A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Islamismo e a expansão árabe Webster Pinheiro. Beduínos (pastores nômades do deserto da Arábia Saudita) 1. Arábia Pré-islâmica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Islamismo e a expansão árabe Webster Pinheiro. Beduínos (pastores nômades do deserto da Arábia Saudita) 1. Arábia Pré-islâmica."— Transcrição da apresentação:

1 O Islamismo e a expansão árabe Webster Pinheiro

2 Beduínos (pastores nômades do deserto da Arábia Saudita) 1. Arábia Pré-islâmica

3 De quase 6,5 bilhões de pessoas no mundo, mais de 1 bilhão professa a religião islâmica fundada por Maomé (Mohamed). Maomé Nascido em Meca (570), grande centro econômico da Arábia Saudita, Maomé era caravaneiro e politeísta. Viajando pelo deserto, manteve contato com cristãos e judeus. Aos 40 anos, afirmando ter tido uma visão do anjo Gabriel, por meio do qual, Deus (Alá) o chamava a ser seu profeta e converter os povos da Península Arábica ao monoteísmo, Maomé cria o Islamismo.

4 2. A expansão do Islã Meca era o grande centro religioso e econômico da Arábia dominada por comerciantes coraixitas Ou Coraishitas; Membros da tribo dos Coraixitas, de Meca Meca pré-islâmica

5 A pregação do monoteísmo e a condenação de outros cultos ameaçavam os interesses dos comerciantes de Meca, que passaram a perseguir Maomé. Caaba, situada em Meca

6 3. A Hégira Fuga de Maomé, de Meca para Yathrib (futura Medina = cidade do Profeta) A Hégira, ocorrida em 622 da Era Cristã, assinala o início do calendário muçulmano; Maomé entrando em Yathrib. Muito em breve ele converterá todo o povo local e partirá para a Jihad em direção a Meca.

7 Medina

8 Maomé organiza, em 630, a Jihad (Guerra Santa) e parte para Meca com cerca de 10 mil seguidores;

9 Maomé pregando Em Meca, em 630, após tomada da cidade e sua conversão ao Islamismo; Após sua morte, em 632, seus sucessores, os califas, iniciariam a expansão islâmica para além da Península Arábica.

10 Maomé destruiu todos os 360 ídolos do politeísmo, na Caaba, mantendo apenas a Pedra Negra, que afirmava ter sido mandada do Céu. Grande mesquita de Meca, tendo ao centro a Caaba.

11 Maomé destruiu todos os 360 ídolos do politeísmo, mantendo apenas a Pedra Negra, na Caaba. O Islamismo assegurou, portanto, a unificação religiosa e política do povo árabe Mesquita da Caaba, em Meca, vista de fora Peregrino suplicando em Meca

12 4. Os princípios do Islamismo: Crer em Alá como seu único Deus e em Maomé como seu Profeta; Orar 5 vezes ao dia voltado para Meca; Peregrinar a Meca pelo menos uma vez na vida, caso as condições permitam; Dar esmolas (ajudar aos pobres); Jejuar no mês do Ramadã (nono mês do calendário muçulmano); Obs: A Jihad é considerada por alguns um princípio fundamental.

13

14 A proteção aos órfãos e às viúvas, assim como o consumo de carne de porco e seus derivados, bebidas alcoólicas, qualquer narcótico, droga ou tóxico são também pregados pelo Islão. A leitura do Alcorão (Corão), livro sagrado do Islamismo, compilado após a morte de Maomé, em 632.

15 6. Principais motivos da expansão islâmica: A necessidade de terras férteis para atender ao crescimento demográfico;

16 A doutrina da Jihad, prometendo o paraíso aos que morressem em nome de Alá (Allah); A decadência dos impérios persa e bizantino; O respeito aos costumes dos povos dominados.

17 Vista parcial e paradoxal da Mesquita de Omar e do Muro das Lamentações.

18 A expansão do Islamismo pelo mundo

19 População de muçulmanos no mundo

20 7. A dissolução da unidade islâmica e as disputas religiosas iniciadas a partir da morte do profeta: Sunitas: Utilizam-se do Suna (livro que exalta os feitos de de Maomé) e do Alcorão como fontes de fé. Defendem Abu-Bekr (sogro de Maomé) como seu sucessor. São o maior ramo do Islão, ao qual pertencem 85% do total dos muçulmanos. Sunitas comendo ao final do Ramadã

21 Xiitas: significa "partido de Ali(primo e genro de Maomé). São mais radicais e defendem o Alcorão como a única fonte legítima de consulta. são o segundo maior ramo de crentes do Islão, constituindo cerca de15% do total dos muçulmanos. Auto-flagelo xiita no Paquistão

22 Divisão entre Sunitas, Xiitas e outras religiões no Iraque e no Irã

23 8. O legado cultural árabe: Na matemática, desenvolveram o sistema numérico (1, 2, 3, 4, 5,...); Na arquitetura, utilizaram minaretes e arcos ogivais;

24 Dedicaram-se à Química e a Alquimia; Na Medicina, Avicena fez várias descobertas, diagnosticando a varíola e o sarampo, etc. Alquimista realizando experiência Avicena


Carregar ppt "O Islamismo e a expansão árabe Webster Pinheiro. Beduínos (pastores nômades do deserto da Arábia Saudita) 1. Arábia Pré-islâmica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google