A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SÍNDROMES. CARIÓTIPO Conjunto cromossômico de uma célula diplóide, no qual pode se evidenciar o número, a forma e o tamanho dos cromossomos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SÍNDROMES. CARIÓTIPO Conjunto cromossômico de uma célula diplóide, no qual pode se evidenciar o número, a forma e o tamanho dos cromossomos."— Transcrição da apresentação:

1 SÍNDROMES

2 CARIÓTIPO Conjunto cromossômico de uma célula diplóide, no qual pode se evidenciar o número, a forma e o tamanho dos cromossomos.

3 GENOMA Conjunto cromossômico de uma célula haplóide, no qual pode se evidenciar o número, a forma e o tamanho dos cromossomos.

4 CARIÓTIPO NORMAL - HOMEM

5 CARIÓTIPO NORMAL - MULHER

6 CARIÓTIPO MASCULINO CARIÓTIPO FEMININO

7 Presença de um cromossomo adicional no par 21 (existem no total 3 cromossomos), que provoca atraso mental e anomalias físicas. Incidência: 1 em cada 700 recém-nascidos, embora o risco aumente com a idade da mãe. Mais de 20% dos bebes são filhos de mães com mais de 35 anos. Síndrome de Down

8 CARIÓTIPO DA SÍNDROME DE DOWN

9 PREGA SIMIESCA

10 Síndrome de Klinefelter Afeta homens, que nascem com um cromossomo X a mais. 1 em cada 700 recém-nascidos rapazes e provoca dificuldades na fala e leitura, alguns caracteres femininos e esterilidade.

11 CARIÓTIPO DA SÍNDROME DE KLINEFELTER

12 PORTADOR DA SÍNDROME DE KLINEFELTER

13

14 Síndrome de Turner Mulheres não tem total ou parcialmente, um dos cromossomos X. baixa estatura disgenesia gonadal pescoço alado fácies incomum típica linha posterior de implantação dos cabelos baixa tórax largo com mamilos espaçados freqüência elevada de anomalias renais e cardiovasculares A incidência do fenótipo da Síndrome é de cerca de 1 em 5000 meninas nativivas.

15 CARIÓTIPO DA SÍNDROME DE TURNER

16 PORTADORA DA SÍNDROME DE TURNER

17 Síndrome Cri du chat (miado do gato) Foi estudada primeiramente pelo Prof. Lejeune, em Paris em Este cientista foi o mesmo que também identificou a Síndrome de Down. Ele descreveu a síndrome a partir do choro característico que muitos bebês ou crianças têm que é muito parecido com o miado de um gato. É uma síndrome que atinge 1 em crianças no mundo e se origina no momento da concepção. É uma desordem genética causa pela perda de material genético do braço curto do cromossoma 5.

18 - Múltiplas formações congênitas de muitos órgãos - Orelhas mal formadas e situadas abaixo da posição normal - mandíbula retraída, queixo pequeno e nariz com aparência de duende; Deficiência mental; Rim em forma de ferradura ou duplo - Osso esterno pequeno Morrem nos primeiros seis meses; proporção de 1 a cada nascimentos. Síndrome de Edwards Trissomia no par 18

19 A freqüência em países desenvolvidos é de cerca de 2/1000 nascidos vivos. No Brasil, os números aumentam para 7/1000 nascidos vivos. O fato decorre da precariedade do atendimento e acompanhamento pré-natal, assim como as condições sócio-econômicas da maioria da população destas localidades. Paralisia Cerebral Suas causas são quase sempre decorrentes da falta de oxigenação cerebral e podem acontecer durante a gravidez, no momento do parto ou durante o período do desenvolvimento neuro motor.

20 Relacionada com o cromossomo X resulta de mutações nos genes do mesmo e afeta quase exclusivamente os homens. Doença hereditária miopatia pseudo-hipertrófica que é uma forma de miopatia progressiva que atinge sucessivamente os membros inferiores, os superiores e a musculatura do tronco. Provoca hipertrofia progressiva. Distrofia muscular de Duchenne

21 Embriologia

22 Tuba uterina

23

24

25 Zigoto ou célula-ovoDuas células Quatro células

26 Mórula - três dias depois da fecundação

27 Blastocisto - cinco a seis dias após a fertilização

28 4 semanas após a fecundação face em desenvolvimento rebentos dos braços e pernas um coração que bate tamanho de um grão de arroz

29 pressão arterial alta, inchação do rosto, mãos e pés e presença de proteínas na urina. Estes sintomas podem ser acompanhados de dor de cabeça, visão borrada, súbito aumento de peso (edema) e diminuição do volume urinário. Se não for diagnosticada nem tratada a pré eclâmpsia pode evoluir para a eclâmpsia, condição perigosa para mãe e filho. Pré eclâmpsia ou toxemia

30 Só um óvulo é produzido e fecundado, mas divide-se em duas culturas de células completas. Gêmeos idênticos (monozigóticos ou univitelinos)

31 Os gêmeos idênticos se assemelhem muito entre si, são sempre do mesmo sexo e parecem reflexos um do outro. Um terço de todos os gêmeos A maioria fica em bolsas amnióticas separadas Quase sempre dividem a mesma placenta

32 Gêmeos não-idênticos (fraternos, dizigóticos ou bivitelinos

33 Gêmeos, cuja semelhança entre si não é tão acentuada


Carregar ppt "SÍNDROMES. CARIÓTIPO Conjunto cromossômico de uma célula diplóide, no qual pode se evidenciar o número, a forma e o tamanho dos cromossomos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google