A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Ciências Humanas e Educação 1ºciclo de Estudos em Psicologia Psicometria 3ºano/1ºsemestre Professora.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Ciências Humanas e Educação 1ºciclo de Estudos em Psicologia Psicometria 3ºano/1ºsemestre Professora."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Ciências Humanas e Educação 1ºciclo de Estudos em Psicologia Psicometria 3ºano/1ºsemestre Professora Doutora Sónia Remondes Costa Catarina Dinis, Conceição Marinheira, Joana Ferreira, Iva Desport-Coelho Turma 2 Vila Real,23 de Novembro de 2012 Figura complexa de Rey

2 Objetivos Geral Compreender o papel da psicometria no domínio da avaliação psicológica Específicos Analisar o manual do teste de avaliação psicológica Teste de cópia de figuras complexas (Rey, 1942) finalidades. qualidades psicométricas população destinatária aplicação, cotação e interpretação

3 Teste desenvolvido por André Rey (1942) Osterrieth (1945) Elaborou estudos comparativos entre a prova e o desenvolvimento genético Cópia e reprodução de memória de um desenho geométrico estruturado de forma complexa Diagnóstico diferencial entre deficiência mental e défice adquirido por lesão cerebral

4 Propriedades da figura Ausência de significado evidente Fácil realização gráfica A estrutura, no seu conjunto, é suficientemente complicada de forma a exigir uma atividade analítica e de organização

5 Teste de figuras complexas Avaliar a atividade percetiva e a memória visual nas fases de cópia e reprodução de memória Objetivo Verificar o modo como o sujeito apreende os dados percetivos que lhe são apresentados e o que foi conservado espontaneamente pela memória Avaliação neuropsicológica Gnosia visual e retenção de memória visual

6 Ativação dos órgãos sensoriais (sensação) Seleção e interpretação dos estímulos recebidos pelos canais sensoriais (Perceção) Processamento superior Processamento da mensagem visual

7 Processamento da aprendizagem e memória Estímulo Registrador sensorial Memória de curto prazo Memória de longo prazo (conhecimento base que se vai acumulando capacidade infinita) Codificação em segundos da informação processada (capacidade limitada ) Consolidação RecuperaçãoTransferência da informação selecionada Processos de controlo (atenção) Seleção da informação

8 Aferição à população portuguesa Amostra 20 sujeitos por escalão etário (N=220) De ambos os sexos e idades entre os 5 e os 15 anos Estudos normativos de: Tipo de reprodução e tempo de cópia Tipo de Riqueza e exatidão da reprodução de memória Bastante heterogénea, não foram excluídas crianças com dificuldade de aprendizagem De acordo com diferentes níveis de desenvolvimento Notas percentílicas por idades, a partir dos 5 anos

9 Administração Duração Aplicação Âmbito de aplicação Ficha técnica Individual Variável (5-25minutos) Crianças e adultos Clínica

10 Material Manual do teste normas de aplicação Normas de cotação Fundamentos estatísticos Interpretação dos resultados Papel branco (A5) Lápis de cor Lápis de carvão Cronómetro Lâminas da prova (estímulos) Folha de registo

11 Lâminas da prova (estímulos) Figura A: a partir dos 5 anosFigura B: 4-7 anos Atenção: Não são formas paralelas, as tarefas simplesmente foram adaptadas a diferentes momentos do processo de evolução

12 Vantagens Material reduzido A aplicação não é demorada Fácil aceitação por parte dos sujeitos, mesmo aqueles mais tímidos ou introvertidos. Apresentação da evolução genética dos resultados Caraterização do grau de atenção no modo de apreensão dos dados Grau de possível insuficiência mnésica Gerais Práticas

13 Modo de aplicação 1- Superfície lisa e local livre de ruídos 2- Preparar o material 3- Fornecer ao sujeito a folha branca e explica r Tem aqui um desenho, vou pedir-lhe que o copie para esta folha. A cópia não precisa ser rigorosa, mas é preciso estar atento às proporções ( aos tamanho), e não esquecer nenhuma parte da figura. Não tenha pressa, faça-o ao seu ritmo. Pode começar com este lápis. Lápis Vermelho, por exemplo

14 Coloca-se o cronómetro a funcionar Deixa-se o sujeito trabalhar uns instantes, dá-se outro lápis de outra cor Reprodução de cópia Pode-se usar cerca de 5 ou 6 cores diferentes. Importante anotar a sequência de cores utilizadas para identificar como o sujeito desenvolveu a cópia Reprodução de memória Após uma pequena pausa, que não exceda os três minutos, convida-se o sujeito a desenhar, numa segunda folha, a figura, anteriormente copiada, de memória Nesta segunda fase o uso de lápis de cor é opcional, depende do tempo que se tenha disponível

15 Exemplo de cópia Sexo feminino 32 anos Advogada Tempo de cópia da figura: Entre 2 e 3 minutos (2,40 min.) Pontuação bruta: 32 pontos

16 Exemplo de reprodução de memória Sexo feminino 32 anos Advogada Tempo de reprodução da figura: Entre 3 e 4 minutos (3,40 min.) Pontuação bruta: 20,5 pontos

17 Critérios de pontuação 2 ExatidãoPontuaçãoLocalização 1 1 0,5 0 Correta Deformada/incompleta/reconhecível Irreconhecível/ausente Mal Bem Mal Bem Correção da prova

18 Pontuação máxima da prova : 36 pontos

19 1 1

20 Tipos de cópia Osterrietch ( 1947) ordenou os tipos de cópia: Do mais racional para o menos racional I- Construção sobre a armação II- Detalhes englobados na armação III- Contorno geral IV- Justaposição de detalhes V- Detalhes sobre o fundo confuso VI-Redução a um esquema familiar VII- Garatujas A observação do sujeito aquando a realização da tarefa e o uso de várias cores permitirá identificar os vários tipos

21 Gradação dos tipos de cópia + Primitivo+ Evoluído A evolução vai do tipo VI ao tipo I Tipo VI- redução da figura a um esquema familiar Tipo V- fundo de linhas mais ou menos confusas onde se destacam alguns detalhes claramente reconhecíveis Tipo IV- justaposição de detalhes sem traçado base, terminando num conjunto mais ou menos coerente Tipo III- contorno geral no qual se colocam depois os detalhes Tipo II- detalhes englobados na armação Tipo I- começa pelo retângulo central que serve de estrutura a todo o desenho

22 Transformação em resultados percentílicos O manual possui várias tabelas de transformações dos resultados brutos em resultados percentílicos Riqueza e exatidão da cópia Riqueza e exatidão da reprodução de memória Pontuação bruta da reprodução de memória Pontuação bruta da cópia Tempos de cópia em minutos Frequência de tipos de memória em relação à idade Tipos de memória (de acordo com a idade)


Carregar ppt "Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Ciências Humanas e Educação 1ºciclo de Estudos em Psicologia Psicometria 3ºano/1ºsemestre Professora."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google