A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SINAN SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SINAN SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil."— Transcrição da apresentação:

1 SINAN SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil

2 Objetivo Geral Fortalecer o Sistema de Vigilância em Saúde em gestão da informação, qualificando o processo decisório em todos os níveis de gestão. SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

3 Objetivo Específico Coletar, transmitir e disseminar dados gerados rotineiramente pelo Sistema de Vigilância em Saúde, para apoiar o processo de notificação, investigação e controle de doenças e agravos de notificação compulsória, base para análise do perfil de morbidade. SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

4 Piloto Santa Catarina e Pernambuco – 90s Implantação em 1993 – Adesão Voluntária Adesão do município do Rio de Janeiro Regulamentação Portaria Ministerial nº1882 HISTÓRICO: SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

5 VERSÕES DE

6 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO VIGILÂNCIA EM SAÚDE SISTEMA DE INFORMAÇÃO E PROCESSO DE INFORMATIZAÇÃO

7 No Brasil: Normas Gerais Sobre Defesa e Proteção da Saúde (decreto49.974) - relaciona 45 doenças Erradicação da Varíola e Valorização da Vigilância Epidemiológica - início da notificação sistemática de algumas doenças Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (lei 6259) incluindo doenças imunopreviníveis, meningite em geral, tuberculose, hanseníase e malária. SISTEMA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

8

9 Rede de Vigilância em Saúde SISTEMA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

10 Coleta e Disponibilidade da Informação NÍVEL CENTRAL SINAN FAD NÍVEL REGIONAL 1 NÍVEL REGIONAL 2 NÍVEL REGIONAL n... Unid 1 Unid 2 Unid 3Unid 4Unid 5Unid n Área 1 Área 2Área n SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

11 HEPATITE VIRAL RIO DE JANEIRO

12

13 USO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO Sistemas de Informação Unidade de Saúde Laboratório Rede Privada Sistema de Informação

14 USO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO INFORMATIZADO SINAN VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

15 INSTRUMENTO DE GESTÃO METAS PACTUADAS: Repasse Obrigatório Relatórios trimestrais do estado para municípios Preenchimento de 80% dos campos obrigatórios da FIE SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

16 EVOLUÇÃO GERENCIAL 1996 – 2008 Gerência de Vigilância Epidemiológica 2009 – Gerência Técnica do SINAN Gestão Municipal SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

17 SISTEMA DE MÚLTIPLAS ÁREAS TÉCNICAS Vigilância de : Agravos Transmissíveis Agudos Agravos Transmissíveis Crônicos Agravos Não Transmissíveis Imunização Saúde do Trabalhador SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

18 USO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO Imunização Agravos Transmissíveis Sáude do Trabalhador Agravos Não Transmissíveis INTEGRAÇÃO ° Trim. 3° Trim. Leste Oeste Norte SINAN Outros ???

19 GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO SINAN GERENCIAMENTO DAS RESPECTIVAS ÁREAS TÉCNICAS USUÁRIAS DO SINAN TRANSIÇÃO GERENCIAL SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

20 GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO SINAN TRANSIÇÃO GERENCIAL SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

21 1. Atualizar a tabela das unidades notificantes. 2. Coordenar e atualizar o cadastro de bairros e regiões administrativas da cidade e atualização de agravos de interesse municipal. 3. Enviar semanalmente o banco de dados para o nível estadual. COMPETÊNCIAS do GT SINAN SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

22 5. Atualizar as Áreas Técnicas com a última versão dos instrumentos de informação. 6. Analisar os dados do sistema quanto sua complitude e duplicidade. 7. Manter o sistema atualizado na última versão disponível. dados. COMPETÊNCIAS do GT SINAN SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

23 8. Disponibilizar os arquivos em extensão DBF semanalmente para todas as Áreas Técnicas. 9. Divulgar os resultados das análises epidemiológicas e gerenciais. COMPETÊNCIAS do GT SINAN SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

24 COMPETÊNCIA DO NÍVEL ESTADUAL Distribuir as versões do SINAN e seus instrumentos de coleta de dados para os municípios Acompanhar fluxos e prazos para o envio de dados pelo nível municipal Consolidar os dados provenientes dos municípios Enviar os dados ao nível federal regularmente, dentro dos prazos estabelecidos SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

25 COMPETÊNCIA DO NÍVEL FEDERAL Estabelecer: – diretrizes e normas técnicas – fluxos e prazos para envio de dados Padronizar: – versões – instrumentos de coleta dar suporte técnico às UF SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

26 COMPETÊNCIA DOS TRÊS NÍVEIS Avaliar a regularidade, completitude, e consistência e integridade dos dados. Realizar análises epidemiológicas operacionais. Retroalimentar as informações para os integrantes do sistema. Capacitar recursos humanos SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO

27

28

29

30 ANÁLISE DE SITUAÇÃO ENCERRAMENTO DA INVESTIGAÇÃO DE CASOS SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO AGRAVOPrazo Botulismo Carbúnculo ou Antraz Cólera Coqueluche Dengue Difteria Doença de Chagas Aguda Doença de Creutzfeldt – Jacob Doenças Exantemáticas (Sarampo e Rubéola) Febre Amarela Febre do Nilo Febre Maculosa Febre Tifóide Hantaviroses Influenza Humana por novo subtipo Leptospirose Leishmaniose Visceral Malária Meningites Peste Poliomielite/ PFA Raiva Humana Tétano Neonatal Tétano Acidental Tularemia Varicela Varíola 60 dias após a data notificação Hepatites Virais Leishmaniose Tegumentar Americana 180 dias após a data notificação Síndrome da Rubéola Congênita180 dias após a data nascimento da criança AGRAVO

31 ANÁLISE DE SITUAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Nacional

32 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO ANÁLISE DE SITUAÇÃO Fonte: SINAN Base Municipal RJ

33 ANÁLISE DE SITUAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Nacional

34 ANÁLISE DE SITUAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Nacional

35 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO ANÁLISE DE SITUAÇÃO Fonte: SINAN Base Municipal RJ

36 ANÁLISE DE SITUAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Municipal RJ

37 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO ANÁLISE DE SITUAÇÃO PRAZO DE INCLUSÃO DE NOVOS CASOS Até 15 meses após a data do diagnóstico Hanseníase (2 anos) Tuberculose Até 5 anos após a data do diagnóstico - Aids Adulto e Criança Até 6 meses após a data do início dos sintomas Doenças agudas

38 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Municipal RJ

39 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO Fonte: SINAN Base Municipal RJ

40 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO DESAFIOS ACHAR AS MELHORES SOLUÇÕES DA INFORMATIZAÇÃO PARA EQUILIBRAR DESCENTRALIZAÇÃO DO USO COM INTEGRIDADE DO BANCO DE DADOS E CUMPRIMENTO DAS METAS DE GESTÃO CONSTRUÇÃO DE UM TABNET MUNICIPAL PARA O SINAN CAPACITAR AS DIVISÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NO USO DAS INFORMAÇÕES DO BANCO DE DADOS

41 SISTEMA NACIONAL DE AGRAVO DE NOTIFICAÇÃO DESAFIOS CONVENCER OS SERES HUMANOS A CONVERSAREM ENTRE ELES UTILIZANDO OU NÃO SEUS COMPUTADORES ADOTAR A SIMPLICIDADE COMO PARÂMETRO PARA SE OBTER INFORMAÇÃO ESTIMULAR O USO DA COMPUTAÇÃO COMO FERRAMENTA DE TRABALHO E NÃO COMO INSTRUMENTO DE TORTURA

42 OBRIGADA! Gerência Técnica do SINAN – GTSINAN Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil


Carregar ppt "SINAN SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO DE AGRAVOS DE NOTIFICAÇÃO Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google