A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ACIDENTES EM PISCINAS Hipotermia; Hipotermia; Hidrocussão; Hidrocussão; TCE/TRM; TCE/TRM; Afogamento. Afogamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ACIDENTES EM PISCINAS Hipotermia; Hipotermia; Hidrocussão; Hidrocussão; TCE/TRM; TCE/TRM; Afogamento. Afogamento."— Transcrição da apresentação:

1

2 ACIDENTES EM PISCINAS Hipotermia; Hipotermia; Hidrocussão; Hidrocussão; TCE/TRM; TCE/TRM; Afogamento. Afogamento.

3 ACIDENTES EM PISCINAS HIPOTERMIA HIPOTERMIA O que é ? O que é ? Sinais e sintomas: Tremor; Tremor; Cianose; Cianose; Alteração de sensibilidade; Alteração de sensibilidade; Alteração do nível de consciência. Alteração do nível de consciência.

4 ACIDENTES EM PISCINAS HIPOTERMIA – Tratamento: Aquecimento; Aquecimento; Oxigênio. Oxigênio.

5 SÍNDROME DE IMERSÃO (HIDROCUSSÃO) SÍNDROME DE IMERSÃO (HIDROCUSSÃO) O que é ? Como prevenir ? Molhar virilha. Molhar virilha. Molhar pulsos. Molhar pulsos. Molhar rosto. Molhar rosto. Tratamento: ABC da vida. ABC da vida. ACIDENTES EM PISCINAS

6 TCE / TRM TCE / TRM O que é ? O que é ? ACIDENTES EM PISCINAS

7

8

9 ACIDENTES NA ÁGUA Tratamento do TRM: Tratamento do TRM: Priorizar estabilização da coluna; Priorizar estabilização da coluna; Oxigênio a 15 L/min. Oxigênio a 15 L/min.

10 AFOGAMENTO DEFINIÇÃO Aspiração de fluido não corporal por submersão ou imersão. Quanto ao tipo de água: Afogamento em água doce; Afogamento em água doce; Afogamento em água salgada. Afogamento em água salgada. Quanto à causa: Afogamento primário; Afogamento primário; Afogamento secundário. Afogamento secundário. Quanto à gravidade: DE 0 À 6° graus. DE 0 À 6° graus.

11 AFOGAMENTO FISIOPATOLOGIA Líquido aspirado; Líquido aspirado; Traquéia – brônquios – bronquíolos; Traquéia – brônquios – bronquíolos; Alvéolos pulmonares encharcados; Alvéolos pulmonares encharcados; Entrada de oxigênio prejudicada; Entrada de oxigênio prejudicada; Saída de gás carbônico prejudicada. Saída de gás carbônico prejudicada.

12 AFOGAMENTO AFOGAMENTO EM ÁGUA DOCE (Rios, tanques, lagos, piscinas, etc) X AFOGAMENTO EM ÁGUA SALGADA (Mar) AFOGAMENTO EM ÁGUA SALGADA (Mar) Prognóstico após afogamento Diferenças terapêuticas – Tratamento diferente ??? Diferenças terapêuticas – Tratamento diferente ???

13 AFOGAMENTO AFOGAMENTO PRIMÁRIO Sem fator incidental ou patológico; Sem fator incidental ou patológico; Mais comum. Mais comum.

14 AFOGAMENTO AFOGAMENTO SECUNDÁRIO Causado por patologia ou incidente associado. Causado por patologia ou incidente associado. Traumatismos, drogas(álcool), etc. Traumatismos, drogas(álcool), etc.

15 Avaliação Inicial da Cena Segurança no local Segurança no local Mecanismo do Trauma ou da Lesão Mecanismo do Trauma ou da Lesão Número de Vítimas Número de Vítimas Bioproteção Bioproteção Apoio Apoio

16 Parada Cárdio-Respiratória Quando não iniciar a RCP: Rigidez cadavérica; Rigidez cadavérica; Livores; Livores; Decomposição corporal; Decomposição corporal; Lesão incompatível com a vida; Lesão incompatível com a vida; Tempo de submersão superior a 1 hora. Tempo de submersão superior a 1 hora.

17 Parada Cárdio-Respiratória Quando interromper a RCP: Chegada do socorro avançado; Chegada do socorro avançado; Presença de pulso palpável; Presença de pulso palpável; Exaustão. Exaustão.

18 Parada Cárdio-Respiratória Complicações da RCP: Fraturas e luxações de costelas; Fraturas e luxações de costelas; Pneumotórax; Pneumotórax; Lesão pulmonar; Lesão pulmonar; Hemotórax; Hemotórax; Fratura de esterno; Fratura de esterno; Lesão de fígado e/ou baço. Lesão de fígado e/ou baço.

19 Parada Cárdio-Respiratória Rigidez cadavérica

20 Parada Cárdio-Respiratória Livores

21 Decomposição corporal Decomposição corporal

22 Parada Cárdio-Respiratória Lesão incompatível com a vida.

23 AFOGAMENTO GRAUS DE AFOGAMENTO Incidência de óbitos: Resgate; Resgate; Grau 1; Grau 1; Grau 2; Grau 2; Grau 3; Grau 3; Grau 4; Grau 4; Grau 5; Grau 5; Grau 6. Grau 6. 0 % 0,6 % 5,2 % 19,4 % 44 % 93 %

24 AFOGAMENTO GRAUS DE AFOGAMENTO RESGATE: Vítima LOTE; Vítima LOTE; Sem tosse; Sem tosse; Sem espuma na boca ou no nariz; Sem espuma na boca ou no nariz; Sem evidência de aspiração de água. Sem evidência de aspiração de água. Tratamento: Tratamento: Tranqüilizar a vítima; Tranqüilizar a vítima; Pode ser liberada do local. Pode ser liberada do local.

25 AFOGAMENTO GRAU 1: GRAU 1: Pequena quantidade de líquido aspirado; Pequena quantidade de líquido aspirado; Tosse; Tosse; Sem espuma na boca ou no nariz; Sem espuma na boca ou no nariz; Ausculta pulmonar normal. Ausculta pulmonar normal.Tratamento: Tranqüilizar a vítima; Tranqüilizar a vítima; Repouso; Repouso; Aquecimento; Aquecimento; Pode ser liberada do local. Pode ser liberada do local.

26 AFOGAMENTO GRAU 2: Quantidade considerável de líquido aspirado; Quantidade considerável de líquido aspirado; Vítima torporosa, agitada e/ou desorientada; Vítima torporosa, agitada e/ou desorientada; Ausculta pulmonar com poucos estertores; Ausculta pulmonar com poucos estertores; Pode apresentar pequena quantidade de espuma na boca e/ou no nariz. Pode apresentar pequena quantidade de espuma na boca e/ou no nariz.Tratamento: Oxigênio a 5 L/min Oxigênio a 5 L/min Posição lateral de segurança sob o lado direito; Posição lateral de segurança sob o lado direito; Repouso e aquecimento; Repouso e aquecimento; Necessita de atendimento médico-hospitalar. Necessita de atendimento médico-hospitalar.

27 AFOGAMENTO GRAU 3: Muita quantidade de líquido aspirado; Muita quantidade de líquido aspirado; Ausculta pulmonar com muitos estertores; Ausculta pulmonar com muitos estertores; Edema agudo de pulmão; Edema agudo de pulmão; Apresenta grande quantidade de espuma na boca e/ou no nariz; Apresenta grande quantidade de espuma na boca e/ou no nariz; Pulso periférico palpável. Pulso periférico palpável.Tratamento: Oxigênio de 10 a 15 L/min; Oxigênio de 10 a 15 L/min; Posição lateral de segurança sob o lado direito; Posição lateral de segurança sob o lado direito; Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente. Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente.

28 AFOGAMENTO GRAU 4: Muita quantidade de líquido aspirado; Muita quantidade de líquido aspirado; Ausculta pulmonar com muitos estertores; Ausculta pulmonar com muitos estertores; Edema agudo de pulmão; Edema agudo de pulmão; Apresenta grande quantidade de espuma na boca e/ou no nariz; Apresenta grande quantidade de espuma na boca e/ou no nariz; Pulso periférico ausente. Pulso periférico ausente. Tratamento: Tratamento: Oxigênio de 10 a 15 L/min; Oxigênio de 10 a 15 L/min; Posição lateral de segurança sob o lado direito; Posição lateral de segurança sob o lado direito; Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente. Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente.

29 AFOGAMENTO GRAU 5: Parada respiratória; Parada respiratória; Pulso central palpável; Pulso central palpável;Tratamento: Ventilação artificial com Oxigênio a 15 L/min; Ventilação artificial com Oxigênio a 15 L/min; Após retorno espontâneo na respiração, tratar como GRAU 4; Após retorno espontâneo na respiração, tratar como GRAU 4; Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente. Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente.

30 AFOGAMENTO GRAU 6: Parada cárdio-respiratória; Parada cárdio-respiratória; Pulso periférico e central ausente; Pulso periférico e central ausente; Tratamento: Tratamento: RCP com oxigênio a 15 L/min; RCP com oxigênio a 15 L/min; Após retorno de pulso palpável, tratar como GRAU 5; Após retorno de pulso palpável, tratar como GRAU 5; Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente. Necessita de atendimento médico-hospitalar urgente.

31 Verificar a resposta do Afogado Você está me ouvindo ? Verificar tosse e espuma pela boca e nariz SIMNÃO Desobstruir vias aéreas com manobra manual Precauções com a coluna se indicadas Verificar respiração AusentePresente Fazer 2 respirações Verificar pulso do pescoço AusenteTosse sem espuma Espuma em pequenaquantidade Espuma em grande quantidade Resgate Grau 6 Grau 5 PresenteAusente Grau 1 Verificar pulso radial Grau 2 Grau 4 Grau 3 PresenteAusente AFOGAMENTO

32 AFOGAMENTO CURIOSIDADES SOBRE AFOGAMENTO: 1 a 3 mL/Kg de peso corporal de água aspirada reduzem em até 50 % da troca gasosa; 1 a 3 mL/Kg de peso corporal de água aspirada reduzem em até 50 % da troca gasosa; Afogado seco x afogado molhado; Afogado seco x afogado molhado; O maior tempo registrado, em todo mundo, de submersão em água fria, sem seqüela neurológica é de 66 minutos; O maior tempo registrado, em todo mundo, de submersão em água fria, sem seqüela neurológica é de 66 minutos; O CRA do Gmar (Rio de Janeiro) registrou um caso de afogamento com tempo de submersão superior a 10 minutos sem seqüela neurológica. O CRA do Gmar (Rio de Janeiro) registrou um caso de afogamento com tempo de submersão superior a 10 minutos sem seqüela neurológica. Existem casos de reanimação de afogados com mais de 40 minutos de RCP, porém, com seqüelas neurológicas Existem casos de reanimação de afogados com mais de 40 minutos de RCP, porém, com seqüelas neurológicas

33 VÍTIMAS DE AFOGAMENTO

34

35

36 Recomendações Mantenha a calma e realize todos os procedimentos de primeiros socorros treinados Mantenha a calma e realize todos os procedimentos de primeiros socorros treinados Lembre-se de somente realizar o transporte até o hospital após ser feitos todos os procedimentos de primeiros socorros no local e que você tenha todos os recursos necessários para a sua realização Lembre-se de somente realizar o transporte até o hospital após ser feitos todos os procedimentos de primeiros socorros no local e que você tenha todos os recursos necessários para a sua realização Atenção: você pode ser a diferença entre a vida e a morte ! Tome uma decisão consciente e segura Atenção: você pode ser a diferença entre a vida e a morte ! Tome uma decisão consciente e segura

37 REFLEXÃO Ser SOCORRISTA não é uma diversão, mas sim uma nobre profissão onde o profissionalismo e os conhecimentos adquiridos podem fazer a diferença entre a vida e a morte. Pensem nisto !!!

38 BATALHÃO DE EMERGÊNCIA MÉDICA COMPANHIA DE TEINAMENTO E QUALIFICAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS OBRIGADO PELA ATENÇÃO E PARTICIPAÇÃO EM CASO DE EMERGÊNCIA DISQUE 193


Carregar ppt "ACIDENTES EM PISCINAS Hipotermia; Hipotermia; Hidrocussão; Hidrocussão; TCE/TRM; TCE/TRM; Afogamento. Afogamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google