A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AMÉRICA Prof. Alexandre Neto. Curso de História da América O povoamento: –Estreito de Bering – 20 à 30 mil a.C –Malaio Polinésia –Autóctone. A Habitação:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AMÉRICA Prof. Alexandre Neto. Curso de História da América O povoamento: –Estreito de Bering – 20 à 30 mil a.C –Malaio Polinésia –Autóctone. A Habitação:"— Transcrição da apresentação:

1 AMÉRICA Prof. Alexandre Neto

2 Curso de História da América O povoamento: –Estreito de Bering – 20 à 30 mil a.C –Malaio Polinésia –Autóctone. A Habitação: –30 mil à 7 mil a. C = Paleolítico –7 mil a.C.= Início do Neolítico (Mesolítico) As conseqüências da Revolução Neolítica. –Basicamente Agrícola (Milho, Mandioca e etc..) –Domesticação da Lhama e a Alpaca (Andes Centrais) O trabalho transformou as sociedades –Os Centros Cerimoniais Do Paleolítico ao Neolítico

3 Os Olmecas (Mesoamérica) –Escrita hieroglífica. –Calendário. –Esculturas de 03 metros e 20 toneladas. Primeira cidade (Teotihuacán) – 100 d.C –Pirâmide do Sol (60m) –Pirâmide da Lua (43m) –Cidade dos Deuses –80 mil habitantes. História da América Os povos Pré-colombianos

4 Maias Os Maias – requinte para a elite. –Península de Yucatán até praticamente o Pacífico –Antigo Império (317 – 987) Apogeu x fim de Teotihuacán. Fim de Teotihuacan (750) Abertura do Comércio. Conquistas Militares Abandono das cidades (+ ou -) 800 d.C.

5 Os Maias – requinte para a elite. –Novo Império (987 – 1697) Concentrou-se ao norte da Península de Yucatán. Século X – Invasão tolteca penetrou as terras maias (Chichen – Itzá) e funda o renascimento Maia – Criação da Confederação Maia. –(Chichén de Itzá, Xius de Uxmal e Cocon de Mayapan) História da América Os povos Pré-colombianos Anos de Guerra = fim da confederação – século XV. Quando os espanhóis chegaram a sociedade já havia sucumbido...

6 Os Maias – requinte para a elite. –Política. Comanda pelos Halac-uinic Comando feito por reinos ou cidades- estados. Povo pacífico em sua política externa. –Segundo alguns historiadores com Federico Navarrete lutas entre eles pode ter levados os mesmos a decadência. Batab = Chefes Locais. –Cobrança de Impostos »Alimentos ou horas de trabalho. Curso de História da América Os povos Pré-colombianos

7 Os Maias – requinte para a elite. –Economia Ênfase na agricultura rudimentar. –(03 a 04 meses por ano) –Milho Cacau, batata, Algodão e etc. Motivação para as obras públicas, sendo considerados exímios arquitetos, engenheiros, matemáticos e astrônomos. História da América Os povos Pré-colombianos –Sociedade Calendário Perfeito Grandes conhecedores da astronomia Escrita Hieroglífica –Não totalmente decifrada Tinham práticas de mutilações religiosas.

8 Os Astecas – Aztlán ou Mexicas. –Início: Povos Nômades –Fixação à noroeste do México. –Domínio de outros povos (Toltecas) –1325 Fundação de Tenochtitlán (cidade do México) História da América Os povos Pré-colombianos –O Princípio da Guerra Pagamentos de tributos; Uso da mão de obra dos conquistados; Surgimento das aristocracias guerreiras (Clãs ou Calpulli); Guerra e fé ( O sacrifício da Água Preciosa).

9 Os Astecas – Aztlán ou Mexicas. –Economia: Chinampas. –Milho, algodão, frutos e outros. –Desconheciam a propriedade individual das terras. –Praticavam o comércio diário nas grandes cidades. Impostos sobre os povos conquistados. –Sociedade: Tlatoani – Imperador Tecuhtli ou Tlatocayotl – Senhores Macehualtin – Trabalhadores Camadas sociais sempre em formação As roupas definiam o padrão social. Uso da mão-de-obra gratuita (Córveia) A educação era levada à sério –Preguiça era falta grave Banhos diários. História da América Os povos Pré-colombianos

10 Os Astecas – Aztlán ou Mexicas. –Política: Domínio pelo Tlatoani –Função religiosa, militar e judiciária. Apogeu durante o governo de Montezuma I e Montezuma II; O Tlatoani era escolhido por um conselho de alguns nobres. –Religião: Politeista com destaque ao deus Quetzalcóatl, a serpente emplumada que representava a força e a sabedoria. Haviam vários rituais religiosos e sacrifícios que seriam bons para manter o universo. História da América Os povos Pré-colombianos

11 História da América Os povos Pré-colombianos

12 Destruição do Império Asteca –Ação de Hernan Cortez. Em 1519 expedições comandadas por Hernan Cortez desembarcaram na península de Yucatan e foram abordadas por tropas do imperador Asteca Montezuma II,solicitando que saíssem do local. As tropas de Cortez se aliaram a tribos descontentes e invadiram Tenochtitan e obrigaram Cortez a aceitar a administração espanhola. Em 1520 houve uma ação direta contra os Astecas que levou a morte de mais de duas mil pessoas. Em meados de 1521, após meses de combates as tropas espanholas conseguiram derrotar e conquistar definitivamente as terras Astecas. História da América Os povos Pré-colombianos

13 Os Incas. –Localizados no território Andino –Século XIV – Domínio dos povos de Cuzco – Siuchi Inka Roka. –Apogeu do século XV Império dividido em 04 partes e com 16 mil Km de estradas para o comércio, defesa e comunicação. História da América Os povos Pré-colombianos

14 OS SUYOS Os incas dividiram seu imenso império em quatro grandes unidades geopolíticas os suyos que se irradiavam para fora desde a capital, Cusco. Chamaram a seu império "Tahuantinsuyo" e designaram a cada um dos suyos com o nome dos grupos étnicos locais dominados. Ao noroeste de Cusco se localizava a região de Chinchaysuyo que incluía a costa norte e a serra do Peru até o Equador. Ao noroeste de Cusco se achava o Antisuyo que incluía as drenagens superiores do rio Amazonas e a vertente oriental-sul dos Andes centrais. O quadrante sudoeste de Tahuantinsuyo se chamava Collasuyo e incluía o Lago Titicaca, o norte de Chile, noroeste de Argentina e a atual Bolívia. O quarto suyo de império Inca, Contisuyo, compreendia o sul e sudoeste de Cusco, ou seja, as regiões de Arequipa e a costa centro-sul do Peru. História da América Os povos Pré-colombianos

15 Os Incas. –Política: Comando do Inca, considerado o filho do sol. O poder local do Kuraka. –Divisão de terras e funções militares. O domínio pela importância de ser Inca. –Economia: O sistema de Mita (de 03 a 12 meses) Produção agrícola e irrigação Construção de estradas em forma de Zigue- Zague. História da América Os povos Pré-colombianos

16 Os Incas. –Religião: Politeistas Principais deuses: –Inti (sol), Quilla (lua) e Viracocha (Criador) –Sociedade: Rígida divisão social Inca – Sacerdotes – Orejones – Yanaconas Machu Picchu, marco Arquitetônico. História da América Os povos Pré-colombianos

17

18 Domínio dos povos Incas. –Grande quantidade de ouro. –Disputas internas pelo poder. Vitória de Atahualpa em –Chegada de Francisco Pizarro. Cuzco foi encontrada deserta. Negociações entre Pizarro e Atahualpa. Atahualpa, preso, negociado e assassinado. Em 1533 as cidades de Cuzco e Quito são invadidas marcando a destruição do império Inca. História da América Os povos Pré-colombianos

19 Os Ameríndios –Localizados em quase todos os territórios. –Estilo de vida simples. –Os povos sambaquis (primeiros sedentários) –Os povos do Litoral (Os Tupis) –A divisão do trabalho e do sexo. –A religião politeísta ligados a Natureza (Animista) O Canibalismo. –Economia: Produção agrícola. Domesticação de animais. Curso de História da América Os povos Pré-colombianos

20 História da América Mapa Mundi

21 História da América O trabalho na América Espanhola –A missão religiosa: Divisão das terras descobertas e a posse justificada pelo objetivo de cristianização dos povos. O conflito de interesses entre Estado, Igreja e conquistadores. A legitimação da Guerra Justa: Requerimiento. A escravidão através da encomienda, do repartimiento, da mita e do cuatequil. O princípio das leis espanholas. América Espanhola

22 História da América O sistema de exploração e dominação colonial. A política indigenista Sistema mercantilista Exclusivismo metropolitano 1503 – 1660 = 25 mil toneladas de prata (7 – 8 mil ficaram na colônia) América Espanhola

23 História da América O sistema de exploração e dominação colonial. O sistema de porto único. –1503 – Criação da Casa de Contratação –Conselho Real e Supremo das Índias – oficialmente desde América Espanhola Porto de Servilha Cartagena (Colômbia) Porto Belo (Panamá) Vera Cruz (México)

24 História da América A Administração. A mineração x a Haciendas. –Potosi – Alto Peru –Zacatecas – México –Produção Agrícola e charqueadas Criollos x Chapetones Os Adelantados. –Aventureiros –Direito vitalício de fundar cidades –Evangelizar índios –Construir fortalezas –Poder Jurídico e Militar América Espanhola

25 História da América A Administração. Cabildos (Câmaras Municipais) Vice-Reinos –Peru; Prata; Nova Granada e Nova Espanha. Audiências: –Funções judiciárias e posteriormente administrativas. Capitanias Gerais: –Criadas em áreas estratégicas econômicas e militarmente. A Queda Demográfica Guerras de conquista Trabalho forçado e escravidão Epidemias América Espanhola

26 Mapa dos Vice-reinados e Capitanias

27 Curso de História da América Dos obstáculos Internos à Expansão. –Guerra dos Cem Anos. –Pouca tecnologia. –Reinado de Francisco I (1515 – 1547) –1523 e 1524 – Exp. Verazzano América do Norte (Litoral) –1534 – Jacques Cartier – Canadá (Rio São Lourenço) –1555 – Huguenotes no Rio de Janeiro – Gaspar de Coligny. –Conflitos Religiosos – (1562 – 1598) Domínio da região Central da América do Norte. –Domínio do Canadá. Quebec – 1608, Samuel de Champlain – Comércio de peles –Favorecidos pela rede fluvial houve o domínio até o Golfo do México. –13 colônias x região central... As Colonizações Tardias Franceses na América.

28 Curso de História da América As Colonizações Tardias Franceses na América.

29 Curso de História da América Domínio da região Central da América do Norte. –Luta desigual: Um milhão de ingleses x sessenta mil franceses. –Fim: Franceses vencidos em duas frentes. –Cedeu o Canadá a Inglaterra e a Luisiana aos espanhóis. Franceses nas Antilhas: –Importantes centros de produção de Açúcar, Café, Algodão e Fumo. –Uso da mão de obra escrava. –Várias ilhas. –Fim: Com o fim da guerra dos sete anos (1763) as possessões francesas restringiam-se à Guiana e algumas ilhas de menor importância. As Colonizações Tardias Franceses na América.

30 Curso de História da América Situação Européia –Falta de liberdade Religiosa –Desemprego –Perseguições políticas. –A lei dos Cercamentos. –Servidão por Contrato (4 à 7 anos) –Pequenos lotes para trabalhar. Colonização: Em nome do lucro. –1607: Fundação da Virgínia –1740 já haviam fundado as 13 colônias. As Colonizações Tardias Ingleses na América.

31 Curso de História da América A Divisão das Colônias Colônias do Norte: –Comércio, Manufaturas, Trabalho livre e remunerado, agricultura de subsistência e minifúndios. Colônias do Sul: –Prioritariamente agrícolas, comércio externo, escravidão, latifúndio e terras férteis. Colônias do Centro: –Outras culturas. –Economias diversificadas, policultura, pecuária e comércio. –Tolerância religiosa (quakers, judeus e etc). As Colonizações Tardias Ingleses na América.

32 Mapa das 13 colônias

33 Curso de História da América A expansão econômica holandesa e a criação das companhias de comércio. –Independência da Holanda. –Embargo Espanhol Criação das Companhias de Comércio. –Índias Orientais – Várias ilhas e domínio da Indonésia. Comércio de especiarias – a Descoberta do Rio Hudson pelo navegador inglês Henry. –Índias Ocidentais – 1621 Comércio com o açúcar – Compra da Ilha de Manhattan. Domínio de várias ilhas no Caribe. As Colonizações Tardias Holandeses na América.

34 Curso de História da América As Colonizações Tardias Holandeses na América.

35 Curso de História da América Concorrência Inglesa e a diminuição da influência holandesa na América. –Empresa açucareira no Brasil e a Nova Holanda. –O controle do Tráfico Negreiro. –Expulsão dos holandeses em Colonização holandesa e a implantação da produção do açúcar em Barbados. –Concorrência à produção brasileira. As Colonizações Tardias Holandeses na América.

36 Curso de História da América Transformações Européias –O avanço do capitalismo e o fortalecimento da burguesia. –As revoluções burguesas e a crise do Antigo Regime. A Independência dos EUA. –A mudança dos objetivos metropolitanos. –A resistência colonial à opressão fiscal inglesa. –Singularidade do processo da Independência. Ruptura dos laços coloniais Apóio francês. Permanência da estrutura interna. O processo de Independência das Américas

37 Os Movimentos Precursores. Disputas entre Chapetones e Criollos. O levante no Peru de Tupac Amaru. –Contra os Chapetones – 1776; –Igualdade de direitos; –Fim: Morte de aproximadamente 80 mil pessoas. Venezuela. –Levante de Francisco Miranda; –Apoio inglês – Independência em 1811; –Resgate Espanhol em 1812; –Acordo com a vitória da Espanha.

38 Curso de História da América A Independência do Haiti. –1789 – Haiti rica colônia formada por 60 mil habitantes (80% negros) –1791 – População branca foi parcialmente massacrada. –Toussaint-Louverture liderou o movimento pela emancipação enfrentando tropas inglesas –Vitória de Toussaint, fim da escravidão e nova constituição para a ex-colônia. –1802 – tropas napoleônicas foram derrotadas. –Toussaint foi traído e morreu no cárcere francês. –1804 – Novo Movimento liderado por Jean-Jacques Dessalines que conquistou a independência, sendo reconhecida pela França em –1845 – A parte oriental do Haiti proclamou sua independência, tornando-se República Dominicana. O processo de Independência das Américas

39 Curso de História da América Mapa do Haiti O processo de Independência das Américas

40 América Latina

41 Curso de História da América Libertação do Prata: –Paraguai: Junta Governativa (Francia – 1813) –Uruguai: Independência do Brasil em –Argentina: Busca pelo domínio do Pais do Prata, não conseguindo cria a independência com a união das terras do interior em Chile: Participação de San Martin com apoio dos Criollos. Peru – 1821 – ataque por terra e mar ( Martin e Cochrane) – Rendição Honrosa. Obs: Simon Bolivar, buscava a liberdade das terras setentrionais. Encontro de Guayaquil – –Bolivar: Repúblicas Federalistas. –Martin: Príncipes Europeus convidados. Martin abandona a causa em O processo de Independência das Américas

42 Curso de História da América Batalha de Ayacucho (1824). –Com a saída de San Martin, as forças espanholas conseguiram retornar a Lima em julho de –Bolivar toma Lima e aceita o título de Ditador Perpétuo. –As tropas espanholas refugiam-se no Alto Peru (La Paz e Potosi). –Antº José Sucre – Domina o território após a batalha de Ayacucho e em 1825 é proclamada a Independência da Bolívia. A libertação do México. –Antes: As lutas de Morelos e Guerrero O combate do Criollo Augustin Itúrbile (apoio do Vice-rei Juan ODonojú). –Plano de Iguala (02/1821) México Independente (Coroa a Fernando VII). Catolicismo Oficial. Igualdade de Direitos a todos. O processo de Independência das Américas

43 Curso de História da América A libertação do México. –Tratado de Córdoba: Retirada do vice-rei e montagem de uma regência sob a liderança de Itúrbide. –Com apoio dos conservadores Itúrbide invade militarmente o México e faz-se coroar Augustin I (1822). –Itúrbide aumenta seu poder e domina o Texas e a Califórnia, bem como toda a América Central, exceto o Panamá. –Na tentativa da dissolução do Congresso, os liberais reagem sob o comando do General Santa Ana. Em 1823 Itúrbide e deposto. –Em julho de 1823, declaram-se livres da Espanha e do México as províncias Unidas da América Central (Guatemala, El Salvador, Honduras e Costa Rica), tendo como presidente da Federação Manuel Arce. O processo de Independência das Américas

44 Cuba Colônia espanhola no Caribe. Produtora de açúcar e tabaco – José Martí – liderou movimento de independência, foi preso levado para Espanha e depois voltou e morreu em 1895 ser ver Cuba livre. Norte-americanos lideraram o movimentoe garantiram a independência de Cuba. –Resolução conjunta – Cuba permaneceu ocupada pelos americanos até 1902 – saída com a Emenda Platt.

45 Curso de História da América A Ordem internacional e o Nacionalismo. –A elite criolla e o uso do nacionalismo para o controle da maioria, privilegiando interesses externos. Guerras do Prata. –Importância da Região platina para a Inglaterra, Brasil, Argentina e Uruguai. –Livre-cambismo e unitarismo x protecionismo e federalismo. –Intervencionismo e Doutrina Monroe. A guerra do Paraguai. –Política isolacionista de desenvolvimento para dentro e a força da militarização paraguaia em função de sua vulnerabilidade geográfica. –A Política de Francia. –Solano Lopez e seu projeto expansionistas: O confronto dos interesses. –Os efeitos devastadores da guerra e suas conseqüências. A formação do Estado na América Latina.

46 Curso de História da América Estados Unidos x México (1846 – 1848) –Anexação do Texas, Novo México e Arizona e a legitimação do imperialismo norte-americano pelo destino manifesto e o Corolário Polk. A guerra do Pacífico (1879 – 1884). –Tensões de fronteira entre Chile, Bolívia e Peru. –O salitre e os interesses ingleses. –Perdas para a América e a vitória do capitalismo e do imperialismo inglês. A guerra do Chaco (1932 – 1935). –Constantes brigas fronteiriças. –O petróleo e a concorrência de duas empresas petrolíferas. –Perdas para a América e vitória externa (Estados Unidos) A formação do Estado na América Latina.

47 Curso de História da América A Constituição Norte Americana (1777) –União perpétua entre os estados. –89 frases e 4 mil palavras. (União dos estados em pontos mínimos). –Igualdade no Senado (02 por estado). –Proporcionalidade na Câmara. O Sistema Partidário. –Os Republicanos. –Os Democratas. Expansão para o Oeste. –Estabelecimento de regras para a ocupação e o estatuto do Noroeste: reafirmação do ideal federalista. –Questão da distribuição de terras: crescente facilidade na aquisição de lotes. –Relações do Oeste com o Leste: integração econômica através dos rios Ohio e Mississippi, canal Erie e ferrovias. –Relações do Oeste com o sul: perda do poder do sul com o aumento do número de estados livres. –Desenvolvimento dos transportes e o aumento demográfico. A formação do Estado nos EUA.

48 Domínio do Oeste

49 Curso de História da América Aquisições territoriais –Compra da Luisiana à França (1803) –Compra da Flórida à Espanha (1819) –Anexação do Texas contra o México (1845) –Oregan: Tratado com a Inglaterra (1848) –Anexação do Novo México e da Califórnia contra o México (1848). –Compra do Alaska (1864). A formação do Estado nos EUA.

50 Curso de História da América A Guerra Civil Norte Americana.(1861 – 1865) –Crescimento econômico das colônias do Norte. –Diferenças entre as colônias do Norte e as do Sul. –1861 – Estados Confederados da América. Formação dos estados do sul. –Abraham Lincoln na busca pela manutenção da unidade territorial tornou a guerra inevitável. –Superioridade do Norte: Norte: 20 milhões de habitantes. Sul: 10 milhões (35% escravos) Norte: Grande parque industrial e bélico. Sul: manufaturas e alguns armamentos pesados. –1863 – E decretada o fim da escravidão e pondo os escravos contra as tropas sulistas. –1865 – Fim da guerra e vitória das tropas nortistas. –Conseqüências: 600 mil mortos, 8 bilhões de dólares, resistência ao fim da escravidão e montagem do Ku Klux Klan. A formação do Estado nos EUA.

51 Curso de História da América A política intervencionista dos Estados Unidos. –Rápida reconstrução do Estado. –1898 – Cuba e Porto Rico. Luta contra a Espanha pela independência, vitória Norte Americana. Entretanto Porto Rico foi anexado aos EUA e Cuba teve que assinar a emenda Platt. (garantia de intervenção militar). –Theodore Roosevelt (1901 – 1909) e a política do Big Stick. Caso Panamá. –Território da Colômbia –1901 – Aprovação do Canal pelo Congresso Norte Americano –1903 – Independência do Panamá. –1914 – Fim das Obras do Canal. –A Doutrina Monroe. (1823) –A cultura do American way of life –A crise de A superprodução para atender ao mercado europeu. O crack da Bolsa de Valores e suas repercussões. O surgimento do imperialismo Norte Americano.

52 Curso de História da América Medidas Socioeconômicas do New Deal. – Preços: controle governamental dos preços de diversos produtos agrícolas e industriais. – Empréstimos concessão de empréstimos aos fazendeiros arruinados para que pagassem suas dívidas e reordenassem a produção. – Obras públicas realização de diversas obras públicas para oferecer trabalho a milhões de desempregados. – Salário-desemprego criação de um salário desemprego para aliviar a situação de mi - séria dos desempregados. – Pacto de reconstrução da indústria realização de um acordo social pelo qual se garantiam o interesses dos industriais ( limitação dos preços e da produção às exigências do mercado e dos trabalhadores (fixação de salários mínimos. Limitação da jornadas de trabalho). O surgimento do imperialismo Norte Americano.

53 Curso de História da América Primeira Guerra Mundial. –Tríplice Aliança –Alemanha, Áustria e Itália. –Tríplice Entente – Inglaterra, França e Rússia. Os EUA devido a sua política isolacionista vendia aos dois grupos. Possível aliança México x Alemanha (Devolução das terras do México). Entente ganha – imposições européias. EUA – maior credor pós I guerra mundial e maior e melhor marinha. Eua mantinha o isolacionismo político mas não econômico. II Guerra Mundial: –Potências Aliadas – Inglaterra, França e Rússia. –Potências do Eixo – Alemanha, Japão e Itália. A aproximação de Roosevelt e Churchill. –Carta do Atlântico. Ataque a Pearl Harbor. Os Estados Unidos frente às Guerras Mundiais.

54 Curso de História da América Durante a Guerra: –14 milhões de americanos inclusive mulheres. –A discriminação de negros. O Apartheid Norte Americano. Os guetos Norte Americano Pós Guerra: –A doutrina Truman Anti-soviética Anticomunista –O plano Marshall Aplicação da Doutrina Truman para impedir o avanço soviético sobre a Europa. Ajuda americana aos países europeus capitalistas A Guerra na Coréia. O Macartismo e a histeria anticomunista –Reafirmação das tradições conservadoras dos EUA diante da expansão socialista. –Joseph McCarthy como símbolo: Acusações de denúncias. –Fim da Guerra da Coréia e o recuo da credibilidade do Macarthismo. Os Estados Unidos frente às Guerras Mundiais e a estrutura contemporânea.

55 Curso de História da América A guerra do Vietnã: –Antecedentes: Colonialismo francês Formação e vitória do vietminh. Ameaça comunista chinesa. Divisão entre o norte e o sul (ocidental capitalista) –Intervenção Norte Americana (1955) Nascimento do Vietcong. As pressões populares pelo fm da Guerra. Vários movimentos populares foram perseguidos, presos e exilados. –O New Left. Vitória do Vietnã. Os Estados Unidos frente às Guerras Mundiais e a estrutura contemporânea.

56

57 Curso de História da América A Revolução Mexicana. –De Itúrbide a Juarez(1822 – 1872) Ações governamentais contra a Igreja e os latifundiários. Organização do exército, latifundiários e Igreja contra suas perdas econômicas e políticas. –Porfírio Diaz (1876 – 1911) Adoção de medidas liberais. –Valorização da iniciativa privada –Expropriação de terras indígenas –Subsolo sob o controle estrangeiro. –Política anti-social e reeleições consecutivas. Após uma revolução liderada por Madero Diaz renuncia e assumi o poder Madero. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

58 Curso de História da América A Revolução Mexicana. –Durante o governo de Madero teve-se um apóio das forças revolucionárias mais radicais como o movimento zapatista. –Fuzilamento de Madero e restauração do Porfirismo pelo General Huerda. Oposições zapatista (Sul) e do fora da lei Pancho Villa (Norte). –Constituição de Direitos liberais e direitos sociais. (Trabalho, terra e segurança social) Propriedade privada subordinada ao interesse público. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

59 Curso de História da América Argentina: O peronismo (1945 – 1955) –De 1930 a 1960: Política de industrialização baseada na substituição de importações para fortalecer o mercado interno. –Juan Domingos Perón (1945 – 1955) Aprovação de leis trabalhistas, apoio aos sindicatos e leis protecionistas da indústria e do comércio. Apoio popular contra a sua deposição. Ação como presidente eleito: Benefícios previdenciários, educação gratuita, casas populares, voto feminino, nacionalização de serviços de comunicação e transporte. O papel de Eva Perón. O pós guerra e os obstáculos ao seu programa: endividamento externo, queda de preços de exportação dependência do auxílio norte-americano, conflitos com a Igreja, oposição da imprensa. Definição da postura esquerdista e sua substituição, em 1955, por Aramburu. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

60

61 Curso de História da América Revolução Cubana (1959): Fidel Castro Movimento 26 de Julho e a queda de Batista ( ) –Origens da ditadura de Batista (1940): golpe contra o presidente Machado, retorno em 1952 com novo golpe. –fortalecimento da oposição liderada por Fidel Castro: 1º ataque fracassado em 1953; 2º ataque fracassado em 1956 e início da guerrilha em Sierra Maestra. –Queda de Batista em 1959 –Formação de novo governo modera do com participação de vários ex- guerrilheiros. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

62 Curso de História da América Revolução Cubana (1959): Fidel Castro A radicalização –Medidas: paredón, baixa de preços dos aluguéis, efetiva reforma agrária. –Resistências internas (conservadores e moderados) e externas (Estados Unidos). –Afastamento dos moderados e aproximação dos comunistas. –Adesão dos comunistas e inserção do regime na guerra fria. Etapas da ruptura com a ordem capitalista ( ). –Medidas anticapitalistas: reforma agrária contra propriedades açucareiras norte-americanas. –Pressão econômica dos Estados Unidos: fornecimento e refino do petróleo. –Ação do governo cubano: nacionalização das refinarias. –Fracasso da invasão militar dos Estados Unidos na baía dos Porcos. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

63 Curso de História da América Revolução Cubana (1959): Fidel Castro O socialismo cubano. –Explicitação do caráter socialista no processo da revolução. –Em 1962: controle do movimento pelos revolucionários de Sierra Maestra e afastamento dos comunistas. –Crescente aproximação de Cuba jun to ao bloco socialista e isolamento em relação aos países capitalistas. –Exclusão da OEA e Bloqueio Naval dos EUA. Defesa da Revolução na América Latina. –Ernesto Che Guevara e a exportação da revolução. –Fundação da Organização Latino-Americana de Solidariedade (OLAS). –Recuo da Guerrilha a partir de 1968: Fracasso das lutas urbanas e rurais. –Críticas e revisão das bases teóricas da esquerda a partir dos anos 80. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

64

65 Curso de História da América Chile: de Allende a Pinochet (1870 – 1989) Frente Popular (1938 – 1946): –Estabilidade política no século XIX. –Industrialização no modelo de substituição de importações (século XX) e realização de reformas sociais. –Interrupção do reformismo com o governo populista de Carlos Ibañez ( ) Vitória da Unidade Popular (1970): –Preservação da democracia representativa e unificação do movimento sindical (CUT) –Fortalecimento da Frente Popular com partidos de esquerda: Unidade Popular (UP) –Derrota de Salvador Allende em 1958 –Influência da Revolução Cubana e duelo eleitoral entre PDC e UP –Vitória do PDC: revolução dentro da liberdade –Eduardo Frei ( ): ação restrita e preparação da vitória da UP nas eleições de 1970 O governo da Unidade Popular: –Mudanças econômicas Nacionalização do cobre. Controle sobre petróleo, ferro e carvão Reforma agrária. Estatização do sistema bancário aumento do poder aquisitivo dos trabalhadores. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

66 Curso de História da América Chile: de Allende a Pinochet (1870 – 1989) –Conseqüências. Escassez de produtos, alta inflacionária e generalização do mercado negro Importação de alimentos e déficit comercial Queda do preço internacional do cobre Boicote dos Estados Unidos aos créditos internacionais –A via chilena: transição pacífica para o socialismo dentro da legalidade. Controle da oposição e da mobilização popular Resistência da burguesia chilena e o golpe de 1973 A ditadura militar de Pinochet ( ). –Ascensão da chamada fracción brasileña (linha dura chilena) –Medidas neoliberais e monetaristas: o milagre chileno. Ajuda técnica dos Chicago boys Reprivatização da economia: devolução de terras e empresas –Conseqüências: Desemprego e cortes na saúde, moradia e educação. Ruína de pequenos e médios empresários Imensa dívida externa. A América Latina durante o século XX. Revoltas e Ditaduras

67 Última Imagem de Salvador Allende.


Carregar ppt "AMÉRICA Prof. Alexandre Neto. Curso de História da América O povoamento: –Estreito de Bering – 20 à 30 mil a.C –Malaio Polinésia –Autóctone. A Habitação:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google