimento econômico Desenvolvimento econômico Qualidade de vida Qualidade de vida Outras perdas intangíveis Outras perdas intangíveis Custos diretos Médicos Médicos Em saúde mental Em saúde mental Resposta dos serviços de Resposta dos serviços de emergência emergência Serviços legais Serviços legais Serviços judiciais Serviços judiciais Médicos Médicos Em saúde mental Em saúde mental Resposta dos serviços de Resposta dos serviços de emergência emergência Serviços legais Serviços legais Serviços judiciais Serviços judiciais

30 Fatores de Risco – modelo ecológico Fatores de risco IndividuaisEm relações Comunitarios Sociais Exemplos: Fatores demográficos Desordens psicológicas e de personalidade Historia de abuso Exemplos: Pobre relação com os pais Conflitos de casal Amigos envolvidos em violencia Exemplos: Posição social da mulher Concentração de pobreza Isolamento social Tráfico ilegal de drogas Exemplos: Iniqüidades Normas que apóiam a violência Disponibilidade de armas de fogo Debilidade de policia/ justiça criminal Violência nos meios de comunicação

31 IndividuaisEm relaçõesComunitários Sociais Prevenção da violência - O modelo ecológico Soluções Exemplos Progs. de desenvolv. social Trenamiento Vocacional Cuidado e apoio a vítimas Exemplos Programas de treinamento a país de familia Visitas aos lares Programas co, mentores Terapia de família Exemplos Redução de acesso a bebidas alcoólicas Identificação e referência de pessoas em risco de exposição a violência Melhoria de acesso a serviços de saúde e trauma Exemplos Informação para público Fortalecimento de sistemas policiais e judiciais Redução de pobreza e desigualdades Reformas educativas Redução do acesso a meios Programas de geração de empregos

32 Um problema multi-setorial Soluções Saúde Pública

33 Um problema multi-setorial Soluções Outros Justiça Diplomacia Polícia Emprego Educação Bem-estar Saúde Pública

34 Soluções Saúde Pública PesquisaPesquisa PromoçãoPromoção Coleta de dados PrevençãoPrevenção AvaliaçãoAvaliação PolíticasPolíticas ServiçosServiços O papel da saúde pública

35 1. Criar, colocar em prática e monitorar planos nacionais de prevenção da violência Recomenda ç ões Soluções 2. Aumentar a capacidade de coleta de dados sobre violência 3. Definir prioridades e apoiar a pesquisa sobre as causas, conseqüências, custos e atividades de prevenção da violência

36 4. Promover respostas de atenção primária 5. Fortalecer respostas para as vítimas da violência 6. Integrar a prevenção da violência a políticas sociais, de educação e por ende promover a eqüidade social e de gênero Soluciones

37 7. Incrementar a colaboração e intercâmbio de informação em prevenção da violência 8. Promover e monitorar a adesão de nações a tratados internacionais, leis e outros mecanismos para proteger os direitos humanos… 9. Buscar respostas práticas apoiadas a nível internacional para controlar o tráfico de drogas e de armas Soluções

38 Campanha Campanha Global pela prevenção da violência Visibilidade do Relatório mundial Colocar em prática as recomendações

39 Devemos fazer frente às raízes da violência. Só assim transformaremos o legado do século passado de lastro oneroso em experiência ensinada. Nelson Mandela no prólogo ao Relatório mundial sobre a violência e a saúde Devemos fazer frente às raízes da violência. Só assim transformaremos o legado do século passado de lastro oneroso em experiência ensinada. Nelson Mandela no prólogo ao Relatório mundial sobre a violência e a saúde Campanha


Carregar ppt "Relatório Mundial sobre a Violência e a Saúde. Lançado em Bruxelas em 3/10/2002 Três anos de preparação >160 expertos de > 70 países Lançado em Bruxelas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google