A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Europa no Final do Século XIX. Uma Civilização arrogante O alto grau de prosperidade econômica alcançado pela Europa fazia com que ela disseminasse.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Europa no Final do Século XIX. Uma Civilização arrogante O alto grau de prosperidade econômica alcançado pela Europa fazia com que ela disseminasse."— Transcrição da apresentação:

1 A Europa no Final do Século XIX

2 Uma Civilização arrogante O alto grau de prosperidade econômica alcançado pela Europa fazia com que ela disseminasse a idéia de que compunha uma civilização superior as demais. (etnocentrismo)

3 A Modernidade na França O Imperador Napoleão III assumiu o trono da França em 1851 e encomendou ao arquiteto Haussmann uma grande remodelação da capital O Imperador Napoleão III assumiu o trono da França em 1851 e encomendou ao arquiteto Haussmann uma grande remodelação da capital.

4 Reformas urbanas Como quem joga lixo para debaixo do tapete, Paris foi modernizada demolindo-se prédios antigos, destruindo grande parte do patrimônio histórico para que se abrisse novas praças e avenidas, e retirando-se as habitações de pessoas pobres do centro da cidade que foram jogados para os distantes subúrbios.

5 Desigualdades sociais As novas avenidas facilitaram os transportes e os pobres, quando saíam de seus bairros miseráveis, podiam contemplar as casa elegantes e as lojas opulentas freqüentadas pelos ricos. Perceberam claramente as diferenças sociais e então a semente da revolta começou a germinar As novas avenidas facilitaram os transportes e os pobres, quando saíam de seus bairros miseráveis, podiam contemplar as casa elegantes e as lojas opulentas freqüentadas pelos ricos. Perceberam claramente as diferenças sociais e então a semente da revolta começou a germinar.

6 Guerra Franco- Prussiana Durante essa guerra Napoleão III foi aprisionado pelas tropas Prussianas e a população de Paris ficou numa situação tão difícil que as pessoas mais pobres tinham que caçar ratazanas nos esgotos para comer.

7 Comuna de Paris Herdeira das tradições revolucionárias francesas, a Comuna de Paris foi um governo popular organizado pelas massas parisienses em 18 de março de 1871, sendo fortemente marcado por diversas tendências ideológicas, populares e operárias. Tornou-se posteriormente, uma referência na história dos movimentos populares e revolucionários. Herdeira das tradições revolucionárias francesas, a Comuna de Paris foi um governo popular organizado pelas massas parisienses em 18 de março de 1871, sendo fortemente marcado por diversas tendências ideológicas, populares e operárias. Tornou-se posteriormente, uma referência na história dos movimentos populares e revolucionários.

8 A Comuna de Paris - considerada a primeira República Proletária da história - adotou uma política de caráter socialista, baseada nos princípios da Primeira Internacional. A Comuna de Paris - considerada a primeira República Proletária da história - adotou uma política de caráter socialista, baseada nos princípios da Primeira Internacional.

9 O poder comunal manteve-se durante cerca de 40 dias. O governo durou oficialmente de 26 de março a 28 de maio. Seu esmagamento revestiu-se de extrema crueldade. Cerca de 20 mil pessoas foram mortas em uma única semana – a Semana Sangrenta. O poder comunal manteve-se durante cerca de 40 dias. O governo durou oficialmente de 26 de março a 28 de maio. Seu esmagamento revestiu-se de extrema crueldade. Cerca de 20 mil pessoas foram mortas em uma única semana – a Semana Sangrenta.

10

11 CASO Dreyfus Em 1894, Alfred Dreyfus capitão do exército francês de judaica foi injustamente acusado e condenado por traição - depois anistiado e reabilitado. Incriminado por um conjunto de documentos falsos, foi condenado à prisão perpétua na Ilha do Diabo, na Guiana Francesa. Seu caso repercutiu por todo o mundo.

12 Inglaterra Vitoriana O símbolo dessa época de riqueza e poder foi a rainha Vitória. A Era Vitoriana foi uma época bastante conservadora tanto no aspecto político como na vida cotidiana A Era Vitoriana foi uma época bastante conservadora tanto no aspecto político como na vida cotidiana.

13

14 A segunda Internacional 1889, França – Segunda Internacional – Foi fundada por membros de partidos sociais democratas, revivendo a extinta Associação Internacional dos Trabalhadores. Essa organização foi marcada por diferenças ideológicas existentes entre, de um lado, ingleses e franceses adeptos do marxismo revolucionário e, do outro, socialistas alemães, seguidores de Bernstein, que preconizavam a mudança gradual para o socialismo, por meio de ações parlamentares.

15

16 A expansão alemã Desde que construiu sua unificação nacional a Alemanha tornou-se a segunda potência econômica da Europa atrás apenas da Inglaterra. Neste período a Alemanha, comandada por Bismarck proibiu a existência do partido social – democrata além de mandar fechar jornais e sindicatos ligados aos socialistas.

17 Legislação Social A Alemanha, recém unificada, criou leis sociais para auxiliar os trabalhadores com o objetivo principal de evitar que os mesmos se rebelassem contra o governo.

18 Os direitos femininos Sufragetes

19 O Império Áustro-Húngaro A Áustria era um império em que os germânicos dominavam diversos povos europeus como os Tchecos, os Húngaros e os eslovenos. Para tentar controlar os movimentos nacionalistas a Áustria concedeu certa autonomia a esses povos e como fachada de um igualdade entre os povos criou o Império Áustro – Húngaro.

20 Miséria e opulência viviam lado a lado na Rússia Tzarista Miséria e opulência viviam lado a lado na Rússia Tzarista.

21 A Belle Époque A Belle Époque foi um período na história da França que começou no fim do século XIX e durou até a Primeira Guerra Mundial.

22

23 O Impressionismo O Impressionismo é um movimento artístico surgido na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas dando ênfase na luz e no movimento. Geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintor pudesse capturar melhor as nuances da luz e da natureza. Mayra no Atelier W.Maguetas


Carregar ppt "A Europa no Final do Século XIX. Uma Civilização arrogante O alto grau de prosperidade econômica alcançado pela Europa fazia com que ela disseminasse."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google